Como sair desse buraco

17 de junho de 2015 § 97 Comentários

aves22

Artigo para O Estado de S. Paulo de 17/06/2015

O que assusta mais é a desproporção entre a quantidade e a qualidade do alarme e o tamanho do desastre. A unanimidade dessa alienação é inquietante. A fronteira hoje é o mundo e já passamos longe o limite a partir do qual não se cabe mais no mercado global. Os tempos dos verbos em uso em Brasília estão defasados. Não é que a conta vai estourar. A conta já estourou. A indústria nacional já está cataléptica. Ninguém – fora os barões do BNDES – consegue andar com as próprias pernas. Os empregos estão sumindo em velocidade vertiginosa. A inflação que se vê é só a primeira onda do tsunami que vem vindo.

O estado tende geneticamente ao absolutismo e democracia é a única barreira capaz de impedi-lo de ocupar todos os espaços. Nos períodos de imunodepressão institucional — quando a “razão de estado” impõe-se sobre os direitos individuais e os demais poderes são avassalados pelo Executivo – o estado incha, a segurança jurídica acaba, a produção e o emprego minguam e a inflação dispara.

aves28

Já vimos esse filme. O estado brasileiro saiu do regime militar maior que nunca e, como consequência, a desorganização da economia foi ao paroxismo, passando dos 80% de inflação ao mês. Mas havia, então – ao menos na imprensa – a consciência de que era disso que se tratava e nenhuma barreira auto-imposta à crítica do regime. Graças a isso, apesar da feroz oposição do PT à desmontagem da obra econômica da ditadura com as 540 estatais que o partido tratava de colonizar, foi possível fazer a estatização recuar até o ponto a que a trouxe o governo FHC.

Trinta anos de progressiva ocupação do sistema educacional e dos “meios de difusão ideológica da burguesia” por um discurso único eficiente o bastante para, na contramão do mundo, “criar mercado” para 30 e tantos partidos políticos, todos “de esquerda”, e ao fim de outros 12 de ódio ao mérito, truculência regulatória, agressões à aritmética e aparelhamento do estado e até da economia “privada” para “um projeto de poder hegemônico“, o fosso que se havia estreitado ganha as proporções de uma falha tectônica.

aves12

O efeito prático é essa combinação aberrante: apesar da renda per capita de Brasília, onde nada é produzido, ter passado a ser o dobro da do Brasil e 1/3 maior que a de São Paulo, síntese precisa do sistema de castas em que nos transformamos, os temas do tamanho do estado, da privatização, do privilégio e da desigualdade perante a lei estão quase completamente ausentes do debate; tudo que se discute é como o “ajuste” vai tomar mais do país para dar mais ao estado.

Para que a trajetória volte a ser ascendente é o contrário que tem de acontecer. Será preciso recuar até o ponto anterior àquele em que a economia parasitária passou a consumir mais do que a economia produtiva é capaz de repor. A questão é que o PT não é hoje muito mais que a representação política dos “servidores” do estado de modo que reduzir o tamanho do estado significa reduzir o tamanho do PT (e de todos os “caronas” que, até segunda ordem, ele admite carregar na boléia da “governabilidade”). O tema oficial do 5º Congresso Nacional do PT – “Um partido para tempos de guerra” – nos dizia do grau de mobilização dessa casta na defesa dos seus privilégios. O tom só abrandou porque ninguém está desafiando o status quo. Mas a impossibilidade matemática de mantê-lo e ao mesmo tempo evitar o desastre econômico e a conflagração social que vem com ele não é um bom presságio para a democracia no Brasil.

aves16

Mesmo assim, nem imprensa, nem “oposição” parecem se dar conta disso.

Nas votações da única parte do “ajuste” em que as propostas reuniam o legalmente possível ao justo e ao desejável, com ligeiro constrangimento do desperdício no setor público, o PSDB, fiel depositário de metade das esperanças da nação, simplesmente oficializou a sua condição de não existência. Renegou bandeiras históricas para assumir-se como nada mais que a imagem invertida do PT. Tudo que tem a propor como alternativa ao que está aí é que seja ele a presidir a festa.

A reforma política, sem a qual não há esperança de romper a blindagem que veda qualquer forma de redução do peso do estado, é outro atoleiro. Sempre que pressionados os políticos sentem-se confortáveis para jogar na arena as surradas “propostas do costume” pela simples razão de que nem os mais agressivos “es bravios” do nosso “jornalismo watchdog” resistem a esses “biscoitinhos”. “Fim da reeleição” em pleno início de um quarto mandato por interposte pessoa? “Financiamento de campanha” em face de uma economia nacional inteira destruída para comprar votos? Mais leis anti-corrupção no país dos foros especiais? Enquanto os eruditos da irrelevância se distraem debatendo infindavelmente o que quer que se lhes atire, os “jabutis” que aumentam o tamanho do problema passam ao largo gargalhando.

rafeiro-01

Ao fim de cinco séculos levando com a porta das reformas na cara sem conseguir iniciar uma que fosse, já era tempo de aprendermos que pouco importam as firulas e as beiradinhas conceituais desses preciosismos em que adoramos nos dividir e nos perder, o que é imprescindível é abrir finalmente essa porta e mantê-la aberta daí por diante.

É do mais elementar bom senso e da experiência pessoal de todos nós a noção de que, em qualquer estrutura hierárquica, manda quem tem o poder de contratar e demitir; manda quem tem a prerrogativa da última palavra nas discussões.

O Brasil terá de se reconstruir de alto a baixo para voltar a caber na arena global. E não há “pacote” de reformas que possa incluir tudo que é necessário para tanto. As mudanças terão de se dar num processo, ou seja, num movimento que começa e não se detém mais.

É exatamente isso que proporciona o sistema de voto distrital com recall, a reforma em que são os eleitores que mandam, que começa e não acaba nunca e que, sendo assim, inclui todas as outras.

aves31

TUDO SOBRE VOTO DISTRITAL COM RECALL
COMO O POVO CONTROLA O JUDICIÁRIO NOS EUA

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

§ 97 Respostas para Como sair desse buraco

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Bravo e impecável. Parabéns FLM.

    Curtir

  • franciso de cunto disse:

    Adorei – verdades duras de serem lidas.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Convença o senador José Serra de que ele deve incluir ,sem vacilar e de uma vez por todas e com coragem,a claúsula de recall na proposta dele para voto distrital.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    cláusula

    Curtir

  • José Luiz de Sanctis disse:

    Excelente artigo, e eles sabem muito bem disso, mas nada mudarão para não perderem as boquinhas. O PSDB foi bem votado na última eleição por absoluta falta de opção, foi um voto anti PT. Apesar de que os dois são a mesma coisa. É a famigerada estratégia das tesouras, cortando eventuais lideranças e verdadeiras oposições que ameacem surgir. Vejam o exemplo de São Paulo, como não há mais de onde tirar dinheiro, o maníaco da ciclofaixa vai diminuir a velocidade das marginais – que já não andam – para “evitar acidentes”, “para a nossa segurança” e aumentar a arrecadação através da indústria da multa. Só um milagre nos tira desse buraco. Ou o despertar de um povo.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    PERFEITA INTERPRETAÇÃO DA REALIDADE, NOTÁVEL VERDADE, NOTÓRIA E MAGNÍFICA OBSERVAÇÃO.
    Sublinho: “O Estado tende geneticamente ao absolutismo e democracia é a unica barreira capaz de ocupar todos os espaços. Nos períodos de imunodepressão institucional – quando a “razão de Estado” se impõe sobre os direitos individuais e os Poderes são avassalados pelo Executivo – o Estado incha, a segurança jurídica acaba, a produção e o emprego minguam e a inflação dispara.”

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    CONDOLÊNCIAS
    Olacyr de Moraes, o “rei da soja”, um brasileiro batalhador e construtor de nossa Nação. Nossos pêsames aos familiares.

    Curtir

  • MEMÓRIA
    25 anos, um Quarto de Século de Omissão do Estado para executar projetos de transporte.
    Há 25 anos Olacyr Moraes era entusiasta defensor da pavimentação asfáltica da Rodovia Jornalista Ruy Mesquita, que cruza a Região do Chatão Mineiro, projeto que seria integrado ao sistema ferroviário FERRO-OESTE conduzido por Olacyr Moraes, projeto que foi abortado e Olacyr Moraes infelizmente não o concluiu, por não ter tido respaldo governamental. A rodovia Ruy Mesquita, até os dias atuais continua inconclusa, uma estrada poeirenta nos dias de sol e lamacenta nos dias de chuva. Brasil, quando seus filhos realizarão seus sonhos!

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Curtir

  • ” Não é que a conta vai estourar. A conta já estourou. A indústria nacional já está cataléptica. Ninguém – fora os barões do BNDES – consegue andar com as próprias pernas. Os empregos estão sumindo em velocidade vertiginosa. A inflação que se vê é só a primeira onda do tsunami que vem vindo.”

    Fernão, só o parágrafo acima seria suficiente a mostrar onde nos encontramos. Todavia, vc superou-se com as verdades apresentadas.

    Acabo de ler que o TCU deu 30 dias a presidanta justificar os bilhões gastos com pedaladas pra enganar os trouxas. Não bastasse, o Congresso há 13 anos não fiscaliza as contas dos governos petistas sendo a última fiscalizada em 2001 de FHC e as do Collor ainda faltam serem apreciadas !! Inacreditável isso só deve acontecer na Venezuela, Cuba, Equador e algumas ditaduras africanas.

    Ontem o Feltrin assumiu o STF, na maior cara de pau com apoio destemido de um tucano Alvaro Dias, tal qual “gigolo” andava com ele pelos corredores do Senado apresentando e pedindo votos, deixando o Lula “mui feliz” com a aprovação do nome. É um péssimo sinal.

    Não há muito o que fazer quando a esperada oposição, leia-se PSDB, se confunde com a situação e dependemos de uma meia dúzia autêntica e se puder mostrar de um seria o Senador Ronaldo Caiado- de qual partido não sei, mas tem coragem de falar sobre o Brasil de fato.

    Os nossos tucanos são os professorais mais preocupados com as próprias vaidades do que com nosso futuro. O Serra e o pré-sal pode mudar a vontade as participações nas futuras plataformas quando deveria preocupar-se com os US$ 80 bilhões de prejuízo durante o governo Dilma na política demagógica e burra na contenção dos preços de combustível. Só esse valor corresponde ao dobro do ” ajuste fiscal” que nos pune e, podem anotar, não será suficiente diante da desordem generalizada. Se algo posso afirmar é que ou baixam os esperados 1,2% de superavit ou ajustarão mais vezes.

    É triste, mas no fim do túnel a luz que vejo é de um trem carregado de problemas em nossa direção

    Desculpe minhas longas observações que em nada se comparam com as do seu texto.

    Parabéns mais uma vez Fernão.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Por falar em recall,eu adoraria tirar da circulação governamental um monte de enroladores ,mesmo que eles sejam ministros seja lá do que forem.
    Eu adoraria tirar de seu posto ,por exemplo,o ministro da CGU-Waldir Simões se não me engano s/ o nome-que está fazendo as coisas erradas, no que concordo com o Dr.Modesto Carvalhosa.Porque concordo:
    O governo-no caso da Petrobras inclusive- é cliente das empreiteiras ora sendo acusadas, e se as empreiteiras aprontaram ,o cliente(governo) deveria ser o primeiro a não comprar mais do fornecedor desonesto.Por que o governo insiste em comprar dessas empresas mesmo que seus dirigentes estejam sendo acusados e condenados?Os donos(dirigentes) e as administrações dessas empreiteiras mudaram por acaso?
    Eu não compraria de novo de um fornecedor que estivesse me lesando e aos meus filhos,se eu os tivesse.Os empreiteiros(via suas empreiteiras) não lesaram o povo, que deveria ter sido tratado como “verdadeiro filho” pelo Governo?Não era obrigação do governo zelar pelo povo nos negócios da Petrobrás?Não era essa sua obrigação legal?Por que o governo as quer contratar de novo ?Por que a CGU não reconhece inclusive que falhou em não prevenir a roubalheira? Porque esse ministro da CGU defende com unhas e dentes a perpetuação desses negócios?Eu não entendo isso.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Além disso,por que esse ministro não menciona a simbiose que houve entre contratante e contratados?Por que ele se esquiva desse aspecto contextual?
    Eu,como cidadã e eleitora,exijo essa honestidade moral e intelectual de quem é inquilino no poder.É o mínimo que eles nos devem para viver como nababos a custa do dinheiro que é público.

    Curtir

  • Bravo artigo, Fernão! Vamos repercutir aqui na nossa rede? Mas urge organizar a cidadania ao menos no campo simbólico da mídia para evitar que o buraco se revele um abismo! abraços

    Curtir

  • Ronaldo Sheldon disse:

    Fernão, parabéns, irretocável. Conseguiu resumir todo o nosso desconforto e o desarranjo institucional neste texto. É, infelizmente, a nossa pura realidade. Como o Voto Distrital com Recall ou o Parlamentarismo não serão aprovados, porque não haverá reforma nenhuma, o que nos espera, ou nos resta? O abismo, chamar de volta os militares? Não temos a quem recorrer! As Instistuições não são mais suficientes para nos defender. Ou será que a saída que nos resta, como fizeram os industriais dos calçados, é o aeroporto?

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    O negócio é sermos amigo do rei, e dos “Barões do BNDES”, e o buraco não é mais um simples buraco, é catacumba.
    BNDES quando abrirão esta caixa-preta.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Fator Eternidade
    DIlma veta fim do fator previdenciário e criará um sistema Escalonado. Fator Eternidade. Estão a merecer incremento do fator presidiário. Acho que o povão vai migrar para a Previdência Privada, bye bye INSS.
    Sera que continuara existindo a tal de Aposentadoria Compulsória por Idade? Precisamos aprender a não mudarmos regras com o bonde andando. É um calote e tanto no bolso do brasileiro, coitado de nossos velhinhos. Eita lambança baguncenta.

    Curtir

    • Pois é Eduardo,

      Ela veta depois das 2 Casas aprovarem daí vem o troco e sobra pra sociedade. Assim é em tudo pois eles o pouco que enxergam é no curto prazo mostrando dos ” grandes” estadistas que são.

      Assisti por alguns 20 minutos a sessão da comissão da Câmara sobre a maioridade. Se vc tira o som lembra um circo de engravatados, com o som um hospício diante dos argumentos da esquerda, mostrando de obediência ideológica contraria a tudo que o bom senso indica e os fatos sugerem. Eles, notadamente os partidos de esquerda, mostram-se sempre favoráveis aos criminosos começando com os próprios quem sabe por isso.

      Quando vc bem dias mudar a regras com o ” bonde andando” é o que tem acontecido em todos os níveis de gestão mostrando da visão imediatista do petismo e não ter inteligência ou melhor a pouca que tem é voltada a interesses políticos imediatos, ao caso das mentiras da Dilma a reeleição e o pior foi da aceitação pela massa mal esclarecida do norte e do nordeste também com interesses imediatos acreditando que as tais bolsas atendem ao comodismo presente e ao futuro das novas gerações.

      Bolsas, ajudas ou o nome que quiser funcionam quando se mostram que as iniciais depois de certo período começam a reduzir o número de atendidos por força da vontade em ter o próprio caminho, e não como está ocorrendo.

      É desanimador. O que o Fernão hoje escreveu e sem dúvida será muito lido em Brasília daqui uns poucos dias esquecem. Francamente só acredito em mudanças se houver pressão da sociedade junto ao parlamento porque eles tem medo, são covardes em grande número..

      Estamos nos primeiros 6 meses de governo e pensar que temos mais 3 1/2 anos é desesperador, só mudando se algo de concreto ocorra e partindo de nossas ações. A manifestação do dia 12 de março mexeu na base e assim deveria continuar quem sabe com uma greve geral contestatória e reivindicatória.

      Como está e como irá continuar não dá, lembrando da máxima “quando falta pão todos brigam e ninguém mais tem razão”

      Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Ainda sobre empreiteiras contratadas pelo governo e sobre eleições com voto impresso.

    Li ontem uma boa notícia que anunciava a aprovação para que os votos dos eleitores passem a ser impressos em todas as eleições.
    Aparentemente é uma boa notícia,desde que VEJAMOS o que foi impresso e desde que uma cópia dessa impressão seja recebida por cada eleitor como seu recibo.Qualquer coisa diferente disso pode ser ou se tornar marmelada e parece que já chega de tanta marmelada.

    Quanto a questão que está sendo discutida pela CGU,a minha opinião é de que seja implantada na Constituição a obrigatoriedade do ,aqui já discutido, “performance bond”.Qualquer negócio com o Estado precisa ter esse mecanismo de modo que se torne crível.Se esses senadores trabalham minimamente para o público,eles precisam começar a batalhar por isso pois senão perderão cada vez mais a credibilidade.

    E finalmente,se a preocupação do governo é mesmo com os trabalhadores das empreiteiras acusadas,que esse use a capacidade criativa e encontre uma solução para o caso.Esses trabalhadores podem ser transferidos para uma nova empresa privada ,por exemplo ,que se disponha a absorvê-los assim com se disponha às regras de um mecanismo como o “performance bond”se quiserem participar de licitações públicas.

    Por que a CGU não propõe algo assim?

    PS:Dando uma rápida pesquisada,vejo que a lei brasileira já prevê esse mecanismo.Por que não é utilizado?

    Lei 8.666/93
    Art. 56. A critério da autoridade competente, em cada caso, e desde que prevista no instrumento convocatório, poderá ser exigida prestação de garantia nas contratações de obras, serviços e compras.
    § 1o Caberá ao contratado optar por uma das seguintes modalidades de garantia:
    I – caução em dinheiro ou em títulos da dívida pública, devendo estes ter sido emitidos sob a forma escritural, mediante registro em sistema centralizado de liquidação e de custódia autorizado pelo Banco Central do Brasil e avaliados pelos seus valores econômicos, conforme definido pelo Ministério da Fazenda;
    II – seguro-garantia;
    III – fiança bancária. (grifos nossos)
    No caso do seguro-garantia, também conhecido na linguagem empresarial como Performance bond, uma seguradora passa a garantir a realização completa do objeto do contrato ou paga à Administração o necessário para ela mesma realize, ou ainda, transfira à terceiro.
    Por fim, um exemplo de contrato assegurado pela Performance bond é o da construção do Metrô de São Paulo.

    Curtir

    • Carmen,

      As punições deveria começar com os controladores acionistas das empresas beneficiada com a corrupção. Essa conversa fiada de diretores de que a administração não sabia é uma escandalosa mentira subestimando a inteligência de todos.

      Vc ou alguém acredita que diante de tantos milhões pagos, os acionistas não estariam ” de acordo”, ainda mais essa gente que chega ao extremo corruptivo à ganhar obras dentro de cartel que elas criaram!!

      Repito, são milhões e milhões e não “presentinhos” no Natal, almoços, viagens de busão pro Amapá conhecer o estado representado no Senado pelo Sarney .

      Não punem porque os interesses continuam porque o caixa é imenso seja da forma que foi conseguido e nada de Performance Bond porque segundo os próprios fica mais cara a obra, quando na verdade o processo não permitiria ou dificultaria em muito as trapaças.

      Apenas observando, há um ano fizeram um carnaval com quebradeira por R$ 0,20 de aumento nas passagens de ônibus. Pois bem, este ano jas mesmas á subiu 15% e nadinha de ação pelos mesmos dos 0,20

      Não dá pra ter muita ilusão.

      Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Fernão,achei super interessante a crônica de Luis Fernando Verissimo de hoje no Estadão,Atenas e Jerusalem.Tentei fazer um comentário no site do jornal,onde também se encontra o artigo,mas não consegui digitar lá.Aqui ,talvez ele também possa ler o que pensei a respeito da interessante viagem,vamos dizer assim,feita pelo ensaísta sobre o qual Verissimo escreve,assim como a do próprio.

    O comentário que eu queria fazer é mais sobre o final do texto.A crônica se conclui com a ideia de que Alexis Tsipras,primeiro ministro grego, e seu povo estariam “invocando uma razão moral,da herança hebraica ,para não entregar seus filhos à voracidade do capital financeiro” e estariam se rebelando ,assim, contra “os que querem obrigá-los a se sacrificar para contentar seus credores, em nome da obediência às regras de um jogo viciado”.

    Eu não penso assim e nem penso que essa atitude dos gregos ao não quererem pagar seus credores seja análoga a ideia que Verissimo suscita.Eu penso que essa rebeldia dos gregos e essa “aclamação” contra a “imoralidade” da cobrança que a eles está sendo feita ,são elas ,em si mesmas, imorais, porque a dívida talvez não devesse ter sido contraída mas uma vez que foi contraída,precisa ser paga.Ninguem os está “obrigando a se sacrificar para contentar seus credores”;são eles mesmos que provocaram isso.Então,por isso,eu achei a analogia imperfeita.

    Curtir

  • Enquanto os senadores brasileiros foram agredidos e impedidos de se locomover em Caracas, um luminar petralha esquerdista que lá se encontrava saiu-se com essa:

    “Eu vim aqui para fazer uma visita e trazer solidariedade ao governo da Venezuela. Nós temos clareza de que ele conduz um processo democrático e popular de grande avanço na América Latina”, afirmou o petista. José Daniel PT-SE

    O buraco é pior do que se imagina quando começa na política.

    Curtir

  • Fernão,

    Diante da barbarie cometida pelos asseclas do desgoverno bolivariano da Venezuela com nossos senadores ninguém melhor que vc e seu vespeiro pra tratar do assunto, principalmete quando a presidanta Dilma oriennta o Ministro das relações Exteriores que não “trate do ocorrido” pelo foco político.

    Porque?, simplesmente porque ela apoia essas agressões aos nossos parlamentares que para lá foram à verificar das condições em que os presos supostamente políticos se encontram.

    Ouvi as palavras do Senador Caiado permitindo admitir que as agressões partiram de cúmplices do Maduro orientados à esse fim, acrescentado da covardia explícita do nosso empregado no cargo de Embaixador do Brasil na Venezuela.

    Alegando compromissos o petista-diplomata recebeu os senadores e partiu à suposto compromisso porque sabia o que os esperava.

    Ato insano provocativo que deveria ser tratado pela nossas forças armadas , porque a diplomacia comandada de fato pelo cubanófilo Marco Aurélio top-top Garcia é bolivariana e apoia esses atos mesmo contra os brasileiros.

    Curtir

    • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

      Analisando friamente este episódios de Senadores serem rechaçados em território venezuelano demonstra-nos claramente que nossos Senadores, que tem o direito de observar o que ocorre “in locus” o que ocorre em território venezuelano, o fazem no entanto de forma equivocada desviando-se de suas funções, o x da questão é que se revestem com o manto de governo brasileiro, e assim o fazem, quando simplesmente fazem parte de um organizado sistema politico, e que estavam ali usurpando o poder do corpo diplomático brasileiro, que infelizmente não está nem ai como parte deste nosso governo atual, que se mostra não preocupado com a situação do sofrido povo venezuelano. O que quero dizer é que este grupos de políticos não deveriam estar ali, pois isto seria função da Diplomacia Brasileira (Ministério das Relações Exteriores). Como cidadãos poderiam estar na função de observadores, mas deveriam fazer-se acompanhados de diplomatas, questão de ritual e atribuição de suas funções. Não é o Brasil que quer isto,sempre tivemos uma politica diplomática de não interferência em governos exteriores. O que ocorreu na Venezuela, é um caso de polícia local, deveria ser uma função não politica e sim diplomática. Estes senadores não cuidam nem de seus afazeres locais, atuando contra estas absurdidades que ocorrem como corrupção em nossa casa e vão se meter a corrigir os erros do mundo, ora bolas. Deviam é pegar firme no fato de nosso falho governo ao invés de investirem via BNDES no Brasil preferirem investir em obras de outros países, o que é ilegal, motivo inclusive para IMPEACHMENT.E discordo de nobre causídico que afirma que os fatos do governo dilma ocorreram em um primeiro mandato, e que após a consagração nas urnas, a governANTA estaria imune á punição das consequências de seus atos durante a vigência de seu segundo mandato. Seria isto a perenização dos atos errados da governança, a continuação da “roubalheira” .

      Curtir

      • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

        Atuaram nossos Senadores como torcedores palmeirenses indo no meio da torcida corintiana. Mereceram as bordoadas, pedro bó. Fizeram como os americanos invadiram outro pais para cometerem um crime, assassinar Osama bin Laden, mas americanos são americanos, fazem a coisa organizadinhos, a Ministra das Relações Exteriores sra. Hillary Clinton, junto conosco, estava presente na monitorização dos fatos na sala da situação e estávamos cientes de que este pais fora invadido pelos U.S.A., mas este país não percebeu o detalhe de que seu espaço áereo fora invadido. E foi uma árdua missão pois um dos stealth helicópteros (imunes ao radar) se sinistrou e deu um trabalhão até o corpo de bin Laden chegar á Base Aérea de Dove, divulgaram a contra-informação de que o corpo fora lançado ao oceano, balelas!

        Curtir

      • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

        ops! como cometo erros, estou ficando velho: deletem a redundância “o que ocorre” depois de “in locus”.

        Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    As pessoas físicas dessa roubalheira generalizada estão sendo auditadas até a medula;porque as jurídicas não?Tanto contratantes quanto contratadas.Alguém responde,por favor?

    Curtir

    • Carmen,
      As jurídicas também são fiscalizadas. Todavia essas gigantes tem maior capacidade técnica-corruptiva porque são bem assessoradas tem larápios profissionais com PhD em trapaça e muitas sob o mesmo controle e sediadas em paraisos fiscais o que torna mais dificultoso.

      Quando associadas ao governo ao nosso caso fica mais difícil ainda. Lembre que o PT não inventou a corrupção, eles simplesmente a propagou e sofisticou chegando até nas empresas privadas como assistimos na Lava jato.

      Vamos ver o que vai dar com a Odebrecht e a Andrade Gutierrez e quem sabe vai sobrar pro Lula.

      No final mesmo se pegos eles corruptos não se importam porque tem por paradigma o Mensalão e o STF a favor deles e agora com mais um petista pró tudo.

      Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    A REVOLTA DE ATLAS
    (Estado X Iniciativa privada)
    http://www.imil.org.br/wp-content/uploads/2010/09/RevoltaDeAtlas_1-Cap1-1.pdf

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Enquanto o Irã constrói a bomba-atômica, no Brasil a Lava-Jato começa a explodir figurões, mas a estrela continua intocável.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    #########################################################
    FLM
    Uma imagem vale mais que mil palavras. Não há como no VESPEIRO disponibilizar em Comentários a anexação de imagens (fotografias)?

    #########################################################

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Para o final de semana. A REVOLTA DE ATLAS

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Quem é John Galt? Quem é Olacyr de Moraes? Quem é Ruy Mesquita? Quem é Fabio Ribeiro de Ávila?

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Como o Barão de Mauá, filhos e empresários do Brasil, que sonharam construir rodovias e ferrovias. O Brasil fora do Abismo, nossos sonhos inconclusos.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    A revolta de Atlas:

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    #########################################################
    FLM = Imagens (filmes) são postados digitando o endereço onde se encontram.Na verdade seria expressão de terceiros e não um real e pessoal comentário, mas geralmente endossados por nossa cognição, não sei se são bem vindos. Fotografias desconheço como possam ser postadas.
    #########################################################

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    exemplo de imagens postadas

    Curtir

  • Boa notícia,

    Rejeição de 65%. Parabéns Dilma seu fim está próximo.

    Curtir

    • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

      Cobucci, hora de tomarmos um Vinho Tinto, degustarmos uma Pizza, e ouvirmos um Tango Italiano, falando nisto onde anda o Palocci?

      Curtir

      • Eduardo,

        Muito vinho!, também em comemoração ao desastre dilmista. O Palocci deve estar fazendo as contas pra justificar os ganhos, afinal ele é médico sanitarista e deve saber esconder a sujeira.

        Quanto aos nossos senadores na Venezuela a visita foi “nariz de cera” à criar um conflito político e provocativo ao executivo cuja política exterior é de fato ditada pelo cubanófilo Marco Aurélio Garcia de péssimas lembranças.

        O nosso Governo caiu como uma pato. Se tívesse um pouco de inteligência diriam aos seus parceiros bolivarianos receber da melhor forma possível nossos senadores e daí seriam eles a ficar sem discurso. Como são burros porque fanáticos socialista do século 21 aC deu no que deu.

        Ouvi do senador Aloysio Nunes Ferreira que os pilotos da aeronave da FAB disseram que ao pedirem pra trancar a aeronave pro almoço, a torre informou não ser necessário porque em duas horas eles, os senadores, voltariam e assim voltaram.

        Foi criado um grave incidente que leva a Dilma as cordas como se não bastasse o TCU, Odebrecht. São 3 frentes à ela defender-se a ainda lutar pelo Brahma ou Lula.

        Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Dilma não vai acabar, ela já acabou. O problema maior é que ela deu um “abraço de afogado” no povo brasileiro, a Nação está asfixiada, Meu Deus! Quando acabara esta novela. Holly cow!

    Curtir

    • Eduardo,

      Ela conseguiu ser superada pela inflação de 8,25% enquanto leva 7% de aprovação na região sudeste.

      Eu não deveria dizer e ou assegurar, todavia acredito piamente que ainda não caímos no buraco. Vem coisa pior pela frente começando com a economia. Tudo vai muito mal com muita possibilidade de piorar exceto o agronegócio e medicamentos estes porque a sociedade está caindo aos pedaços na saúde.

      A inflação e desemprego vão superar em muito os índices de aprovação da medíocre presidente. Os desempregados se mantida as tendências podem parar em 2 dígitos ou próximo dele.

      A Dilma conseguiu cair na própria armadilha montada á vencer as eleições.

      E a sociedade precisa agir, sair as ruas e protestar como há pouco vez e encurralou os petralhas.

      Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Enquanto o Abismo não chega, o Irã constrói a bomba-atômica.
    O Brasil é maior que o Buraco, mas com tanta dilapidação óia que acaba cabendo com folga, ai já estamos fodidos. Nação saqueada, as instituições em frangalhos.
    A propósito: WHO IS JOHN GALT?
    https://en.wikipedia.org/wiki/John_Galt

    Curtir

    • Eduardo

      Enquanto a nossa Usina atômica do Geisel em Angra dá dois pra lá dois pra cá. Germanófilo foi buscar a tecnologia mais complexa que deu muitos e muitos problemas os governos posteriores, não desenvolveram o projeto completo.

      Nosso rombo é gigante mas no buraco sempre cabe mais um. Eu não tenho acompanhado futebol ou só quando o São Paulo vence vejo os gols. Muito menos assisto da seleção e, se hoje assisti um pouco só pelo prazer em ver a Venezuela perder e ainda perder um gol que daria o empate e até eu faria.

      Essa semana que inicia vai ser muito interessante na política e na Lava jato.

      John Galt não é um livro ou um personagem, ficção? Já ouvi ou li e vou me interessar em saber.

      É um bom nome que eu daria pra cavalo de corrida!!! Já os tive e agora só assisto pela TV.

      Curtir

      • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

        John Galt é o personagem de uma obra de AYAN RAND, “A REVOLTA DE ATLAS”
        Quem é John Galt?
        JOHN GALT SOMOS NÓS. UM BRADO POR LIBERDADE: VIVA A INICIATIVA PRIVADA, O COMBUSTÍVEL DA NAÇÃO !

        Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Uma lástima. Pobres empreendedores brasileiros estamos sendo transformados em exaustos cavalos de corrida.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    A situação fica crítica, ouço no rádio. Sem falarmos nas “saidinhas de bancos”, esta madrugada estouraram o Caixa Eletrônico num Banco na cidade de Olímpia, o mesmo ocorreu há algum tempo na cidade de Colina.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    COGNITOR PROVOCATUR REGULUS
    21 de Junho de 2015
    O MÍSTICO

    Com os olhos abertos
    Em um particular amplexo
    Era um ser múltiplo e complexo
    Em busca de significados

    Queria compreender a beleza
    Da poesia do Pão com Mortadela
    Queria compreender o conflito do aflito
    Aparar as arestas, desbravar as florestas

    Não era um cientista
    Talvez um alquimista
    Em busca de transmutações
    Em busca de significados

    Enfronhado na Ciência, na ilusória boa crença
    De que a verdade lhe pertença
    Dava razão a ela, e era pura descrença
    Pavorosa desavença

    Acreditava nos eventos únicos
    Na não reprodutibilidade dos fatos
    Aquele ponto que fugia da curva
    E falseava a verdade, como borrados retratos

    Que na verdade era Deus
    Falando a linguagem da Natureza
    Com toda a beleza
    De um ser único

    Mas Ele estava ali
    A falar aos solavancos
    A falar aos desertos
    Ouvindo os ruídos do mundo

    Ambíguo, ele era o Místico
    Cego diante do Esplendor
    Estava sem entender nada
    De que era uma gota no Oceano

    Não entendia a dimensão
    Não compreendia a amplidão
    Era uma Luz, um silêncio, meditação
    Verbo e sua manifestação

    Tecia o dia
    Pensava, existia
    Construía
    Em busca de significados

    Mas o que ele não entendia
    Era qual era o significado
    Da Divina Beleza
    Do real significado do Pão com Mortadela

    A matar a sua fome
    Foi quando concederam-lhe um nome
    O nada transformou-se em todo
    E ele era Deus

    Havia ocorrido a Grande Transmutação
    Com seu Cajado ele era o Místico
    O mago transformador
    Que a tudo dava significados

    E era o todo
    E era o nada
    E era um Ser
    E era manada

    Com Deus, seu aliado, sempre ao lado
    Diante de suas virtudes
    Diante de seus pecados
    Em busca de significados

    Dr.Eduardo Gonsales de Ávila
    F.R.C.***S.i. Cognitor Provocatur Regulus

    Loja Rosacuz/ Tradicional Ordem Rosacruz de Barretos e de São José do Rio Preto

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    ops- TOM = Tradicional Ordem Martinista

    Curtir

  • Luiz Barros disse:

    Fernão,
    Segue notícia sobre coluna semanal que passei a assinar.

    Outros textos já foram publicados, podem ser localizados em Colunas, e na próxima terça tem mais.

    http://emporiododireito.com.br/13941/

    Abraços, Luiz Barros.

    Curtir

  • Manifestação;

    Recebi de um desses movimentos convocação à manifestação em 16 de agosto e teria por mote o ” ajuste fiscal” e sei lá mais o que.

    Se o objetivo principal for o tal do ajuste ainda no Congresso, até lá poderão ser dois porque só o pretendido não resolverá absolutamente nada nas contas públicas e prejudicará mais ainda nós os mortais da planície.

    Maldade necessária ao caso se faz de uma vez e bem feita.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Cobucci
    Manifestação é importantíssimo, lembre que seu neto adora a bagunça.
    Façamos barulho de bate-panelas.
    Não suportamos mais impostos. Selic 13,75 % Absurdo com c cedilha!

    Curtir

  • É isso Eduardo,
    Temos que manifestar. Meu neto, o apito e a panela estão sempre prontos.

    Hoje a noite o governo perdeu mais uma votação na Câmara que deu extensão de benefício aos aposentados e pensionistas. Diante da chamada do Jornal nacional fui pro canal da câmara 003 e vi os macunaímas do PT e as justificativas a não aprovação dessa e de outras de aumento de 1%. Começam com absurdos aritméticos em considerar que o aumento pretendido será positivo mesmo,frise-se com o crescimento negativo da economia em que tem por base, até que um deputado pediu explicações e quem expôs não conseguiu explicar…

    Outro dia escrevi e repito: sem som é um circo com muitos Lombrosianos e com som um Hospício sem querer desrespeitar os doentes mentais e não por razões políticas petistas.

    Francamente não há nada que me convença da saída do buraco, começando com a mais absoluta falta de credibilidade por parte da sociedade em todos os níveis. Exceto os “Onestos ora da lava a jato que não fizeram nada, não sabem de nada tal qual o Lula.

    Quando da doença do Costa e Silva deram um chega pra lá no vice Pedro Aleixo e no Pasquim-maravilhoso, saiu-se com esta:
    “Nada sei, nada vi, nada deixo, não me queixo Pedro Aleixo”,

    Um país não acaba, mas a economia corrói e destrói e a Grécia é um bom paradigma no momento dos gastos públicos mal feitos e em parte os privados tiveram sua participação em muito estimulados pelo governo . Lembrem do estímulo ao consumo ao invés da produção. Nunca vi carro ser vendido em 100 prestações e hoje não tem onde colocar os estoques, vis-a-vis de férias coletivas.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    O Brasil escorrega para dentro do Abismo. Apequenado o Gigante acomoda-se ao buraco. Nenhuma iniciativa factível á sua retirada. em meio a muita tesoura e pedaladas. Povão e iniciativa privada morrendo a míngua corroída por inflação que beira os 8 %, 46 % queda do investimento estatal comparado com o quadrimestre do ano anterior. Desemprego. Tesoura e mais tesouradas.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Estagflação, que bela enrascada.

    Curtir

  • Estagflação e não sei mais o que. Nem os livros explicam o governo, exceto aqueles voltados a psiquiatria.

    A sociedade em geral sofrendo uns mais outros menos, mas a desesperança além de tudo é contagiosa. Por mais boa vontade que se possa ter ou queira ter não há como diante das notícias. Fossem só econômicas seriam ruins, acrescentadas das política pior ainda. Não se trata de pessimismo aliás o que não sou, mas realista sim diante dos números que não mentem mais e que não admitem enganar-se.

    A que ponto esses medíocres chegaram e ainda tem a cara de pau de falar em ajustes como se fossem pequenas correções admissíveis e necessárias em qualquer economia.

    Mas no nosso caso é na própria base, com o modelo adotado completamente errado privilegiada a ideologia do socialismo do século 21, tal qual ocorre na Venezuela e Argentina os mais notórios e deu no que deu.

    Estamos totalmente sem rumo dependendo de apelos propriamente pessoais do Ministro Levy junto ao Congresso e empresários , e parecendo mais perdido que cego em tiroteio.

    Onde vai dar ninguém sabe, o PT também e disfarça, excetuados os áulicos Dilmistas que também ganham pra isso.

    E o Brahma sugere que o poste se apresente ao público, cara a cara, mostrando suas ações e começando pelo………..nordeste!!

    Qual a solução?

    Curtir

  • Vale a pena ler sobre a pafunça Dilma.

    Dilma encheu a cara de cauim?
    ou: Presidente exalta a mandioca e as “mulheres sapiens.”
    Ah, se Tupã se zanga com ela…
    ou ainda: Nasce o “Homo sapiens stultus”

    Dilma Rousseff espalhou sobre si mesma, ou alguém o fez por ela, a fama de leitora voraz. Lula, ao contrário, nunca quis se misturar com os livros. “Ler dá sono”, ele sentenciou certa feita. Depois do discurso que fez a presidente nesta terça, na cerimônia de lançamento da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, tenho de concluir que é melhor um petista dormindo do que ministrando aula de antropologia amadora. Os tais jogos ocorrerão em Palmas, no Tocantins, entre 20 de outubro e 1º de novembro. A presidente estava mesmo com Anhangá no corpo.

    A mulher já cansou dessa conversa de ter de governar o Brasil. Joaquim Levy cuida da economia, e os peemedebistas têm de tourear os petistas na política. A ela sobrou o quê? O vasto terreno da reflexão. E ela mandou brasa nesta terça, na cerimônia havida no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

    Cantou as glórias da mandioca. Destaco um trecho transcrito em reportagem da Folha: “Nenhuma civilização nasceu sem ter acesso a uma forma básica de alimentação, e, aqui, nós temos uma, como também os índios e os indígenas americanos têm a deles. Temos a mandioca, e aqui, nós estamos e, certamente, nós teremos uma série de outros produtos que foram essenciais para o desenvolvimento de toda a civilização humana ao longo dos séculos. Então, aqui, hoje, eu tô saudando a mandioca, uma das maiores conquistas do Brasil”.

    Tudo isso saiu, assim, de repente, num supetão, em reflexão certamente originalíssima. Um índio que estivesse com a cara cheia de cauim, a bebida de mandioca fermentada que deixava os nativos doidões, não teria produzido nada melhor. Ela não parou por aí, não. Resolveu evocar a Grécia antiga, relata o Estadão:
    “Foi em torno da paz que se recompôs aquilo que era a tradição grega que é transformar os jogos em um momento de união. Transformamos em um momento especial uma fase difícil do mundo que foi o entre guerras”. O barão Pierre de Coubertin se revirou no túmulo, né? Os primeiros jogos olímpicos da era moderna se deram em 1894, não no período entre guerras.

    Que diferença faz? Anhangá estava no comando. Dilma discursou segurando uma bola feita de folha de bananeira. Havia chegado a hora da poesia antropológica. Refletiu então:
    “Aqui tem uma bola, uma bola que eu acho que é um exemplo. Ela é extremamente leve, já testei aqui, testei embaixadinha, meia embaixadinha… Bom, mas a importância da bola é justamente essa, é símbolo da capacidade que nos distingue”.

    Não entendeu nada, leitor amigo? Vem a explicação:
    “Nós somos do gênero humano, da espécie sapiens, somos aqueles que têm a capacidade de jogar, de brincar, porque jogar é isso aqui. O importante não é ganhar e sim celebrar. Isso que é a capacidade humana, lúdica, de ter uma atividade cujo o fim é ele mesmo, a própria atividade. Esporte tem essa condição, essa bênção, ele é um fim em si. E é essa atividade que caracteriza primeiro as crianças, a atividade lúdica de brincar. Então, para mim, essa bola é o símbolo da nossa evolução. Quando nós criamos uma bola dessas, nós nos transformamos em homo sapiens ou mulheres sapiens”.

    Por Tupã! Nós, os humanos modernos, somos do gênero “Homo”, da espécie “Homo sapiens”, da subespécie “Homo sapiens sapiens”. Dilma fez uma salada taxinômica que resultou no que só pode ser um gracejo, a “mulher sapiens”, já que “homo” de “Homo sapiens sapiens” não se refere nem a homem nem a mulher — na verdade, nem ao ser humano como o conhecemos, que pertence ao gênero “homo”, mas não é o único. Antes houve o Homo neanderthalensis, o Homo habilis, o Homo erectus, que ainda não cultivava a mandioca…

    O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que tem o apelido de “Índio”, estava entre os presentes. Dilma resolveu exaltar as suas qualidades adivinhatórias, já que meio indígena: “Se ele pular uma janela, pode pular atrás porque pode ter certeza de que ele achou alguma coisa absolutamente fantástica”.

    A humanidade estava preparada para tudo, menos para o surgimento de uma derivação teratológica do “Homo sapiens sapiens”, que é o “Homo sapiens stultus”, o humano tipicamente petista, capaz de dizer e de fazer as mais grotescas estultices.

    Texto publicado originalmente às 4h10

    Por Reinaldo Azevedo

    Curtir

  • Assistam via Youtube ao filme (6 partes) do final de semana, a verdadeira história de John Galt do Colorado (U.S.A.), a história do Professor Pardal e Lampadinha. épico de Disney que retratam Tesla e T.Alva Edison.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Enquanto isto o Irã constrói a bomba-atômica. http://www.gatestoneinstitute.org/6059/atrocities-muslim-world

    Curtir

  • Enquanto a nossa “Mulher sapiens” elege a mandioca como conquista nacional.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Cobucci
    Parabéns por sua “bola de cristal”, como previstes nesta semana pegaram o chefão e a chefona. Merecemos muito Vinho Tinto, de Andradas, M.G., muita Tarantela e Pizza.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    italiasempre.com/verita/ladanzarossini1.htm

    Curtir

  • Eduardo, merecemos muito principalmente cachaça de Salinas! Isso é que é glória e não a mandioca, boa quando frita pra acompanhar a pinga.

    Vamos ver no que vai dar. Disseram-me que o tesoureiro preso João Vaccari quando pedia dinheiro ao Ricardo Pessoa fazia-o por escrito numa folha. E como todo malandro tem seu dia ele, Vaccari, deixou de considerar que poderia ser filmado como de fato o foi.

    É em Minas que dizem ” a esperteza fica grande e come o dono”

    Se confirmada a informação ele já era, e o primeiro que falar tudo que deve, a exemplo da UTC-CONSTRAN, o governo petista já era.. Eles estão na marca do penalty e, se o PSDB fosse ativo e não atrapalhado bateria a falta máxima, que acho que vai sobrar pro DEM.

    Não me lembro se escrevi, todavia vai. Esse tal de ajuste que quando feito deve ser de uma só vez e bem feito, por um lado grosso modo recolhe dinheiro ao caixa do governo e de outro lado, no monetário, praticam juros altos, ou seja jogo de soma zero.

    Vivemos como vc bem disse a “estagflação” no seu modelo mais clássico, ou seja, diminuição da atividade econômica, aumento dos índices de desemprego e inflação.É uma situação clara e típica de recessão, graças a irresponsabilidade da “mulher sapiens” e seus obtusos cúmplices partidários.

    Curtir

    • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

      Não é estagflação, é “A ESTAGFLAÇÃO”. O Brasil entrou no buraco, e “cabeu” como diz meu pequenino sobrinho. Viva a Mandioca Brasileira.
      Anauê Anauê.

      Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Até tu, ALOYSIO NUNES ! Cobucci, mais vinho e Pizza.

    Curtir

  • Pois é Eduardo. Até ele Aloysio ex-esquerdista que deixou de sê-lo coincidentemente depois que elegeu-se e entrou na política partidária e não aquela dos revolucionários parisienses que viviam as custas das famílias e amigos.

    A propósito se fossem tantos os revolucionários como se auto-denominam inclusive os que ganham mesadas de criação fernandina, os militares teriam sido derrotados logo no início. Olhe que muitos desses abonados com nossos impostos graças aos milicos melhoraram o padrão de vida.

    No extraordinário Rumo a Estação Finlândia de Edmond Wilson, logo no início, pag 35, tem uma citação- apud Jules Michelet (1798/1874, que diz:
    ” O homem foi levado a moldar sua alma conforme sua situação material”

    Essa é a esquerda tapuia da mandioca. Será que o Lula ainda é um irado proletário dos tempos das fábricas ou jamais foi se não um ator mambembe, ou ambos?

    Estamos no começo. Graças a parte da mídia, parte fise-se, tomamos conhecimento das maiores indecências na nossa história o que de fato devemos ao PT.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Cobucci
    Explica essa, se ocorrer a confirmação do que o dono da UTC-CONSTRAN delata, o impeachment da Dilma é claro e cristalino. Assumiria o vice Temer, mas o dinheiro que irrigou a campanha da Dilma não é o mesmo que elegeu seu vice. Sem dizer que o PMDB está diretamente envolvido no Petrolão (ou esqueceram a delação do Youssef). Que balburdia é essa. Intolerável. Por isto que sempre defendi, mesmo a contra-gosto a Intervenção Militar, é função dos militares defenderem o país neste momento. Acorda FHC, ou até tu, Brutus!

    Curtir

    • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

      Agonia, por que a Justiça é tão lenta? Holly cow!

      Curtir

    • Eduardo,
      É por aí. O dinheiro fruto da corrupção é da mesma fonte. Primeiro a Dilma que está mais envolvida assim como seu criador o Brahma.

      Como os tucanos são letárgicos não tomam decisão nenhuma o que deverá caber ao corajoso Caiado.

      Ela submeter-se ao processo pra mandá-la pra casa está cada dia mais documentado porem, todavia, quem sabe com esse Congresso repletos de picaretas tudo pode acontecer exceto, creio eu, o que demonstre dignidade e amor a pátria.

      Fora isso tudo é possível. Nunca imaginei mas ocorreu em nome da decência da pátria, saudade dos milicos.

      Curtir

  • Eduardo,

    Mais um fez acordo de delação premiada. Desta vez o Pascowicth e acerta o mensaleiro Zé Dirceu, “guerreiro do povo brasileiro”

    Tá chegando perto do brahma não aquele do trio indu que é reverenciado ou santificado por eles, mas o nosso do agreste ora em São Bernardo do Campo e que hoje teria ido a Brasília reunir-se com os cúmplices sobre o futuro do partido diante do governo da mulher sapiens ou mandioca ou ambos.

    Vc leu as asneiras ditas nos EUA sobre as “dificuldades” que ela aponta aos investimentos? São as próprias que o Lula e ela causaram e permitiram que continuassem.

    Será que não tem nenhum taifeiro do governo que diga a ela que os americanos não são venezuelanos. Eles são mais informados sobre nosso país que nós. Depois das asneiras ditas em visita oficial de governo, ainda quer que nos levem a sério.

    Investir aqui só malucos, começando com a insegurança em que vivemos. Dizer que é a oportunidade não cola. Oportunidade houve durante a crise da bolha dos imóveis lá e não aqui. E o ciclo de novas ocorrências econômicas como a última não acontece facilmente, exceto se propositada à reequilibrar o mercado e a economia, seria como uma higienização……quem sabe!

    Será que o cubanófilo- executor da política externa do Foro de São Paulo- o notório Marco Aurélio top-top Garcia está na delegação sapiens? Gostaria muito de ler o que ele teria dito, se é que tem coragem ou permitem em dizer aos supostos investidores o que diz aqui no Brasil.

    Pra finalizar Eduardo pode anotar que os primeiros e maiores beneficiados com o porto de Muriel financiado por nós pra Odebrecht construir serão empresas norte-americanas.

    A nós caberá, via BNDES o financiador, ficar cobrando Cuba até nunca.

    Curtir

  • Indu??

    Hindu. fica melhor. Letra pequena dá nisso, sem prejudicar o objetivo do texto

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Shiva, uma parte da Trindade Hindu, o poder destruidor transformador não pode com Brahma Caneco Tulipa. Ele é super blindado. O Brasil esta atônito e esfolado. Até quando? My God ! Holly cow!

    Curtir

  • Agora sim, é outra coisa.

    Eduardo, vc é um gênio também em informática. Eu jamais descobriria.

    É isso, Shiva uma parte da trindade Hindu. Nenhum dos infernos terá alguém com poder mais destruidor que o nosso Brahma e ainda mais com a mulher sapiens da mandioca.

    De onde vem essa gente não sei, mas sei que conseguiram unir tudo de ruim, imoral, incompetentes e safados num único partido à dirigir o país.

    Os maiores culpados são os que os elegeram e agora tardiamente estão sentindo na pele quanto vale o arrependimento. E o pior é que estamos na mesma canoa navegando rapidamente em direção ao fundo..

    Acabo de ler sobre a viagem da mandioca sapiens nos EUA. Tem um artigo até modesto na página das Américas, e que dá mais foco na corrupção, na economia despencando e na procura por investidores na infraestrutura.

    O noticiário é em muito e por razões obvias voltados à Grécia, o referendum e a possibilidade de renúncia do Primeiro Ministro, caso sejam favoráveis ao acordo. Hoje vence a dívida com o FMI que tudo indica não será paga. É isso que dá “quebrar pratos”, dançar e lembrando a Babulina do inesquecível Zorba o Grego.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Como sair desse buraco no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: