A caminho do confronto

4 de setembro de 2015 § 136 Comentários

d000

Artigo para O Estado de S. Paulo de 4/9/2015

O país caminha para o confronto.

Ao fim de oito meses procurando alternativas em vão até Dilma Rousseff já sabe que não ha como o Brasil voltar ao mundo dos vivos sem reduzir drasticamente o tamanho do estado ou, ao menos, dar provas da decisão de ir nessa direção. Mas como o negócio do PT não é o Brasil, é o PT, ela acaba de fazer exatamente o contrário.

Como se pôde ver nas últimas “manifestações”, o partido está reduzido ao contingente dos funcionários que colonizam a máquina pública e às proto-milícias que, em recente demonstração de força dentro do palácio presidencial, avisaram que estão prontos a usá-la para nos arrancar o que for necessário para permanecer onde estão. É emblemática, portanto, a atitude dessa senhora de se aferrar tanto mais ao cargo quanto mais claro fica que a crise é exatamente essa insistência insana. Ao assumir a decisão de, com o país desmoronando, fritar Joaquim Levy para insistir no beco sem saída de uma equação confessadamente insustentavel, o PT está sinalizando que desistiu da via política; vai partir para a outra.

dd

O Congresso Nacional também está ciente, de cabo a rabo, de que não ha alternativa para a cirurgia de emergência do estado que não implique a morte da galinha dos ovos de ouro. Mas recusa-se a pegar a bola que a Presidência lhe passou. É uma atitude temerária. Devolvê-la sob a forma de uma imposição da Casa que desse ao governo o álibi para algum tipo de ação menos inescapavelmente suicida poderia ser a última chance do Brasil evitar o pior.

Enquanto for preciso eleger-se é a narrativa, e não as verdades que não aparecem na televisão, que pauta o comportamento dos políticos. As velhas raposas do Congresso – de situação e oposição – não perderam o faro. Na mesma velocidade em que a percepção da profundidade do buraco foi mudando o humor da platéia, passaram do alinhamento explícito com a minoria privilegiada que ajudaram a constituir para apenas uma resistência surda à afirmação da única alternativa capaz de deter a crise. Já entenderam o que, mais cedo ou mais tarde, terá de ser feito, mas precisam se sentir respaldados para fazê-lo agora.

c10Enquanto o país continuar contando como certo e pacífico que “rigidez orçamentaria” é um dado inalteravel da natureza e, portanto, o seu é o único bolso estuprável da praça, porém, isso não será possível. Já que, como sempre nesses casos, é com empregos e desgraças familiares que essa conta vai ser paga, a imprensa poderia oferecer a contribuição decisiva para dar ao processo a direção e a velocidade que a urgência da situação requer se apeasse da insana “neutralidade” com que passa adiante falsificações e mentiras patentes toda vez que alguém acha conveniente apresentar mais uma a uma redação e fizesse um esforço concentrado para informar à nação com a clássica ferramenta da reportagem quem ganha quanto para produzir o quê dentro e fora do universo estatal; que direitos e deveres têm os pais de família contribuintes e “contribuídos” e como isso afeta a vida de seus filhos; onde está localizada a gordura que resta no país e quanto ela pesa; quais os custos e benefícios para a coletividade de cada alternativa sugerida ou sonegada em função de interesses escusos.

d9

Isso poderia desbloquear o caminho para deter o incêndio criminoso que ameaça a segurança nacional.

Já para livrar o Brasil da sua miséria crônica, seria necessário encarar “a verdade inteira”, como agora diz querer o PMDB. É do Manifesto Republicano de 1870 esta síntese do expediente com que a monarquia ameaçada pela revolução democrática de 1831, saiu-se pelo sistema corporativista em que estamos enredados até hoje:

O despotismo colonial procurou desde logo surpreender em uma emboscada política a revolução que surgia no horizonte da opinião (…) Disfarçar a forma, mantendo a realidade do sistema que se procurava abolir, tal foi o intuito da monarquia (…) A liberdade aparente e o despotismo real (…) são as características da nossa organização constitucional”.

d16

Não foi diferente a transição do regime militar, sustentado pelas mesmas pessoas que hoje guardam as costas do PT, para a “Nova República”. Ha o direito de voto e, para além dele, nada. Mas eleger para a inimputabilidade sem ter o poder de deseleger é distribuir cheques em branco e induzir os fiéis depositários ao estelionato.

A Constituição de 1988 não é “moderna” nem, muito menos, “cidadã”, é o diploma oficial da negação da democracia no Brasil. Tem, por enquanto, 250 artigos, incontáveis milhares de parágrafos, 84 emendas “ordinárias” e 6 emendas “de revisão”, quase todas versando sobre as exceções à “igualdade perante a lei” que define esse regime, que criam uma sociedade de castas com múltiplas gradações na camada minoritária dos brasileiros “especiais” no topo da qual imperam, intocáveis, os detentores do poder de outorgar privilégios aos demais, e uma massa de sub-cidadãos, quase súditos, por baixo, cuja única função é sustentá-la. O poder dos demiurgos do topo do “Sistema” é, como o dos imperadores, quase divino. Basta ser tocado por um deles e o bem-aventurado é alçado deste vale de lágrimas e para sempre indultado das consequências do “pecado original”. Fica, pelo resto da vida, dispensado de fazer o mesmo esforço e correr os mesmos riscos exigidos de todos nós na luta cotidiana pelo prato de comida de amanhã.

d0

Não existe meio de evitar que tudo apodreça, mantido esse ponto de partida.

Ao sacramentar o “direito” de uma casta com empregos eternos de determinar o próprio salário, progredir na carreira sem mostrar desempenho, ter aumento de salário independente de performance, não pagar os mesmos impostos cobrados aos demais, contribuir menos e receber mais na aposentadoria, não se submeter aos mesmos tribunais que nos julgam, a “Constituição dos Miseráveis” traveste o “confisco” em “conquista” ao mesmo tempo em que garante aos que fabricam crises abusando dessa prerrogativa medieval permanecer isentos dos efeitos delas.

É este o moto continuo da desgraça nacional.

d13

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , , ,

§ 136 Respostas para A caminho do confronto

  • Fernão, brilhante análise. Parabéns pelo artigo.

    “A Constituição de 1988 não é “moderna” nem, muito menos, “cidadã”, é o diploma oficial da negação da democracia no Brasil”

    E o estado não cabe dentro dela à atender tantas obrigações pecuniárias!

    Curtir

  • Excelente análise, parabéns! Sem possuir o dom da profecia, eu previ que o PT quebraria o Brasil quando assumiu o poder em 2002. Quebrou. Agora eu acrescento: o PT só sairá do governo à bala. No voto não sairá.

    Curtir

  • Octacílio,

    Só não concordo com ” a bala” , porque tal ameaças é tudo que eles querem à justificar do “respeito a democracia” mentira que pregam.

    Que ela cai não tenho dúvidas não só pela economia que afunda e estamos só no começo, haja vista a correção no orçamento em apenas 48 horas depois de apresentado, mas principalmente pelo apoio político que esfacela.

    Ontem, via na tv declaração do Temer que sinaliza o começo do adeus e quanto a eventual companhia,” eu iria feliz pra casa….quanto a ela não sei”

    Os parlamentares por mais safados que sejam com algumas exceções já dão sinais ao desapoio, à própria sobrevivência começando com o PMDB com 51% da bancada favorável ao impeachment ( por razões óbvias não declarados a público)

    Barreiras teremos no STF com os notórios petistas adicionado ao Procurador-Geral da República recém renomeado. É aí que mora o perigo!

    Vamos ver no dia 7 , segunda, como a sociedade irá se comportar. Quem sabe teremos algumas manifestações pró-impeachment.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Você tem razão, o jeito é que as ruas comecem a exigir recibo da parte do contrato entre eleitos e eleitores que lhes cabe.
    Na mesma cédula em que votamos (e que precisa nos ser entregue uma cópia)precisa haver a claúsula da deseleição manifesta.
    “Votamos compulsóriamente,sim,mas desvotaremos imediatamente se o nosso contrato não for honrado”.Só devemos aceitar votar se for nessas condições.
    Este deve ser o mantra.

    Curtir

  • O mantra deveria ser: Quando falta pão todos brigam, ao nosso caso,e só o governo não tem razão, se não vejamos:

    58 milhões de brasileiros ou 28,43 % da população em situação de penúria com dívidas e inadimplência, incluídos 7 milhões de idosos, enquanto a Dilma faz acordo com as montadoras financiadas com dinheiro subsidiado à manter os empregos que não poderão manter, pelo simples fato de que como as vendas derreteram, os páteos estão lotados de produto acabado, e eles que são são burros reduzirão a produção e não vão admitir pagar ociosos pra não trabalhar.

    Que tal se a gerentona falida cogitasse em proceder da mesma forma com os verdadeiros necessitados. Mas não, segundo ela em breve?! ops, retomaremos o crescimento, só deixando de informar como sobreviver até chegar o em breve.

    Burro é o PT que acreditou em sua genial “nova matriz econômica” voltada ao consumo ignorando da produção.

    Juros estratosféricos, claro que os bancos aplaudem e socorrem a desesperada Dilma chamando o Trabuco do Bradesco à segurar o pobre Levy que tardiamente descobriu que está sendo boicotado pelo próprio PT e seus lunáticos no governo.

    Sem prejuízo dos aplausos dos industriais beneficiados pelo BNDES com juros subsidiados, e de notórios jornalistas e economistas coniventes com o descalabro.

    Daí vem o Lula palpitar até no ajuste fiscal, bem ele o maior responsável pela “gerentona” mentirosa e ineficiente no poder e responsável última pela derrocada.

    Creio estas simples observações suficiente a dirigir a outro foco nossa atenção e disposição, com todo respeito as discussões sobre reforma eleitoral ou equivalente que sem dúvidas seria necessária mas não agora.

    A realidade não muito distante da convulsão social, afinal 58 milhões não é pouca coisa, exigindo urgente solução a proteger a sociedade do caos que se avizinha e só não vê quem não quer

    Curtir

  • Adriano disse:

    O maior problema do Brasil :
    é a sociedade que serve ao Estado e não o oposto,
    como seria de se esperar numa República.
    * Roberto DaMatta

    Curtir

  • ……com a graça de Deus, renasça na liberdade, e que o governo do povo, pelo povo e para o povo jamais desapareça da face da terra.

    ABRAHAM LINCOLN
    19 de Novembro de 1863
    Cemitério Militar de Gettysburg
    Pensilvânia, Estados Unidos

    Curtir

  • Vamos para o confronto: BOTA FOGO NA FUNDANGA !

    Curtir

  • paulo murano disse:

    Concluindo, faz tempo que estamos na merda, e nela estamos habituados a viver, faltando-nos o discernimento e a vontade de viver além d ela. Em suma, aprendemos a gostar de merda!

    Curtir

  • Flavio xavier disse:

    Aqui no RS tenho me perguntado muito sobre isso: por que a crise veio para todos nós, que perdemos emprego, perdemos renda, mas não poderia vir pro funcionário público? Estão indiguinados pois se supunham “imunes” as crises? Quando o estado não tem 22% de ICMs, não tem como pagar os 50 mil dos juizes, então a solução é aumentar imposto para- nem pensar nisso- não deixar de atender esses “intocáveis” pelo real.

    Curtir

    • Flavio,

      Se vc for como presumo do Rio Grande do Sul, sem prejuízo de qualquer análise, quem afundou o seu Estado foi ” ilustre” petista Tarso Genro, aquele que exigiu que o boçal do Lula na última hora do último dia do mandato acolhesse em nosso país um assassino condenado na Itália só porque trata-se de um comunista de nome Cesare Battisti.

      Se não for seu estado, não importa. Esse Tarso Genro é um esquerdista movido a ódio, vingativo e provavelmente infeliz e pai da lunática Luciana Genro. Quem sabe por isso. Bem feito!!

      Curtir

  • Cobucci
    Na semana da pátria, pode abrir aquela SALINAS e mandar goela abaixo com um brinde especial para o maior viola/violão instrumental do Brasil – Tião Carreiro (saudades).

    Curtir

    • Farei isso, caro Eduardo.

      A propósito de Salinas-capital mundial da cachaça de qualidade- ganhei uma chamada Boazinha , sem dúvida faz jus ao nome.

      Todavia muito feliz ficarei na homenagem a pátria se a mulher sapiens for hostilizada e xingada durante o desfile de 7 de Setembro em Brasília, epicentro da corrupção.

      É o mínimo que essa psicopata merece pelos estragos produzidos em nosso país e na indecência levada à nossa história.

      Idem o vagabundo, falso, mentiroso, hipócrita e aproveitador do Lula, supostamente esperto não sairá de casa de medo em ser vaiado.

      De qualquer forma o ex-amante da Rose ( Rosemary Noronha) e a paixão mercenária paga por nós, estará lembrado através do Pixuleco segundo me disseram será produzido em tamanhos menores e portáteis, infelizmente como eu gostaria de ter feito Eduardo, Lembra da minha proposta.

      Curtir

  • Varlice disse:

    Fernão, excelente artigo!
    Voto distrital com recall neles!
    Abs

    Curtir

  • ou então que simplesmente troquem o Levy por Pastor Valdomiro como Ministro da Fazenda. Os brasileiros terão no mínimo um salario mínimo de R$ 6.000,oo. Não teremos estagflação, sem inadimplência, em pleno emprego, a roda da economia rodando, todos seremos felizes e contentes.

    Curtir

    • Eduardo,
      Veja que loucura. As montadoras pressionam o governo e conseguem regalias com dinheiro subsidiado, bem elas gigantes que estão propriamente em todos países desenvolvidos ou em vias de como a Índia por exemplo e, sabemos que tem aquele efeito compensatório equilíbrio digamos no resultado final diante dos resultados entre as melhores plantas e as piores em razão dos momentos.

      Digo momentos porque esses gigantes não montam plantas seja de fabrico ou de montagem CKD sem profundos estudos entre eles sócioeconômicos.

      As mais simples estatísticas mostram do desespero da sociedade brasileira começando com o emprego, o absurdo número de inadimplentes e devedores a a mais sútil com os supermercados que vendem o essencial com as vendas reduzidas e, absurdamente já indicando de prejuízos!

      Diante desse quadro propriamente caótico o governo incluído do ghost Levy só mostram soluções a partir do ano que vem ?! E até lá, como fazer? Julgam-nos os burros e eles segurando a cenoura na frente?

      Não tem naquele zoológico governante nenhuma alma que se mostre pelo menos preocupada em dar uma solução de curto prazo a 28,43% da população que se encontra em estado dificultoso e, como se não bastasse tudo indicando de ainda piorar.

      Será que somos realmente os burros e, eles, os gênios que seguram a cenoura?

      Curtir

  • FLM
    Você que é bem informado porque é leitor do Estadão sabe nos informar o que o Ministro da Defesa do Brasil foi fazer na China? E que farra a Dilma esta aprontando com as Forças Armadas do Brasil? É confronto mesmo, literalmente. E somos todos contra a Intervenção militar, sentamos no muro chocando o Ovo da Serpente. Acorda Brasil.

    Curtir

    • Eduardo,
      Embora vc pergunta ao FLM eu acho que ele foi passar de graça. Aqui o bicho tá pegando e pra um petista que acolheu de bom grado na Bahia o Sergio Gabrielli no planejamento do estado, nada melhor que ver as muralhas e nós pagamos.

      Comer chinesa, leia-se, comida chinesa, não é porque aqui tem Lig-Lig entregando em casa e paga no cartão corporativo melhor que em yuan.

      Em suma. Lá ele monta o teatro pra justificar de uma viagem que só vc o atento Eduardo sabia de tão inútil que é esse ministro.

      Será que a mulher sapiens sabia?. Tem ministro que ela nem conhece porque não o recebeu ainda e tem outros que ela não lembra do nome. 39 é muita coisa.

      Curtir

      • Cobucci
        Você não esta sabendo que enquanto o Ministro foi ver as Muralhas da China, dia 03/09 Dilma emitiu um Decreto (Insconstitucional) que confere a Jaques Wagner, o ministro de defesa do PT, plenos poderes sobre as Forças Armadas. Bom, tudo é teoria da conspiração, relaxa que aqui vai o filme do final de semana.

        Curtir

      • Eduardo,
        Como vc indica não é a primeira e nem será a última.
        Somos especialistas a descumprir a Constituição e nada acontece, começando com a oposição e terminando nos tribunais.

        O economista Gustavo Franco há tempos em um artigo pro Estadão indicou do descumprimento pelo poder executivo ao artigo 85 da Constituição e sobre as transferências de valores do Tesouro diante das explícitas proibições, entre outras e não adiantou absolutamente nada. Ninguém se interessou porque não deu em nada, exceto agora “descobrem” de atos ocorridos no passado!

        As vezes, e ultimamente em muito, chego a admitir que a principal preocupação dos poderes é na manutenção do “status quo” que os privilegia pessoalmente e nós cada qual por si. Grosso modo, sentimento de abandono.

        Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Fernão,esse conceito de votar e desvotar;eleger e deseleger é tão óbvio e ao mesmo tempo tão difícil de fazer cair a ficha a respeito dele e de sua obviedade.Acho que nós estamos tão martelados na ideia de só votar e dar carta branca para o fulano que não conseguimos realizar com facilidade que temos o óbvio direito de retirar o mandato que concedemos se o mandato não for satisfatório.
    Interessante essa dificuldade,não?

    Curtir

  • A última do Ghost.

    Imposto transitório ops! , a cobrir o rombo orçamentário é a proposta do ilustre quase demissionário fantasma do Bradesco.

    Se algum dos participantes do Vespeiro teve conhecimento de algum imposto que realmente foi transitório me informe porque desconheço. Muito pelo contrário a CPMF voltada a Saúde seria transitória e foi arrancada na marra graças as pressões de São Paulo especialmente via FIESP nos deputados.

    Tivemos um outro imposto (empréstimo??) sobre o combustível supostamente à atender naquela vez as rodovias federais. lembram-se? As rodovias federais continuaram iguais aliás pioraram pelo aumento vegetativo do tráfego. Portanto, não fizeram nada e a devolução prometida sumiu, o gato comeu, e tem gente recorrendo a Justiça à receber o prometido e, a exemplo na história portuguesa ficarão ” a ver navios”, ao nosso caso da grana emprestada.

    Nem vou ler a nova genialidade tributária pra não me irritar e estragar o feriado com Salinas.

    Curtir

  • Hundrsen disse:

    Infelizmente o Brasil já se encontra imerso em um caos de baixa intensidade há, pelo menos, quatro anos. Falta apenas a fagulha…

    Curtir

    • Como falta a fagulha? A FUNDANGA já foi acesa pelo próprio desgoverno, impera o caos, a presidente pensa que governa !
      Bem feito, “quem pariu Mateus que o embale.” Somos meros expectadores e apreciadores de uma boa Salinas, não é mesmo Cobucci. A sorte é, como dizia o finado Ruy Mesquita, o Brasil é maior que o buraco, o Abismo, em que tentam enfiá-lo.

      Curtir

      • Fundanga, é isso. Bem lembrado Eduardo.

        Não há mais o que, como e quem se atreva justificar o caos. Até rodízio estão fazendo mais parecendo o time do Vasco. Perdem todas!!

        Será que a mulher sapiens irá na tv pronunciar-se no dia 7 de Setembro. Afinal é o dia da pátria, ou dará uma de desentendida à não tomar um panelaço?,E sem prejuízo de mandar um ” boi de piranha”.

        Eu duvido que ela tenha coragem em se pronunciar independentemente das asneiras normais.

        Curtir

      • Cobucci
        Fundanga é pólvora, e é um poderoso ritual da Umbanda. Será que a presidente sabe que neste clima explosivo ela corre sérios riscos de vida. Ela esta mal na vida real e no astral. Pobre biografia: autora do colapso do Brasil.

        Curtir

  • Nunca tivemos uma aberração como esta: ORÇAMENTO COM DEFICIT – 30 BILHÕES.

    Curtir

    • Eduardo,
      Quem sabe ele, Senador Cristovam, ainda não tivesse conhecimento do ..”recuo do recuo e de outro recuo arrependido do primeiro recuo” no déficit orçamentário que, num passe de mágica reverterá em superavit.

      Segundo o ilustre, sensato e equilibrado ministro-chefe da Casa Incivil Aloisio Mercadante, deveremos esperar mais um pouco à tudo melhorar.

      Como economista que apresentou em seu doutorado ardorosa defesa da economia do governo Lula, comandada pelo inesquecível Guido Mantega , tudo bem nada a questionar.Malucos tem que ser respeitados, ao caso, sob risco de te morder.

      Curtir

    • Esse é um homem sério, mesmo de quem as vezes discordo. De tão sério que é foi demitido pelo Lula por telefone, o que não deixa de ser um orgulho, em se tratando de um presidente amoral e cachaceiro que o abandonou à acolher um apadrinhado medíocre como se mostrou na Educação, made lulopetismo.

      Curtir

      • Respondo pra mim.

        Cada dia me convenço de que as coisas neste país dificilmente mudam. Indicando que os que deveriam fazer as mudanças não abdicam de suas verdades mesmo se mostrando erráticas, e a ironia está em não querer mudar. Lembra uma fixação, um problema da mente seria.

        Com tantas evidências mais do que testadas e provadas dos erros e das alternativas presentes insistem em querer que os fatos se adaptem a eles e não ao contrário,

        O que é isso não sei e muito menos explicar àqueles que tem o poder de decisão.Por exemplo o Senador Cristovan indicava um bom projeto educacional e nem chegou a começar defenestrado que foi e substituído por um que só fez merda educacional.

        Se não me engano aquele Kit gay foi obra do ministro substituto, assim como em alterar a história relevando valores de esquerdistas vagabundos, covardes, ladrões e assassinos, e ainda induzindo nos livros escolares das conquistas dos regimes esquerdistas.

        Vejam só: regimes onde ainda apregoam e exercem- o nosso ficou na tentativa- mostram da pobreza aumentar da insegurança ao futuro dos jovens, do desrespeito a democracia tudo sob o manto da corrupção começando com as nomeações nos tribunais superiores como o PT fez aqui com seus ministros.

        Mesmo com tantas evidências e provações não mudam, e um bom case é o da Venezuela em especial e da Argentina em particular.

        E nós? Menos mal temos instituições mais sólidas não obstante a interferência petista e a sociedade que de vez em quando mostra-se insatisfeita quando dói no bolso.

        Se o PT não vivesse na irrealidade e não fosse tão burro, nada disso estaria acontecendo porque sinais indicavam do caos e sabe-se essas coisas não acontecem em 24 horas.

        Curtir

  • Insonia. Como lamento não ter seguido o conselho de minha mãe – meu filho agora você tem só que aprender Mandarim.

    Curtir

  • Insonia II

    Não sei porque há muito tempo não espero com tanta ansiedade o desfile de amanhã em Brasília.

    Algo me diz que a Dilma irá se arrepender em fazer-se presente. Li que o Pixuleco estará presente acompanhado da distribuição de pixulecozinhos ao distinto público.

    Curtir

    • Esperança I =Espero que na solenidade, cercada de muros de aços (07 de Setembro-NÃO PERCAM GRANDIOSO PANELAÇO NO AÇO) um General de bons coturnos de-lhe voz de prisão que a mantenha sob sua custódia até o Itamaraty e a despachem juntamente com PTs lambe botas para a Russia. Só ficariam Lula e o Pixuleco e o Palocci, pois ainda o Brasil tem umas contas pra acertar com esses camaradas.

      Curtir

  • Pesadelo I
    Noite horrível, pesadelo vívido, minha cadelinha PIPOCA havia se transformado em iguaria chinesa, uma visão pavorosa, vê-la assada em um prato com uma maçã na boca e rodeada por uns pastel, tinha até uns copinhos com Salinas. Com 300 milhões de chineses que migrarão para o Brasil, eles serão demograficamente superiores aos brasileiros, segundo o ultimo censo somos 204 milhões de habitantes. Vai faltar produtos Friboi nas gondolas dos supermercados, a Dilma até poderá lançar um novo en(Pac) com um programa MyI#^Na K$AZA, mYI^Ha Vi$Dã#O para construção de moradias. Os chineses construirão varias rodovias com saídas para o Pacífico, deslocarão o centro econômico de São Paulo para Manaus, o Henrique Prata vai construir um HC do Câncer na Amazônia, enfim a Grande Nação. Vamos ter que aprender Mandarim.

    Curtir

  • Cobucci
    Alivio, estamos livres da chinesada: “Não há como o roto cuidar do esfarrapado”. Veja comentário de Robert J.Samuelson no (07 setembro 20150 The Washington Post= Will China Crash ?
    http://www.telegram.com/article/20150906/NEWS/150909467

    Curtir

  • Eduardo,
    Vamos nos livrar da Presidenta Pinocchia.
    Ela merece.

    Ps Não consegui colar o boneco da mulher sapiens com o narigão da mentira exposto em Brasília, fazendo companhia ao presidiário Lula.
    Que pena!

    Curtir

  • Ainda hoje coquetel de posse (não faltará cachaça Salinas) no Itamaraty, Pixuleka recebera inúmeros dignatários governantes de todo o mundo, nova presidente do Brasil estará acompanhada da filha e de Temerleco. A festa (Baile da Ilha da Fantasia), na cidade das muralhas de aço promete. Viva a Independência do Brasil! 07 de setembro de 2015. Vida longa ao Grande Novo País.

    Curtir

  • Viva PIXULEKA. O Brasil está em Festa:

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Será que meus ouvidos ouviram bem?Acabo de escutar no rádio uma propaganda do Ministério da Educação oferecendo R$400.000,00 “em prêmios”para escolas públicas registrarem seus programas.Precisa oferecer dinheiro para isso????Isso parece mais cooptação via vil metal do que que qualquer coisa.Muito esquisito isso.O governo está oferecendo dinheiro para que as escolas entreguem seus programas?Fica parecendo que são “programas”e não programas.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Estou postando de novo pois o outro não abriu.Agora quem sabe….

    Curtir

  • Recebi e repasso sem indicar a fonte porque não sei. Mas o fato pela internet é verídico, tratando-se daquele Wagner de Freitas, presidente da CUT que indicou em pegar em armas se a Dilma fosse defenestrada do governo e, posteriormente, como bom covarde petista não teve a coragem em sustentar a proposta.

    “Lembra-se do presidente da CUT, Vagner de Freitas, aquele que, dentro do Palácio do Planalto, numa solenidade com a presença da presidente da República, ameaçou pegar em armas, caso Dilma seja cassada? Ele é membro do Conselho de Administração do BNDES, o banco que oferece financiamentos com cláusulas secretas a países membros do Foro de São Paulo e outros. A atividade paralela (legal, mas curiosa) do sindicalista chamou a atenção de quem leu o balanço semestral do banco publicado, nessa segunda-feira, em jornais do país.

    A vaga reservada à iniciativa privada há 40 anos, como lembra a coluna Radar, de Lauro Jardim, na revista Veja, foi fechada. O Conselho de Administração do BNDES não tem mais representante de quem investe e produz. O banco agora é “mais estatal” do que nunca.

    Aécio aumenta vantagem sobre Lula numa disputa presidencial, diz Ibope
    Populismo gosta tanto de pobre que os multiplica”

    Curtir

  • Cobucci
    A grande verdade é que o Brasil não tem como efetivamente se expressar, só podemos liberar nossas emoções associadas aos nossos mais baixos instintos. Não existe uma oposição. E os políticos e cartéis de empresários se locupletam, nadando de braçadas em doações e em “sobras de campanhas”, ou recompensas espúrias. Há ainda quem de dinheiro a esta corja. (até tu, Estadão). Isto só expressa que o Brasil vive múltiplas crises e o tempo urge que se instalem múltiplas mudanças: politica (recall), mudanças nos financiamentos de campanhas políticas, o que lamento é que para esta marolinha econômica existe um monte de ações que podem ser tomadas, e estas são urgentíssimas, no entanto ficam firulando, deixando o povão sangrando, o Brasil urge mudanças trabalhistas, mudanças previdenciárias, podemos até reeditar o plano real, já pensou 1 dolar = 1 real, mandar os lobistas bancários ir passear nas muralhas das China e furar os olhos destes juros absurdos, SELIC na casa do chapéu,um absurdo de carga fiscal, reeditar a CPMF porque não? vi alguém falando isto de forma provisória, (2 anos) e até mesmo que a CPMF seja deduzida no recolhimento do IR. Em suma saídas para crise existem, basta serem adotadas. Devemos seguir os conselho de Ganesha (deusa da Prosperidade Indu= “look inside your pockets”, contarmos com o que temos, o Brasil tem uma reserva monstruosa que pode ser utilizada. Na realidade ficaremos com uma presidente sem credibilidade agonizando até o ultimo dia de seu mandato. num vazio de idéias, e o Brasil afundando em um abismo, com condutas que de nada solucionarão a CRISE. O Brasil tem que ter um plano desenvolvimentista, mas como fazer com o cartel todo detido, vai tudo pro ralo. Com relação á crise moral, a solução esta bem tomada nos rumos da Lava-jato, e só cadeia resolve mesmo. Sera que este pessoal não tem um pingo de conhecimento de Ciências Econômicas. Querem num período de estagflação cortarem na carne, com decremento da atividade econômica e com reflexos na arrecadação fiscal, uma heresia. E o povão doidão soltando balão. Desculpem-nos, cansei.

    Curtir

    • Grande dr.Josué de Castro. (Geografia da Fome)
      kdfrases.com/frase/128203

      Curtir

    • Eduardo,

      Na realidade ficaremos com uma presidente sem credibilidade agonizando até o ultimo dia de seu mandato. num vazio de idéias, e o Brasil afundando em um abismo, com condutas que de nada solucionarão a CRISE.

      Disse tudo! Parabéns.

      Acabo de ler só por obrigação, (algum problema psiquiátrico), de que na impossibilidade de criar novos impostos graças ao Congresso que não aceita, os imbecis vão aumentar taxas como do CIDE, COFINS etc etc e, acredite o Imposto de Renda segundo o zonzo do Levy.

      Então veja a ilógica:
      i- há um rombo orçamentário de R$ 30 bilhões e que segundo o relator R$ 3/4 bi foram surrupiados na apresentação. Tudo bem, o governo errar é desumano mas não importa porque não será a 1a e nem a enésima vez;

      ii- considerando a economia derretendo ipso facto as receitas tributárias idem, mesmo se não na mesma proporção;

      iii-portanto as novidades nas novas taxações seriam pra cobrir o rombo original acima indicado de R$ 30 bi;

      iv- grosso modo diante dos dados do próprio governo, e hoje no boletim Focus, a inflação será maior, e a economia continuará em baixa, portanto esse valor a ser agregado nas receitas do orçamento fiscal, pela própria inércia sua referência absoluta ( em reais) no mínimo será, em valor relativo ( percentual) com o tempo menor que o necessário a suposta cobertura do rombo orçamentário, uma vez que a receita do governo, frise-se, ser função das atividades industriais, comerciais e de serviços que derretem o que não é novidade. Quanto menos a produção, a comercialização e o serviço menor o imposto a recolher. Ou não?

      v- o que permite admitir que em breve as novas tarifas não atenderão seus fins que ora justificam necessitando de aumentos.

      Em suma, estão perdidos, não tem nenhum projeto, ficam inventando e dá tudo errado, uma vez que nem eles se entendem.

      Não sabem mais o que fazer. Só falta copiar o Maduro e arrumar uma encrenca de fronteira à desviar as atenções.

      É o começo do fim que poderia ser abreviado se tivéssemos tribunais sérios a admitir das bandalheiras fiscais à mandar a Dilma embora.

      Também cansei até em levar pro hilário.

      Curtir

  • Baixos Instintos: O POVO DOIDÃO SOLTANDO BALÃO E DERRUBANDO MURÃO

    Curtir

  • Vida longa ao BNDES. Lula a casa caiu.

    Curtir

  • Ajuste fiscal exemplar.

    Senado troca os veículos dos ilustres senadores.

    Viva O Brasil dono da Passadena.

    Curtir

  • Atos e Consequências ou O Abismo.
    g1.globo.com/economia/noticia/2015/09/standard-and-poors-tira-grau-de-investimento-do-brasil.html

    Curtir

  • Eduardo,
    No meu momento masoquista assisti no canal da Câmara o lider do governo José Guimarães, aquele do cuecão e irmão do Genoino, sobre o rebaixamento dizer:

    ” aquela agência de não sei da onde….rebaixou, etc etc” A seguir, um deputado de nome Ságuas?!……..ou algo parecido e do Amazonas, como bom petista que não tem tendo como justificar procura desmerecer que age contra seus ” ideários econômicos”, lembrou que a referida S&P foi multada em 2008 quando da bolha de imóveis por não ter informado do risco etc etc

    Começam as consequências não obstante tal ocorrência estar precificada pelo mercado, sem dúvida aumentarão os prêmios-juros- a ser pagos em captação no exterior, aliás desde algum tempo maiores que os da Rússia e Ucrânia!!

    Vamos esperar o Zonzo Levy como justificar, além de dizer que são 3 as agências e necessário que mais uma pelo menos rebaixe o Brasil a ser absolutamente considerado de risco.

    Será que o brahma vai se manifestar? Ele está no Paraguai tomando uisque Old Stroessener”

    Curtir

  • A Agencia Bolso do Brasileiro sabe que o rebaixamento é bem maior. “Brasileiro doidão continua soltando balão, enquanto cantarola a canção: Um elefante incomoda muita gente, dois elefantes incomodam muito mais”. “Ole ole ola, DilMá, DilMááá, 13 Confirma”
    Meu D’us o aluguel vence amanhã. A mulher deixou sobre a mesa a lista de compras do supermercado. Tem que reabastecer o carro. Tomara que o Patrão recue da decisão (Recuar é o verbo da moda, né) de fazer uma reestruturação (ou seria ajuste). Se tiver sorte ele decerto nem vai conferir a Bolsa amanhã.

    Curtir

    • Pois é Eduardo,

      O governo tal qual uma família tem um limite na contenção de despesas. O Governo tem que atender em primeiro lugar as obrigações contidas na Constituição cidadã que não cabe no PIB, enquanto as famílias cortam despesas mas chegam num ponto que não tem mais o que cortar sob risco de morrer de fome.

      Aquele pega empréstimos e ou aumenta tributos, estas não tem pra onde ir e, nessas horas é que há poupança contra as turbulências Embora no nosso caso não existe poupança, não só pelo fato cultural, mas que resista tanto tempo, desde meados de 2014 e com tendências a só piorar.

      Aumentar impostos? Não me lembro se escrevi aqui no Vespeiro, mas na história obriga a presenciar Dionísio I, tirano e Governador de Siracusa que de tantos impostos cobrados, em determinado momento perguntou aos seus coletores quanto tinham arrecadado do povão, e eles responderam:
      “nada, absolutamente nada e ainda riam de nós”, porque perguntou o Tirano ” eles responderam “porque eles não tem mais nada para dar, tiramos tudo”

      Do jeito que vai indo caminhamos a passos largo pra esse tipo de confronto respeitada a era cibernética.

      Está insuportável, e com um festival de más notícias.

      Curtir

  • Cobucci
    Momento para se ir á Ópera, ou acabarão por dizer que sou da cultura Salinas: Chapéu, Cinto com fivela e botas. Segura Peão!
    Preciso aprimorar-me culturalmente, necessito urgentemente ir á Ópera.
    Você já assistiu “O LAGO DOS CISNES”. Você tem alguma dica que possa nos dar.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/O_Lago_dos_Cisnes

    Curtir

  • O Zé Simão está reclamando que a Pixuleka é gorda, e a Dilmandioca com sucesso está fazendo dieta, uma afronta!

    Curtir

  • Palocci?

    kakaka, deve estar dando consultorias médicas no hospital do irmão em Ribeirão Preto.

    Curtir

  • Impeachment, estando de acordo.

    Acessem e assinem antes que a Dilma destrua o país.

    http://www.proimpeachment.com.br/

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Curtir

  • Fernão.

    Conseguiram!, não satisfeitos com o confronto interno político e com a sociedade, acrescente-se o confronto com a comunidade financeira internacional e que leva de carona a Petrobras e a Eletrobras, ambas rebaixadas.

    O PT realmente é invencível em trapalhadas por incompetência, conseguindo mover pra baixo até o fundo do poço.

    Desta vez o bicho pega e no fim das contas vai sobrar pro consumidor final e não será só com impostos ou taxas. Será no custo de vida uma vez quase tudo dolarizado, começando com insumos, sem falar nas indústrias e no desemprego.

    E ainda tem que discuta da necessidade ou não do impeachment. Afinal, porque a Constituição o admite?

    Curtir

  • Eduardo,
    Ela não merece Tchaikosvsky. Merece o toque do silêncio tocado por berimbau.

    Curtir

  • Insônia dá nisso.

    Revendo jornais da tv o Globo News mostrou de trechos de entrevista de ontem com o Ministro Levy, referindo-se a possibilidade de aumento do imposto o ilustre zonzo disse. ” Um pouquinho de imposto ninguém vai reclamar….” justificando o fim do pouquinho.

    Tem cabimento! Só um atordoado primeiramente a dizer que pagamos pouco IR e agora à referir-se de forma pueril, infantil à mais encargo à sociedade como se não bastasse o IR mais alto e com menor retorno do mundo.

    A Standard&Poor’s rebaixou a nota pelos dados econômicos e a situação política e menos mal ocorreu antes que ouvissem o aturdido ministro se referir no aumento do IR do pouquinho ou poucão.

    Tivessem visto a declaração inusitada abandonariam o Brasil sob a justificativa de que hospício não faz parte do objeto da agenciadora de riscos de economias.

    Curtir

  • Mais uma do Zonzo.

    Ele tomou conhecimento do rebaixamento pela S&P as 14 horas enquanto a Dilma e os demais só as 18 horas. Durante o interstício ficou mudinho.

    Será que ele foi se aconselhar com o patrão Trabuco?

    Isso mostra quão articulado é o governo que pede sacrifício à nação.

    O governo é uma piada de mal gosto.

    Curtir

  • Toque de Silêncio. PF intima LULA.

    Curtir

  • Eduardo,

    Se por acaso não se tratasse de um psicopata, o brahma estaria arrependido ou de antes ou de agora.Todavia, diante da doença incurável tudo é possível menos algo sensato.

    Em breve virão outras e me alegrando diante dos desentendimentos entre os petistas, com tantas frentes internas e externas à administrarem com o talento que lhes é peculiar.

    E o petróleo continua caindo……..

    Curtir

  • A insônia uma boa leitura de digna resposta ao Luiz Fernando Veríssimo, porta e voz intelectual cômica do petismo.

    ENCAMINHO COM CARINHO

    Neste 20 de agosto, o jornal gaúcho ZH publicou a crônica em que Luis Fernando Verissimo informa que não vê diferenças entre manifestações de rua contra o governo e matilhas de vira-latas.

    No mesmo dia, a leitora Rosália Saraiva, que foi professora das filhas do patriarca dos humoristas estatizados, encaminhou ao blog do jornalista Políbio Braga uma carta endereçada ao pai das ex-alunas. A resposta, merecidíssima, é de envergonhar até quem perdeu a vergonha de vez.

    O rosnado de Verissimo nasceu do medo. O fim da era lulopetista pode custar-lhe a liderança que ocupa no ranking dos autores mais didáticos do Ministério da Educação. Esse possível rebaixamento na lista dos escritores federais oferece motivos de sobra — milhões de motivos — para que um cachorrinho de madame vire candidato a pitbull de quadrilha. Talvez sossegue algum tempo depois do troco, reprisado abaixo, que uma valente professora lhe aplicou no fígado. Confira.
    (AN)

    Prezado LF Verissimo:

    Na crônica com o título ‘O Vácuo’, comparaste os manifestantes contra o governo aos cachorros vira-latas que, no passado, corriam atrás dos carros, latindo indignados. Dizes que nunca ficou claro o que os cães fariam quando alcançassem um carro, por ser uma raiva sem planejamento. E que os cães de hoje se modernizaram, convenceram-se de seu próprio ridículo, renderam-se ao domínio do automóvel.

    Na tua infeliz e triste comparação, os manifestantes de hoje são vira-latas obsoletos sitiando um governo que mais se parece com um Fusca indefeso, que sabem o que NÃO querem – Dilma, Lula, PT – mas não pensaram bem NO QUE querem no seu lugar. Como um velho e obsoleto cachorro vira-lata, quero te latir (não sei se entendes a linguagem de cachorros) algumas coisas:

    1. Independentemente das motivações de cada um, tenho certeza de que todos os cachorros na rua correm em busca dos sonhos perdidos, que, em13 anos, foram sendo atropelados não por um Fusca indefeso, mas por um Land Rover de corrupção, imoralidades, mentiras, alianças políticas espúrias, compras de pessoas, impunidade, incitação à luta de classes, compra de votos com o Bolsa Família , desrespeito e banalização da vida pela falta de segurança e de atendimento digno à saúde, justiça falha, etc, etc.

    2. Se os cachorros se modernizaram e pararam de correr atrás do carro, não foi por se convencerem do próprio ridículo. Foi porque não conseguiram nunca alcançar os carros e isso os desmotivou. Falta de planejamento, concordo. Mas os cachorros de agora aprenderam que se correrem juntos, unidos, latindo bastante atrás do carro, cada vez mais e mais, de novo e de novo, chegará uma hora em que o motor vai fundir. Eles vão alcançar o carro. O motorista vai ter que descer do carro e outro assumirá. Pior do que está não vai ficar, embora o conserto vá demorar muito. Não vai ser fácil, mas os vira-latas vão conseguir se organizar, pelo voto. Não pela ditadura.

    3. Não é verdade que o latido mais alto entre os cachorros foi o de um chamado Bolsonaro. Acho que estavas na França gozando das delícias de um croissant na beira do Sena (enquanto os vira-latas daqui corriam atrás do osso perdido) e não viste os vídeos das manifestações. Se bem que a TV Globo e o Datafolha também não enxergaram nada. O que mais cresceu na manifestação foi uma certeza, a certeza que vai fazer esse país mudar: com essa Land Rover desgovernada não dá mais. Os cachorros com seus latidos unidos jamais serão vencidos. E sabem que mais dia, menos dia, esse carro vai parar. É assim que começa, pena que eles não acreditem. Não vai ter mais dinheiro pra comprar brioches para o povo.

    E o número de vira-latas vai aumentar muito. Quem comandará a corrida?
    Não sei, só sei que prefiro ser um vira-lata à moda antiga do que um vira-lata moderninho que se rende a uma Land Rover.

    4. Te enganas quando dizes que os cachorros de antes corriam atrás dos carros porque a luta era outra. Não, a luta é a mesma, o contexto é diferente. Os cachorros não querem um passaporte bolivariano. O vácuo vai ser preenchido, não te preocupes. Por quem for necessário e aceito, desde que não seja pelo exército do Stédile.

    5. Em tempo: essa vira-lata que te fala foi professora das tuas filhas no antigo e admirável Instituto de Educação. Lá aprendi que é importante latir não por latir, mas para defender os sonhos possíveis.
    E tuas filhas devem ter aprendido muita coisa com os meus latidos.

    Continuo latindo, agora na rua, para derrubar o que acredito ser um mal nesta nação arrasada: a corrupção e, mais do que isso, um governo corrupto, que perdeu totalmente a vergonha. Eles criaram um “vácuo” de imoralidade e de incompetência que vai ser difícil de recuperar. Mas, vamos conseguir!

    Atenciosamente, auauau.
    ROSÁLIA SARAIVA

    Curtir

  • O temor é que o predador possa adestrar muito bem o caçador.

    Curtir

  • fernando flora disse:

    Envio ensaio de minha autoria. Seria muito bem-vinda sua avaliação, inclusive citado no final. Att, Fernando Flora

    Curtir

  • O brahma foi ” convidado” pela PF a explicar?! do conhecimento sobre a bandalheira do Petrolão e, se, talves, quem sabe, ele teria conhecimento de algo sobre os desvios e se, teria tido alguma vantagem.

    Meu Deus! Como perguntar coisas tão espúrias à um ex-presidente que declaradamente sempre afirmou de que ” não sabe de nada”!

    Só faltava o pulha contar do apto nas Astúrias pela OAS, da reforma do sítio em tempo record pago por outra empreiteira, dos grandes negócios do filhinho genial Lulinha com a OI e envolvendo o BNDES, palestras motivacionais pagas pela Odebrecht- a pura- e por aí vai.

    Curtir

  • LULA na fase MUDO.
    ultimosegundo.ig.com.br/politica/2015-09-11/lula-decide-manter-silencio-diante-de-pedido-da-pf-para-ouvi-lo-na-lava-jato.html

    Curtir

  • Bicudo Linguarudo falante do que todo mundo já sabe.

    Curtir

  • Ai ai Palocci, Santa Passadena, passa Dillma

    Curtir

  • Ai ai ai Santo Padilha, salvai a quadrilha.

    Curtir

  • Nem “Pai de Santo ” salva mais.

    Quem sabe um mágico!

    Curtir

  • Eduardo

    Nem comunista o brahma é. Trata-se de aproveitador safado mentiroso que se aproveita dos pobres como bom demagogo.

    O Lula não passa de um marajá cercado por fanáticos que aproveitam os restos que ele deixa nas caminhadas.

    Comunista que se respeita é exatamente a antítese do malandro que se apresenta ” como nunca antes neste país”.

    Pelas amizades e cumplicidades com a família Kirchner, Castro, Chaves&Maduro, o cocaleiro Morales, Zé Dirceu, Vaccari,aquele iraniano de nome complicado entre outros expoentes de regimes anti-democráticos, enfim onde tem a escória tá lá o Lula contando mentiras fazendo auto-elogios embora confessadamente ” ele não sabe de nada”

    Curtir

  • Mas o COLOR, que hoje é amiguinho do Lula, não tem o aparelho de som que o LULA tem.

    Curtir

    • Não seja injusto, rsrsrsrsrs

      Não só o Collor mas o Jader Barbalho, o Sarney, o Renan e vários outros da fauna política.

      Nenhum deles ganhou um triplex no Guarujá e nem tiveram namorada tão baranga como a notória Rose, cujo affaire inclusive aéreo foi tão celebrado em vários continentes.

      Curtir

  • Não, perai, aconteceu ranários, grana no hervanário da Roseana Sarney, Bumba meu boi Boi-Barrica que é uma incógnita porque o Estadão foi CENSURADO, as galinhas do Paolo Salim Maluf, a grana do Maluf que ele doou pra Santa Casa, os fusquinhas pros heróis da Copa, Privatarias etc, etc, etc. A COISA não é de hoje, é mais antigo que a gente pensa, se procurarmos remonta ao tempo das capitanias hereditárias de Portugal. E demais a mais D.Pedro também dava umas puladinhas de cerca! O homem é viril. cabra macho, só isso. A sua cumpanheira gosta de saudar a Mandioca. Viva a Grande Nação.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Faz sentido,Fernão?

    PLANEJAMENTO POLÍTICO/ESTATAL A LONGO PRAZO

    A máquina estatal brasileira é muito grande e ineficiente.Precisa ser corrigida(não adianta somente constatar que precisa ser corrigida-ela precisa ser efetivamente corrigida).

    Uma solução para começar a ter isso consertado seria dividir o Brasil todo em pedacinhos só para fins eleitorais(distritos eleitorais)de até 100.000 habitantes cada.Para cada distrito seria oferecido pelos partidos apenas um vereador;para a união dos distritos de uma cidade, o prefeito;para a união dos distritos de um estado seriam oferecidos um governador ,um deputado federal/estadual-uma só pessoa para as duas funções ,que representaria o seu estado dentro federação e em si mesmo- e um senador.Acabaríamos assim com a inutilidade de haver deputado federal E estadual ,e fecharíamos assim as Assembleias Legislativas estaduais-olha a economia!!!Os deputados trabalhariam apenas em Brasília com os senadores.Apenas 2 ou 3 partidos seriam permitidos no País -olha a economia de “Fundo Partidário” que isso traria!!!olha a maior clareza que haveria no financiamento desses partidos!!!

    Qual é a vantagem de um sistema assim?A vantagem é que podemos retirar do poder TODOS os que forem incompetentes com rapidez e eficiência sempre que for necessário.Se um vereador ou deputado ou senador ou mesmo governador não se comportar como é devido,seria necessário APENAS um certo percentual de assinaturas dos eleitores do(s) distrito(s) em que foram votados,5% p.exemplo ,e ele automaticamente sairia e seria convocada nova eleição só naquele(s) distrito(s) para substitui-lo.Para presidente,permaneceria como é hoje apenas com aperfeiçoamento da lei de impeachment.

    Este é um sistema que interessa a todos nós brasileiros e não somente à “turminha ”que hoje domina o sistema político/ administrativo do Brasil.

    PS1-O eventual desmantelamento de assembleias legislativas estaduais e pequenas prefeituras assim como o de outros órgãos inúteis,poderia provocar desemprego.Soluções:1-Todos os funcionários públicos concursados que vagarem postos seriam remanejados para outros órgãos.2-Os funcionários não concursados seriam despedidos conforme a lei,pois o Estado só pode ter funcionários concursados (o próprio Estado e o poder não do Estado poderiam contribuir na realocamento dessas pessoas em outros postos do mercado).3-Não seriam abertos novos concursos públicos por um período de muitos anos até que toda a máquina pública brasileira seja devidamente equacionada.

    PS2:Só poderiam ser criadas no Brasil prefeituras em localidades com no mínimo 100000 habitantes.A atual festança de prefeituras assim acabaria.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Perdão: é PLANEJAMENTO POLÍTICO/ADMINISTRATIVO A LONGO PRAZO

    Curtir

  • Não entendo por que os “Reconstrutores da Nação” consideram funcionários públicos como vilões, recomendo:
    http://www.outsidethetext.com/archive/Olson.pdf

    Curtir

  • Eduardo,

    No link e veja o que poderia esperar do reconstrutor da nação e sua nova matriz econômica que nos levou ao caos.

    http://mail.uol.com.br/attachment?msg_id=OTA4Mzc&ctype=IMG-20150913-WA0001.jpg&disposition=attachment&folder=INBOX&attsize=23488

    Curtir

  • Com as ultimas medidas da DillMA não sei quem será degolado, a presidente ou os brasileiros?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento A caminho do confronto no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: