Não, não é “tudo a mesma merda”

22 de fevereiro de 2012 § 3 Comentários

Deixo aí a última reportagem de Marie Colvin, americana, trabalhando para o Sunday Times, morta hoje em Homs, na Síria, junto com o fotógrafo francês Remi Ochlik (28), para a reflexão daqueles que, para anestesiar a própria consciência, costumam recorrer ao “é tudo a mesma merda” e não reconhecer no jornalismo a base fundamentalmente altruística que inspira a profissão.

Homs vem sendo alvo ha três semanas de uma barragem indiscriminada das bombas russas, chinesas, iranianas e norte-coreanas com que o ditador Bashar al Assad, o protegido do Itamaraty, vem sendo abastecido para seguir com a carnificina de seu próprio povo iniciada ha 11 meses, quando os reflexos da Primavera Árabe chegaram à Síria.

Antes de Homs calculava-se em 7 mil o número de mortos pelas balas da polícia e dos franco atiradores de Assad. Agora…

Em 1982, Hafez, pai de Bashar, bombardeou Hama até matar 40 mil pessoas por acreditar – como o filho pensa agora sobre Homs – que tal “providência” poderia desencorajar a rebelião contra o regime que, já então, tomava as ruas.

Como se poderá constatar na reportagem transmitida horas antes dela ser morta, não há alvos militares em Homs. A cidade está cercada e desarmada e quem tenta escapar da fome e das bombas cai na mira dos franco-atiradores do ditador que cercam as saídas.

Trata-se de uma operação de terrorismo de Estado feita com o propósito deliberado de matar indiscriminadamente o maior número possível de homens, mulheres e crianças que têm, como única esperança de resgate, a eventual mobilização da opinião pública internacional para forçar governos que, como o nosso, não se vexam de abraçar assassinos do quilate de Assad em função de maquinações de poder, a retirar-lhe o apoio e ameaça-lo com sanções.

A discussão entre Marie e seus editores sobre a decisão de mostrar ou não a cena da morte de um bebê atingido no bombardeio define bem o sentido que ela dava ao tipo de missão ao qual dedicou sua vida.

Marie Colvin e Remi Ochlik eram daquele tipo de ser humano que não se permite assistir passivamente um ato de covardia, considera seus os problemas de seus semelhantes e arrisca a própria vida para não permitir que outras sejam desperdiçadas em vão.

Não senhores. Não é “tudo a mesma merda“, apesar dos ingentes esforços da maioria acomodada para que venha a ser. E enquanto houver gente assim haverá esperança.

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , ,

§ 3 Respostas para Não, não é “tudo a mesma merda”

  • Luis Dolhnikoff disse:

    Caro FLM,

    Se ou quando o governo assassino do clã Assad puder afinal ser contido e, em seguida, derrubado, terá sido pelo sacríficio da população síria, pela até agora irrealizada união da oposição síria e pela pressão internacional, que não existiria sem a divulgação de informações, especialmente de jornalistas. Não, não é “tudo a mesma merda”, apesar de tudo…

    Curtir

  • Pessoas interferentes, e pessoas não-interfentes.
    Dois conjuntos sem intersecção.
    Em um deles é, sim, tudo a mesma m…!
    (http://www.indigovirgo.com/2012/02/pessoas-nao-interferentes.html)

    Partiu deste plano imperfeito mais uma daquelas raras “pessoas interferentes” que, em quaisquer campos de atividades, fazem o que precisa ser feito, porque seus princípios lhes dizem o que precisa ser feito.
    Pessoas construídas sobre princípios.
    São elas as compadecidas, justas, obstinadas, corajosas, altruístas.
    A diferença está no material de que é feita a pessoa, não em sua profissão.
    Requiescat in pace.

    Curtir

  • Jose Cassio disse:

    Este cara (Lula) esculhambou todos os nossos valores. Parabenizo você por mostrar uma pequena amostra da sua cara de pau.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Não, não é “tudo a mesma merda” no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: