Não passarão!

2 de março de 2017 § 19 Comentários

Cartoon zombie isolated on white. He is lurching with his arms out stretched

O chefe visivel pode mudar a cada quatro anos ou menos pra inglês ver mas, para tudo quanto interessa mesmo, o poder não muda de mãos no Brasil desde a chegada de d. João VI. Cada um de nós e mais tudo que ha por cima e por baixo do chão desse nosso berço esplêndido é propriedade inegociável das grandes corporações donas do sacrossanto Estado que nos dá ou tira “autorizações” para viver e para morrer.

O lema de todas é “nem um passo atras”, mas daí para baixo vivem numa luta surda não só pelos seus privilégios “adquiridos” mas, sobretudo, pela posse do poder mais que divino de distribui-los que pouco ou nada tem a ver com o que aflora na nossa superfície “democrática”. Tudo é sempre um jogo de truco onde nenhuma carta vale o que está impresso nela. Todo mundo anda sempre quatro ou cinco movimentos à frente.

Cartoon zombie isolated on white. He is lurching with his arms out stretched

A volta do carnaval vem marcada pela enésima “morte” de Michel Temer. A “temporada” estreou com o movimento da veneranda figura de José Yunes. O homem é um especialista; tipo uma Amazon em matéria de “logística” da putaria. Sabe o pacote exatamente certo para cada “mercadoria”. Repararam quantas vezes ele repetiu a “explicação” de que o tal envelope entregue no escritório dele endereçado a Eliseu Padilha, certamente continha “merreca” porque “1 milhão de dólares é do tamanho de uma caixa de uísque”? Porque, de repente, ele começou a agir como mulher “chifrada”, apunhalou o amigo e em seguida, saiu se desdizendo é uma história que “brasiliólogo” nenhum se deu o trabalho de reconstituir porque quem conhece a corte sabe que o Yunes é só o pavio, não é a bomba nem muito menos o alvo. Sobre ele basta, portanto, repetir a cada vez que se lhe menciona o nome, que “é amigo do Temer” desde criancinha.

O fato é que feito o recuo apoiado por esse indiscutivel argumento técnico, jogou-se por cima do dele o “depoimento” de Marcelo Odebrecht. “Seus 10 mais 10”!  Agora sim tudo está devidamente recheado de milhões. E la estão os “brasiliólogos” especulando furiosamente sobre quanto isso “fragiliza” ou não Eliseu Padilha e…

Cartoon zombie isolated on white. He is lurching with his arms out stretched

Não perca seu tempo! Despreze os pormenores eruditos. Vá direto ao ponto. O movimento telúrico por baixo desses tremores é o mesmo de sempre. Yunes pra cá, Eliseu Padilha pra lá, fica estabelecido: se tocar nos “intocáveis” a “chapa Dilma-Temer” terá sido eleita com propina e o governo cai.

Presos e soltos; caídos e inderrubáveis, é sempre a isso que tudo se refere nessa nossa língua em que o pretérito tem futuro. Não têm nada a ver com justiça esses subitos pronunciares em voz alta daquilo que todo mundo sempre soube, ainda que, acidentalmente — pobre não tem luxos! — possa se comemorar um pouco de justiça feita com isso. O que ha mesmo é que os “intocáveis” sentem cada vez mais quente o bafo na nuca e estão mandando o recado: não interessa a altura do galho, quem ousar nos tocar tomba.

Não vão conseguir! Estão mortos! Só vão aumentar o preço da saída. Salarinho e previdência valor de face 1 não resolvem o problema nem reduzidos a zero. Só supersalário, frota de jato, mordomias e auxílios mil hereditários para todo o clã e mais a previdência pública valor de face 32 pagam essa conta.

Cartoon zombie isolated on white. He is lurching with his arms out stretched

Marcado:, , , , , , , ,

§ 19 Respostas para Não passarão!

  • Marcos Jefferson da Silva disse:

    “O Brasil está morto. Viva o Brasil!”

    Curtir

  • Luiz Barros disse:

    O que me interessa saber é se o Lula vai ou não tornar-se inelegível, ou já o é, porque corre solto na raia pra 2018.

    Curtir

  • José Adolpho da Silva Gordo Filho disse:

    Fernão,
    É sempre um prazer ler o seus artigos. Você vai sempre ao ponto e em excelente português, coisa tão rara no jornalismo atual.
    Um abraço,
    ADOLPHO

    Curtir

  • Sylvia Bastos-Tigre disse:

    FERNÃO, PARABENS POR MAIS UM DE SEUS EXCELENTES ARTIGOS !
    A MANEIRA COMO VC ESCREVE, DESCREVE, EXPLICA E COMENTA, NESSE EXCELENTE PORTUGUÊS, EH BOM DEMAIS !
    VOU COMPARTILHAR ESSE SEU ARTIGO PORQUE QUERO Q MINHA IRMÃ PERCEBA Q NAS REDES SOCIAIS TBEM EXISTE ECELENCIA !

    Curtir

  • jeanmorgado disse:

    Para bom entendedor, o termo “grandes corporaçoes” certamente inclui as quase invisiveis… o fato é que no Brasil nao ha vinculo entre o povo de classe média para baixo com o governo, exceto para pagar a maquina que sustenta esse grupo bi-centenario..e fazer um simulacro de eleiçao que logo não mais será necessário. O que temos é uma anti-democracia. Se Lulla será preso ou não, é absolutamente irrelevante nesse teatro macabro, onde cangaceiros disputam território, enquanto a midia entretem as massas com suas usuais mentiras e carnavais.

    Curtir

    • Luiz Barros disse:

      As rédeas do país estão hoje com o Judiciário. Fará diferença, sim, se as excelências, hoje a mais forte das corporações, permitirem a volta de Lula ao poder.

      Curtir

  • José Silverio Vasconcelos Miranda disse:

    São bi-centenarios. Será que não passarão ? Nos meus três quartos de
    século de vida, sempre os vi passando. Carnaval após carnaval.

    Curtir

    • Fernão disse:

      acredito que desta vez vai ser diferente porque abusaram tanto que mataram a galinha.
      a briga, agora, será com os próprios funcionários porque não sobrou nem pra pagar o salário deles

      Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Acho que em todos os países do mundo há,em certa medida,corporativismo para favorecer alguns poucos grupos ou pessoas,mas no Brasil está demais.O Brasil está amarradinho(os brasileiros estão amarradinhos)num corporativismo governamental mais do que indecente.

    É assim:membros do alto escalão do Judiciário ,um dos “corpos”do corporativismo nacional,vendem sua alma para presidentes e senadores que ali os colocam ,recebendo em troca de sentenças favoráveis, extremos prazeres mundanos e de poder.Em posse desses cargos eles têm altíssimos salários,diversos privilégios monetários extras ,poder de influência para negócios pessoais e de seus familiares e assim por diante.

    Senadores(outra das corporações) e presidentes(o corpo mor) que ali os colocaram,têm assim caminho livre para fazer seus próprios negócios pessoais,aliados a setores privados.Assim,em favor das partes de seu “corpo”,contratam odebretchs que “constroem infraestruturas”que levam ,geralmente,elefantes brancos a lugar nenhum,porque assim que a parte financeira dos negócios é consumada e cada qual tenha embolsado o “seu”,o negócio fica largado em qualquer lugar e o povo ,esperançoso de desenvolvimento,a ver navios .

    Deputados estaduais e federais(outras duas corporações)também fazem medidas provisórias,e outras cozitas más, que atendam às grandes corporações da iniciativa privada ,que lhes pagaram regiamente para fazer suas campanhas ,e assim serem eleitos ,sempre e sempre,eternamente.

    Os sindicatos (outra das corporações)amarra tudo,tendo em suas rédeas curtas o proletariado,e assim,em conjunto com as corporações acima citadas-privadas e públicas-,vão controlando o sistema,com paulinhos da força e outros mais a fazer os links nas Câmaras,Senado e Assembleias de todo o País.

    A OAB(outra corporação)também precisa do caminho de seus membros sempre livre para atender aos interesses particulares /financeiros de seus membros , e assim não denuncia os males do Judiciário,mas ,muito pelo contrário,estimula e interage-ou deixa membros estimularem e interagirem à vontade-com a parte mais baixa deste(primeira e segunda instâncias) com os mesmos esquemas da camada superior.

    Assim,o Brasil está amarrado.Assim, o Brasil não tem plano de desenvolvimento para seu povo ,que vaga ao léo,tentando respirar prisioneiro desses esquemas.

    PS:Ontem,escutei na Hora do Brasil que sindicatos estão querendo regulamentar as gorgetas de garçons em restaurantes,que passarão a entregar 30 %das mesmas para que o patrão possa recolher impostos sobre elas.

    Estão matando cachorro a grito!

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    É assim:membros do alto escalão do Judiciário ,um dos “corpos”do corporativismo nacional,vendem sua alma ,para obter extremos prazeres mundanos e de poder , para presidentes e senadores que ali os colocam para receber em troca sentenças favoráveis a todos seus desserviços à Nação.Em posse desses cargos eles têm altíssimos salários,diversos privilégios monetários extras ,poder de influência para negócios pessoais e de seus familiares e assim por diante.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Agora,o cínico mesmo é que todo esse corporativismo a atender uma plutocracia brasileira,precisa de uma máquina(precisa de escritórios,vamos dizer assim),e essa máquina é a que nós pagamos para sermos desatendidos.
    Nós pagamos o luxuoso Senado,os luxuosos Palácios,as câmaras de vereadores,as Assembleias Legislativas dos estados,os mordomos,as residências,tudo.

    O otário não foi só Marcelo Odebrecht-se é que ele foi otário-mas NÓS.

    Curtir

    • Carmen Leibovici disse:

      Eu deixei de mencionar a corporação dos bancos,protagonista fundamental-à mesma altura das mencionadas anteriormente- na amarração do Brasil,especialmente nas negociações de juros da dívida ,e outras,nas quais o que prevalece não é o interesse do País,que ,aliás,não prevalece de forma alguma ,e nunca, dentro desse esquema montado que faz girar a roda da elite perversa brasileira,com 200 milhões de habitantes restantes gravitando em torno ,perplexos .

      Curtir

  • José Luiz de Sanctis disse:

    Se um terço das pessoas que saiu às ruas no carnaval protestassem numa próxima manifestação, essa escória cairia.

    Curtir

  • José Luiz de Sanctis disse:

    Corrigindo, “que sairam às ruas …

    Curtir

  • Fernando Camargo disse:

    “A solução é alugar o Brasil ”
    Raul sempre esteve certo!!!!!!!!!

    Curtir

  • Pedro Munhoz disse:

    Caro Fernão, boa noite.
    Encontrei seu blog meio que por acaso.
    Confesso que foi uma boa surpresa.
    Muitas coisas escritas vão de encontro àquilo que suspeitamos existir, mas como meros mortais a defender o pão de cada dia, não temos o tempo necessário para investigar os fatos que são cuspidos em nossas “caras”.
    Dependemos de pessoas, como você, para termos as cortinas do espetáculo a serem movimentadas.
    Como vc descreve, sempre suspeitamos de que somos somente marionetes num grande jogo, uma Matrix real .
    Não defendo partidos políticos e muito menos religiões, que na minha visão , fazem parte de quem manobra a grande massa.
    Aplaudo de pé o que vem acontecendo em nosso país com todas essas denuncias, com atuação de alguns juízes que merecem monumentos nas principais praças do Brasil.
    Mas vamos lá, sem querer ser pessimista, vc crê que realmente estão sendo pegos os reais mandantes disso tudo ?
    Ou como nas historias de teorias conspiratórias, aquele sujeito que herdou fortuna da época da escravidão e não era tão estúpido a ponto de dissipar tudo e passou a manipular um jogo nas trevas a ponto de dominar comercio, transportes, comunicações e o diabo e por fim acabou por encontrar outro sujeito no mesmo nível e as coisas foram se transferindo até os dias de hoje ?
    Como coloquei acima, ao menos estamos fazendo alguma coisa, mas no fundo ainda suspeito que os príncipes de todo esse jogo, não conheceremos as faces nessa vida.
    Continue sempre desta forma, instigando as pessoas a pensarem.

    Curtir

    • Carmen Leibovici disse:

      Para quem possa, ou queira, analisar melhor o momento atual e seus protagonistas políticos herdeiros,o Estadão tem a História da política nacional desde 1875 em seu arquivo-agora digital.
      Seria interessante ver quem é filho de quem,bisneto de quem,quem casou com quem,e assim concluir como a plutocracia vem sendo mantida no Brasil pelo menos desde então.É um modo de puxar o fio da meada para jogar mais luz e compreender melhor o presente.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Não passarão! no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: