Tudo azul na América do Sul

15 de abril de 2015 § 8 Comentários

Confira o notório saber jurídico do novo ministro de Dilma

Amigos, amigos, negócios àparte. Essa é a lei. Com os mortos e os feridos ainda frescos, os punhais cravados nas costas e João Vaccari Neto estrebuchando na prisão do juiz Moro, vão se acumulando os sinais de que mais uma guerra pelos pedaços do Brasil está chegando ao fim.

Desde o primeiro “tiro”, aliás, o recado de que se há loucos no Congresso Nacional não chegam, absolutamente, a ser do tipo que rasga dinheiro, estava dado. Ficou convencionado que todos aceitariam o decreto de que “não existem indícios nem provas de participacão de Dilma Rousseff no petrolão” e que, portanto, “o impeachment não se coloca” e não se fala mais nisso. O fato da imprensa ter aderido a esse acordo velado sem maiores discussões aponta para um quadro mais grave de imunodeficiência. Eu mesmo estou entre aqueles que consideram que um impeachment neste momento atrapalharia muito mais que ajudaria. Mas daí a aceitar que nada nessa mixórdia aponta para Dilma Rousseff é pedir demais. A imprensa não tem o direito de alivia-la da pressão dos fatos.

d5

Pra não irmos mais longe, aceitar esse acordo é rasgar a Lei das S.A., aquela que define as responsabilidades de um Conselho de Administração e de seu presidente. Posto esse limite pelos políticos em disputa, portanto, já estava claro para qualquer bom entendedor que tudo que viria depois não passava de um jogo de reacomodação de fronteiras entre os bandos que nos disputam as costelas.

Agora o resultado se vai oficializando.

Dilma está “rainhadainglaterrizada”; Michel Temer, que, no meio do tiroteio com Eduardo Cunha, fez-se “o homem de Lula”, está onde ele o queria, encarregado de levar de 200 para 280 os deputados “fiéis” a qualquer desejo expresso pelo PT, contando para tanto com um novo esquema de distribuição de cargos do 2º e 3º escalões de comum acordo com Ricardo Berzoini, o cão do “controle da mídia”, e Jacques Wagner, o “petista que assopra”.

d00

A inquebrantável fé de Lula na venalidade do Congresso volta a ser o Norte dessa bússola e começa a ser plantada a semente do próximo “petrolão”.

Renan Calheiros, que ia “barrar quem viesse com carimbo do PT pra dentro do STF”, foi formalmente consultado antes da indicação de Luis Fachin, o ex-cabo eleitoral de Dilma e amigo pessoal do general do “exército do Lula”, João Pedro Stédile em pessoa, para a vaga que foi de Joaquim Barbosa na mais alta corte do país, movimento que sinaliza duas coisas: primeiro, que está garantido o lugar de sua excelência na “pizza” em preparação e, segundo, que o PT repõe em marcha o seu golpe bolivariano, aquele que se faz limando – um com dinheiro, o outro via aparelhamento – os poderes que existem para controlar o do Executivo.

d4A Petrobras? Ora, ela “está de pé”, segundo dona Dilma; “Limpou o que tinha de limpar. Tirou aqueles que tinha de tirar lá de dentro”. Volta a ser “a pátria de macacão” de que nós todos devemos nos orgulhar. Em função disso, a “pátria de uniforme listado” contratou ninguém menos – ó tempora, ó mores! – que o Bank of América para vender a quem der mais os pedaços do filé mignon do pré-sal, não excluído até o muito rico e simbólico Campo de Lula, aos capitais internacionais. Junto devem ir a participação da empresa na Brasken, onde é sócia da ínclita Odebrecht, aquela que patrocina as visitas de Lula aos genocidas da África, e a BR Distribuidora, isto é, toda a vasta e rica rede de postos Petrobrás que, segundo insistente zum-zum que corre em Brasília, acabará por cair miraculosamente no colo do Bradesco do providencial ministro Joaquim Levy.

Mas não nos preocupemos porque nada disso tem o sentido que teria se fosse o PSDB que estivesse vendendo “a pátria de macacão”.

E a oposição? E as manifestações?

Ah, pois não: o PSDB aguardará o próximo DataFolha para nos informar quais as linhas mestras do seu sólido e aguerrido pesamento político. Já sobre manifestações, “O Planalto está atento a elas”. “Respeita muito” os que delas participam enquanto o “exército do Lula” não vem, o que não quer dizer que vá atender o grito que os anima “Fora Dilma! Fora Lula! Fora PT!”. E não se fala mais nisso por explícita ordem unida da diretoria, outra que a grande imprensa houve por bem acatar sem mais perguntas.

d6

Marcado:, , , , , , , , ,

§ 8 Respostas para Tudo azul na América do Sul

  • […] Fernão Lara Mesquita, jornalista, em seu blogue Vespeiro. […]

    Curtir

  • A América do Sul é mais azul para uns do que para outros ou uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
    http://www.obarao.blogspot.com.br/2015/04/sobrinho-do-lula-preso-com-r-6-milhoes.html

    Curtir

  • Pois é,

    Acrescente-se a tudo a nomeação de outro ínclito neo-especialista na matéria turismo ao ministério. Henrique Alves do PMDB-RN virou moeda de troca no escambo emprego X votos do partido.

    Ele não só topou como lutou pra conseguir !

    Provação da América do Sul da qual somos um dos epicentros na falta de tudo começando com vergonha na cara.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Pois é,Fernão…

    Curtir

  • Fernão

    .”..vão se acumulando os sinais de que mais uma guerra pelos pedaços do Brasil ..”

    Pois é !, parece refrão que adotei copiando de alguém. Tudo se soma à piorar o que está ruim. Não podemos deixar de considerar do ano mágico.Será em 2016 segundo a Dilma e seus cálculos de uma medíocre economista e ainda pior gerentona, mas tem uma explicação, se não vejamos.

    Originária do Brisolismo do “el raton” passou pro lulismo do “sapão”, sendo um começo a poder interpretar ter descoberto a pílula mágica que nos brindará no primeiro minuto de 2016 e pronto, tudo voltará as mil maravilhas enquanto seus 39 eficientes ministros estarão cumprindo com a nobre missão constitucional, e os cumpanheiros do partido injustamente tratados por corruptos e acidentalmente na cadeia estarão protegendo a nação com suas honradas posturas legislativas e com apoio do STF, em breve com mais um petista se o Senado assim entender e que, depois do Toffolli , deverá ocorrer..

    Até lá?, faltando 8 1/2 meses ao dia do início do nirvana dilmista ( 01′ de 1/1/2106) faltou sugerir dedicar-se ao Zen, Yoga, Macumba,e se nada funcionar procurar um psiquiatra, uma pílula e as coisas se resolvem começando com a falta de comida em casa, emprego, inflação descontrolada, juros nas alturas , dívidas impagáveis, medicamentos cada vez mais caros, e por aí vai.

    E assim dos pedaços de 2015 tal qual o Fenix – ao caso do ageste e não me leve a mail, ressurgiremos como a mais poderosa nação bolivariana entre as que concorrem a esse desígnio.

    O prêmio será entregue em Havana pelo Raul Castro falando em inglês, afinal língua propriamente universal.

    Curtir

  • Azul seria por exemplo:

    Ben Bernanke o homem mais poderoso do mundo na condução econômica anunciou que irá trabalhar como consultor de um Fundo Cidadel, relativamente pequeno nos EUA -US$ 25 bilhões justificando:

    ” Ser sensível às ansiedades da população sobre a “porta giratória” entre Wall Street e Washington e escolheu para a Cidade, em parte, porque “não é regulado pela Reserva Federal e eu ganhei não estar fazendo lobby de qualquer espécie. ”

    ” Quanto a sua remuneração, ele disse que iria ser pago uma taxa anual, mas não possui uma participação na empresa e nem recebe um bônus com base em seu desempenho.”

    Em outras palavas exatamente ao contrário do que faz a grande maioria de ex- do BACEN, , tornando-se sócios daqueles que eram submetidos as suas decisões e controles,

    E considerado absolutamente normal.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Tudo azul na América do Sul no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: