2014 ou nunca!

15 de maio de 2014 § 2 Comentários

aa3

CPI do Senado? CPI mista?

É o país correndo pra lá e pra cá dentro da armadilha, se atirando contra as grades feito onça ao se dar conta de que está presa.

Dias Toffoli no TSE, de fiscal supremo das eleições, Renan Calheiros comandando CPIs, André Vargas reassumindo o mandato…

Começou com o “Eu sou! Mas quem não é?

Agora evoluímos para o julgamento “do outro” sempre que se flagrar “o eu” com a mão na massa.

Faz sentido…

E nós? Apelar pra quem? Que outro poder restou em pé?

aa8

De modo que, depois de pensar bem e balançar um pouco, dona Dilma decidiu: vai segurar os aumentos da luz, da gasolina, da cerveja e de tudo que vai vir atrás até depois da eleição.

A próxima evolução a ser observada será, portanto, a que se viu na Argentina: da gasolina e da luz pra tudo que tem dentro dos supermercados.

E depois? Depois a Venezuela…

Ciclotímico?

Isso de alternar entre a fúria impotente, o wishfull thinking e a prostração também faz parte do quadro de constatar-se preso na armadilha. Eu moro no país que registra o maior consumo per capita de anti-depressivos e ansiolíticos do planeta.

aa6

E não é pra menos. Pois não é que o Gim Argello – “aquele” – lançou; a Comissão Nacional de Justiça – a “CNJ faxineira” – embalou e o Joaquim Barbosa – deus do céu! – despachou com moção de apoio a volta do “adicional por tempo de serviço” que vai detonar o teto dos salários do Judiciário e, com ele, empurrar pra cima os de toda a “companheirada” que está roendo a máquina do Estado quenem cupim em madeira vagabunda? Os dos que “trabalham” e os dos aposentados?

Ah pois!

Tá entendendo porque é que a “justiça com as proprias mãos” veio para ficar?

Nós vivemos naquela cidadezinha do Velho Oeste onde o xerife ainda não chegou. No país que precisa tornar “crime hediondo” a exploração sexual de crianças. Não é de estupro que se trata, veja bem. Falamos da exploração sexual sistemática de crianças. Falamos de uma indústria florescente nesta terra onde pais e mães de família com identidade no bolso são enterrados como indigentes pra poupar um telefonema; onde gente mal linchada é enterrada viva e onde túmulo vai ter de ter portinhola de plástico porque nem morto mais está escapando, estão assaltando cemitério pra roubar as portinholas de metal.

aa9

Pois então: é exploração sexual de crianças daquela pra complementar o orçamento doméstico, fazer uma graninha. Pois no Iraque já não é tema de campanha eleitoral o direito de estuprar criancinha de 9 anos!

Tá reclamando do que?

Crime hediondo”, aliás, tem mais um na lista a cada semana. Depois da da teta vamos indo, finalmente, também pra socialização da impunidade que já vale pro Brasil Oficial. Crime “normal” não dá nada. Os hediondos, talvez. Combinado?

Agora, diz o jornal, “A Infraero pode ser multada por atraso nas obras da Copa”. É quenem a Petrobras quando vaza na praia versus o Ministério do Meio Ambiente do “dono” da Petrobras. O governo multa o governo pelo que o governo gasta para fazer mas não faz, só que não cobra.

É quenem o Renan Calheiros comandando CPI: “O acusado investigará rigorosamente o acusado, doa a quem doer!

Apelar pra quem?

aa10

De modo que tá assumido. O Itaquerão vai com meia cobertura mesmo. Os aeroportos e salas de imprensa por aí afora ficam mesmo em barracas…

Os estrangeiros o PT ja desistiu de enganar. Turista, se quiser, é sem teto mesmo.

E os brasileiros?

Ora (direis) os brasileiros!

De certo perdeste o senso! Essas nossas campanhas eleitorais sem contraditório são o retrato dessa nossa “democracia” de longos silêncios intercalados por eleições publicitariamente “encabrestadas”. Ainda chegará o dia em que elas serão todas produzidas em Jacarepaguá, o nosso campeão nacional de dramaturgia.

Nada como a profissionalização!

Chega desse cirquinho mambembe! Queremos a versão aggiornada dos cassinos de Getúlio e “Bêjo” Vargas, suas “vedetes” e suas Rainhas do Rádio.

Em “país sem miséria”, cada época deve ter o circo que merece.

Se liga! É em 2014 ou nunca mais a gente se livra!

aa4

Marcado:, , , , , , , , , , , , , ,

§ 2 Respostas para 2014 ou nunca!

  • Que tragédia, que tristeza, que dor, que decepção, que desamparo, que vontade de chorar e berrar e gritar e escrever na areia, já que no papel não posso mais. “Ainda chegará o dia em que elas (as eleições) serão todas produzidas em Jacarepaguá, o nosso campeão nacional de dramaturgia.”, como escreveu você. Chamem Boni e Daniel FIlho de volta… e toda a brilhante equipe dos programas “cômicos” (se não fossem trágicos. Assistiremos tudo daqui mesmo, das nossas telas cada vez maiores. Ave César, os que vão morrer te saúdam.

    Curtir

  • Ronaldo disse:

    Daqui a pouco só vai restar uma saída: Cumbica, se não estiver em greve!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento 2014 ou nunca! no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: