O espetáculo da humildade

6 de dezembro de 2022 § 2 Comentários

Depois de tomar de 4 x 1 os jogadores da seleção coreana invadiram o vestiário do Brasil para homenagear os nossos jogadores.

Essa humildade, essa disposição de aprender com quem sabe que os brasileiros – que já “nascem sabendo tudo” – não têm, é que explica como a Coreia do Sul, que há apenas 80 anos atrás era um país politicamente selvagem – e portanto miserável – se dispôs a aprender com os americanos e, no espaço de apenas duas gerações, entrou na estrada que fez deles um dos países mais ricos e o pais mais bem educado do mundo, o que garante que vão voar cada vez mais alto.

Essa humildade, essa disposição de aprender – quem diria que os veríamos batendo essa bola! – é tudo que nos falta, especialmente a esse Brasil dessa falsa elite que sobe no tapetão e imediatamente passa a “se achar”, para nos desatolarmos desse brejo em que chafurdamos eternamente.

O Brasil está sendo invadido

6 de dezembro de 2022 § 4 Comentários

Onde está o nosso Zelenski?

A única saída segura

1 de dezembro de 2022 § 9 Comentários

64 era para durar só até 66.

Mas como é o poder que corrompe e não a ideologia sob a qual ele vem vestido, durou 21 anos e nos devolveu esse país sem prática vivida de democracia que hoje ameaça repetir a história como farsa.

Roubados como fomos, estamos sob a forte tentação de puxar a arma e atirar…

Mas a única saída segura é por aquele outro talento brasileiro: o drible curto dentro da área…

Como é a revolução do voto distrital puro

29 de novembro de 2022 § 3 Comentários

O sistema de eleição distrital pura é o único que permite uma identificação perfeita de todos os representados de cada representante eleito. E isso permite aplicar-lhes processos de retomada dos mandatos a qualquer momento (recall) de forma legítima e sem tretas.

O recall põe a continuação de todas as carreiras políticas diretamente nas mãos dos eleitores, o que põe deputados e senadores trabalhando entusiasticamente para eles (ou morte).

Com a arma do distrital com recall nas mãos conquista-se as de iniciativa e referendo popular de leis e as eleições de retenção de juízes que abrem o processo de reforma permanente sob comando direto do povo.

E então, o céu é o limite…

Para cercar o governo Lula

28 de novembro de 2022 § 2 Comentários

Depois que aceitou que o STF impedisse a formação de prova tornou-se praticamente impossível o Brasil impedir a posse de qualquer governo eleito por fraude.

Mas ainda é possível reduzir muito o dano revertendo a tomada do poder ditatorial absoluto pelo STF que resultou desse processo.

Para isso é essencial tomar primeiro as presidências da Câmara e do Senado na virada para a próxima legislatura.

  • Junte-se a 24.946 outros assinantes
  • Follow VESPEIRO on WordPress.com
  • Meta

%d blogueiros gostam disto: