1964: um testemunho

7 de abril de 2014 § 44 Comentários

a00

Uma versão mais compacta deste relato, publicado em 2 de abril aqui no Vespeiro, está sendo publicada hoje no jornal O Estado de S. Paulo

Pra entender o que aconteceu em 64 é preciso lembrar o que era o mundo naquela época.

Um total de 30 países, parando na metade da Alemanha de hoje, tinham sido engolidos pela Rússia Comunista por força militar. Invasão mesmo, que instalava um ditador que atuava sob ordens diretas de Moscou.

Pelo mundo afora, aliás, todos os líderes dos Partidos Comunistas locais, inclusive o nosso Luís Carlos Prestes, eram obrigados a passar temporadas de aprendizado e doutrinação em Moscou e, admitidamente, agiam sob as ordens da Internacional Comunista que coordenava a ação de todos eles de lá. É famosa, a propósito, a declaração pública do nosso Prestes de que “em caso de guerra entre o Brasil e a Rússia Soviética, lutaria ao lado da Rússia Soviética contra o Brasil“.

Todos os países sob ocupação soviética que tentaram escapar, como a Hungria em 56, a Checoslováquia em 68, a Polônia em 1980 e outros, sofreram novas invasões e massacres.

a1Hungria 56

E tinha mais a China, o Vietnã, o Cambodja, a Coreia do Norte e etc., na Ásia, onde houve verdadeiros genocídios.

Na África era Cuba quem fazia o papel que os russos fizeram na Europa, invadindo países e instalando ditadores no poder.

As ditaduras comunistas eram, todas elas, ditaduras totalitárias que fuzilavam sumariamente quem falasse contra esses ditadores. Não era preciso agir; bastava falar para morrer, ou nem isso.

No Cambodja 1/4 de toda a população, coisa de um milhão e setecentos mil homens, mulheres e crianças, foi executada pelo ditador Pol Pot entre 1975 e 1979, sob os aplausos da esquerda internacional e da brasileira, esta mesma que aplaude até hoje o que está acontecendo na Venezuela ou as violências dos ditadores cubanos que continuam os mesmos daquela época (veja vídeo no fim da matéria).

Os países onde não havia ditaduras como essas viviam sob ataques de grupos terroristas que as apoiavam e assassinavam e mutilavam pessoas a esmo detonando bombas em lugares públicos ou fuzilando gente desarmada nas ruas.

a3Checoslováquia 68

Era no meio do ambiente em que estavam sendo gestados ou praticados todos esses horrores que as correntes mais radicais da esquerda brasileira treinavam guerrilheiros em Cuba desde antes de 1964.

Quando João Goulart subiu ao poder com a renuncia de Jânio Quadros, essa esquerda e o governo passaram a declarar abertamente que era nesse clube que eles queriam nos enfiar.

64 foi um golpe de civis e militares brasileiros que lutaram na 2a Guerra Mundial e derrubaram a ditadura de Getúlio Vargas para impedir que o ex-ministro do Trabalho de Getúlio levasse o país para onde ele estava prometendo leva-lo, apesar de se ter tornado presidente por acaso.

Naquele tempo o presidente e o vice podiam ser de partidos diferentes. E quem tinha sido eleito presidente era o Jânio, cujo partido pregava a linha contrária do de Jango.

Eles tinham tanta certeza de que iam consegui-lo, aliás, que Jango, por cima de inúmeros comícios incitando o povo à ação acabou por desafiar diretamente os militares ao apoiar os sargentos da Marinha de Guerra que tinham se insurgido contra seus superiores dias antes até com uma visita aos rebeldes na companhia de Leonel Brizola, aquele que, anos mais tarde, entregaria os morros cariocas aos traficantes tirando a polícia de lá.

a8

Foi esse desafio que tirou os militares que ainda hesitavam de cima do muro e precipitou o golpe.

Tratava-se portanto, de evitar que o Brasil entrasse num funil do qual não havia volta, e por isso tanta gente boa entrou nessa luta e a maioria esmagadora do povo brasileiro, na época, a apoiou.

E qual era a proposta do primeiro governo militar do marechal Castelo Branco, um homem muito mais fiel aos princípios da democracia que boa parte dos que se sentavam no Congresso Nacional?

Limpar a área do grupo que misturando corrupção com ideologia, aproveitava-se das liberdades democráticas para armar um golpe de dentro do sistema para extingui-las de uma vez por todas, terminar o mandato de Jânio Quadros que deveria ter ido até 1966, e convocar novas eleições para devolver o poder aos civis.

Foi a isso que o país aderiu em massa.

a7

Só que, como diz o filósofo, “a revolução é uma praxis que forja as suas ideias ao longo da ação”, o que é só uma maneira pretensiosa de dizer que o poder, uma vez experimentado, seduz e corrompe tudo.

Por isso elas nunca cumprem o que foi planejado pelos seus idealizadores o que, no caso dos idealizadores da de 64 que eu conhecia de perto, era um fato sabido desde sempre, macacos velhos que somos de outras revoluções traídas, perseguições e exílios.

Tratava-se, naquele caso de um risco calculado entre cair numa ditadura da qual não havia perspectiva de volta e arriscar-se a ficar exposto a outra que poderia ser, como foi, muito mais facilmente removida e que certamente seria, como também foi, muito menos violenta e sanguinária que as ditaduras comunistas da época.

Seja como for a sequência dos fatos, desse momento em diante, é rigorosamente a seguinte:

A ditadura militar brasileira começou com os militares despindo a farda e vestindo ternos para governar, num mundo em que ditadores civis, por todo lado, despiam o terno e vestiam fardas para sentar-se na cadeira do poder e não se levantar nunca mais dela.

a02

Até o Ato Institucional nº 2, de outubro de 65, um ano e meio depois do golpe, os militares, seguindo o combinado, tinham se limitado a cassar o direito de eleger e de ser eleito por 10 anos de 289 pessoas, incluindo 5 governadores, 11 prefeitos e 51 deputados acusados de corrupção mais do que de esquerdismo. Gente como Orestes Quércia e cia. ltda. estava nessa panela.

Ninguém tinha sido preso, ninguém tinha sido fuzilado, ninguém tinha sido torturado. Esses 289 estavam sendo processados por roubalheira nos IPMs (Inquéritos Policiais Militares) instalados para esse fim.

As revoluções que exterminavam fisicamente seus adversários eram as que esses que se dizem vitimas hoje apoiavam pelo mundo afora e, junto com Jango, diziam que queriam implantar no Brasil.

A discussão até esse momento era, portanto, a mesma de hoje: Zé Dirceu foi condenado porque é de esquerda ou porque é ladrão?

A esquerda dirá até a morte que é porque é de esquerda…

a01

Mas o fato é que até a edição do AI-2 os partidos políticos funcionavam, o Congresso estava aberto, houve eleições diretas para governadores e havia eleições para presidente marcadas.

Isso só começaria a mudar em outubro de 65 com o AI-2 que fechou partidos, interferiu no Judiciário e tornou a eleição para presidente indireta, o que fez com que o jornal O Estado de S. Paulo, que os tinha apoiado um ano e meio antes, rompesse com os militares e passasse a combatê-los.

Tudo isso aconteceu praticamente dentro de minha casa porque meu pai, Ruy Mesquita, era um dos principais conspiradores civis, fato de que tenho o maior orgulho.

Antes mesmo da edição do AI-2, porém, a esquerda armada, com o Congresso e os partidos funcionando, já tinha matado dois: um civil com uma bomba no Cine Bruni, no Rio, que feriu mais um monte de gente e um militar numa emboscada no Paraná.

Assim mesmo a barra só iria pesar mesmo a partir de dezembro de 68, com a edição do AI-5. Aí é que começaria a guerra. Mas os militares só aceitaram essa guerra depois do 19º assassinato cometido pela esquerda armada.

a00012/10/68: C.R.Chadler, o 16º, morto com quase 20 tiros na frente da mulher e do filho pequeno

Foi a esquerda armada, portanto, quem deu o pretexto para a chamada “Linha Dura” militar tomar o poder e a ditadura durar 21 anos, tempo mais que suficiente para os trogloditas de ambos os lados começarem a gostar do que faziam quando puxavam gatilhos, acendiam pavios ou aplicavam choques elétricos.

A guerra é sempre o paraíso dos tarados e dos psicopatas e aqui não foi diferente.

No computo final, a esquerda armada matou 119 pessoas, a maioria das quais desarmada e que não tinha nada a ver com a guerra deles, e os militares mataram 429 “guerrilheiros” segundo a esquerda, 362 “terroristas” segundo os próprios militares. O numero e as qualificações verdadeiras devem estar em algum lugar do meio dessas diferenças.

Uma boa parte das vítimas dos militares morreu atirando, de armas na mão; outra boa parte morreu na tortura, assassinada ou no fogo cruzado.

Está certo: não deveria morrer ninguém depois de rendido e morreu. E assim como morreram culpados de crimes de sangue, morreram inocentes. Eu mesmo tive vários deles escondidos em nossa casa e até no meu quarto de dormir e, já jornalista, contribui para resgatar outros tantos.

Mas isso é o que acontece em toda guerra porque guerra é, exatamente, a suspensão completa da racionalidade e do respeito à dignidade humana.

a1225/10/75. Wladimir Herzog, jornalista, morto na tortura por eletrochoque

O total de mortos pelos militares ao longo de todos aqueles 21 “Anos de Chumbo” corresponde mais ou menos ao que morre assassinado em pouco mais de dois dias e meio neste nosso Brasil “democrático” e “pacificado” de hoje onde se mata 50 mil por ano.

Ha, por enquanto, 40.300 pessoas vivendo de indenizações por conta do que eles ou seus parentes sofreram na ditadura, todas do lado da esquerda. Nenhum dos parentes dos 119 mortos pela esquerda armada, nem das centenas de feridos, recebeu nada desses R$ 3,4 bilhões que o Estado andou distribuindo.

Agora ameaçam suspender a anistia para um dos lados, coisa que não agrada dona Dilma que teria de se sentar no banco dos réus se isso levar à suspensão da anistia também para o outro lado, como é da lógica das revanches que conduzem sempre a outras revanches.

Enfim, esse é o resumo dos fatos nas quantidades e na ordem exatas em que aconteceram, do que dou fé porque estava lá, e que deixo registrados para os leitores que não viveram aqueles tempos compararem com o que andam vendo e ouvindo por aí e tirarem suas próprias conclusões sobre quanto desse barulho todo corresponde, de fato, a sentimentos e intenções honestas.

Este vídeo de uma apresentação feita na edição de 2010 do Oslo Freedom Forum, da Human Rights Foundation, organização da qual sou membro colaborador, é definitivo no que diz respeito ao peso da cumplicidade internacional nos crimes de lesa humanidade envolvendo embates ideológicos que marcaram os anos entre as décadas de 60 e 90 do século passado, e ilustra bem o que estava em jogo nas escolhas que o Brasil tinha de fazer ao longo do processo iniciado em 1964.

Legenda em Português: 1- inicie o vídeo: 2- clique no 2º ícone, (retangulo branco depois do relógio); 3- clique em “inglês” ; 4- clique em “traduzir legendas”; 5- clique na seta ao lado de “afrikaner”; 6- clique no trecho mais claro da barra escura do lado direito; 7- arraste até “Português”; 8- clique em “Português”; 9- clique em “ok”

Marcado:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

§ 44 Respostas para 1964: um testemunho

  • Edmilson Siqueira disse:

    Prezado Fernão: parabéns por mais esse post. É material precioso que a esquerda esconde. Botei no Face e mandei para amigos, como aliás, tenho feito com vários outros posts seus. Só uma correção: Orestes Quércia bem que merecia ser cassado por corrupção, esteve na mira de um órgão chamado CGI (Comissão Geral de Investigações, se não me falha a memória) e também na do bravo matutino da sua família. Mas não chegou a ser cassado. Infelizmente.

    Curtir

  • flm disse:

    obrigado, edmilson,
    mas voce está enganado. ele foi condenado, sim, por corrupçao. mas quando ia ser cassado foi negociado num acordo entre os milicos e o mdb, ja não me lembro em torno de que votação, e poupado.
    anos mais tarde ruy mesquita escreveu um editorial no jornal da tarde chamando-o “o unico corrupto de papel passado” do país.
    foi processado por quercia mas nós encontramos um militar que esteve no processo ainda vivo e quercia perdeu, tornando-se o unico corrupto com duplo papel passado do país.

    Curtir

  • Antonio A. de Sampaio Jr. disse:

    Parabéns, muito bem redigido, uma aula de história!

    Curtir

  • ana disse:

    Essa matéria deveria ser divulgada em todos os jornais, mas também está cheia de jornalistas comunistas. Vou passar para os meus contatos

    Curtir

  • Ben disse:

    No poder os militares se comportaram como tecnocratas, não como liberais ou conservadores. Toda uma cultura democrática (liberdade de expressão, livre arbítrio, livre iniciativa e concorrência política e de mercado) não teve continuidade durante o regime militar. Em alguns aspectos pareciam esquerdistas. Como a tendência à estatização.

    Curtir

  • flm disse:

    uma das maiores admirações confessadas pelo lula é a que ele tem pelo general geisel, seus planos quinquenais e suas dezenas de estatais.
    depois que a revoluçao de 64 degenerou em fechamento, foi para onde vao todos os regimes fechados: a corrupção, a violencia, a indiferença plos fatos e assim por diante.
    nao ha nenhuma diferença entre direitistas e esquerdistas quando eles se fecham e se afastam em direção aos extremos. hitler, stalin, pol pot, são todos genocidas. e a lista vai longe.
    daí democracia ser o unico remedio.
    ainda que nao faça o ser humano deixar de ser o ser humano, o revezamento no poder e a perspectiva de puniçao pelos crimes cometidos faz com que, na media, os homens fiquem melhores.
    o proposito desse testemunho é apenas o de mostrar que nao é verdade o que os donos de poder de hoje estao dizendo.
    a coisa nem comecou nem acabou como eles dizem que foi.

    Curtir

  • Jose disse:

    É, sabemos que ainda não estamos numa convivência de respeito e amor ao próximo. Estes que aí estão, abusando e utilizando o poder em benefício próprio, citando apenas a riqueza ilícita e roubos de diversas categorias, esquecem do que fizeram e fazem, e que na roda do poder, tudo muda…

    Curtir

  • Tannus Fatima disse:

    Parabéns Fernao!!!!!! Testemunho verdadeiro de todos os fatos!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  • Raul Carneiro Neto disse:

    Excelente! Uma aula de história a ser conhecida por todos, especialmente estes comunistas botequim que apoiam as barbaridades que estão ocorrendo no país.

    Curtir

  • Marcelo Braga disse:

    Parabens por este testemunho correto da “Contra-revolução” de 64 , que nos levou não à ditadura , mas sim a um ” regime”! E é este que novamente estamos precisando.Talvez não com os militares no poder , mas apoiados por eles e com pessoas de bem , dignas e de “saco roxo” , pois a limpa tem que ser geral !
    Felicidades!

    Curtir

  • Alguém sabe como colocar legendas em português neste vídeo? Eu me proponho a fazer as legendas.

    Curtir

    • fernaslm disse:

      ola, tamas,
      obrigado pelo toque.
      descobri que essa alternativa existe e recoloquei o vídeo em nova versão com instruções sobre como ligar as legendas em português.
      veja lá se está funcionando.

      Curtir

      • Célia disse:

        Eu vi o vídeo com a tradução, deu para entender tudo…infelizmente uma história de terror e real ! Achei o texto bem claro e consegui entender como os fatos ocorreram. Outro dia ,num programa ao vivo, o Zé do Caixão falou sobre como o Jânio Quadros renunciou, segundo disse o Zé, que era amigo do Jânio, pode parecer estranho mas era, a renuncia se deu com a filha do J.Q. ameaçada com uma faca no pescoço, literalmente! Seria interessante se você levasse um papo com o Zé do Caixão, acho que ele que louco nada tem, deve ter alguma coisa interessante sobre esse tema.

        Curtir

  • José Luiz de Sanctis disse:

    Excelente e histórico artigo. Não me lembro quem disse mas os beneficiários do bolsa terrorismo não estavam fazendo a revolução do proletariado, estavam fazendo um investimento.

    Curtir

  • Antonio disse:

    Interessante seu artigo e respeito a sua opinião, mas, se você permitir, gostaria de discordar. Criou-se no Brasil em 63 e 64 um clima artificial de ‘perigo comunista’. Documentos e depoimentos já amplamente divulgados mostram que os Estados Unidos, na pessoa do embaixador Lincoln Gordon, financiaram os institutos Ipes e Ibad para desestabilizar o governo. Este trabalho contou com a ajuda de empresários e de boa parte da mídia. Mesmo com todo este barulho a população apoiava Jango. Pesquisas feitas pelo Ibope às vésperas do golpe, em 31 de março, mostram que o presidente deposto tinha um amplo apoio popular, chegando a 70% de aprovação na cidade de São Paulo, a mesma cidade que abrigou a marcha da Família. E, cá entre nós, Jango estava bem longe de ser comunista. Era um populista que tentava fazer mudanças na área social.
    Outro equívoco é dizer que a repressão só começou após vários ataques da esquerda antes de 68. O próprio Estadão trouxe reportagem em que mostra que a tortura já ocorria desde 64! No final deste texto, acrescentei o link para este e outros dados mencionados aqui.
    O terceiro ponto de discordância é sobre as cassações. A maioria dos políticos envolvidos no IPM fazia parte da Frente Ampla, movimento que buscava a volta das eleições presidenciais no Brasil. Por representar um perigo à manutenção do poder pelos militares golpistas, estes políticos convenientemente foram acusados de corrupção e averiguados em um ambiente de exceção.
    Entre os detidos estava o ex-presidente Juscelino Kubitschek. Nada foi provado contra ele e a maioria. As comissões do IPM duraram apenas um ano e foram encerradas quando praticamente todos os perseguidos já estavam convenientemente exilados. abs!

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,estudo-revela-pratica-de-torturas-desde-64-antes-mesmo-do-a1-5,1034313,0.htm

    entrevista com Jango sobre reformas
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/04/1434494-entrevista-inedita-de-jango-expoe-sua-opiniao-sobre-o-golpe-militar-de-1964.shtml

    Pesquisa do Ibope realizada um dia antes do Golpe
    http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/POLITICA/464707-JANGO-TINHA-70-DE-APROVACAO-AS-VESPERAS-DO-GOLPE-DE-64,-APONTA-PESQUISA.html

    Curtir

    • fernaslm disse:

      ô antonio,
      tava com medo que você fosse dizer que o holocausto também foi uma invenção ianque mas felizmente não chegamos a tanto…
      agora falando sério, opinião é opinião — e eu tambem respeito a sua — e fato é fato. não dá pra misturar. e, nesse artigo, eu estou falando de fatos.
      eu confesso que adoraria que os Estados Unidos tivessem a competência que v lhes atribui e que os povos de todos os países sob regimes totalitários ou simplesmente criminosos fossem suscetíveis como o brasileiro: um par de milhões de dólares estrategicamente distribuídos e um par de conversinhas de embaixador e lá fomos, aqueles 90 milhões de trouxas, engabelados pro engodo!
      muito sangue teria sido poupado em todo o planeta e o mundo seria bem melhor, na minha modesta opinião, se todos fossem imbecis como nos fomos de acreditar no papo furado deles.
      pena que não é assim que funciona! e que apesar de todos os embaixadores e de todo o dinheiro americanos, hitler, stalin, mao tsetung, pol pot, fidel castro e cia ltda. realmente mataram todas aquelas centenas de milhões de pessoas que eles mataram.
      ou será que não? esse cara do vídeo do Camboja aí em cima também é mais um vendido a essa conspiração global da mentira ianque?
      se for, eu juro que eu sou inocente! eu realmente acreditei nele…
      sobre ser ou não ser comunista, concordo com você. muito, mas muito pouca gente meeesmo de fato foi e nenhum dos que chegaram ao poder em nome do comunismo estão na minha lista dos que foram.
      o fidel castro por exemplo, nunca foi. mas entendeu rápido que o caminho pra não sair nunca mais do poder era dizer que era.
      porque era só dizer isso que o exercito vermelho passava a garantí-lo com seus tanques, kalashnikovs e mísseis intercontinentais atômicos e, mais importante que o exercito vermelho, todo o exercito dos “intelectuais” e dos “companheiros de rota” dispostos a jurar que era tudo mentira, ninguém estava sendo fuzilado nem em cuba, nem na russia, nem no camboja. ninguém estava sendo internado nos manicômios, o gulag nunca existiu, os hungaros, os checos e os poloneses adoravam o kruchev e o brejhnev, exceção feita a uns poucos traíras que se deixavam convencer pelo embaixador americano ou se vendiam como o ipes e o ibad.
      nunca houve uma ameaça comunista! eles ficaram 70 anos debaixo de pau porque amavam apanhar. aqueles tanques, os muros e as cercas de arame farpado estavam lá chamados por eles próprios para protege-los da mentira ianque e da decadência capitalista!
      outro que nunca foi comunista e nem sequer de esquerda é o lula. mas também ele entendeu que era só usar o jargão certo que ele passava a ser sustentado por dinheiros misteriosos, padres progressistas e intelectuais nacionais e estrangeiros e até ganhava diplomas de professor pelo mundo afora mesmo sem nunca ter sido nem aluno.
      pura magia, né?
      e o melhor: mesmo estando sempre no meio da quizumba e sendo o maior interessado nela, ele estaria sempre previamente garantido de “não saber de nada”; perdoado por abraçar o maluf e sentar no colo do sarney; livre para derrubar e em seguida reerguer o collor, se aliar com gente como o ahmadinejad, os genocidas africanos, o nicolas maduro com aquele “excessivo amor pela democracia” que ele se permite…
      o lula pode até virar garoto propaganda da odebrecht — veja você! — sem que ninguém desconfie de nada! distribuir 70 milhões de cheques pros eleitores todo mes e continuar sendo um lídimo, um translúcido democrata!
      tudo isso só a troco de se dizer “de esquerda”? quem é que não quer?!
      quanto a ipms e frentes amplas, ha um problema de cronologia no seu argumento. reveja as datas que vai ficar tudo claro.
      e faço um trato com você: você não argumenta comigo sobre quanto se roubou na construção da Brasilia do Juscelino que eu não argumento com você sobre quanto se está roubando na copa do mundo e na olimpíada do PT. petrobras eu dou de troco…
      agora, fala sério, antônio, ninguém precisou dar um tiro, nem mesmo um grito pro jango correr pra são borja!
      porque, caramba, ele não estalou o dedo pra essas multidões que estavam prontas a carregá-lo em triunfo para onde ele vivia dizendo que queria nos levar, segundo esse ibope a que os jornais “tiveram acesso” como a tudo que “revelam” hoje em dia, por sorte bem na data da comemoração do cinquentenário?
      marcou touca, né?

      Curtir

    • Diogo Perroni disse:

      Que bom que você me poupou o trabalho de responder a esse post, Antonio. Só acho complicado atribuir aos EUA sem comprovação indiscutível.
      Quanto ao conteúdo do post, claramente trata-se de um pensamento firmemente embalado na linha do medo do socialismo que se instalou no Brasil e no mundo, mas engraçado é que usa a citação de um tal filósofo que serviria tanto pra justificar uma revolução socialista, para um filósofo socialista, quanto pra justificar o golpe de 64. Ainda, acredito que a foto da “Checoslováquia” seja na verdade da Revolução das Flores ocorrida em Portugal.

      Agora, mais importante que tudo isso, o governo Jango era constitucional e não tinha nenhum alinhamento com a ideologia política totalitária socialista. O próprio Jango reclamou a um jornal que as pessoas confundiam as reformas de base que ele propôs com a ideologia totalitária socialista sendo que são duas coisas completamente separadas. O Jango buscava desenvolvimento social dentro do governo constitucional e capitalista, mas isso era na linha de um governo populista, como foi populista o governo JK.
      As reformas de base, caso efetivamente implementadas, teriam implantado no Brasil as bases para um desenvolvimento econômico sustentável indefinidamente. Provavelmente o Brasil seria uma potência econômica na América do Sul que talvez competiria com os EUA em vez de ser completamente dependente dele.

      Curtir

    • Luciano Hee disse:

      Foi um excelente testemunho, eu coloquei o meu a respeito da Guerra da Coréia, pois também foram vividos pelos meus avós e pais, e posso garantir com todas as letras que não há nada de pior no mundo do que o regime comunista. Infelizmente poucas pessoas tiveram oportunidade de viver fatos da história e dependem única e exclusivamente e fatos fabricados por livros e jornais. Ler depoimentos verdadeiros como esses são raros!

      Curtir

  • Rafael Ribeiro disse:

    Post perfeito! Não só um soco na boca do estômago da VERMELHADA apedeuta mas uma verdadeira aula de História. A “Verdadeira VERDADE”, ao contrário da tal “Comissão” que anda por ai distribuindo falácias, e que, na OAB/ES, casa da qual faço parte, FUI CENSURADO pelo Secretário Executivo Nacional da citada comissão, em 03/04/14.

    Abaixo a Ditadura Comunista Brasileira!

    MINHA BANDEIRA É VERDE-AMARELO, SEM FOICE NEM MARTELO!

    Curtir

  • Gabriel Salles disse:

    Parabens pela postagem, acho q foi mto boa para visualizar a situacao do Brasil na época. Mas acredito q apeasar de mto boas, faltaram antecedentes sobre isso.Quando o Joao Gouard subiu ao poder após a renúncia de Janio Quadros e estava tentando implantar um plano economico criado pelo proprio Getulio Vargas para reduzir a desigualdade social, foi absolutamente cortado pelo congresso brasileiro e nao conseguiu fazer absolutamente nd sobre esse plano, pq foi acusado de comunista pela propria ideia q Getulio criou, motivo inclusive da morte de Getulio morte(creio eu, afinal, nao sei se ele foi forcado a morrer ou se realmente cometeu suicidio).Outro motivo q favoreceu a Ditadura no Brasil foi ajuda direta do governo americano, exatamente baseado nas especulacoes q eram faladas aqui.A questao é Joao Goulard nunca foi comunista, msm a midia fazendo ele parecer.Outra coisa as mortes q acontecem hj sao normalmente por causa de falta de assistencia medica, as mortes q aconteciam naquela epoca eram alem das mortes por falta de assistencia medica, por torturas, fuzilamento e etc.O quadro politico do Brasil mudou completamente desde aquela época, pois o maior medo era o “perigo do comunismo”.O bloco da uniao sovietica ja foi disfeito, nao pretende voltar e nem tem forca pra isso.Nao existe “perigo do comunismo” , nós nao vivemos uma ditadura comunista.Vivemos uma falsa democracia, e um golpe de estado só vai ajudar a piorar a situacao.sejam conscientes e nao pensem num presente politico, pois qnd se trata de politica temos q olhar varios anos no passado e conhecer bem cada governo, cada detalhe faz a diferenca.

    Curtir

  • Robinson Caneca Sobreira disse:

    PARA OPINAR TEM QUE ESTUDAR, é isso !

    Curtir

  • Jaime Martins disse:

    Bravo! Bravo!

    Curtir

  • Rogério disse:

    E a queda de Janio Quadros? Voce disse que ele e seu partido pensavam diferente de João Goulart. Mas Janio condecorou Che. Eram tão diferentes assim?

    Curtir

  • flm disse:

    fez isso pela mesma razao que lula se abraça a maluf: pra atrair o voto dos trouxas do “outro lado”.
    sobre a renuncia de janio e o seu namorico com cuba, ouça o divertido depoimento de ruy mesquita que esta neste link: https://vespeiro.com/2011/08/21/ruy-mesquita-conta-como-foi-a-renuncia-de-janio-quadros-3/
    finalmente, concordo com gabriel: golpe so faz a gente perder tempo. as vezes não tem jeito, é a unica maneira de continuar vivo, como era o caso em 64. mas o golpe trunca e suspende uma trajetória para a qual sempre acaba-se voltando la na frente, como estamos vendo agora.
    os paises so se curam de suas doenças e ilusoes de duas maneiras: ou estudando, mudando de patamar na educação, o que não é o nosso caso, ou bebendo todo o veneno que elas contêm e sofrendo todas as consequencias de fazer isso.
    senao, acaba voltando pro passado fora de epoca e ai vira essa coisa patetica que estamos vivendo: enquanto mundo pensa 50 anos pra frente, o Brasil não faz outra coisa senao falar e agir como se ainda vivessemos ha 50 anos atras.
    vai custar caro!
    vai doer pra burro!
    e aí, quando o apoio acabar e chegar a hora de passar o poder, como na Venezuela, é que a gente vai ver quem é que é o PT…

    Curtir

  • Lu disse:

    Parabéns pelo texto. Aprendi muito!!!!! Creio que o Antônio tb aprendeu. Sua resposta bem humorada foi ótima. É assim que se desprograma inocente útil da lavagem cerebral que a esquerda fez em nós brasileiros estes anos todos. Novamente repito: parabéns!

    Curtir

  • EDISON CALIN DOS SANTOS disse:

    ESSA INFORMAÇÃO É OPORTUNA HOJE PARA OS JOVENS QUE NÃO SABEM O PORQUE DOS MILITARES EM 1964, E PARA NÃO ENGOLIREM O QUE MUITAS ESCOLAS DE ESQUERDA ANDAM ENSINANDO….OBRIGADO A QUEM POSTOU. TENHO 63 ANOS E PASSEI POR ESSE PERIODO TRANQUILAMENTE EM SEM TRAUMAS, NA ÉPOCA FOI BOM

    Curtir

  • discipulo2004 disse:

    Parabéns pelo post, Fernão!!! Poucos têm a mesma honradez e coragem de dizer as verdades como elas realmente aconteceram. A maioria prefere se locupletar nessa vergonha nacional que vivemos hoje, outros voltam sua baterias apenas contra um partido crendo que dessa forma resolverão um problema que, na verdade, é ideológico; comunismo não se coaduna com Democracia e é um contrassenso ou, pior ainda, canalhice, pessoas de partidos de cunho social/comunistas se dizerem Democratas ou defensores da mesma. Somente sinto que toda a conversa em torno do assunto, levantando as verdades de sob as cinzas do holocausto da Democracia na América Latina, caiam em ouvidos moucos não resultando em ações efetivas para o saneamento da política como poder de mudança e atenção aos anseios da população. De qualquer forma, folgo em saber que não sou o único nessa luta. Tenho 54 anos e servi o Exército em 1978 sob as ordens do então Presidente Gen. Ernesto Geisel, Sinto um orgulho imenso ao me lembrar daquela época, onde todos nós nos preparávamos para a transição que, inexorável e esperadamente, viriam: a transferência do poder para a sociedade civil, a anistia geral e irrestrita, o voto direto (para o qual se provou que, realmente, não tínhamos preparo algum). Me lembro que em 1982, então um jovem cheio de ideais libertárias enganado por falácias e palavras de ordem, votei e fiz campanha para Sandra Starling (pt) para o governo de Minas Gerais, ligando, dessa forma, meu passado a essa ideologia assassina comunista que permeia todos os partidos de esquerda, sem exceção, coisa da qual hoje me envergonho e me arrependo não somente eu mas também a própria Sandra ( http://oglobo.globo.com/politica/sandra-starling-deixa-pt-depois-de-30-anos-decisao-foi-tomada-apos-partido-determinar-a-2995996 ), por motivos diferentes, obviamente. Todavia, novamente o parabenizo pelo alinhamento com a verdade.

    Curtir

  • Alcimar disse:

    Interessante essa visão, mostra o porquê de alguns jornais de respeito terem apoiado no inicio o golpe. E te digo mais, se fosse hoje eu tinha apoiado também, o problema é que o poder subiu a cabeça, e os militares não queriam mais sair, eu estando nessa situação também passaria a ser um esquerdista, como muitos que foram mortos.
    Acredito que você só pecou em tentar justificar as mortes causadas pela “guerra”, é o mesmo que eu dizer hoje que um policial matou uma pessoa porque “achava” que era bandido, mesmo estando desarmado e sem nenhuma atitude de risco.
    Corrigindo essa impressão sua no texto ele é muito útil e instrutivo.

    Curtir

    • fernaslm disse:

      não era necessário virar esquerdista para combater a ditadura, Alcimar. é justamente o contrário. eles é que eram a favor da ditadura, desde que fosse a deles. não foi a esquerda que derrubou a ditadura militar. foram os democratas do Brasil. a esquerda é isso aí que está no poder hoje, vendo se dá um jeito de empurrar a gente de volta pra uma ditadura tipo Venezuela, se necessário, tipo Cuba, se possível.
      não se iluda, cara!

      Curtir

  • Edgar Maluf disse:

    Muito bom. Depois da anistia, não deveria mais existir revanchismo. Quanto as indenizações concedidas, só um advogado consegue obtê-las. Estranho e suspeito.

    Curtir

  • Agnaldo Milani disse:

    PERMITAM que um ZÉ NINGUÉM possa expressar alguns pontos de vista
    Conforme abaixo:

    TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

    SERÁ?

    MANIFESTAÇÕES VIOLENTAS PELO MUNDO. Quais seriam as reais causas?
    Será mesmo que todas elas SÃO ESPONTANEAS, ou será um planejamento de forças infiltradas a serviço de um PODER OCULTO? Analisemos

    Preâmbulo

    Alguns Conceitos

    PLANOS CONCERNENTES À NOVA ORDEM MUNDIAL

    A vantagem da economia de mercado comparada ao regime dos antigos paises socialistas (que caíram) é que não ficam estagnadas, havendo rapidez e eficaz progresso econômico oriundo da competividade de mercado, incentivo a inovação e inventos tecnológicos, otimização do comércio, da industria em geral, dos empreendimentos, geração de empregos e rendas etc. . . tudo isso muito bem conhecido de todos. Os fracassos das economias dos paises da antiga cortina de ferro ficaram escancaradas. E podemos inferir que idéias marxistas já deveriam estar desde há muito enterradas na história, pois já provaram serem equivocadas.

    Quem sonha em ir morar e viver em CUBA?

    O trabalho, o esforço, tudo DEVE coadunar para que as FAMÍLIAS sejam credoras do resultado positivo de seus esforços (os frutos de seus labores e empreendimentos próprios). E não os governos. Trabalhar para o governo e receber sua ração mensal não dá condição de impucionamento de uma economia alicerçada na liberdade, criatividade e competividade de mercado.

    Nos paises comunistas o governo é quem “educa” as crianças e não suas respectivas famílias. Aí o ódio dos comunistas pelas famílias de formação religiosa fundamentada (origem judaico-cristãs), pois estes EDUCAM seus rebentos a revelia da cartilha dos comunistas. O Governo é que dá a ração (bolsa família). Você deveria então esperar TUDO do governo. E não se esforçar em nada. Esse é um discurso para os ditos excluídos, pois basta não fazer nada e exigir seus direitos de cidadão. Comida, roupa, moradia, tudo por conta do governo. Sem nenhum esforço seu.
    Que maravilha.
    Mas infelizmente tudo isso É UTÓPICO.
    Se existem hoje alguns mais ou menos privilegiados. Certamente é porque no passado seus pais ou avós se esforçaram e muito. E lograram conquistar algo para suas respectivas FAMÍLIAS.

    (FAMÍLIA, RELIGIÃO. Conceitos odiados pelos neo-marxistas)

    Mas esse discurso não é interessante para aqueles que pensam que TUDO DEVE CAIR DO CÉU. (Idéias que são vendidas pelos neo-comunistas, que infelizmente ainda sonham em criar um regime de estagnação nesta nação)

    MAS O QUE TUDO ISSO TEM COM O ASSUNTO QUE PRETENDO ABORDAR?

    Difícil de explicar, mas penso que DEVO TENTAR

    ATUALMENTE
    No cenário internacional podemos observar no noticiário algo interessante:

    Estranho que de uma hora para outra, de repente, surgem movimentos de manifestação e protestos já com Kits de manifestação na mochila. Roupas e aparatos com desenhos similares ao padrão KIT MANIFESTANTE, bem como rotina de procedimentos padrão modus operandi semelhantes às guerrilhas urbanas, como aquelas articuladas na primavera árabe no oriente médio. No Brasil os tais Blackblocs é um exemplo, na Ucrânia os Neo-Nazistas (usam roupas semelhantes, utensílios e modus operandi idênticos). É CLARO QUE NO BRASIL NEO-NAZISTAS NÃO TERIAM MUITO IBOPE; ENTÃO, ELES INVENTAM ALGO DIFERENTE (cada lugar com seu manifestante específico, mas TEM QUE TER MANIFESTANTE. E TEM QUE TER VIOLENCIA COM TUMULTOS).

    É claro, eu não nego, que acabam alguns “LARANJAS babacas” gostando da confusão pré armada por bagunceiros profissionais, e se UNEM a confusão dando o Start nas quebradeiras.

    No oriente médio também pipocam rebeliões contra governos (E tais rebeldes aparentemente muito mais se assemelham a MERCENÁRIOS contratados do que ao povo cidadão comum desses paises).

    Será que Tudo isso é uma coisa espontânea e natural.
    Ou por ventura, há ALGUÉM por traz desses movimentos, que é claro, não deve ser espontâneo do povo comum desses lugares. E sim articulados por AGENTES invisíveis a serviço de forças OCULTAS.

    No Brasil, em algumas cidades, de repente, aparecem (do nada) veículos desembarcando aparatos já pré preparados (Kits de manifestação) de seus porta malas. E aí começa pneus queimando, megafones, palavras de ordem (sempre com apelos antigos iguais dos antigos comunas). Eu mesmo pude presenciar uma na região do alto Tietê. E o teatro é o mesmo: atacar a força policial e criar interdições nas vias públicas.

    Alguns dias atrás houve um caos no CEAGESP em São Paulo, tudo provocado por um PEQUENO grupo de CONTRATADOS, que é claro fomentando mais alguns laranjas, provocaram um teatro de guerra nas dependências do CEAGESP.

    Não foi o povão que fez isso. É claro que entraram alguns laranjas na confusão (conforme de praxe), mais AGENTES infiltrados como movimento organizado é que AGIU, dando o START na confusão, que depois se generalizou (TUDO ARQUITETADO). Um PEQUENO GRUPO de mercenários contratados (manifestantes profissionais especializados em TUMULTO), com Kits manifestantes em suas mochilas)

    Possível inferir que não eram pessoas do lugar (Não eram cidadãos comuns dessas cidades, mais gente de fora, grupos de manifestantes profissionais). Em Suzano a semelhança de outras cidades houve diversos ônibus queimados, bem como outros veículos particulares e caminhões. Turbas de insurgentes contra qualquer coisa começam do nada a fazerem CAOS e espalhar pânico nas pessoas de bem.

    No noticiário observamos os policiais sendo fuzilados (nos morros ditos PACIFICADOS do Rio de Janeiro).
    Esses policiais não tinham muita chance de defesa, porquanto os armamentos dos grupos de narcotraficantes são muito mais superiores (armas de guerra) do que dos agentes do estado. Além de haver o elemento surpresa, o calibre das munições, as armas e logísticas empregadas ensejam tratar-se de GUERRILHAS URBANAS e não de simples criminosos.

    Portanto

    O CASO TEM QUE SER considerando como GUERRA CIVIL DECLARADA

    E não mais como um simples problema policial.

    SENDO O CASO DE GUERRA CIVIL DECLARADA

    Não mais deveriam ser tomadas mediadas de água morna (enxuga gelo) rolando tramites burocráticos de inquéritos dos doutores e toda aquela rotina burocrática

    NÃO SE TRATA O CANCÊR com chazinhos caseiros

    Mister, as vezes, medidas de teatro de guerra envolvendo estrategistas militares

    Porquanto, CAMPO DE BATALHA NÃO É LUGAR PARA DOUTORES

    É LUGAR DE ESTRATEGISTAS com ação específica de campo de batalha (e não de patéticos tramites da burocracia legal e papeladas jurídicas).

    Pois consoante o povo já está com saco cheio de verificar:

    Os tais juristas e seus intelectuais ligados aos políticos de esquerda (No campo jurídico) NÃO PERMITEM QUE SE MUDEM as leis, tudo está de bom tamanho (para o diabo).

    Por exemplo: A população clama, e com obvia razão , para redução da menoridade penal. Mas os intelectuais orgânicos ligados às mentes de esquerda NÃO DEIXAM. Nada de mudança nas leis. Está tudo bom assim. As leis não mudarão, os benefícios aos criminosos violentos continuaram sendo dados (os tais indultos, regimes aberto, semi-aberto, totalmente aberto, semi escancarado, escancarado etc. . .)

    O CAOS, AS VEZES, INTERESSA a fim de ser implantados os planos sinistros de grupos ocultos.

    Há uma influência de idéias socialistas sobre nossos adolescentes (principalmente nas periferias), vendendo para eles uma idéia de NECESSIDADE DE LUTA CONTRA A BURGUESIA (Luta de Classes.)

    Lembrando que burguês para eles é qualquer pessoa que com seu esforço (ou de seus pais ou avós) lograram conquistar uma condição melhor do que dos ditos excluídos.

    Aí aparecem os tais R O L E Z I N H O S (arrastões intimidativos aplaudidos por muitos intelectuais vinculados as ONGs estrangeiras) nos Shoppings; bem como ARRASTÕES NAS RODOVIAS (familias são atacadas, vilipendiadas e intimidadas quase que TODO O FIM DE SEMANA (incluindo colégios particulares onde as mães são atacadas por turbas de vandalos, e tudo fica assim (Pizza) . Famílias de bem são intimidadas em seus veículos quando de um congestionamento em áreas dos ditos excluídos).
    Tudo está na moda nessa mesma época das tais MANIFSTAÇÕES.

    No campo (Sul da Bahia , por exemplo) está havendo uma espécie de incentivo a grupos de Pseudo indígenas para invadirem propriedades e assim criar um estado de beligerância no campo. Idéias de intelectuais orgânicos ligados à FUNAI (Órgão do Governo).

    Nos grandes centros urbanos há facções criminosas organizadas e armadas como guerrilha (O poder paralelo). E hoje já podem, se quiserem, criar um estado de guerra que as forças policiais certamente não tem poder de fogo para enfrentar (Talvez tais grupos estariam paulatinamente sendo preparados para funcionarem eventualmente numa força de Reservistas das FARC)

    E como será que tudo isso é permitido pelo nosso governo (de tendência de esquerda, vinculado as idéias e diretrizes políticas do FORO DE SÃO PAULO). A quem eles obedecem? E por quê?

    PODERES OCULTOS que influenciam subliminarmente

    Vocês já pararam para pensar sobre quem financiava o movimento M S T.

    Há uma influência dirigida e orquestrada por grupos seletos OCULTOS, invisíveis para a maioria das pessoas, tal ação secreta e bem articulada tem por objetivo viabilizar e ensejar uma futura situação de controle de massa e de nações consoante as suas diretrizes de interesses. Antes de apontar quem seriam tais grupos, preliminarmente devemos inferir a partir de certos acontecimentos alguns fatos ou lições que nos levarão a entender que TUDO está sendo cuidadosamente planejado e articulado para possibilitar haver no futuro um GOVERNO MUNDIAL CENTRAL sobre todas as nações e povos do mundo (Por ora, UM PODER OCULTO que tenta com relativo sucesso o controle de nações, instituições, comercio, pensamentos na mídia, opiniões. Eles podem derrubar governos ou mantê-los , dependendo se for conveniente para eles ou não.

    Quando grupos SELETOS, tremendamente afortunados (aí passa um extremo acima do simples capitalista, mas já estão no estágio de se transformarem num poder ARISTOCRÁTICO mundial, pois já não mais se interessam pela economia de mercado para o resto do mundo. Passam então a defender o oposto do capitalismo ( o comunismo para os paises pobres e emergentes), a fim de que outras nações não desenvolvam o que ELES lograram alcançar com a economia de mercado. Ou seja, passam e deter hegemonia de tecnologia e poder mundial (sem concorrência). Adquirem então mais e mais poder econômico e financiam governos socialistas (como fizeram no passado, parece estranho, mas é um plano para manter esses paises estagnados e sempre dependentes da tecnologia deles). Aí eles já estão como PODER ARISTOCRÁTICO no mundo, nesta fase possuem tal poder que são capazes de controlar a mídia no nível mundial (mídia em geral, pois compram todas as principais empresas que são da área de entretenimento, televisão, jornais e revistas de grande circulação, criam redes e depois tentam um monopólio disfarçado). Podem assim decidirem quais matérias jornalísticas podem ou não ser publicadas consoante seus interesses de formação de opinião acerca de TUDO. Para esses poderosos que já alcançaram o topo, passa a não ser mais conveniente haver economia de mercado e competividade, pois isso denotaria riscos aos seus interesses de hegemonia de tecnologia e poder sobre as economias mais frágeis ou emergentes. Para eles seria melhor que tais paises pobres fossem socialistas, para terem suas economias sempre engessadas na estagnação e consequentemente dependentes de uma economia forte, detentora de tecnologia ( a deles)

    O que realmente poderia ensejar um obstáculo nos planos desses poderes ocultos seria a CULTURA particular de povos milenares (sua religião, seus usos e costumes, seus valores morais, etc. . . ). Por exemplo, a maneira de ser de povos que possuem uma formação religiosa tal que não permitem serem facilmente influenciados por pensadores liberais da mídia, que tentam enfraquecer os valores de determinados povos, sucateando seus conceitos com novas idéias libertinas que paulatinamente minam valores morais e consequentemente A FAMÍLIA (a célula básica de qualquer civilização).

    FAMÍLIA a unidade da sociedade bem alicerçada e com estrutura de povo forte milenar.

    Mas algumas “idéias” oriundas de fontes SUSPEITAS andam tramando por “de baixo do pano”.
    Atualmente essa unidade básica da sociedade esta sofrendo golpes subliminares com o escopo de levar a extinção o conceito de família.

    Os atuais intelectuais neo-marxistas pensaram em planos a fim de que possam minar essa unidade familiar. Pois eles pensam que para igualar a sociedade mister exterminar com o primeiro conceito de propriedade (a FAMÍLIA)

    Daí paulatinamente estar havendo infiltrações de conceitos “DE GENERO VERSÁTIL”. Idéias oriundas de conceitos dos novos intelectuais modernos acerca da PLURALIDADE DOS SEXOS (conceitos de que o menino, ou, a menina podem, se quiserem, por que não, gostar de pessoas do mesmo sexo, apologia ao homosexualismo) ISSO JÁ EM TENRA IDADE (por volta dos sete anos)
    Parâmetros de ensinamentos que deverão inclusive ser ensinadas nas escolas (cartilhas de ONGS ligadas às fundações internacionais e supervisionadas e implantadas pela ONU).

    Os ministros da educação de diversos paises vão até a ONU, em virtude dos compromissos assumidos por governos de esquerda , a esses organismos internacionais, pegam a cartilha (pacote fechado) e implantam o que esses intelectuais pretendem acerca dos planos sinistros, a fim de haver as mudanças que foram planejadas (destruição das famílias e controle dos povos) a fim de que o ESTADO substitua a família (plano marxista).

    Os comunas mudaram de estratégia.

    Não mais usarão os meios da década de 70.

    (Embora algumas organizações paramilitares já estejam na América do Sul preparando o terreno para o GOLPE da esquerda: as FARC e suas ramificações inclusive no Brasil).

    Mas ANTES eles pretendem acabar com a família, bem como instalar o CAOS SOCIAL na sociedade.

    ARSENAIS DE GUERRA CHEGAM COM TREMENDA FACILIDADE NAS MÃOS DE FACÇÕES CRIMINOSAS
    (sócias das FARC)

    No fundo, quem estaria realmente orquestrando sutilmente a FRAQUEZA das forças de segurança a favor de uma política equivocada de defesa do território nacional e segurança pública.

    SOBRE A NOVA ORDEM MUNDIAL
    (e suas diretrizes de política de direitos humanos e nova postura contra pensamentos nacionalistas e de defesa nacional)

    O PODER OCULTO (no mundo) que detém um tremendo PODER ECONÔMICO, por paradoxal que possa parecer, mas há outros interesses que, por ora, são aliados dos neo-socialistas, PODER este que age nos gabinetes e são representados, segundo alguns pesquisadores, por fundações financiadas por esses poderosos, (Exemplos: FUNDAÇÃO FORD, ROCKFELER ,. . ONGS ligadas à ONU, e inúmeras outras) as quais agem como CONSELHEIROS e FINANCIADORES de movimentos sociais com o escopo de influenciarem sobremaneira as novas políticas governamentais dos paises em desenvolvimento (sempre com inclinação para exterminar as idéias nacionalistas desses povos que pretendem subjugar pela ideologia moderna neo-marxista disfarçada de políticas de direitos humanos). Tais ações subliminares acabam por fim ajudando nas idéias de propaganda socialista e comunista (camufladamente).

    Mas como pode ser isso? Aparentemente mostra ser absurda tal assertiva.
    Mas não é.

    Veja o que ocorre, por exemplo, na América Latina (Brasil mais especificamente).

    Só a título de exemplo prático: Quem será que financiava o M S T? Quem sabe?

    HÁ UMA INTENÇÃO DE CRIAR UM GOVERNO SOCIALISTA em todos os paises Latino Americanos (pesquisem acerca do “FORO DE SÃO PAULO”). Esses grupos ocultos de liderança mundial preferem uma América Latina presa numa planificação de economia socialista e engessada, a fim de não permitirem UM REAL PROGRESSO ECONOMICO desses povos. Pois o que eles verdadeiramente temem é paises com economia de mercado livres, pois poderiam não mais DEPENDER desses poderosos ocultos, que detém a tecnologia e o poder financeiro para controle do mundo consoante seus planos sinistros de governo mundial. Por isso mesmo que eles acabam ajudando esses grupos socialistas na América do Sul. É um casamento perfeito. Os comunistas querem ficar no poder a fim de colocar seus planos bolivarianos e Chavistas em ação. O Poder Oculto no Mundo financiam movimentos sociais (algumas revoltas também são financiadas por eles), a fim de incrementar os planos dos comunistas locais. Veja que até no oriente médio houve pipocando grupos rebeldes orquestrados por forças ocultas ( a tal de primavera árabe por exemplo).

    Paulatinamente , existe na América do Sul pensamentos acerca de mudança nos valores da sociedade, a educação depende das cartilhas da ONU. Tudo deve estar sob o controle dos intelectuais da ONU. Não caberia mais a família EDUCAR seus filhos com seus próprios valores morais. O estado educaria. Isso é marxismo.

    QUEREM MESMO ACABAR COM O NARCOTRAFICO? SERÁ?

    Estranhamente, há poucos anos, CLINTON ajudou (pelo menos aparentemente) as forças de segurança da Colombia a se livrarem dos cartéis de narcotráfico. Porque? Então, não ajudam a acabar com as FARC? Estranho não. Será que tais grupos de guerrilha narcotraficante teria um papel nos planos ocultos de poderosos do mundo no que concerne a derrubar as democracias da América Latina e implantar o Socialismo do FORO DE SÃO PAULO.

    Por que nas fronteiras secas onde o pó da cocaína tem LIVRE ACESSO. Como a fronteira com a Bolívia para o Brasil, da colômbia etc. . . (como também armas de guerra e munições chegam aos grupos de facções criminosas que já tem condição de derrubarem governos se assim o desejarem) NÃO há uma operação militar eficaz de patrulhamento para real combate ao narcotráfico e as influências perniciosas das FARC no território brasileiro?

    UM POVO (segundo a História) no passado já foi subjugado através do envio sistemático de entorpecentes para destruir a nação
    (ópio na china)

    MUITO PÓ, MUITO MESMO
    DESTROI EFICIENTEMENTE FAMILIAS (a célula de qualquer povo)

    A ONU quer legalizar a droga

    As FARC não tem assim muito combate com o exército brasileiro nas fronteiras. TEM?

    O governo envia tropas para o HAITI
    MAS AS FRONTEIRAS COM BOLIVIA E COLOMBIA ESCANCARADAS
    Ou será que estou errado?

    PORQUÊ NAS ESCOLAS PÚBLICAS NÃO HÁ UMA CAMPANHA EFICAZ DE CONSCIENTIZAÇÃO DOS ADOLESCENTES ACERCA DOS MALEFÍCIOS DOS ENTORPECENTES?

    Mas há AULAS DE SEXUALIDADE com cartilhas ensinando aos meninos e meninas como se masturbarem (os tais sexólogos fazendo apologia e incentivando inclusive o homosexualismo), distribuição e uso de preservativos para FURNICAÇÃO dos menores e degradação da família.
    Tudo camuflado como se fosse muito bom, tempos modernos, novos conceitos dos intelectuais de ONGs ligadas aos organismos internacionais da ONU

    TODAS ESSAS COISAS SERIAM OBRAS DO A C A S O ?

    Será?

    Infelizmente

    NA AMÉRICA LATINA O COMUNISMO AINDA É UMA AMEAÇA.

    Os novos Che Guevaras usam palito

    Cuidado conterrâneos meus , pois se houver UM PLANO SINISTRO DESSES , isso poderia ensejar em pesadelos para nossos descendentes.

    (O anticristo se voltaria contra o povo escolhido).

    Sei que vocês sabem do que estou falando. . .

    Curtir

  • wendel aquino disse:

    parabens pela aula, deveria ser publicada no estado e correr as redes sociais, o povo nao conhece e nem tem ideia das babaries que sepassaram nesses 21 anos

    Curtir

  • André Luis Patrício disse:

    Muito bom cara

    Curtir

  • Tony disse:

    Caro Fernão, parabéns pelo artigo, que li hoje no Estadão.
    Eu era leitor do seu blog vespeiro, mas há muito deixei de acessar porque sua postagens passaram passaram a me soar politicamente corretas demais.
    No início achava que o sr. teria opiniões coadunando com este seu texto de hoje, e que lhe permitiriam enxergar os fatos com outras “lentes”, sabendo como se passaram e não como estão sendo contados há 50 anos.
    Pois é, acabei me decepcionando, lendo muito da mesma “correção” que nossa “intelequitualidade” ressoa e me afastei.
    De qualquer forma, parabéns novamente por este artigo. Verídico, justo e corajoso.
    Veja lá o Globo se desdizendo, num revisionismo mentiroso, covarde e calhorda.

    Curtir

  • mariobarros disse:

    Excelente artigo elucidando um pouco das mentiras que a vermelhada espalha. Aliás é so que o fazem desde 1960. Vejam as técnicas de desinformação usadas por eles e quem estava por trás de tudo. Incrível aula do pesquisador Mauro Abranches – Abraços! Obs. o áudio está muito baixo só no começo, depois melhora. O Brasil nos arquivos de espionagem do bloco soviético — https://www.youtube.com/watch?v=Dbt1rIg8FbI

    Curtir

  • Mario disse:

    Excelente artigo elucidando um pouco das mentiras que a vermelhada espalha. Aliás é so que o fazem desde 1960. Vejam as técnicas de desinformação usadas por eles e quem estava por trás de tudo. Incrível aula do pesquisador Mauro Abranches – Abraços! Obs. o áudio está muito baixo só no começo, depois melhora. O Brasil nos arquivos de espionagem do bloco soviético — https://www.youtube.com/watch?v=Dbt1rIg8FbI

    Curtir

  • Paulo Santos disse:

    Excelente artigo, o melhor que lí sobre o assunto até agora.
    Só uma pequena informação. Quércia não foi cassado nesse período, tanto que se elegeu prefeito de Campinas e senador em 74. Já no fim dos anos 70, a CGI o investigou e bloqueou seus bens, posteriormente desbloqueados num acordo, quando Quércia pagou valores corrigidos de imposto de renda.

    Curtir

  • Douglas de Souza Aguiar Jr. disse:

    Prezado Fernão,
    É a primeira vez que acesso o seu site, pelo qual tive conhecimento através de seu ótimo artigo publicado hoje (07.04.14) no Estadão. Com certeza, trata-se do melhor texto que eu já li, na atual fase de se relembrar o movimento de 1964. Sua introdução é perfeita para contextualizar o momento histórico e geopolítico daquele período.

    Com conhece um mínimo sobre como se deu a expansão comunista sobre a Europa Oriental nos anos que se seguiram à II Guerra Mundial, verá facilmente que o Brasil seguia o mesmo caminho. Os casos da Checoslováquia, Bulgária, Romênia, Polônia e Hungria são emblemáticos.

    Mais uma vez, parabéns pela matéria e tenha certeza de ter conquistado mais um leitor.

    Curtir

  • Caro Fernão, sou seu admirador, desde que o conheci na Rádio Eldorado – eu era funcionário da Gráfica OESP, que fui lá prestar um serviço à Rádio – e guardo tudo de sua autoria, que sai no Estadão. Não conhecia o site. Tomei conhecimento pelo artigo do dia 7 p.p..
    Parabéns pelo artigo! Estou colocando um link no meu blog, pois tentei escrever algo sobre a Revolução de 1964, que também vivi, como você (tenho atualmente 70 anos), mas não me dei por satisfeito, pois faltavam dados que você os esclareceu. Assim, como assino em baixo, quero que meus leitores também o leiam. Muito obrigado por esse presente histórico, para corrigir muita besteira escrita, até mesmo no Estadão.

    Curtir

  • arilud disse:

    Parabéns. Registro histórico limpo e realista. Deveria ser texto didático nas escolas. Em vez disso temos as mentiras esquerdistas sendo ensinadas às nossas crianças.
    Parabéns ao autor e que Deus o ilumine!
    José Arimatéia

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento 1964: um testemunho no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: