Ralando a Petrobras por um voto

29 de agosto de 2013 § 1 comentário

petro7

O Tesouro Nacional, que no ano passado já foi chamado a despejar R$ 5,2 bilhões nessa conta, vai aportar este ano R$ 9,3 bi ao Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) que sustenta os desempregados do Brasil.

É mais um pedacinho da fatura das desonerações pontuais que o governo tem feito para este ou aquele setor de produção de bens de consumo que está chegando. O aumento de 80% no rombo do FAT é consequência do que se perdeu em arrecadação do Pis e do Pasep, dois dos impostos que sustentam esse fundo de que foram isentados de pagar as multinacionais fabricantes de automóveis, geladeiras e outros “espelhinhos e miçangas” de fazer brilhar os olhos da “nova classe média” agraciadas com as últimas gentilezas presidenciais.

É mais uma confirmação de que não existe almoço grátis. O governo não “” nada, só troca dinheiro alheio de bolsos.

Mas isso já se sabia. Este caso tem de especial o fato do Partido dos Trabalhadores fazer tais transferências do bolso dos mais pobres para o dos mais ricos, dos desempregados para os empregados, ao contrário do que sempre tenta fazer parecer no primeiro momento, antes que o circuito da falcatrua se complete.

petro8

Mais grave que isso é o fato de que o governo tem aprendido todos os dias que quanto mais tenta enganar aqui dentro, menos engana lá fora, apesar de estar desesperadamente consciente de que, raspado como deixou o cofre, só o dinheiro estrangeiro poderá nos tirar do atraso. Mesmo assim, segue apresentando-se como vítima dos erros em que persevera e já não tem o direito de ignorar quais sejam, engordando a si mesmo às custas do país, afugentando investidores e jogando com o tempo com o intuito exclusivo de comprar eleitores.

É o caso da Petrobras, entre outros menos notórios. Assim como fuzila em público os seus heróis para dar satisfação a bandidos estrangeiros, dona Dilma fez questão de vir hoje aos jornais para desmentir as ultimas resistências ajuizadas de seu ministério e dizer que continuará, sim, aplicando o garrote do congelamento do preço da gasolina e do diesel à Petrobras

petro3

À beira do rebaixamento pelas agências de rating por excesso de endividamento, a Petrobras vai vendo, impotente, o petróleo do pré-sal afundar para mais além das profundidades abissais em que já se encontra, enquanto o dinheiro que deveria estar sendo investido em aumento de produção vai sendo dissipado em mais esta operação de compra de votos que sua excelência quer esticar por mais um ano numa conjuntura de dólar em disparada.

Se depois dela a Petrobras e o Brasil conseguirão se levantar das cinzas, e a que preço, pouco importa.

O PT está ralando o país para se manter no poder. O que fará para continuar lá depois que os ossos aparecerem à vista de todos e não houver mais dinheiro que lhe compre disfarces ou simpatias?

É certo que eles têm um cálculo para isso também.

petro2

Marcado:, , , , ,

§ Uma Resposta para Ralando a Petrobras por um voto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Ralando a Petrobras por um voto no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: