18 de agosto de 2013 § 4 Comentários

image001Imagem enviada por Roberto Lacerda de Oliveira Filho

Marcado:, , ,

§ 4 Respostas para

  • Alberto Mattos de Faria disse:

    É bem a realidade de hoje !!!
    Não é só as crianças, vejo nos restaurantes, pais e filhos só no tic, tic,tic !!!
    Falar em pião, pipa, bola de gude, etc, etc…, deve ser ofensa !!!

    Curtir

    • Dênis disse:

      Sim, pareceu uma ofensa para meu sobrinho mais novo, a quem presenteei certa vez com um “peixinho”, desenhado milimetricamente por mim mesmo, e um rolo de pura “linha 10”. Mas houve um final feliz: toda a família, junta, acabou pondo o brinquedo no ar e se divertindo…

      Curtir

  • edson disse:

    No Futuro,provavelmente essa geração vai ficar de saco cheio¨,e visitarão museus para conhecerem essas brincadeiras e brinuedos em extinção…..Tomara que não…….

    Curtir

  • lembro-me das peraltices de criança, carrinho de rolimâ, arco e flexa, estilingue (desse me arrependo), bolinha de gude, soltura de maranhão(fazíamos nossa própria maquininha) pescaria, jogos de bola, queimada com as meninas, namoro embaixo das macieiras em flor(só quem viu pode falar, o zumbido das abelhas era indescritivel) noites estreladas (o céu era mais bonito), morei em chacara até os 23 anos, fazíamos até polvora para soltar foguetinho, bons tempos…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: