Porque Sérgio Moro é só mais um

11 de novembro de 2021 § 44 Comentários

Sérgio Moro lançou-se para presidente. Estava muito bem treinado! Fez a lição de casa com a mesma aplicação com que substanciava suas sentenças na Lava Jato. Nem o STF conseguiu contestá-las. Teve de anula-las no tapetão mesmo, como virou hábito.

O juiz, agora político, teve uma palavrinha pra cada público. Usou todas as do dramalhão brasileiro e numa ordem quase perfeita. União. Verdade. Ciência. Justiça. Respeito à diversidade. Proteção à família. Liberdade de crença. Liberdade de expressão. Liberdade de imprensa. Livre mercado. Livre iniciativa. Menos governo. Menos imposto. Privatização. Abertura da economia. Distribuição de renda. Erradicação da pobreza e não apenas com assistencialismo; com educação. Combate à corrupção. Combate à corrupção. Combate à corrupção. Florestas em pé. Economia verde. Fim dos privilégios…

Chegou quase a empolgar finalmente ouvir um candidato com sonhos em vez de só com um inimigo a aniquilar.

Não duvido que seja honesto. Mais bem intencionado que muitos. Foi o único que teve coragem de enfrentar o grande crime.

Faltou só alguma palavrinha pro STF (Moro é louco mas não rasga dinheiro)…

Mas de boas intenções o inferno está cheio.

Estavam lá todos os “QUAIS” … e nenhum dos “COMOS”:

Para erradicar a pobreza, a “criação de uma Força Tarefa de Erradicação da Pobreza”. Mais uma…

Para erradicar a corrupção a “criação de uma Coordenadoria Nacional Anticorrupção com juízes vocacionados”. Mais uma…

Podem confiar que vou fazer sempre a coisa certa”.

Ãnhãn…

Sergio Moro promete ser o “guardião do interesse do povo” mas não nos dá nenhuma dica de como pretende aferir esse interesse.

É aí que está o “X”!

Só tem um jeito disso virar verdade. E ele, que estudou nos Estados Unidos sabe bem qual é: dar ao povo, o tempo todo, antes, durante e depois de cada eleição, o poder de conferir a qualquer hora se o seu interesse está ou não sendo guardado, e botar pra fora imediatamente quem o estiver violentando.

Aí sim!

Chama-se DEMOCRACIA.

Ela passa a existir quando o povo ganha armas decisivas para mandar nos governantes. Quando o emprego deles passa a depender dele. Não muda a condição humana mas definitivamente encurta de forma drástica e radical o espaço para a tapeação, a contemporização, a procrastinação, a corrupção.

O Estado e os impostos ficam do tamanho que a gente quiser. Põem-se pra fora os ladrõezinhos antes que se tornem ladrõezões. Os privilégios acabam porque quem os sustenta passa a ter o poder de negar-se a pagar por eles. O crime murcha porque juiz “soltão” cai fora e os roubados e barbarizados passam a fazer a lei penal. A educação passa a produzir conhecimento e autonomia em vez de ignorância e dependência, fornecendo condição a cada um de prover o seu sustento e cuidar da própria saude em vez de acostumar todo mundo, desde pequenininho, a comer no cocho do governo, se e quando as “excelências” quiserem. O cara eleito pode até ser mauzinho que se ele passar da conta você põe ele no lixo. Ou em cana. Pra evitar isso até mauzinho age como bonzinho.

Chega de rezar pra deus pra próxima vida ser melhor que esta! Tudo isso, repito, não muda a condição humana, mas disciplina ela beeem, aqui e agora. Pela média. É quanto basta pra você ficar o país mais rico do mundo, longe do segundo lugar, e ir lamentar a condição humana lá de cima, longe do horror da impotência absoluta. Parece pouco mas comparado a quem nem isso tem, fica com cara de paraíso. Esses pra onde todos os fugidos dos salvadores de pátrias querem sempre correr.

A reforma que abre as portas a todas as outras; a reforma que inicia a reforma permanente, como é o viver; a única reforma que realmente reformata as coisas é a reforma politica, a reforma eleitoral. TODO O PODER, desde cada candidatura, TEM DE EMANAR DO POVO. De “partidos” com dono, criados e mantidos pelo Estado, só vai vir mais Estado com dono. Pra sermos nós os donos do Estado, a decidirmos qual o limite da competição, o tamanho máximo do poder político e do poder econômico, só armando o povo de primárias comandadas por ele próprio, recall, referendo e iniciativa de lei e da propriedade permanente de todos os mandatos de todos os “servidores públicos”. Aí tudo passa a referir-se ao povo e até a imprensa passa a defender a do povo!

É tão simples quanto a vida que todos nós, que não temos empregos eternos, sempre conhecemos.

O Brasil deve muito a Sérgio Moro. Mas o que ele está propondo é chegar à democracia sem passar pela democracia. A menos que se emende, não acredite. Isso não existe.

Marcado:, ,

§ 44 Respostas para Porque Sérgio Moro é só mais um

  • Acredito nele como acreditei no Bolsonaro. Se eu estiver enganado virá outro após e assim sucessivamente até que as coisas entrem nos eixos.
    Cá pra mim Moro dará o ponta pé inicial. Boa sorte a todos nós!

    Curtir

    • LOCC disse:

      Apoio e aplaudo sua manifestação, ambula et scribe. Aliás, a fórmula do Fernão para o paraiso na terra é monotonamente repetida. Só não dá a receita para como fazer isso virar prática. Como, com o congresso que elegemos? Cadê os novatos que elegemos?

      Curtido por 2 pessoas

      • A. disse:

        LOCC: Quantos e-mails você mandou até hoje pra um senador, deputado ou vereador COBRANDO uma posição a respeito de qualquer assunto? Se responder, não embrome e diga apenas um número.

        Curtir

      • LSB disse:

        Caio copolla juntou 3 MILHÕES de assinaturas e… nada.
        Não vai ser e-mailzinho que vai mudar alguma coisa…

        (PS: já tive uma “experiência” em procurar o deputado da “sua região” e o caso era uma lei muitíssimo menos “problemática”. Não foi e-mailzinho. Fomos pessoalmente; depois de um “chá de cadeira” de 3 horas, não fomos atendidos e estamos “aguardando” o retorno da excelência há uns 15 anos).

        Curtir

      • A. disse:

        Sr. LSB: o sr. está assinando como LOCC também??? A pergunta foi feita a ele…

        Curtir

      • LSB disse:

        Não, caro A.; não estou usando dupla identidade. Desculpe me meter na conversa de terceiros.

        Abs
        LSB

        Curtir

      • A. disse:

        Nós não temos capacidade ou coragem pra mudar nossos velhos hábitos de acomodação e temos a ousadia e a pretensão de querer mudar um país… só fazendo comentários!!!

        Curtir

      • LSB disse:

        Caro A.

        Não sei se foi para mim ou para o LOCC seu comentário (ou para os dois), mas a pior acomodação do brasileiro é a intelectual e nossos piores hábitos são os mentais (crenças).

        Abs
        LSB

        Curtir

    • oliverilg disse:

      Pro-Liberdade que é desarmamentista está só jogando para torcida… Esse não me pega não!

      Curtir

  • Jackson disse:

    Moro é mais uma criação de marqueteiro, está aí para tentar levar a eleição pro segundo turno, sem ele a coisa se resolve no primeiro, isso se o TSE capitaneado pelo Xandão não roubar as urnas no melhor estilo futebol de várzea.
    Quanto ao discurso, foi um amontoado de frases feitas e sem nada concreto. Um ponto importante foi a menção a corrupção no governo Bolsonaro, falou que tinha mas nada documentado, só bla bla bla a coisa toda ficou parecendo que ficou magoado por tomar uma bronca do chefe. Tá parecendo o Collor, só falta, se eleito, roubar nossa carteira novamente. Não convenceu

    Curtir

    • Fernando Lencioni disse:

      Sem dúvida. Qual a diferença entre um juiz e um réu quando os dois passam por cima da lei? Eu nunca me enganei com esse cara que nada mais é do que alguém que vislumbrou uma oportunidade de sair do ostracismo. Um ego do tamanho de um bonde.

      Curtir

  • ANDRE MIGUEL FEGYVERES disse:

    Acredito em Moro pelo seu exemplo de coragem e retidão, pela sua competência, pelo seu desempenho à frente da Lava Jato. Espero q num mandato de 4 anos consiga implantar parlamentarismo ou voto distrital c/ recall e concordo c/ vc sem isso tudo voltará como antes no quartel de Abrantes…

    Curtir

    • jjnatalin disse:

      meu Deus como tem cego nestas terras de cabral e safadeza. O moro é um impostor criado pelos tucanos. É falso. É judas. E não merece nem as 30 moedas.

      Curtir

      • milbertini disse:

        Moro, criado pelos Tucanos? Não entendi a conexão que você alega.

        Curtir

      • jjnatalin disse:

        por favor nomeie algum tucano engaiolado pela ‘famosa operação lava-jato” ? um maneta não conseguiria preencher os dedos da ‘mão’ com nomes de tucanos emplumados.O Moro além de traidor é um dissimulado. Prefiro um adversário que se mostra adversário do que um moro que se mostrou amigo e apunhalou o bolsonaro pelas costas. Tenha paciência. Estamos desplumando mais um tucano.

        Curtir

      • A. disse:

        Sr. jjnatalin: fiquei perplexo com sua ignorância abissal a respeito da Lava Jato. Que tucano o sr. queria ver na cadeia se a operação investigava apenas crimes ligados à Petrobrás e criminosos sem foro privilegiado? Cite apenas UM tucano com esses pré-requisitos.

        Curtir

  • Márcia disse:

    “Sergio Moro promete ser o “guardião do interesse do povo” mas não nos dá nenhuma dica de como pretende aferir esse interesse.”

    É aí que está o “X”, de Xi.

    Curtir

  • Será que depois de se assumiu como político se arrepende das decisões que proferiu enquanto juiz da Lava Jato? Entendeu que os fins justificam os meios e que vale tudo pelo poder? Nunca me decepcionei tanto com alguém.,

    Curtir

    • A. disse:

      “Esse é o problema de jogar limpo com quem joga sujo – o sujo sabe que quem joga limpo vai seguir as regras, enquanto ele próprio está dispensado desse incômodo. Essa questão tem sido algo fascinante para mim há anos, e falo dela no meu Eudemonia – na maneira como homens honestos frequentemente perdem a luta porque o desonesto – desimpedido por limitações morais – leva uma faca pro mano-a-mano.” Paula Schmitt, em “Poder 360”, 11/112021.

      Curtir

  • Alexandre disse:

    Entendo sua queixa a respeito da falta dos “COMOS”, Fernão, mas aquele evento não era o contexto apropriado para externá-los. Vamos aguardar (inclusive para saber se ele virá mesmo na cabeça da chapa).

    Curtido por 1 pessoa

    • Varlice1 disse:

      Exatamente, Alexandre! Ali, ontem, foi uma simples filiação e resumo de pretensões caso o candidato se eleja. Exigir que em uma apresentação sejam definidos programas e diretrizes de governo é, no meu entender, colocar o carro na frente dos bois. Aguardemos.

      Curtir

  • Stutorum infinitus est numerus. Pasto continua alto, neste país de analfabetos funcionais.

    Curtir

  • Stutorum infinitus est numerus. O pasto continua alto neste país de analfabetos funcionais.

    Curtir

  • Alexandre Jorge disse:

    Não muito realista este post do Vespeiro: tudo numa tacada só? Já quer uma Suíça saindo do forno? O Brasil está num “deadlock” que vai levar gerações, se o Dr. Moro desatar alguns nós importantes já valeu a viagem. Não somos obrigados à viver na desesperança!

    Curtido por 1 pessoa

  • rubirodrigues disse:

    E vocês acham que nessa remota hipótese Moro iria GOVENAR? O velho de guerra não está conseguindo mas o Juiz inexperiente conseguirá. Santa paciência.

    Curtir

    • Quem sabe se com um choque de decência?

      Curtir

      • LSB disse:

        Choque de decência?!? Como assim?! Cai um pó de pirilimpimpim em Brasília e, pimba!, todos acordam “decentes” no dia seguinte?!!
        Vamos aproveitar que estamos próximo do Natal e vamos todos escrever cartinhas ao Papai Noel pedindo uma máquina de choque de decência…

        Curtir

      • Considero o Moro uma pessoa decente. Muito diferente dos outros candidatos. Só isso já faz uma enorme diferença e me deixa esperançoso.

        Curtir

      • LSB disse:

        Pode ser, mas vai ter que negociar com todos os “indecentes” e se não ceder, cai… ou renuncia e boa a culpa em “forças ocultas”…

        Curtir

      • jjnatalin disse:

        como o Moro vai dar choque de algo que ele não possui : decência, honestidade, caráter ??? ele é um tucano fabricado para ferrar os primos petralhas, para garantir a eleição de um tucano. Tucano é incompetente até para ganhar eleições. Então tinha que ser no tapetão : eliminar o ninefingers. Ai nós preferimos o Bolsonaro e melamos o jogo.

        Curtir

  • Estavam lá todos os “QUAIS” … e nenhum dos “COMOS”. Uau! “COMOS” ontem? COMO? Creio ,que nem todos os “QUAIS” estavam lá. Perdão, ele só disse ‘estou aqui de maneira ADEQUADA’. E, se disse no seu ponto de vista todos os “QUAIS”- ENTÃO ele excedeu. Calma, senão é só mais um comentário.

    Curtir

  • Jayme Cueva disse:

    Temos de eleger programas em vez de pessoas. Complexidade, portanto. Então, eleger programas e especialistas ou grupos de especialistas experientes para comandar e fazer acontecer cada especialidade, com verbas suficientes no orçamento. Atrairía muito investimento externo, não só monetário, mas em todas as áreas necessárias. Tudo com forte vigilância técnica, fim da ‘casquinha de asfalto sobre terra lisa’ com 1/3 para o político, 1/3 para o empreiteiro e 1/3 para a obra. E seguro da obra, a seguradora vigiaria melhor do que o agente público submetido às tentações costumeiras…
    E ‘fim do político profissional’, como queria o saudoso Luiz Flávio Gomes!
    A carta de 1988 não era boa e já foi muito piorada, veja-se a impunidade geral! O sistema tem de ser bem outro!!!

    Curtido por 1 pessoa

  • AMERICO MELLAGI disse:

    O título diz tudo: Só mais um. Nada mais do que isso, Já se tornou um político da velha guarda. Esse discurso poderia estar na boca de qualquer candidato sem surpresa nenhuma.

    Curtir

  • LSB disse:

    Moro é positivista, filho do antidemocrático Iluminismo Francês, escravo, baba-ovo e amante do nosso bizarro Direito socialista positivista, é progressista (acidental, inconsciente ou envergonhado), acredita no Estado grande e REDENTOR, é completamente ignorante em economia e não faz a menor ideia do que seja capitalismo (e pior: acredita no seu pseudo conhecimento).

    Enfim, é absolutamente o oposto de tudo que precisamos (e do que é defendido no Vespeiro); pelo contrário, é a síntese de tudo que não deu certo neste país.

    Se eleito, não conseguirá governar (provavelmente renunciará – para “preservar a biografia” – e colocará a culpa, a “la Jânio”, em “forças ocultas”). E se conseguir governar e emplacar suas ideias (ou algumas), piorará o país com mais do mesmo: mais Estado, mais burocracia, mais intervenção, mais tecnocracia e menos democracia VERDADEIRA.

    Pode ter estudado nos EUA, mas como tantos que conheci, provavelmente não aprendeu NADA; e se aprendeu, como outros tantos que conheço, deve ter concluído que é “outro povo, outra cultura” e seus modelos “não são aplicáveis no Brasil”.
    Aliás, Moro sequer pode cogitar um modelo americano, pois teria que aceitar que sua vida foi uma farsa e que nunca havia entendido nada…

    De boas intenções, o inferno está cheio. Não terá meu voto (exceto, mas não certamente, em um hipotético segundo contra Lula…)

    Curtir

    • LSB disse:

      Ah, e é “entreguista”: quer entregar nossa soberania a um Tribunal Internacional “anti-corrupção” (ideia que defendeu reiteradas vezes em artigos). Fico até imaginando qual seria sua solução para a Amazônia (entregar para algum consórcio de ONGs, país ou para a ONU).
      Ouviu “Aluga-se” do Raul Seixas e não entendeu que era paródia; pelo contrário, levou a sério e achou boa ideia.

      Curtir

    • Fernando Lencioni disse:

      Concordo

      Curtir

  • Sérgio “Morno” colocou o corrupto famoso no xilindró, agora exibe sua pretensão politico-partidária de ocupar o cargo mais nobre da república. Relações de causa e efeito no jogo do poder deixadas a parte, a jogada expõe aquilo que a esquerdopatia nacional sempre insinuou. Agora, momentaneamente, parece que a narrativa de perseguição política e de injustiça contra o lavador de dinheiros não serve aos propósitos eleitorais esquerdistas, pois a provável candidatura presidencial do “Morno” mina alguns votos de Bolsonaro. Ao se lançar na candidatura da nobre cadeira republicana, o ex-lavajatista pode ser colocado na pior e mais desonrosa posição, um dia ocupada pelo petista corrupto e adversário político, Assim, a cadeia para “Morno”, que um dia foi apenas promessa de político e que não se leva a sério, vingança de mafioso deve-se cuidar!!!

    Curtir

  • Milton Bertini disse:

    Só acho que no Brasil, não vai funcionar a Democracia Americana. O brasileiro não sabe nem escolher candidato, inclusive nem se lembra em quem votou, Como querer que os brasileiros votem em Recall? As pesquisas de opinião que dão quase 50% de votos para o Lula estão aí para provar o meu ponto de vista. Acho um absurdo votar em um candidato condenado por corrupção, que tanto mal fez ao país e que provou que não sabe governar,
    Quanto ao Moro, não voto nele porque ele aceitou ser ministro do Bolsonaro, pois se eu fosse ele, não teria aceitado. Eu votei no Bolsonaro porque eu voto em qualquer um que concorre com o PT. E se ficar Bolsonaro e Lula, vou votar no Bolsonaro de novo, pois ambos são ruins, mas sou visceralmente contra o Comunismo.

    Curtir

  • jjnatalin disse:

    me espanta que o moro tenha enganado até o articulista deste blog. O moro é uma mentira, um engodo tucano para ferrar com os primos petralhas e pavimentar as eleições de 2018 deixando de lado os petralhas e finalmente permitir aos tucanos ‘ganharem’ uma. O moro não é o que aparenta. É bem pior. Mas um que desce do muro pelo lado esquerdo. Luto até a morte contra a canalha que ergue a bandeira do moro.

    Curtir

    • Fernando Lencioni disse:

      Sem dúvida. É mais um “salvador da pátria”. Da pátria da casa dele. Mas o Fernão mais uma vez tem razão. Ninguém nunca diz como vai fazer. Apenas lança aquelas ideias básicas para influenciar o eleitor médio que não tem profundidade nem conhecimento de como fazer. É mais uma pilantragem que está lançando mão o egocêntrico que passou por cima da lei inúmeras vezes para se mostrar o que nunca foi e sim o que sempre foi, mas passou despercebido para a maioria da população que não sabe muito bem o que é devido processo legal. O mais triste de tudo isso é que em razão da gravidade dos fatos não havia a menor possibilidade de, no mérito, os caras serem absolvidos.

      Curtir

  • Marina disse:

    Quando vi Marcelo Odebrecht em pleno dia de Natal preso, mal acreditei. Era só o exemplo de que em algum lugar se fazia justiça. Ele, um doleiro, dirigentes da Petrobrás,coleções de obras de arte, coleção de carros de luxo na mansão de Collor apreendida, comecei a botar fé no país. Ao contrário, no stf estão os fora-da-lei. Mudam a legislação e a própria Jurisprudência para anular todo um trabalho feito que não saiu de graca: um verdadeiro atraso para uma Nação. Confio em quem tem bons exemplos para dar. Não está seguro viver no Brasil.

    Curtido por 1 pessoa

  • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

    Seria muito bom se o Fernão fizesse aqui no Vespeiro uma pergunta a todos os que pretendem ser candidatos à presidente em 2022: o senhor pretende apoiar o sistema de voto distrital puro no Brasil?
    Como o Fernão entende muito do tema, e sabe melhor do que ninguém o que é uma fake-news, vai ter muito candidato fugindo da resposta para não mostrar o que, de fato, pretende ao assumir o cargo caso eleito pelo povo em urnas eletrônicas. Por enquanto, continuo na miha, não entendendo muito as cabeças privilegiadas do universo político-intelectual do Brasil…
    Acredito que o tempo nos trará a resposta, mesmo antes das eleições.
    A proposta do dr. Modesto Carvalhosa deveria ser mesmo abordada aqui no vespeiro para vermos , também, o que pensam dela os candidatos a candidato à presidente da República Surrealista do Brasil.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Porque Sérgio Moro é só mais um no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: