Entre os imbecis e os filhos da puta

22 de janeiro de 2021 § 35 Comentários

Não existe argumento mais forte que o resultado. João Dória fez a parte que lhe cabia e pôs a vacina que batalhou aqui. Jair Bolsonaro não fez a dele. Ou pior, fez a que se atribuiu e resulta em que ha nos centros de saude publica toneladas de falsos remédios e nenhuma ampola do remédio que cura porque, contra todas as evidências, concentrou-se sempre em providenciar uns e nunca em providenciar o outro. Ao contrário, além de menosprezar a virulência da doença, que logo passou a dispensar “comprovação científica” porque estava matando nossos amigos e vizinhos diante dos nossos olhos leigos, dedicou-se a negar o que ha séculos todos os fatos afirmam e confirmam sobre a eficácia da vacinação como única forma de deter epidemias e, para além de salvar vidas, permitir que os países voltem a trabalhar, que é o que ele sempre disse ser a sua prioridade.

Se dos testes resultou que a vacina CoronaVac é menos eficiente do que gostaríamos que fosse, isso nada tem a ver com a parte do trabalho que cabia a João Dória. Assim como Jair Bolsonaro nada teve a ver com o resultado melhor alcançado pelos testes da vacina da Oxford em que algum lúcido do seu governo, meio à revelia dele, conseguiu apostar afinal. 

Tudo isso é fato. Tudo isso é história. Nada disso é “fake news”.

Mas nem a monumental estupidez cometida por Jair Bolsonaro, nem a admiração dele pela monumental estupidez de Donald Trump, alteram em um milímetro sequer a monumental cupidez da canalha que chupa o Brasil para além do bagaço. 

Os governadores que superfaturam respiradores, que montam e desmontam hospitais de campanha sem usá-los, que desviam vacinas da fila de prioridades, que roubam o ar que a gente respira, continuam sendo o que são. 

O mesmo SUS onde o Brasil pobre se foi abrigar da pandemia porque esta é a parte que lhe cabe deste latifúndio, onde pelejam os heróis que perdem sempre sabotados pela multidão dos ladrões que não perdem nunca, continua sendo, como a maior das contas estatais, o maior ralo da República, porque é para comprar barões ao rei e ser eternamente aparelhada e ordenhada que conta estatal existe em todo lugar do mundo, variando apenas o grau de cumplicidade das polícias.

Os vereadores, os deputados, os senadores; os políticos de todos os calibres e de todas as famílias que inflam morbidamente o custo do funcionalismo público num país miserável para fazer “rachadinhas” continuam sendo o que sempre foram. 

Os autores do “maior assalto de todos os tempos”, conforme descrito pelo Banco Mundial que mede os efeitos dos cataclismos do gênero no planeta inteiro, continuam sendo os maiores ladrões de todos os tempos, embora soltos.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal que dão sentenças contra “atos antidemocráticos” enquanto anulam monocraticamente votações inteiras do Congresso dos representantes eleitos do povo; os ministros que soltam de ladrões eméritos da Republica a chefões do PCC; os ministros que enriquecem com suas redes de “escritórios de advocacia” familiares a ponto de manter segundas casas em euros e em dólares ganhando R$ 39 mil por mês (US$ 7.330 ou E$ 6.037 ao cambio de ontem) continuam sendo exatamente o que os seus atos e os sinais exteriores de riqueza que emitem dizem que são. 

Nunca se viu ou sequer ouviu qualquer membro da lista acima propor ou batalhar pela devolução de um privilégio, por menor que fosse, para salvar vidas, para tirar mães da miséria, para resgatar bebês da fome. Os poucos que o fizeram penam o ódio eterno de seus pares. Ao contrário. Agora mesmo, enquanto você lê, passando por cima de supostas “inimizades históricas” entre “direita” e “esquerda” – a divisão horizontal que nunca suplantou o corte vertical “nobreza” x “plebeus” que rege este país – estão tramando às claras, oficialmente, a tomada do comando do Congresso Nacional contra o compromisso solene de agir unidos contra o favelão nacional para não ter, jamais, nenhum dos seus privilégios vencidos.

A máfia que nos faz andar para traz, de década em década perdida, continua sendo a máfia que, sempre por motivo torpe e sem dar chance de defesa à vítima, tem feito o Brasil mergulhar mais fundo na miséria a cada dia que passa desde que escreveu e nos impingiu goela abaixo sem referendo a constituição da privivelgiatura, pela privilegiatura e para a privilegiatura. Só varia o primeiro lugar da fila dos excluídos de qualquer ameaça das eternamente “urgentes reformas” que, afinal, nunca acontecem: ora os marajás do Judiciário e os professores das universidades públicas que comem cada um por 50 professorinhas de pobre, ora os policiais e os militares de todos os denominadores e calibres.

Tudo isso também é fato. Tudo isso também é história. Nada disso, também, é “fake news”.

O Brasil é um país disputado a tapa entre os imbecis e os filhos da puta, com uma imprensa imbecil automaticamente alinhada aos imbecis e uma filha da puta automaticamente alinhada aos filhos da puta, o que faz os imbecis cada vez mais imbecis e os filhos da puta cada vez mais filhos da puta.

É preciso quebrar essa espiral do desastre. 

Não, nem um gênio, nem um iluminado nem um salvador da pátria, pelamôr! 

O povo, senhoras e senhores! O povo!

Aproveitemos essa rara janela de aplauso amplo, geral e irrestrito à democracia americana antes sempre tão apedrejada. Adotemos, nós também, o remédio que ela ensinou e que todo o mundo que deu certo adotou. 

Nós, o povo!

O povo que não é ninguém. O povo que não é nem um grupo em especial. O povo que não é “de direita” nem “de esquerda”. O povo que é média e que é móvel…

Só ele tem legitimidade para ser governo. Só ele tem legitimidade para mandar no governo. O resto, QUALQUER poder desamarrado da prerrogativa de sanção pelo povo por um minuto que seja é, por definição, antidemocrático, e invariavelmente predatório.

Marcado:, , , , ,

§ 35 Respostas para Entre os imbecis e os filhos da puta

  • Marcos Andrade Moraes disse:

    Fato: Vc foi o 1º a apoiar remédios que não curam – e que só vc sabia que curavam – e ainda atacou a imprensa por não acreditar em vc;
    Fato. Como seu pai, vc preferiu apoiar e votar em generais e num capitão miliciano, mesmo sabendo pela imprensa que vc chama de imbecil que ele havia auferido 15 milhões em imóveis tendo que sustentar 3 famílias e 5 filhos;
    Fato. Vc votou em generais que são a casta mais espúria do Estado filho da puta;
    Fato. Quando fedeu, vc optou por acreditar, como seu pai, que os generais tutelariam o capitão proscrito.
    Fato. VC continua defendendo este governo.
    Fato, não há imbecis nem FDP. Há história e processo politico. Mudar o rumo disso implica em adjetivar menos e propor mais.

    MAM

    Curtir

  • Nelevy disse:

    Excelente texto, que desfia a dura realidade, com alguns senões.
    – as vacinas são experimentais e existe uma corrida desenfreada pelo pote de ouro que isso vai produzir.
    – houve uma politização no trato dos tratamentos preventivos e de combate aos sintomas iniciais, com medicações baratas e, que depois de muitos imbecis tentarem descontruir, junto com a imprensa canalha desse país, sob alegação da “não comprovação cientifica” por ter sido sugerido pelo Presidente Bolsonaro. Tratamentos de sucesso confirmados por muitos médicos brasileiros de renome e agora, também confirmada em importantes publicações médicas internacionais, como o American Journal of Medicine. Gritaria por serem remédios de baratos. Isso interessa a quem?
    – Nos EUA, a grande imprensa demonizou o Presidente Trump desde o primeiro dia de seu mandato, até conseguir o objetivo da não reeleição.
    Aqui, isso se repete.
    No futuro, a história demonstrará quem estava certo e quem estava errado.

    Curtido por 1 pessoa

  • Mário Rubial Monteiro disse:

    Já disse e repito: o Brasil não dá certo há 520 anos. Nem dará. Tenho uma solução: arrendar o Brasil para japoneses, suecos ou sul coreanos.

    Curtir

  • Emocionante teu desabafo, contagia e nos deixa apalermado de tantas verdades que a maioria não quer ver e somente se possível estar com eles. Maioria absoluta que pena nesses 80 anos crescermos assim, sempre assim, por que? Parece doentio

    Curtir

  • Mario MATTOS disse:

    Narrativa tristemente verdadeira. Esse pessoal não é de direita, nem de esquerda, ou pode ‘ser de direita’ ou ‘ser de esquerda’, caso conveniente. Articulam-se de várias formas para abocanhar recursos do estado. Esses grupos submeteram todos os governantes pós redemocratização (pelo menos).Eles são o verdadeiro inimigo! Por essa razão a Lavajato inspira tanto ódio. Ela foi ao âmago do problema, ‘colocou o dedo na ferida’. Bolsonaro, por sua vez, passou a colaborar com essas oligarquias malignas, diretamente (COAF, Aras, Kassio, sanção de leis que dificultam o combate à corrupção) e indiretamente, ao fomentar a polarização ideológica, que nada mais é do que uma distração, tirando o foco sobre a real solução para as nossas mazelas imediatas, o combate à corrupção.

    Curtido por 1 pessoa

  • A elite socialista globalista e sua imprensa comprada e amestrada articulando o mundo comunista, em particular o PCC,dão náuseas a qualquer que queira um sopro de ar puro com o mínimo de liberdade.
    Vergonha!!

    Curtir

  • rubirodrigues disse:

    Fomente disputas horizontais entre pretos e brancos, machos e fêmeas, esquerdistas e direitistas, mas não permita que a agenda seja tomada por uma discussão da relação vertical entre governantes e governados. Essa a traição que a elite acadêmica brasileira, encarregada de ilustrar o povo (professores e jornalistas), comete contra a nação brasileira, neste obscuro e tenebroso período pós-moderno. Na rede, imbecis, orgulhosos de suas habilidades dialéticas, amplificam o debate horizontal.
    NB: MAM faça um exercício de vislumbrar o que Fernão oferece de positivo. Um pensamento negativo persistente pode convencer alguma das células do teu corpo a abandonar a cooperação e a sintonia com as outras trilhões que te mantem hígido e se tornar revolucionária, na forma de uma úlcera ou de uma metástase. Te cuida!

    Curtir

    • Dalto disse:

      Rubi Rodrigues, muito
      bom o seu comentário!
      Temos que nos manter neutros para fazer um comentário honesto e construtivo.
      Somente assim construiremos uma nação forte e inclusiva somente para políticos com boa intenção ( oxalá apareçam alguns!)

      Curtir

  • Carlos disse:

    Pura verdade!!!
    Acorda Brasil
    O povo não tem noção de sua força para remover todos FDP ( de que cor sejam)
    Abraços

    Curtir

  • On The Move disse:

    Andar para trás, não traz.

    Português é uma língua complicada.

    Curtir

  • GATO disse:

    Não temos o que reclamar agora, o período de garantia já passou, quando a Matriz para cá enviou os pioneiros imbecís e filhos da puta, ninguém reclamou no PROCON-Panaceia de Retorno a Origem Contra Ordem do NÚ(índios), pois em 90 dias de garantia dava pra perceber que os imbecís e filhos da puta que primeiro chegaram não serviam para este PARAÍSO, ou deveriam ter sido devolvidos ou mortos e enterrados. AGORA É TARDE eles proliferaram e dominaram. Só tem duas soluções, sendo: exterminação por asfixia deles ou eles te asfixiam, como estão a fazer em Manaus. Ponto Final.

    Curtir

  • Varlice1 disse:

    Obrigada, Fernão.
    Muito bom, gostei muito e concordo com você!

    Curtir

  • O problema é que o povo olha invejoso para cima e sonha com a oportunidade de ser um filho da puta. É o que lhe salva do sufoco do presente. Fora os que já ficaram imbecilizados a ponto de não acreditarem em mais nada. O sistema brasileiro possui uma irradiação que contamina toda a sociedade, do moral ao abstrato, do subjetivo às escolhas. Por enquanto estamos sem saída.

    Curtido por 1 pessoa

  • abrito1953 disse:

    Correto.
    O que dói é a classe capitalista dominante estúpida, burra, fdp e mais.
    Não era hora de unir digamos :
    Você, o que resta do Mesquita, o Amoedo, o Sergio Moro, o Paulo Setubal, o que resta dos Morais, o pessoal do agro$, e pessoas do tipo a turca do XP, o Arminio Fraga, etc… e dizer:
    Porra, precisamos de um projeto nacional, moderno, capitalista liberal.
    Quem topa. ?
    jogar no lixo esses deputados, senadores essa corja, e contratar esses caras, por que não : Nizam Guanaes etc…
    E dizer já, vamos abrir por aqui, no meio do povão uma brecha (fora Lula, fora Bolsonaro, etc…), a classe média está aberta para aderir, falta convencer o grotão.
    TEmos uma grande contradição. O povão das grandes metrópoles, os jovens abaixo dos 40, não tem representação nessa merda de congresso. Eles é que serão o futuro e os que estão fudidos.

    Curtido por 2 pessoas

    • Flm disse:

      Porque metade dessa gente que você citou, especialmente os mais ricos entre eles, se declara “de esquerda” (quase 100% dos banqueiros deste país se dizem “de esquerda” e financiam candidaturas radicais) e, da outra metade, metade se acovarda e prefere ficar na moita e a outra metade tem horror ao povo e não acha o nosso “à altura” de deter o poder. O povo mesmo, por mais baixo que esteja na escala, faz uma distinção entre ele e “o povão”, do qual ele se vê um pouco acima…

      Curtir

      • carmen leibovici disse:

        Fernão, infelizmente,aqueles “do povo” que tem tido acesso ao poder,um por um, são ruins demais.Cite algum que preste.Nao que os “letrados” tenham prestado,apenas que os iletrados captaram o modus operandi dos outros e estão caprichando na execução da pouca vergonha.

        Curtir

      • A.(sno) disse:

        Alguns do povo que ascendem ao poder realmente se “lambuzam” nele. Mas nem todos: as raríssimas exceções não conseguem reunir em torno de si nenhuma maioria. E, em síntese, democracia é exercida pelo voto da maioria (refiro-me às votações no congresso)…

        Curtir

      • A.(sno) disse:

        E um “P.S.” totalmente fora do assunto: onde estão Joyce Hasselmann, Alexandre Frota, Bruno Covas e Wally?

        Curtir

      • abrito1953 disse:

        Fernão, o rótulo “esquerda” “direita” que atrapalha tudo no Brasil, que no caso é sempre mesmo interesses nas tetas do estado.
        No sentido de Bobbio, é possível ser liberal e de esquerda ao mesmo tempo no Brasil. O cara mais liberal possível não pode concordar com a desigualdade do atraso, mercado do pé quebrado, vai propor uma ação do estado (creche, investimento na juventude, etc…) para o desenvolvimento de um capitalismo liberal. Se não conseguir uma união em torno de um “centro-esquerda liberal” não vai furar a bolha.
        Diria como um Mario Covas, um Faria Lima mesmo um Carvalho Pinto, que fizeram muito por são paulo sem cair no populismo.

        Curtir

    • joão josé natalin disse:

      quase a totalidade dos que você citou são todos filhos da puta.aqui só na bala.

      Curtir

      • A.(sno) disse:

        Parece que só o sr. presta…
        – Como se cria tanto ódio, “seu” Natalin? Resolver problemas na bala??? O sr. viveu no velho-oeste americano em outra encarnação? Não tem poder de diálogo e persuasão?

        Curtir

  • Flavio Pimenta disse:

    Caro Fernão

    Concordo inteiramente com você
    Seus textos são de uma saúde civil que nos fortalece e ilumina ,
    que você siga cada vez mais forte e melhor e que alcance como me alcançou , o maior numero de Brasileiros .

    Triste Patria Mãe Gentil , vitima de Filhos da Puta sem empatia e compaixão do seu povo.
    Voto Distrital Puro

    Flavio Pimenta

    Curtido por 1 pessoa

  • Vislumbramos um lindo porvir, ou o pior está por vir?

    Curtido por 1 pessoa

  • Obrigado por dar nomes aos filhos da puta

    Curtir

  • Joao Beltran disse:

    EXCELENTE! O título já diz tudo! Obrigado por compartilhar ‘ João

    Enviado do meu iPhone

    >

    Curtir

  • AGRJ disse:

    Meu nobre Fernão. Penso que estás por demais otimista. Tanto a privilegiatura quanto a ralé, todos, andam em busca de uma boquinha. É só ver as chantagens das chamadas minorias, dos sindicatos e da caterva de todo naipe que aí está. Somos uma sociedade de imbecis e de filhos de puta.

    Curtir

  • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

    A privilegiatura no Brasil não é composta de 57;000.000 de eleitores que colocaram o Bolsonaro no lugar que ele ocupa em nome do povo. Os que votaram nele esperavam obter alguma resposta de seu interesse e agora se veem usados por ele e seus asseclas armados que dão cobertura à contínua manutenção do status quo dessa turma de sempre, para a qual a Constituição Federal é regrinha a ser seguida pelos outros que mantém a sinecura geral com seu trabalho, quando o tem.
    Com este cenário e sem estadistas, à merce do Congresso Nacional e de Justiça que legisla para ajeitar as coisas para não explodirem, somente escorregamos na beira do abismo feito avantesmas e à espera de um milagre, qual seja: uma reação vinda de parcela representativa do Judiciário, do Legislativo e do Executivo, respeitados pelas Forças Armadas conforme determina nossa Constituição Federal. Haja diplomacia e atuação política eficaz dos verdadeiramente grandes dentre os cidadãos brasileiros. A via armada como solução da situação é atraso e destruição certam quartelada!
    Carecemos de mais congressos, passeatas, panelaços à frente das Câmaras Municipais – aqui está a força do povo desrespeitada em todo o Brasil -, jornalismo fustigador para obter as respostas dos ímpios, sejam imbecis ou fdps, que nos dominam e dos quais parece que temos muito medo e carecemos de uma reação de auto-cobrança e avaliação dentro das Forças Armadas e seus clubes, afinal sabem muito bem qual deve ser seu papel constitucional, evitando parecer estarem numa coluna do meio de posicionamento interesseiro, servindo-se da desigualdade e da inconstitucionalidade. Não foi para isso que está aí que Caxias lutou, não somente com armas mas com razão e apoiado por uma diplomacia competente interna e externamente, livre de propaganda enganosa.
    “Verás que um filho teu não foge à luta” é um chamamento que ainda tem muita pertinência e que não podemos desprezar, cada qual lutando democraticamente com o que tem a oferecer de melhor construir um Brasil democrático e federativo de fato, com direitos constitucionais respeitados, tal como o fazem gente como o professor Villa e o Fernão Lara Mesquita, e tantos outros com o bom sentimento de pertencer a um Estado almejado e acalentado pelos verdadeiros cidadãos que agem politicamente pelo bem comum.
    O sistema de voto distrital puro é uma mola potente para corrigirmos o estado atual de baderna institucionalizada disfarçada de governo sério.
    Que forças beneméritas despertem os juízes competentes, que ainda temos no Brasil afora, pois é deles o protagonismo principal,cobrando do Congresso Nacional o respeito à nossa Carta Magna ao legislarem, fiscalizarem o cumprimento das leis pelos estados e municípios.
    Senti uma pontada no coração quando li, no domingo, a manchete na primeira página do jornal O Estado de São Paulo: “Estados e municípios burlam a lei e dão reajuste a servidores”.
    Aguardo a manchete: “Supremo Tribunal Federal exige que estados e municípios a cumpram a Constituição Federal”. Como cidadão faço votos que isso aconteça o quanto antes, exemplarmente.
    Precisamos nos unir com respeito às diferenças e por defesa do bem comum, pelo bem do Brasil
    Fernão, assim como milhões de outros brasileiros, está revoltado e desabafa com razão.

    Curtir

  • André Miguel Fegyveres disse:

    O Brasil é um país onde as instituições vazam através de buracos no Judiciário, no Executivo, no Senado, na Câmara e nas instituições similares no âmbito estadual e municipal. Os homens de bem precisam se unir contra estas células cancerosas que proliferam em todos os organismos brasileiros, exaurindo as forças do bem que têm que carregar o peso morto desses canceres traidores.

    Curtir

  • rubirodrigues disse:

    Hoje é 31 de janeiro. Por mais que janeiro esperneie e reclame, amanha será fevereiro… Estão percebendo a força inexorável da Natureza? Precisamos sintonizar com as leis da Natureza na nossa luta por liberdade. Não creio que ela concederia livre arbítrio a uma espécie destinada a ser escrava. Se temos uma mente capaz de entender o Universo e também livre arbítrio, devemos ter um destino mais nobre ou, ao menos a Natureza aposta nisso. Naturalmente qualquer projeto pode fracassar, mas com certeza a Natureza é nossa aliada. Que tal se em lugar de ficar reclamando da ousadia de bandidos, nos dediquemos a conhecer melhor essa nossa poderosa aliada?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Entre os imbecis e os filhos da puta no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: