16 de abril de 2020 § 51 Comentários

Bolsonaro frequentemente não sabe o que está fazendo. Mas Rodrigo Maia sabe perfeitamente. Está amarrando um pais exausto pra um estupro coletivo. Esse cara chegou a me enganar. Mas agora tirou a máscara. O que ele está armando com os governadores é um crime hediondo.

Marcado:

§ 51 Respostas para

  • marcos a. moraes disse:

    — Se isso tudo for aprovado, e outras coisas virão, pela forma como ele está se comportando, vão matar a galinha dos ovos de ouro, que é o Brasil. Parece que a intenção é me tirar do governo. Parece que é isso daí, quero crer que eu esteja equivocado — acrescentou o presidente.

    é isso que vc aplaude…

    MAM

    Curtir

    • LSB disse:

      Peraí!

      Mas o que de mentira tem na frase?

      Alguma dúvida de que a “bomba fiscal” que está sendo confeccionada é “atômica”?

      Alguma dúvida que congressistas e governadores irão culpar o governo federal pela bancarrota que estão criando?

      A única coisa questionável na sentença é a motivação: talvez seja muito narcisismo do Bolsonaro imaginar que tudo é SÓ para tirar ele do governo… a queda do Bolsonaro só seria, digamos, uma “cereja do bolo” (um “plus”)… a intenção primária é a de sempre: poder ser livremente irresponsável fiscalmente!

      Abs
      LSB

      Curtir

      • A. disse:

        LSB: gastando seu rico vernáculo com esse tipinho de gente? Bem… a vontade é sua, bom proveito! Responder a esse sujeito é “morder a isca”: é o que ele quer! (deve estar rindo internamente)

        Curtir

      • LSB disse:

        A.

        Temos que ir no limite do exercício da “crença” na boa fé das pessoas.

        Abs
        LSB

        Curtir

      • A. disse:

        Caro LSB: e quando esse limite que você, generosamente, confere às pessoas é ultrapassado, o que você sugere? Definitivamente, esse sujeito não tem boa fé. Abração!

        Curtir

      • LSB disse:

        De fato, A., tudo tem limite…
        E escrevi o que escrevi exatamente por achar que MAM ultrapassou tais limites…
        Também tenho meus limites, mas enquanto eu não for insultado gratuitamente, dou crédito…

        Abs
        LSB

        Curtir

      • A. disse:

        Caro LSB: o insultado aqui não é você, e nem eu, mas o Fernão! É bom se doer pelos outros, de vez em quando! Abração, bom domingo e bom feriado prolongado!

        Curtir

      • LSB disse:

        Caro A.

        Concordo integralmente contigo: tanto (1) que o insultado é o Fernão como (2) também acredito que “é bom se doer pelos outros, de vez em quando”.

        De fato, exatamente por (1) é que considero que MAM passou os limites e exatamente por (2) é que me manifestei “puxando a orelha” do cidadão…

        Meu ponto é somente que eu não iria criticar insultando porque não foi insulto que recebi (embora eu estivesse criticando exatamente os insultos proferidos contra terceiros: Fernão e demais).

        * O “crédito” que mencionei (termo mal escolhido) se referia apenas ao formato da minha crítica: apelando para o, e acreditando no, “bom senso” do cidadão e da forma mais educada possível (já que eu não havia sido insultado).

        Abs
        LSB

        Curtir

  • joão josé natalin disse:

    tu és uma anomalia genética canhoto, nasceu com o aparelho excretor na cabeça e o urologista faz o teste do toque enviando o dedo na sua boca.

    Curtir

  • Cirval disse:

    É possível deduzir que ainda há grande parte de uma massa informe apoiando um débil mental como o residente do Palácio do Planalto e seus filhos maníacos. Em sãs consciências isso não ocorreria, mas parece que os desvios mentais se acumularam. Temos um presidente que sequer sabe falar direito e tem dificuldade até de ler o teleprompter. Não faz nada sem o Zero 2, o Carluxo, por perto. Até aquele general que se adaptou ao seu tamanho físico, o Heleno, é visto em fotos consultando o celular do Carluxo. Este filho do presidente é um estranho nas salas governamentais. É vereador no Rio e trabalha em Brasília. E ninguém fala nada; nem os cariocas! Um governo em família. Imitação barata da família de duck Donald “I Love You” Trump. Tudo isso para dizer que os Três Poderes da República estão falidos. O joio é maior que o trigo. A propósito, seria interessante o Eduardo, aquele governador do Rio Grande do Sul, que aparenta ser um político de respeito, se manifestar sobre o que apelidaram de “assalto aos cofres públicos”. Seria bem vindo um comentário equilibrado dele sobre esse tema, já que o seu governo também será beneficiado pelo “assalto”. O que diz o Zema, das Minas Gerais, que eu muito apreciava (agora, não mais) depois do acordo espúrio que fez com o presidente? Vai manter o acordo ou prefere participar do “assalto”? Em suma, falar de um ou de outro não faz diferença neste momento, porque não há nenhum galo santo nessa rinha. A pústula é generalizada, mas, em vez do presidente ou o Maia ficarem jogando frases na imprensa, deveriam sentar-se e tentar resolver o problema de forma profissional. Se bem que, conforme o Mandetta, o presidente combina uma coisa em uma sala de reuniões e vai para a imprensa e diz que vai fazer outra coisa, diferente do combinado. Sou idoso, mas estou aqui confinado e trabalhando arduamente, embora saiba que o presidente e o novo Ministro da Saúde digam que, se não houver dinheiro para tratar de um jovem e um idoso, conjuntamente, vai preferir tratar do jovem, sem antes procurar por mais recursos. E não faltam recursos, porque a privilegiatura tem de sobra. É só limitar ou até reduzir os salários deles, como está sendo feitos com os trabalhadores da iniciativa privada, e haverá dinheiro para os jovens e os idosos. Dizem que o Congresso não quer pautar esse tema. Já estou pressionando os congressistas em quem votei. Não adiante ficar reclamando do Congresso, pois ele foi eleito pelo povo, da mesma forma que o presidente. Que cada um pressione o seu candidato. Quem sabe, assim, as coisas se resolvem. Escrever aqui qualquer um escreve, mas pressionar cada um o seu candidato é raro. Em tempo: a maioria do eleitorado nem sabe em quem votou para o vereador, deputados estadual e federal e senador. Aí fica criticando o Congresso como se fosse um ser etéreo.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

O que é isso?

Você está lendo no momento no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: