Sérgio e os Zveiter

11 de julho de 2017 § 37 Comentários

As relações entre as famílias Zveiter e Marinho atravessam tres gerações. Luiza Zveiter, filha de Luiz Zveiter, irmão de Sérgio, o relator da denuncia contra Michel Temer na CCJ do Congresso, é apresentadora da GloboNews. O pai de Sérgio, avô de Luiza, Waldemar Zveiter, fundador do escritório de advocacia da família, tornou-se desembargador do TJ do Rio de Janeiro pelo “Quinto Constitucional”, uma velha gambiarra que reserva 20% desses postos a nomeações pelos governadores furando o concurso público exigido.

A familia saltou para esferas mais altas quando, em 1989, o escritório Zveiter defendeu Roberto Marinho no divórcio litigioso de sua primeira mulher, Ruth Albuquerque. Logo depois defendeu também a Rede Globo no processo contra a TV Aratu, da Bahia, quando transferiu dela para a TV Bahia, da família de Antonio Carlos Magalhães, os direitos de retransmissão da Globo para aquele estado. Ministro das Comuicações de Jose Sarney, ACM, como se sabe, deu uma sobrevida aos velhos “coronéis” da política nordestina que a “Nova Republica” que nascia depois de 21 anos de regime militar prometia jogar no esquecimento, presenteando-os com as concessões de rádio e televisão que acabaram por reeditá-los como “coronéis eletrônicos”.

Waldemar acabou sendo indicado ministro do STJ por Jose Sarney, proprietário da retransmissora da Globo no Maranhão, em 1989.

Até hoje o escritório dos Zveiter advoga para a Globo.

Como o pai, Luiz Zveiter também foi indicado desembargador pelo “Quinto” em 1995. Desde 1996 os dois irmãos vêm dividindo o comando do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, um “órgão disciplinar” da Confederação Brasileira de Futebol. Entre 1996 e 1998 e depois entre 2000 e 2005, Luiz presidiu o STJD. Forçado a sair em 2005, sucedeu-o seu filho Flávio. Entre 1998 e 2000 o comando coube a Sérgio que protagonizou o rumoroso “caso Sandro Hiroshi” no campeonato de 1999, que tirou o Botafogo do rebaixamento “no tapetão”, um caso tão escandaloso que acabou suspendendo por um ano o Campeonato Brasileiro de Futebol.

Luiz tambem foi presidente do TJRJ no bienio 2009-2010. Outro de seus feitos controversos foi a reconstrução do Palácio da Justiça do RJ pelo famigerado empreiteiro Fernando Cavendish, da Delta, aquele da “festa dos guardanapos” no Ritz de Paris, e a Carioca Engenharia, outra das que mais frequentam as delações da Lava Jato. Sob Sergio Cabral o escritório da familia conquistou oficialmente contratos de R$ 30,9 milhões com a Cedae enquanto Luiz Zveiter era presidente do TJRJ.

Sua “popularidade” nos meios jurídicos cariocas pode ser medida por um único feito. No meio do recesso de junho de 2009 da ALERJ, conseguiu aprovar a Lei dos Fatos Funcionais por meio da qual, a titulo de equiparar os magistrados do Rio de Janeiro aos proventos do Ministério Publico, instituiu uma boa parte dos 14 “benefícios adicionais” a que os magistrados daquele estado, os mais agraciados do país, “têm direito” hoje.

Em 2010 a PGR, hoje sob o dr. Janot e então sob Roberto Gurgel, questionou os supersalários do judiciário carioca apontando a inconstitucionalidade da Lei dos Fatos Funcionais. Em 2012 teve inicio o julgamento do caso no plenário do STF e o ministro Ayres Britto, o primeiro a se manifestar, votou pela inconstitucionalidade da lei. Na sequência, porem, o ministro Luis Fux, nomeado por Dilma em 2011, “pediu vistas do processo” que até hoje não retornou ao plenário.

Em 2014 Luiz Zveiter só pôde se candidatar novamente à presidência do TJRJ graças a liminar com que Luis Fux derrubou norma do Conselho Nacional de Justiça proibindo a reeleição para esse cargo. Como não foi bem sucedido nessa tentativa vai concorrer a nova reeleição em dezembro próximo e é o favorito para o cargo. (Coincidentemente, em abril deste ano, Marianna Fux, filha do ministro, também tornou-se desembargadora pelo “Quinto Constitucional” como é tradição na família Zveiter).

Sergio Zveiter é o membro da família que se voltou mais para a política. Foi presidente da seccional carioca da OAB aos 33 anos. Com ajuda do irmão, processado por aparecer nas suas campanhas enquanto era presidente do TJRJ, e com financiamentos da UTC (R$ 400 mil), da Carioca Engenharia (350 mil), da Andrade Gutierrez (294 mil) e mais “R$ 4 milhões de dinheiro da própria família” elegeu-se deputado federal pelo PSD em 2010, e reelegeu-se em 2014. Tudo entre licenças para servir governos. Passou pelo PDT e agora esta no PMDB. Ocupou quatro cargos de governo: secretario de Justiça de Anthony Garotinho, de Jutiça e Direitos do Cidadão de Rosinha Garotinho, de defesa do Consumidor novamente de Rosinha, de Trabalho e Renda de Sergio Cabral que esta preso, e secretario de Habitação e Cidadania do prefeito Eduardo Paes. Licenciou-se novamente em 2015 para assumir a secretaria de Eduardo Paes. Os processos mais rumorosos em que esteve envolvido antes dessa ultima função, aliás, referem-se a favorecimentos a grupos do setor imobiliário para construção em áreas proibidas, inclusive uma que veio a ser vizinha do campo de golfe construido para as Olimpiadas pelo ultimo governo a que serviu, a prefeitura de Eduardo Paes.

Tido tambem como amigo de Rodrigo Maia, Sergio Zveiter retornou à Camara, de licença de seu cargo na prefeitura do Rio, para votar a cassação de Dilma e voltou para seu cargo na prefeitura. Agora, convocado por Rodrigo Maia, volta à Camara para dar o primeiro passo para a cassação de Temer.

Domingo, depois de reunir-se pela manhã com Michel Temer, Rodrigo Maia foi almoçar (sem agenda) na casa de Paulo Tonet, vice-presidente de Relações Institucionais das Organizações Globo acompanhado dos deputados Benito Gama (PTB-BA), Heraclito Fortes (PSB-PI) e do minsitro Fernando Bezerra Coelho, das Minas e Energia. À noite recebeu parlamentares para uma pizza e disse a seus convidados que tinha estado com Temer pela manhã e dissera a ele que “achava dificil resistir às denuncias” ligadas ao seu encontro sem agenda com Joésley Batista no Jaburu e que “tinha almoçado com gente muito importante” que “fazia essa mesma avaliação”. Não informou quem era essa “gente muito importante”.

Na segunda, Luiz Zveiter leu seu relatório e, inusitadamente, adiantou seu voto sobre o processo contra Michel Temer na CCJ.

Marcado:,

§ 37 Respostas para Sérgio e os Zveiter

  • Saulo Mundim Lenza disse:

    O Brasil ainda é uma republiqueta de bananas.

    Curtir

  • Guilherme Camargos disse:

    Sem palavras também , mas como disse Temer a caravana passa …
    Fica Temer !!!

    Curtir

  • Paulo Gonçalves disse:

    O nobre blogueiro, pode tentar sujar o relator da CCJ, porém as manobras do governo na CCJ são vergonhosas, e mostram o quão inocente nosso presidente é, a grande verdade é que não sobra ninguém, mas, Temer está conseguindo ficar pior que a desvairada que ele ajudou a tirar, Temer tem muitas respostas para dar, e esse blog deveria publicar os questionamentos que este governo altamente comprometido precisa responder, LULA está esperando o caos, para fazer como nosso atual presidente assumir e dizer que foi ingênuo, já vimos este filme e este blog sempre pode receber verbas para defender o indefensável.

    Curtir

    • MARCOS A. MORAES disse:

      imensa bobagem! Temer pior que Dilma? Delírio ou má fé. MAM

      Curtir

    • flm disse:

      não ha inocentes, paulo.
      mas o que é doente é o sistema. é ele q
      precisa ser reformado. Ficar correndo atras
      deste ou daquele dos doentes que ele
      fabrica só serve pra gente mudar de dono,
      não de condição.
      o Temer, por mais q tenha feito ou sido ate
      ontem, é o 1ro q teconhece isso e propõe
      reformas na direção certa. é por isso e não
      por interesse da justiça sem aspas que
      tentam lincha-lo

      Curtir

      • MARCOS A. MORAES disse:

        exato, na mosca. MAM

        Curtir

      • Marcos disse:

        Câmara articula ‘distritão’ para manter mandatos

        Medida é vista por parlamentares como forma de assegurar a própria reeleição em meio ao descrédito político após escândalos como os revelados pela operação

        Renan Truffi, Thiago Faria e Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo
        17 Julho 2017 | 23h35
        BRASÍLIA – Deputados do PMDB, PSDB e de ao menos oito partidos do Centrão firmaram acordo para incluir na reforma política o “distritão”. Pelo sistema são eleitos para o Legislativo apenas os mais bem votados em cada Estado. A medida é apontada pelos parlamentares como uma forma de assegurar a própria reeleição e, consequentemente, manter o foro privilegiado em meio ao descrédito com a classe política causado por escândalos de corrupção como os revelados pela Lava Jato.

        FONTE: ESTADÃO

        Curtir

  • Lourenço disse:

    Começou aparecer o porque do interresse da nossa gloriosa rede globo

    Curtir

  • luizleitao disse:

    Um desperdício de dinheiro toda a estrutura e o status de tribunal superior desse tal STJD para… julgar questões esportivas. Existirá algo semelhante em outros países que não sejam repúblicas de bananas?

    Curtir

  • A Globo certamente aposta em Rodrigo Maia no lugar de Temer. Mas o motivo deve ser a abertura do cofre para o estado do RJ, assolado por uma crise financeira que não consegue superar por total incapacidade de cortar custos na amarração montada por Cabral. E claro, mais um presentinho do BNDES, que ninguém é de ferro.

    Curtido por 1 pessoa

  • MARCOS A. MORAES disse:

    Nossa! Excelente. Replicando…MAM

    Curtir

  • MARCOS A. MORAES disse:

    Será que finalmente o Autódromo aparecerá? MAM

    Curtir

  • Carlos Oliveira disse:

    Mal saímos, a fórceps, de 13,5 anos de esquerdismo bolivariano LuloPetista e já estamos na ante-sala do império Globo_Carioquismo midiático.
    Depois da “República Sindical do ABC”, vem aí a “República Carioca do PROJAC”.
    Sai a Famiglia Lula Da Silva e entra a Famiglia Marinho!
    BRIZOLA foi um dos maiores lixos que o esquerdismo brasileiro já produziu, mas numa única afirmação ele sempre esteve certo: o SAPO BARBUDO & A PLATINADA são os inimigos !

    Curtido por 1 pessoa

  • Carmen Leibovici disse:

    como vimos dizendo,o que tem de mudar é o sistema ,não as pessoas.essas só mudam – se mudam-no âmbito de suas necessidades e experiências pessoais.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    fiz um outro comentário mais abrangente ,mas não entrou….

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    se o sistema não mudar,os espertalhões vão continuar usando-o em benefício próprio,em detrimento da população.
    volto a concordar com o fernão:a única chance de mudar isso é pondo na mão do povo o poder de tirar qualquer um do sistema pago com dinheiro público,deixando quem for retirado sem nenhum beneficio futuro.

    Curtido por 1 pessoa

  • Guilherme Camargos disse:

    Temer faz história com a reforma trabalhista …

    Curtir

  • vicente sampaio disse:

    Temer presidente que em 1 ano realizou otimas mudanças no
    pais e daqui à 20 anos nos livros escolares sera lembrado como
    o presidente que realizou mudanças de 4 anos em 1ano !!

    Curtir

  • Olavo Leal disse:

    Há necessidade premente de se modificar o processo de designação do pessoal do Judiciário. Deve ser adotado – sei lá como! – um sistema de eleição, via Legislativos Federal e Estaduais, conforme cada instância.
    Deve haver mandatos (8 anos, por exemplo), sem reeleição e com recall.

    Curtido por 1 pessoa

  • Cariocada, como sempre.

    Curtir

  • […] Veja mais em https://vespeiro.com/2017/07/11/sergio-e-os-zveiter/ […]

    Curtir

  • MARCOS A. MORAES disse:

    Pois é…estou há 10 horas entrevado pela lombar que travou. Fazer o quê? Ver TV! Pra meu espanto, a Globo News a partir das 16 colocou no ar os debates da CCJ, o que faz neste exato momento! Lula processado? Mesmo? Quando, como, por quê? Tá nem aí! Foi hilário assistir a cara de bunda da âncora do EstudioI. Ela que é sempre alegre, efusiva, hoje parecia um cadáver…Não perco o em Pauta! MAM

    Curtir

  • Ethan Edwards disse:

    “Gonçalo escutara, num silêncio risonho e superior, enrolando laboriosamente um cigarro com o tabaco do Barrolo: – Vocês não compreendem… Vocês não conhecem a organização de Portugal. Perguntem aí ao Gouveia… Portugal é uma fazenda, uma bela fazenda, possuída por uma parceria. Como vocês sabem há parcerias comerciais e parcerias rurais. Esta de Lisboa é uma parceria política, que governa a herdade chamada Portugal… Nós os Portugueses pertencemos todos a duas classes: uns cinco a seis milhões que trabalham na fazenda, ou vivem nela a olhar, como o Barrolo, e que pagam; e uns trinta sujeitos em cima, em Lisboa, que formam a parceria, que recebem e que governam. Ora eu, por gosto, por necessidade, por hábito de família, desejo mandar na fazenda. Mas, para entrar na parceria política, o cidadão português precisa uma habilitação – ser deputado. Exatamente como, quando pretende entrar na Magistratura, necessita uma habilitação – ser bacharel. Por isso procuro começar como Deputado para acabar como parceiro e governar…”

    A Ilustre Casa de Ramires – Eça de Queiroz, num livro recém-publicado (1900), tentando dar uma mãozinha pra gente entender a dimensão do problema.

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    só pra solicitar aviso de novos comentários e novas publicações

    Curtir

  • Paulo Murano disse:

    Olá Fernão, por falar em relações com o poder: porque será que no Brasil, hoje, nenhum jornal impresso, digital ou televisivo deu destaque à notícia internacional de maior importância para o país esta semana – a prisão preventiva por 18 meses do presidente do Peru e esposa?

    Curtir

  • flm disse:

    não sei.
    mas a globo deu bem

    Curtir

  • Guilherme Camargos disse:

    Olá Fernão , sempre passando por aqui à procura de novos textos lúcidos sobre a nossa realidade .
    Agora , cá para nós , se eu soubesse que finalmente teríamos no Brasil um governo sério , com responsabilidade fiscal , teto de gastos , baixa inflação e reformas estruturantes , até eu teria votado na Dilma …
    Dá-lhe Temer , que a caravana está passando …

    Curtir

  • MARCOS A. MORAES disse:

    Parece-me que a última resistência à pressão contra Temer caiu neste sábado: Painel da globonews. Foi ridícula a participação do ministro ptralha! Sugiro enfaticamente que assista. MAM

    Curtir

  • MARCOS A. MORAES disse:

    Rapá! Não deixe de assistir ao Roda Viva de ontem. Gostaria muito de ler uma critica do Vespeiro a respeito. MAM https://www.facebook.com/rodaviva/videos/1584451981599078/?fref=mentions

    Curtir

  • Roubaram o ESPOLIO DE ADELINA RIVETTI,dentro do TRIBUNAL DO RIO DE JANEIRO,terras valiosas em Currupira,dois herdeiros idosos doentes e pobres ,esperando a justiça,só que essa familia é blindada,junto com os ZVEITER,MINISTERIO PUBLICO,ignora!!!!
    Meu Blog.CURRUPIRA RECREIO DOS BANDEIRANTES.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Sérgio e os Zveiter no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: