O que você pode fazer

26 de maio de 2017 § 37 Comentários

Nos somos a maioria, mas temos zero de foco.

O Brasil sabe o que não quer e por isso se tem negado às “ruas” falsificadas antes e depois do escandalo dos ésleys.
Mas não sabe o que querer, e não o sabe porque estamos todos presos a uma visão imediatista, ao pensamento mágico, à expectativa de uma unica e definitiva “solução” pra tudo.

Não acreditamos na recusa das soluções definitivas que é o verdadeiro sentido de “democracia” que não é um lugar de destino, é só um manual de normas de navegação.

IGUALDADE!

REFERENDO!

RECALL!

Igualdade perante a lei para limpar a constituição e balizar os limites da trajetória futura.

Referendo porque não ha saida fora do sistema representativo mas quem tem de ter a ultima palavra sobre as decisões que afetam sua vida é o representado.

Recall porque os limites para os representantes têm de ser simplesmente executaveis e pelos próprios interessados. Não dá pra delegar.

Essa trinca põe todo mundo jogando o mesmo jogo. O resto vai acontecendo por ensaio e erro, por correções sucessivas de rumo.

Pegue essas tres palavras e espalhe.

Se encher a Paulista e metade dela estiver carregando o mesmo cartaz, acontece!


(Escrito ontem à noite no meio do mato e postado num acostamento da estrada em que pegou a rede).

Marcado:, , , ,

§ 37 Respostas para O que você pode fazer

  • Fernando disse:

    Vou colocar no vidro do meu carro

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    E tao simples e obvio.E simplesmente inadmissivel que alguns no Brasil sejam ma is favorecidos pelo sistemao montado do que outros brasileiros.foro privilegiado,aposentadorias diferenciadas,decimo quarto e quinto salarios,etc.essa e uma situacao esquizofrenica,pois a propria constituicao diz que todos brasileiros sao iguais perante a lei.
    E inadmissivel que contratemos representantes e que eles passem a nos escravizar e roubar ,portanto e obvio que o instrumento do recall precisa ser implantado,porque PRECISAMOS controlar nossoss representantes,pondo-os no olho da rua qdo necessario se fizer,convocando novas eleicoes somente na nossa comunidade(distrito),e e obvio que precisamos referendar as leis que nossos representados criam,pois ninguem pode ter carta branca absoluta sobre nossos interesses e destinos.

    Curtir

  • Saulo Mundim Lenza disse:

    Parabéns Fernão, excelente texto.

    Abs

    Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    obvio que precisamos referendar as leis que nossos representantes criam,pois …

    Curtir

  • Marcos disse:

    VOTO DISTRITAL COM RECALL. Quero que meu representante direto more no meu bairro.

    Curtir

  • Zsolt Pal Kolossvary disse:

    É isso manter o cerne e não perder o FOCO !

    Curtir

  • Renato Z Figueiredo disse:

    Boa Tarde
    Como você imagina a relação de emprego para:
    juízes, delegados, promotores, fiscais e outras funções que hoje são chamadas “cargos de estado”.
    Parabéns por acender um farol indicando que existe outro caminho.
    Abraço a todos

    Curtir

    • Fernão disse:

      nos EUA os promotores (os Janots da vida) são diretamente eleitos e os juizes, em muitos estados, passam a cada quatro anos por “retention elections”, isto é têm confirmado o mandato por mais quatro anos ou são cassados e o sistema põe outro no lugar

      Curtir

  • Marcos disse:

    (…)
    “Lá fora ganha a corrida quem mais se alivia de pesos mortos e melhor arruma tudo para proibir presidentes et caterva de “fazer” ou “dar” o que quer que seja a quem quer que seja ou impor ao país as suas “boas ideias”. Para garantir que assim seja se arma a mão do eleitor com o poder de demitir funcionários e representantes a qualquer momento pelo voto distrital com recall, de modo a ser dele a última palavra em qualquer discussão que possa afetar o seu destino. O resto vem por consequência.

    Vem aí a “reforma política” que muitos sonham usar até para acabar com a política no Brasil. É hora de deixar de lado as panelas e começar a gritar algo que produza resultados.”
    FERNÃO LARA MESQUITA (trecho artigo de 21/03/2017).

    Texto atual ainda hoje e eternamente.

    Curtir

  • Marcos disse:

    CORRIGINDO POST ANTERIOR: O trecho do artigo mencionado é de 21/03/2015.

    Curtir

  • Mara disse:

    Ou isto ou pode acontecer o que é a aspiração “segundo disse da tribuna a senadora Simone Tebet”, de 30% dos brasileiros que é nada mais nada menos que Intervençao já. De quem? Militares. Acho que esses 30% morrem de medo de cair de novo nas mãos de bolivarianos.

    Curtir

    • Fernão disse:

      não existe mais isso de militares.
      hoje quem da golpe são os equivalentes fo STF que vão la e cassam quem voce elegeu e desfazem o que o congresso faz.
      no limite fecham o congresso, a unica parte da lista que ainda não aconteceu aqui

      Curtir

      • Carmen Leibovici disse:

        Esse negocio de chefes do executivo determinarem quem serao os chefes do judiciarios,ministerio publico e tribunais de contas das cidades ,Estados e Uniao,tem de acabar.Eles amarram tudo desse jeito e nap deixam pra onde corrermos.isso e uma monstruosidade na formacao do sistema de gerencia do Pais

        Curtir

  • Apesar dos setenta e três anos, vou tentar. Chega de engolir sapo, barbudo ou não. Se não reagirmos agora, qual a herança para meus
    netos? O aeroporto?

    Curtir

  • José Luiz de Sanctis disse:

    Exatamente, precisamos de FOCO. Uma boa ideia é fazer um adesivo e distribuir. EXIGIMOS IGUALDADE, REFERENDO e RECALL. Em seguida um link onde encontrar uma explicação básica das três exigências. Nada como estar no meio do mato para refletir e se inspirar, ou não pensar em absolutamente em nada, apenas focar naquele magnífico momento.

    Curtir

  • José Roberto disse:

    Falta liderança . Sem liderança o povo tende a dar cabeçadas e não avança . Nada se faz sem liderança . Com liderança todos caminham no mesmo sentido e rumo ao que se quer .

    Curtir

  • disse:

    Para o bem da verdade, eles são o melhor reflexo do cidadão brasileiro, um tipo esperto, rude e covarde que se organiza. para assaltar um estado que, estupra sua cidadania, para sustentar uma classe parlamentar plutocrática, com 38 partidos obstinados em lotear os recursos públicos!
    Nessa guerra, os responsáveis pela expropriação dos recursos públicos por uma elite vampiresca, composta por sindicalistas e empresários corruptos sairão impunes!
    Deram as chaves do cofre para um governo que se dizia trabalhista, e o que eles fizeram? Entregaram o Brasil aos seus amigos!
    Estou convencido, de que a classe parlamentar brasileira destruiu o conceito de cidadania, propositalmente, apenas para se manter no poder !
    O que nos resta como remédio?
    UMA DITADURA MERITOCRATICA !
    Ou isso, ou nada!
    O povo dopado pela esmola do bolsa família não vai para as ruas?
    E a classe média então ?
    VIVA A AMÉRICA LATRINA !
    #GOD !

    Curtir

    • disse:

      Patriota Fernão,

      A PALAVRA É #MERITOCRACIA !

      Resume de forma justa e trans parente os direitos e deveres de quem quer viver em sociedade !

      Curtir

      • Fernão disse:

        o “o quê” é fácil, senhor.
        dificil é o “como”.
        esse só sai do cérebro que só começa a funcionar depois que conseguimos dominar os nervos…

        Curtir

      • disse:

        A Resposta foi dada por sua pessoa !

        TODOS DEVEM IR PARA AS RUAS COM UM CARTAZ :

        PAZ !

        Queremos paz !

        Parem de tentar provocar uma GUERRA CIVIL !

        Curtir

    • Carmen Leibovici disse:

      Ze,gostei.paz e uma palavra magica e bonita,porem nao existe pronta.
      paz conquista-se ,e geralmente nao e facil.para os passivos nao ha paz;ha apenas conformacao em ser maltratado e injusticado.eu nao quero um Brasil assim,eu quero um Brasil como tem de ser.voce nao,?

      Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    Gostei file:///storage/emulated/0/Download/18711709_645261149001033_1085142277816320000_n.mp4

    Curtir

  • Adriana disse:

    Não é melhor exigir voto distrital puro ao invés de referendo? Fica mais clara a vontade popular.

    Curtir

  • Prezado Fernão,

    Igualdade
    Exigir igualdade é um truísmo. Pior: uma utopia. Faz 500 anos que o populacho implora pela abolição do fosso que o separa do andar de cima. Vai continuar implorando por muito tempo, seja qual for o regime que surja depois da avalanche atual. Por mais que os naufragados supliquem, os que já tiverem embarcado lhes dificultarão a subida. Igualdade não se institui por lei nem por decreto. O caminho é um só e passa obrigatoriamente pela Instrução Pública de qualidade.

    Recall
    Já temos o «recall», prezado Fernão. Ele ocorre a cada quatro anos, quando os eleitores são convocados às urnas. Talvez você prefira um «recall» mais frequente. Infelizmente, dado o nível cultural do brasileiro médio, tanto faz. Com «recall» ou sem ele, os profissionais da política continuarão ocupando o poleiro. A porta estará sempre aberta para populistas de ocasião. Melhor será exigir o voto distrital puro, que já traz embutido o espírito do «recall». Só para ser chato: prefiro «recolha» a «recall».

    Referendo
    Plebiscito é a negação da democracia representativa. É seu exato oposto. Ou bem o povo se faz representar, ou bem dispensa intermediários e decide por plebiscito ou por aclamação. Em certos (pequenos) cantões da Suíça central, a democracia direta funciona. Leis são decididas pelo povo e votadas em praça pública. Para aprovar, o cidadão levanta o braço. Não acredito que o sistema seja aplicável ao Brasil. Referendo, então, é pior ainda. Os eleitores são conclamados a dizer se aprovam ou não uma lei já votada. Só podem responder «sim» ou «não», uma escolha restritiva que elimina todo debate de ideias. Pode servir para a Venezuela. Para nós, cruz-credo, te esconjuro!

    Minhas palavras de ordem são outras:

    Parlamentarismo,

    Voto distrital puro,

    Cláusula de barreira.

    Forte abraço,

    José Horta Manzano
    BrasildeLonge.com

    Curtir

    • Fernão disse:

      você esta atrasado e mal informado, jose.
      democracia representativa pura foi em roma ha mais de mil anos. e naufragou na corrupção exatamente como a nossa e pela mesma razão: roma/brasilia nao tinha menhuma conexão com as pontas do imperio/Brasil. e assim, so pensava em si mesma.
      a democracia de hoje, quando ha, quando não é falsificada, chama-se democracia semidireta. faz-se aos pedacinhos. o voto teve de se tornar distrital exatamente para a democracia semidireta poder ser praticada em grandes territorios como os eua e outros.
      referendo e recall, la, existem no ambito municipal e nao precisa mais. é de mini plebiscitos que se trata e é pra isso e só pra isso q o voto tem de ser distrital.
      enfim, jose, o problema não são os ignorantes. os americanos fizeram isso no tempo dos caubois. quando os brasileiros educados começarem a ter a humildade de ir aprender o que gente mais adiantada esta fazendo em vez de por a culpa na ignorancia alheia, como fazem os asiáticos, abre-se a chance de tirar o pé da lama

      Curtir

      • Obrigado por responder, prezado Fernão. Ainda que não se esteja de acordo, é importante respeitar os princípios básicos da cortesia ‒ e você está entre os raros conterrâneos que captaram esse ensinamento.

        Se todos enxergassem o mundo pelos mesmos óculos, a vida seria um bocado monótona, né não?

        Agradeço-lhe pela deferência.

        Forte abraço,

        José Horta Manzano
        BrasildeLonge.com

        Curtir

      • flm disse:

        desculpe.
        é preciso desejar o melhor.
        todos têm o direito à cura quando ela existe.
        ninguem vai ao médico e pede só meia vacina.
        eu compreendo a lógica de quem quer que o Bradil se arrebente para se manter no trono ainda que presidindo uma miséria venezuelana.
        mas se é de cura que vamos falar, tem de ser a completa. às vezes me exaspera ver as vitimas sendo tomadas pelos culpados…

        Curtir

  • Estas medidas são interessantes, mas não atacam o cerne da questão. A solução para o Brasil nunca foi república presidencialista. O Brasil, na época do Império, estava a caminho de se tornar uma nação desenvolvida. Mas os imbecis militares positivistas-maçons, em conluio com a sede de vingança dos ex-escravocratas e interesses escusos de potências estrangeiras, resolveram dar um golpe de estado e destituir o melhor governante que o Brasil já teve, o grande Estadista D. Pedro II. Instituíram uma ditadura travestida de república, cuja obra inaugural foram massacres (Revolta da Armada, Canudos, etc). O legado desta maldita república bananeira? Golpes, ditaduras (incluindo a do pt), miséria, pobreza, subdesenvolvimento, hiperinflação, várias trocas de moedas, 60.000 homicídios anuais. Os golpistas de 1889 inviabilizaram o Brasil, abortaram um projeto de grande nação. Até a questão dos ex-escravos estava prestes a ser resolvida, por meio da doação de terras e instrumentos agrícolas a eles por parte da Coroa. A monarquia iria fazer uma verdadeira reforma agrária. Mas os golpistas destruíram este projeto e deixaram milhões de ex-escravos na miséria, órfãos de um melhor destino. Aí se originaram os males do subdesenvolvimento brasileiro. República no Brasil não funciona. O começo da solução para o Brasil passa por instituir a monarquia parlamentarista constitucional. Chamem de volta o imperador. A alma do brasileiro é monarquista, não republicana. Deixem a república presidencialista para os ianques. Só lá é que esse troço esquisito funcionou. Aqui nunca vai funcionar. Não adianta trocar seis por meio dúzia. Como Cristo disse, não se põe remendo novo em tecido velho, porque a rotura vai aumentar. Não se põe vinho novo em odre velho porque estraga a ambos. Querem um Brasil novo? Então reconstruam o Brasil com uma experiência que funcionou no passado: a monarquia constitucional parlamentarista, com o poder moderador.

    Curtir

  • Christina Valle disse:

    Cruzes!
    Tenho lido seus artigos e concordado com muitas coisas.
    Mas, entre as três, palavras chaves, duas palavras – Referendo, Reccal – precisam ser mais explicadas !!! E compreendidas!
    Concordo com o comentário mais ou menos assim:” ninguém vai entender…”
    Verdade.
    Proponho que você continue “batendo na tecla” e, principalmente, “trocando em miúdos” todas estas novas ideias e proposições transformadoras.
    Um abraço agradecido por este VESPEIRO esclarecedor.
    Christina

    Curtir

    • Carmen Leibovici disse:

      Cristina,referendo significa que nos cidadaos damos o “ok”final -se aprovamos ou nao-as leis que os homens e mulheres em que vptamos fazem em nossa nome.
      recall e a mesma coisa que com um carro:se esta com defeito NOS ,eleitores,trocamos a peca com defeito e convocamos novas eleicoes so em nossa “comunidade”,que se chamara distrito

      Curtir

    • Mauro Filho disse:

      Prezada Christina Valle, recall deve ser o tema mais discutido neste blog. Se quiser conhecê-lo a fundo, é só usar a busca e ler à vontade. Saudações.

      Curtir

  • Bruno Maffeo disse:

    Prezado Michel Temer
    Tenho admirado seu governo, sobretudo quando comparado, sem preconceitos, ao mesmo período dos governos de seus antecessores, FHC, Lula e Dilma.
    E acredito em suas boas intenções.
    Assim, permito-me sugerir:
    (a) negocie com o Congresso em seu todo e não com apenas parte dele, dialogando direta e pessoalmente com os presidentes da Câmara e do Senado e proponha a aprovação de suas propostas de reforma (Teto de Gastos, Previdência, Trabalhista etc.) em troca de sua renúncia à Presidência e à disputa nas eleições de 2018;
    (b) submeta-se às decisões do Judiciário sem apelar para recursos protelatórios injustificados.
    O País certamente agradecerá seu desapego ao Poder, inédito nas hostes políticas brasileiras.
    Cordialmente,
    Bruno Maffeo
    PS Boa sorte!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento O que você pode fazer no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: