E o plástico volta a ser petróleo…

8 de dezembro de 2014 § 19 Comentários

Marcado:, , , , , ,

§ 19 Respostas para E o plástico volta a ser petróleo…

  • E será sempre assim. Lembre-se de que pro combustível o petróleo representa + – 20% e isso dificilmente não mudará em relação aos sub-produtos que o tem por insumo. Novas tecnologias existirão mas não se sabe a que custo mesmo em escalas.

    O delírio Lulista do etanol como a melhor matriz energética etc, etc, afora os riscos políticos de países dependerem de energia gerada por um outro com a política externa bolivariana já era, aliás nuca foi levada a sério.

    E o etanol poderá servir ao Brasil sob sérios riscos de tornar-se antieconômico com o preço do petróleo!! De julho a dezembro caiu +- 38% e não subirá como se imaginam porque o maior consumidor hoje é o maior produtor, ao caso os EUA que irão “controlar” os preços as suas conveniências e jamais ficarão a mercê da OPEP e seus preços convenientes aos orçamentos de membros.

    E ainda sem considerar do xisto e das areias betuminosas ?! aproveitáveis da região de Ontário no Canadá

    .Da Petrobrás em investimentos nem se fale. Portanto gostem ou não o plástico ficará mais barato e se quiserem saibam como reaproveitá-lo como muitas empresas estão fazendo.

    E podem chiar a vontade os ambientalistas fazendo como fizeram com os sacos de supermercados-deixando outros de lado- ou inventem algo econômico e com as qualidade do plástico ou equivalentes.

    A propósito, veículos como os automotores produzidos na Asia são grande consumidores de material sintético e plástico. Seria oportuno que nossos defensores do planeta iniciar uma campanha a expulsar das ruas, e por que não do país, caminhões e outros veículos que alem do CO2 ainda utilizam desse material plástico.

    Curtir

  • José Luiz de Sanctis disse:

    Se chegar aqui o desgoverno vai tornar o custo dessa máquina e a licença para uso inviáveis para o consumidor. Da mesma forma proibiram carros de utilizares gás de cozinha, apesar do equipamento para utilização nos carros ser o mesmo para uso de gás vendidos nos postos, pois tornava a circulação mais econômica. A desculpa foi que o veículo poderia explodir usando gás de cozinha. Uma falácia pois o equipamento é o mesmo utilizado nas empilhadeiras à gás. Quando fica barato para o consumidor, o governo dá um jeito de vetar.

    Curtir

  • Ele, governo, não sabe pra onde ir.

    Fizeram contrato bolivariano de fornecimento-compra- do gás da Bolívia no preço mais alto possível e eles mudam o contato como querem até com efeito retroativo.

    Incentivaram o uso do etanol com redução no IPI aos veículos e quebraram as usinas produtoras do etanol. Hoje mais uma, aliás são 3 do mesmo grupo, pediu água ao bancos.

    A bola da vez é a Petrobrás com suas dívidas- a maior do mundo- e necessidade de caixa aos investimentos.

    Preparem-se. Mais uma vez vai sobrar pra nós com a volta do imposto sobre o combustível, enquanto no mundo civilizado e alguns outros nem tanto, o preço cai com a queda do preço do petróleo.

    Curtir

  • Hilarina Aires disse:

    Fantástico! Tudo o que o homem faz, ele mesmo pode desfazer, à imagem e semelhança do deus judaico-cristão. É o caso do plástico derivado do petróleo e essa maravilhosa invenção desse japonês. A questão é quando desfazer o estrago do lixo plástico utilizando essa maquininha em escala global, pois o como fazer e o quem vai fazer certamente já está resolvido. Falta mesmo é refrear a ganância dos que detêm o poder econômico e mantêm as enormes desigualdades sociais no mundo, forçando os mais pobres a degradar o ambiente por absoluta falta de acesso à educação ambiental e a um ambiente socioeconômico favorável à formação de uma consciência ecológica necessária para a manutenção do equilíbrio ecológico do planeta. Os detentores do poder político e principalmente econômico no mundo são verdadeiros predadores e parasitas da energia vital alheia, agindo perante o planeta exatamente como o vírus, que exaure as forças vitais de seu hospedeiro até que vá à extinção com ele. Enfim, trata-se de um comportamento suicida agora a médio prazo, já que estamos à beira do precipício existencial, caso não mudemos nossa concepção de vida e não resistamos a essa ganância predatória.

    Curtir

    • Bonitas palavras contra todos em especial ao poder econômico, sobre o qual pergunto, por exemplo, a Coréia do Norte estaria incluída, uma vez não existir poder econômico privado particular. Tem outros como a China grande utilizadora “plástica” até nas cópias “xing-ling” que mandam pro Brasil.

      Com todo respeito aos poucos ambientalistas sérios dentre os quais acredito que vc se inclua, esse discurso crítico já cansou porque é só critica e não mostra de alternativa alguma, É o que fazem os ociólogos do ambientalismo que no passado recente, pela desocupação, eram conhecidos como “fiscais da natureza”. Nem dogmáticos são porque não tem dógmas, exceto uma boquinha em ONGs a tomar dinheiro de desavisados, inocente úteis.

      “Falta mesmo é refrear a ganância dos que detêm o poder econômico e mantêm as enormes desigualdades sociais no mundo, forçando os mais pobres a degradar o ambiente por absoluta falta de acesso à educação ambiental e a um ambiente socioeconômico favorável à formação de uma consciência ecológica necessária para a manutenção do equilíbrio ecológico do planeta. .Os detentores do poder político e principalmente econômico no mundo são verdadeiros predadores e parasitas da energia vital alheia, agindo perante o planeta exatamente como o vírus, que exaure as forças vitais de seu hospedeiro até que vá à extinção com ele.

      Nós os predadores não conseguimos viver de outra forma por maior que sejam nossos esforços consevacionistas ou algo que o valha e que não se confunde com exageros. Por exemplo, que tal viver no mato, vestir-se de folhas de bananeira e chilenos de corda, usando do cipó como locomoção. Conheci alguns “verdes” na FGV ,quando fiz meu MBA. curiosamente usavam de tênis, jeans, relógio plásticos, canetas BIC e mochilas , tudo sub produto do….Petróleo. E nos fins de semana saiam com suas bicicletas fazendo apologia ao fim do mundo graças ao petróleo e usando de capacetes ..plásticos.

      Não é por aí e com a mesma autoridade que vc prevê o apocalipse eu digno não, e se houver não será por isso. Tenho mais temor do uso inadequado como o pretendido pelo Irã da fusão nuclear-colidindo átomos a gerar um terceiro- energia embora limpa ou verde digamos, que pode tornar-se preta- a do poder econômico- com a bomba de hidrogênio.

      Daí bum! Vamos todos pro espaço e nem mato vai sobrar pros macacos da Marina Silva.

      Bonitas palavras contra todos em especial ao poder econômico, sobre o qual pergunto, por exemplo, a Coréia do Norte estaria incluída, uma vez não existir poder econômico privado particular. Tem outros como a China grande utilizadora “plástica” até nas cópias “xing-ling” que mandam pro Brasil.

      Com todo respeito aos poucos ambientalistas sérios dentre os quais acredito que vc se inclua, esse discurso crítico já cansou porque é só critica e não mostra de alternativa alguma, É o que fazem os ociólogos do ambientalismo que no passado recente, pela desocupação, eram conhecidos como “fiscais da natureza”. Nem dogmáticos são porque não tem dógmas, exceto uma boquinha em ONGs a tomar dinheiro de desavisados, inocente úteis.

      “Falta mesmo é refrear a ganância dos que detêm o poder econômico e mantêm as enormes desigualdades sociais no mundo, forçando os mais pobres a degradar o ambiente por absoluta falta de acesso à educação ambiental e a um ambiente socioeconômico favorável à formação de uma consciência ecológica necessária para a manutenção do equilíbrio ecológico do planeta. .Os detentores do poder político e principalmente econômico no mundo são verdadeiros predadores e parasitas da energia vital alheia, agindo perante o planeta exatamente como o vírus, que exaure as forças vitais de seu hospedeiro até que vá à extinção com ele.

      Nós os predadores não conseguimos viver de outra forma por maior que sejam nossos esforços consevacionistas ou algo que o valha e que não se confunde com exageros. Por exemplo, que tal viver no mato, vestir-se de folhas de bananeira e chilenos de corda, usando do cipó como locomoção. Conheci alguns “verdes” na FGV ,quando fiz meu MBA. curiosamente usavam de tênis, jeans, relógio plásticos, canetas BIC e mochilas , tudo sub produto do….Petróleo. E nos fins de semana saiam com suas bicicletas fazendo apologia ao fim do mundo graças ao petróleo e usando de capacetes ..plásticos.

      Não é por aí e com a mesma autoridade que vc prevê o apocalipse eu digno não, e se houver não será por isso. Tenho mais temor do uso inadequado como o pretendido pelo Irã da fusão nuclear-colidindo átomos a gerar um terceiro- energia embora limpa ou verde digamos, que pode tornar-se preta- a do poder econômico- com a bomba de hidrogênio.

      Daí bum! Vamos todos pro espaço e nem mato vai sobrar pros macacos da Marina Silva.

      Curtir

      • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

        Bravo COBUCCI
        Posso te emprestar uma borduna pra você deitar o sarrafo nestes “ambientalistas” meia pataca. Eles falam em finitude dos recursos energéticos da Terra, e outras bobagens. Huahuahua Nunca ouviram falar em ENERGIA LIVRE do Nicola Tesla, nunca ouviram falar em energia do ponto zero.
        No youtube assistam os 6 videos do maior inventor da Terra: NICOLA TESLA. Essa turma de ambientalistas nunca ouviram falar em Usinas Magnética. Capaz de desconhecerem o que é um Motor de Tesla.
        Veja este site do piloto do Disco Voador de Tesla, uma Odisséia que o mundo desconhece.

        http://www.bluestarenterprise.com

        https//www.youtube.com/watch?v=_xdM8q4E0Is

        Curtir

      • Sensacional. Eles os verdes tapuias nunca ouviram e nem conhecem nada. Só conversa fiada pra justificar o óbvio, como se todos, exceto eles, quisessem acabar com o planeta, bem nós que mal conseguimos viver com esses idiotas no poder.

        Quando faltar energia eles deveriam homenagear a Marina e as dificuldades na construção de usinas. Até índios importaram de 400 km a manifestar-se contra a obra de Belo Monte.

        O cretino do nosso prefeito Haddad como não sabe governar, só trata demagogicamente de ciclovias, chegando ao extremo em implantar na Av Paulista a mais movimentada da Capital, e à tanto reduzirá o leito carroçável!!

        Quero só ver o estado físico e mental de quem tiver que subir as alamedas a chegar nos escritórios na Paulista.

        É mais um a “salvar ” o planeta, sem utilizar da bicicleta como meio de locomoção. À tanto tem carro e motorista pago por nós.

        Eu não levo essa gente a sério, exceto um ou outro cientistas que vivem como sugerem e eu nunca conheci.

        Interessante o fato de criticarem a “poder econômico” a tecnologia etc etc, usando um plastificado computador. Usassem pelo menos os pombos-correios, seria mais coerente e até lúdico. kakakakakaka, só rindo dessa gente

        Curtir

      • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

        Curtir

      • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

        Cobucci
        Esqueça Bicicletas, quem viver verá o futuro será TELETRANSPORTE.
        Poucos ouviram falar no Philadelfia Project, do Nicola Tesla. Até mesmo no fenômeno TUNGUSKA. Ah! se pudesse dizer tudo que sei, e que o poderio econômico norte-americano esconde do mundo.

        Curtir

      • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

        Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Vão acabar por quebrar de vez a PETROBRAX !
    QUEM ADMIRA A ESTAMIRA?
    Estamira sempre ensinou que LIXO é DESCUIDO.

    OS ROSACRUZES, desde a época dos ALQUIMISTAS sempre TRANSFORMARAM CHUMBO EM OURO. Transformar Plástico em Petróleo é facílimo.

    Curtir

  • Eduardo,
    Esses ambientalistas tem por mote criticar os EUA responsabilizando-os por tudo de ruim. É a velha história dos fracassados que odeiam o sucesso dos outros. fazem de uma simples ocorrência a generalização.

    Da Rússia, Vietnan, Coréia, Irã e outros que usam e abusam do ambiente silenciam, porque o problema é ideológico mais que ambiental.

    Ignoram propositadamente a ciência que procura dia a dia melhorar a qualidade de vida o que não significa o que eles querem sob risco de perder o discurso.

    Na Veja da semana passada, nas páginas amarelas tem a entrevista com o médico cardiologista Marco Bobbio de Instituto cardiológico de Cuneo, no Piemonte, abordando da Low Medicine da qual faz parte e que trata da procura daqueles em manter vivos pacientes que biologicamente ou mesmo pela própria vontade chegaram ao fim. Melhor exemplo ele dá com o pai o conhecido filósofo Norberto Bobbio e seu final de vida sem sofrimento.

    Pode-se até não admitir mas se trata de reconhecer dos limites do corpo humano e da vontade dos pacientes em conduzir seu fim.

    Lembro-me bem do case Ilha de Páscoa. Abandonada virou paradigma de civilização que acabou por várias razões-cada qual cria a sua- menos a da interpretação que acabou porque não geraram outros “pascoais” e naquele fim de mundo onde não existe nada ela sumiu se por fome, peste ou falta de gente. Não! para eles é o que acontecerá com o restante do planeta se não atendermos as normas DITADAS por eles os SENHORES da razão, e procuradores da humanidade .

    Nos nosocômios tem gente em melhor situação mental, e mesmo assim as famílias sensatas preferem que fiquem no hospício também por segurança deles pacientes.

    Curtir

  • Eduardo, Neste fim de semana estava lendo não membro o que quando, por acaso, deparei com um texto que ha muito não lia bem a propósito sobre o assunto e sobre o país.

    Trata-se de António Aleixo (1889-1949) poeta e trovador português com célebre frase que muitos indicam de Rui Barbosa o que não é.

    Escreveu o trovador. ” Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que, às vezes, fico pensando que a burrice é uma ciência”

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    Ester Island ou Rapa Nui em dialeto local (Ilha de Pascoa) é onde foi isolada a proteína RAPAMICINA, que em todas as células de mamíferos promovem a inibição de proliferação celular, é utilizada em endopróteses (stents) coronarianos com este fim, e que num grande projeto DARCH= Pesquisas Avançadas com fins de Defesa (guerra biológica) é bloqueada pelas proteínas Serotonina, Hamartina ou Tuberina. promovendo Proliferação Celular. Nossa! não é que os americanos já sabem o que é um Câncer. rsrsrs O projeto é realizado através do Pentagono, sob coordenação de minha colega Vera Krimiskaia (cidadã russa naturalizada norte-americana, pode russa conduzindo projeto de guerra biológica americana) da New York Academy of Sciences.

    Curtir

  • Dr.Eduardo Gonsales de Ávila disse:

    outro poeta da mesma era e mesmo naipe é o MIGUEL TORGA, Grande Portugal
    http://www.kdfrases.com/autor/miguel-torga

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento E o plástico volta a ser petróleo… no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: