A lógica do sistema

16 de janeiro de 2013 § 13 Comentários

bab10

O Globo de hoje noticia que de 114.763 “bacharéis” diplomados pelas escolas de Direito de todo o país que prestaram o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (sem o qual não podem advogar), apenas 19.134 passaram para a segunda fase que ocorre em 24 de fevereiro próximo.

83,4% foram reprovados.

Alguns mal sabem escrever”, comentou o presidente da OAB, Ophir Cavalcante. Não entendem português suficiente para discutir a sua própria condição, em outras palavras.

A definição de que “escola de qualidade” é prédio com piscina, professor bom é professor (indemissível) com tempo de serviço e aluno que passa é aluno que se declara “negro” vai, portanto, cumprindo a sua função: Babel está batendo na porta!

bab15No campo do Direito ainda ha a barreira adicional do exame da Ordem. Mas em todas as áreas de especialização acontece a mesma coisa.

Solução?

Alunos reprovados em edições anteriores tentam derrubar na Justiça a prerrogativa da OAB de fazer o exame, enquanto projetos diversos tramitam pelo Congresso para acabar com o exame.

É como imprensa livre e tribunal que condena em país sem cadeia: não dá pra aguentar todo dia a prova da roubalheira exposta ao lado da foto do ladrão condenado no resort dos milionários. Uma das duas coisas tem de acabar: ou a imprensa livre e os tribunais que condenam ou a roubalheira e a impunidade.

E, a propósito, pra que advogado num país sem lei?

bab13

Marcado:, , , , , , , , , ,

§ 13 Respostas para A lógica do sistema

  • Mais de 60% dos alunos saem dos cursos fundamentais analfabetos funcionais (leem mas não entendem). Somente 14% dos jovens brasileiros conseguem entrar numa faculdade por falta de “base” ( na Coréia são 60%).Mais de 19% dos alunos saem de faculdades, ainda analfabetos funcionais. Os alunos do Sesi recebem aulas de português e matemática para poderem entender catálogos de máquinas.O que se espera de um país sem educação de base? Ficar como o Brasil.

    Curtir

    • flm disse:

      pois é isso, fábio
      da medo de pensar…

      Curtir

      • Beatriz Ribeiro da Luz disse:

        Seria bom saber a estatística do passado. Está melhorando ou piorando? Isto é, qual a porcentagem de estudantes universitários de direito no total da população, hoje e no passado? E desta porcentagem, quantos passam no exame? E é muito bom saber que os afrobrasileiros finalmente terão uma chance. Temos muitos Obamas em nossa população.

        Curtir

      • flm disse:

        com certeza temos muitos obamas na nossa populaçao, beatriz.
        o mais conhecido deles chama-se joaquim barbosa e trabalha no supremo tribunal federal.
        nasceu tão pobre quanto lula, foi pra uma escola que exigia que seus alunos de qualquer raça estudassem e chegou “lá”.
        lula entrou pra outra escola, a do sindicalismo sustentando com dinheiro público, que não exige do sindicalista que faça nada pelo seu “associado” e “contribuinte” compulsório, e olha a diferença!
        é do princípio que se trata, minha cara.
        ou se vive pelo mérito, ou se vive de têta, bebendo o leite dos outros, em geral o dos que não têm como se defender, tipo criança pobre. esse leite é o que falta pra termos escolas decentes e hospitais que não façam lembrar aushwitz como esses que aparecem todo dia no jornal nacional logo na sequencia do “bloco corrupção” do dia.
        não tem meia gravidez nesse negócio…

        Curtir

  • Varlice disse:

    Enquanto isso, do outro lado do Atlântico, a atenção e o respeito pelo ser humano começam muito cedo, pelas mãos carinhosas e competentes de. Sonia Rochel.

    Curtir

  • Beatriz Ribeiro da Luz disse:

    Seria bom saber a estatística do passado. Está pior ou melhor? alguma vez foi melhor do que isso?

    Curtir

    • Por favor, gostaria de pedir ao blogueiro que não publicasse comentários de militantes petistas. Essa gente só enche o saco e são profissionais, navegando de blog em blog para defender bandidos condenados. Estou farto dessa gente.

      Curtir

      • flm disse:

        aí nós discordamos, flavio.
        “cala a boca” é o discurso do outro lado, não o meu.
        não adianta “vencer” na porrada. o Brasil já tentou isso pela esquerda e pela direita e só perdeu tempo e substância moral.
        é preciso convencer. e para convencer é preciso falar E escutar.
        aquela troca conhecida como DISCUTIR.

        Curtir

  • Cecilia Thompson disse:

    MANDEI IMEDIATAMENTE – CLARO – PARA MINHA NETA CAROLINA, QUE TERMINA O CURSO DE DIREITO ESTE ANO NA PUC-RIO. INFELIZMENTE, FICOU DE … não sei o nome quando repete – recuperação? – em direito penal e direitos humanos, que achou ‘chatos’. O que faço, mato a descendência?

    Brasileiros na Florida

    Depoimento de uma brasileira que mora nos Estados Unidos (Sarasota, FL) e tem um filho na escola, sobre o Massacre de Connecticut.

    Uma coisa que me chateou bastante ontem, foi que diante a notícia tão triste do massacre das crianças em Connecticut, ao invés de meditar, parar o coração um momento para pensar e mentalizar algo bom para quem sofria com a tragédia, muita gente do meu círculo de amizades resolveu bombardear minha caixa de mensagens, inclusive me telefonar, com comentários inúteis a sobre os EUA, a segurança, o povo, etc.

    Registro aqui minha decepção com cada um que se achou no direito de julgar e generalizar o fato.

    Agora me espanta que isso tenha vindo de brasileiros, o Brasil é um país tão seguro e organizado, né ?

    Eu fui obrigada a escutar que os americanos são todos doentes mentais, que aqui é uma fábrica de malucos e o que estou fazendo aqui num lugar que não tem segurança. Sabe qual é a diferença entre isso aqui e o que os brasileiros têm ai ? Ordem.

    Aqui tem muito maluco sim, tanto quanto aí, só que aqui o maluco se suicida depois da cagada, por que ele sabe que a JUSTIÇA será feita. Ele sabe o lhe espera. No Brasil, a gente sabe o que acontece com o maluco. Nada!

    SAIBAM VOCÊS, AS ESTATISTICAS DOS HOMICÍDIOS AQUÍ É DE 8 POR CADA 100.000 HABITANTES. AÍ NO BRASIL É DE 70 POR 100.000. AQUÍ É MESMO MUITO VIOLENTO.

    Daqui 7 anos no máximo, dois malucos que jogaram a filha de 5 anos pela janela estarão fazendo compras no Shopping Center Norte. Sabe quando isso aconteceria aqui? Nunca. Daqui 5 anos, a maluca Ritchtofen estará passeando no Parque do Ibirapuera com o cachorro e tirando fotos no Instagram.

    Doentes mentais, revoltados, loucos e psicopatas não existem somente aqui ou aí no Brasil, eles estão no mundo, não há como evitá-los. Mas eu prefiro viver em um lugar onde existe um simples diferença – Cumprimento da Lei.

    Por isso me espanta tanto a reação de alguns brasileiros; filhos coniventes de um país que elege ladrões, sai na rua pelado no carnaval cantando a própria desgraça e termina tudo em pizza.

    Sabe qual é o GRANDE problema do Brasil? O povo só olha pra fora. Quantas vezes ouvi piadas que americano não conhece o mapa e não sabe diferença entre Brasil e Argentina. Palmas para eles! Por que perdem o tempo deles conhecendo detalhadamente o seu próprio mapa. Quando eles sentam no assento do metrô, no fim do dia para ir para casa, estão lendo noticias internas e se preocupando em fazer algo pela escola do seu bairro. O brasileiro não lê no metrô, também não senta, porque vive uma realidade miserável de falta de tudo, falta espaço, falta trem, falta ônibus, falta asfalto e sobra assunto descartável. Vai todo mundo no

    estilo sardinha em lata falando da novela das 8. Ou da tragédia do país alheio.

    Todo mundo feliz por que ganhou o 13º salario, vão torrar tudo no mesmo dia comprando coisas caríssimas, pagando um imposto gigante, para se exibir para a vizinha no elevador.

    Natal? Ah, no Natal o brasileiro gosta muito dos americanos, por que os copia em tudo! Isso é ridículo! Arranque esse monte de roupa do Papai Noel, por que NÃO vai nevar no Tocantins.

    E os EUA que não têm segurança e nada, lá só se come hambúrguer e pizza, mas vamos lá pra Miami fazer as compras de Natal !!! Nessa hora todo mundo ama o bando de malucos daqui. Assim é o Natal Brasileiro, todo mundo comprando em 5 vezes no cartão, que nem louco algo que NÃO precisa e nem pode pagar. Na noite do Natal está todo mundo louco para passar logo a meia noite, largar a família pra trás e pegar a primeira estrada com trânsito infernal para ter 4 dias de sossego em algum lugar

    tão perigoso quanto o próprio bairro (seja qual for) . Aqui, a gente

    escuta musica de Natal dezembro inteiro, no carro, em casa… aqui a gente ainda manda cartões pelo correio. Aqui a gente leva o filho para tirar foto com Papai Noel, de graça. Fazemos listas de tudo que devemos agradecer no ano. Repetimos a frase Feliz Natal 30 vezes por dia, para o caixa do super mercado, para o cara do correio, para o vizinho, no trânsito para a pessoa do carro ao lado. Aqui se acende uma vela na janela durante 25 dias para lembrar aqueles que partiram e não estarão conosco neste Natal. A gente come cereal como forma de agradecer a colheita do ano todo. O nosso Papai Noel está vestido adequadamente para

    a estação. Ou seja, aqui se vive com o que se tem e o que se é. No Brasil se vive com o que os OUTROS têm.

    Estou tão chateada assim, porque nunca ouvi uma piada sequer de americano algum com relação ao Brasil. Muito pelo contrario, mesmo lendo notícias ruins daí, nunca alguém aqui se atreveu a fazer qualquer tipo de comentário que não fosse um elogio ao meu país. E o interessante é que grande parte de quem faz as piadas contra americanos, NUNCA colocou os pés aqui. Pior, julgam algo sem conhecer, que atitude ignorante!

    Portanto, quando quiserem apontar o dedo , apontem mas não na minha frente, pois se vc tem o direito de expressar sua opinião a respeito do que bem entender, eu tenho o direito de me sentir ofendida e expressar a minha opinião sobre você. Eu sou Brasileira com letra maiúscula, mas a minha ‘Casa’ é aqui e o meu coração por opção está aqui e não vou me permitir mais escutar tais ofensas. Tenho orgulho de viver e criar meu filho em uma fabrica de possíveis malucos, ao invés de criá-lo dentro da certeza

    de habitar uma fabrica de corruptos, vagabundos e cegos por opção.

    Tatiana Valadares Gonçalves

    Brasileiros na Florida

    Curtir

  • Flavius Augustus disse:

    Essa é a questão mais preocupante do Brasil. A falta de educação não é apenas formal. As pessoas não sabem conviver em sociedade, não respeitam o direito alheio, não respeitam as leis. Está cada vez mais difícil viver no país. Contratar um funcionário então, nem se fala! Vocês nem imaginam. As pessoas perderam completamente o senso de responsabilidade, de compromisso, de honestidade, etc. Se você é empresário ou diretor de alguma empresa tem de vigiar de seus funcionários 24 horas por dia, lembrá-los constantemente da importância de cumprirem horários e de se comprometerem com a empresa. Precisa constantemente lembrá-los de que se a empresa não for viável, eles também não receberão seus salários. Mas mesmo assim, não se pode confiar em nenhum deles.
    Notem, um ser humano precisa de dois tipos de formação. Uma formal, de conhecimento científico, técnico. Outra de caráter. O brasileiro hoje não tem nenhuma das duas. Quando se pretende contratar um funcionário, essas duas dimensões importam muito, e não apenas a formação científica ou técnica.
    Essa situação da OAB é impressionante. Retrata bem a que ponto chegamos com a educação no Brasil. Eu mesmo já tive péssima experiência com advogado iniciante. Percebemos que mesmo os aprovados no exame ainda são despreparados. E não é exagero. Se o mesmo exame fosse aplicado em outras áreas, aí sim que nós ficaríamos bem assustados.
    E o pior é que não há luz no fim do túnel. Mas precisamos deixar claro que todos os governos têm colaborado para a piora da situação, inclusive FHC, que forçou a municipalização da educação básica nos estados em que isso ainda não havia acontecido. No estado de São Paulo, os municípios não cuidavam da educação. As pessoas não sabem como isso foi trágico para a educação publica no estado. Vá a uma escola municipal de qualquer cidade do estado para ver pessoalmente o que eu estou falando. E isso foi feito justamente na educação básica, quando o cidadão mais precisa de boa formação. Sinceramente, eu penso que não haja conserto para a educação no Brasil.

    Curtir

    • flm disse:

      agora concordamos: educação é tudo e ela nos está faltando por todos os lados.
      eu olho pra isso darwinianamente. não acho que é uma questão moral, propriamente dita. é um questão de adaptação ao ambiente. “survival of the fitest”.
      onde a corrupção inerente a todos os membros da espécie humana pode exibir o seu sucesso, ela se impõe como norma porque para sobreviver e vencer é preciso ser corrupto.
      onde esse caminho é fechado com os artifícios da civilização e outros melhores são abertos, a coisa muda.
      a relação empregado empregador no Brasil é o exemlo mais patente e generalizado. com a legislação trabalhista que herdamos de Getulio, o pais inteiro se corrompe porque é isso que ela diz: minta, traia, chantageie, seja um filho da puta que o governo garante. voce vai ao tribunal e ganha.
      é nisso que temos de taabalhar, flavio. em alterar para melhor esse ambiente.
      na porrada não vai. não cola, não dura.

      Curtir

  • Ben disse:

    São os futuros prestadores de serviços do Brasil. E os direitos dos consumidores? Ora, os consumidores e os eleitores que se danem.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento A lógica do sistema no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: