Viva nóis, viva tudo, viva o Chico Barrigudo!

9 de maio de 2012 § 1 comentário

O país que, cheio de indignação, processa um PM por jogar spray de pimenta nos olhos de uma cadela agressiva, praticamente ignora os parlamentares que, diante do maior escândalo de corrupção da história do Congresso Nacional, estão jogando pimenta nos olhos do povo, a quem tratam pior que aos cães, para impedi-lo de ver as provas da bandalheira trancadas na sala-cofre do Senado da República.

Trancar as provas de um crime contra o povo e proibir os seus representantes eleitos de “vazar” para os seus representados o nome de quem os está assaltando, sob as penas da lei!?!!

Uai! Mas não devia ser  o contrário?

No Brasil não é.

E só faz sentido uma coisa dessas passar batida numa casa que funciona na base da maioria se houver mais gente no Congresso com culpa no cartório do que os interessados em expor as dos outros.

Do jeito que a coisa vai, estar na lista dos parlamentares expostos com a mão nas águas da cachoeira já está quase soando como uma atenuante; uma prova de que ele só se envolveu em pecadilhos menores e não na conspiração em torno daqueles de que não se pode nem falar.

Mas não é só.

Enquanto a batota do Congresso defende de braços dados a porta da sala-cofre, lá fora a “turma da limpeza” trabalha freneticamente.

A Delta Construções, que é o ventiladorzão que espalha esse barro, por exemplo, está pondo de lado os testas de ferro. A matriz vai assumir inteiramente a “empresa”.

Que Fernando Cavendish que nada! Passa tudo logo praquele açouguezinho do interior que o dr. Jose Dirceu, o BNDES e os fundos de pensão controlados pela barra pesada do petismo transformaram “numa das maiores empresas do mundo” que, de prosaicos bifes de carne de segunda e miúdos de frango passou a vender até usinas hidrelétricas, passando por tudo que está no meio.

Brasília, terra dos milagres!

Já o Planalto teve reação igualmente inequívoca diante do tsunami de revelações das organizações Delta-Cachoeira: de fevereiro para março, enquanto o Congresso discutia a sua CPMI, quadruplicou o valor das despesas com emendas de parlamentares, elevado para R$ 350 milhões, valor que se repetiu em abril.

E o Judiciário? Este atira no Procurador Geral da República e articula para tirar do Ministério Público, que insiste em encher o saco desenterrando podres, o poder de investigar crimes, enquanto no STF trata-se de baixar o fogo da fervura do Mensalão que está cai não cai na prescrição.

E só pra não deixar a peteca no chão, lá está o presidente nacional do PT, “jornalista” Rui Falcão, aquele bonequinho com cara de chupeta que, toda vez que a gente aperta, pede o “controle social” da imprensa.

E viva nóis, vida tudo, viva o Chico Barrigudo!

Marcado:, , , , , , ,

§ Uma Resposta para Viva nóis, viva tudo, viva o Chico Barrigudo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Viva nóis, viva tudo, viva o Chico Barrigudo! no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: