Fazendo justiça

3 de junho de 2017 § 22 Comentários

Marcado:, , ,

§ 22 Respostas para Fazendo justiça

  • Edmundo Salgado disse:

    As observações são corretas. O problema é que o apresentador tem suas preferências políticas e, nesse momento, interessa desqualificar o judiciário.

    Curtido por 1 pessoa

    • Carmen Leibovici disse:

      voce ja precisou utilizar o judiciario nacional?
      acho que nao..

      Curtir

    • Nelson disse:

      Observações corretas e de apavorar é a omissão da OAB e do CNJ, ou seja, TUDO PELO CORPORATIVISMO, e dane-se o Brasil.
      É uma vergonha.
      Vivemos um absolutismo do Judiciário.

      Curtir

      • Roberto disse:

        A narrativa é vergonhosamente tendenciosa
        E da a impressão que o narrador é deliberadamente cinico
        Há problemas – o voto é o principal deles

        Curtir

    • Antonio Caros Polato disse:

      Não se trata de desqualificação e sim de putaria com nosso dinheiro.

      Curtir

    • ediosn disse:

      Perfeito Edmundo GD é um dos esquerdalha caviar TODINHO – A M A a P R E S I D E N T A e o filho de Asmodeu 9 dedos…..TÔ FORA desse cara lesa pátria.

      Curtido por 1 pessoa

      • Wilson Rodrigues disse:

        Pois é, sempre se pensou que um esquerdista pretensamente letrado fosse cego, mas não é. Apenas enxerga quando quer e apenas o que quer, com faz esse maluco defensor dos frascos, comprimidos e da erva, preferencialmente cultivada em casa. Caro Fernão, apesar da correção da narrativa nunca pensei que você fosse se valer de tão repugnante figura para propagar o que já é sabido de longa data. Lastimável.

        Curtido por 1 pessoa

  • Flavio Brandao disse:

    Para! Colocar o Duvivier já é apelação. Mais um e vou me descadastrar deste blog.

    Curtir

    • Honório Sergio disse:

      O que interessa ai não é o comentarista (petista roxo) mas as verdades que estão sendo ditas, o “brazil” está sendo governado por uma quadrilha perigosa, não existe mais partidos, ideologias, doutrina, existe facções de bandidos que não querem perder os privilégios de maneira alguma, imagine outros setores, receita federal, universidades federais, saúde,ministérios,detrans, etc.

      Curtir

  • Adriana disse:

    Se o auxílio moradia é subsídio disfarçado, sobre ele deve incidir p imposto de renda. Trata-se de acréscimo de mais de 4 mil reais, livre de impostos.

    Curtir

  • Fernando Lencioni disse:

    Ahhhhh! O primeiro comentarista deve ser juiz. Procure saber como vivem e como são os juízes em países de primeiro mundo e você verá o tamanho do absurdo que, aliás, faz a graça do texto ficar ainda mais engraçada. É o teatro do absurdo. E, diga-se en passant, o Dr. Nalini é autor de um livro sobre ética.

    Curtir

  • Fernando Lencioni disse:

    Se esse cara é petista ou simpatizante eu não sei, pois não o conheço. Nada obstante eu não goste de comunistinhas e sua ideologia, não se trata de questão ideológica. Trata-se de discutir com objetividade o que se considera certo ou errado nessa seara. Não se pode usar ideologia como desculpa para desqualificar um interlocutor e sim fatos. Sob pena de nos igualarmos a eles. E o assunto do qual ele fala é concreto, é um fato, e não desvirtuamento ideológico. Agora se vocês acham que está tudo certo. Ok! Não se discute mais. Isso é democracia. Nada obstante, com o devido respeito, embora respeite, eu deva lamentar esse posicionamento.

    Curtir

  • disse:

    Grande Fernão!

    Quando era jovem, meus familiares me indagavam, qual profissão eu escolheria para exercer ? Médico ? Engenheiro ? Advogado ?
    Sempre ressaltavam, que um advogado, ganhava de forma proporcional ao valor das causas as quais defendia, uma prerrogativa exercida, no ato da contratação destes sofistas profissionais! Como nunca fui materialista, esse apelo nunca me atraiu, a paixão por retórica e pela especialização em artes do diversionismo fisiológico, nunca foram motivos nobres, para minha pessoa, que nesta época já via o funcionalismo público, como um grande e imoral cabide, de vários partidos políticos, que eram criados pelas mesmas pessoas que pagavam altas quantias de impostos e que queriam reaver o que pagaram, nem que para isso tivessem que lotear “imobiliariamente” o estado, de forma a garantirem ao seu grupo parlamentar, o caminho para este ressarcimento!
    A degeneração moral, do poder legislativo brasileiro, que à revelia da meritocracia, elege seus próprios “parceiros” de trabalho do poder Judiciário, constitui se no primeiro loteamento fisiológico do estado, por um dos 3 poderes! Existem profissionais do direito romano, que NÃO SÃO SOFISTAS! Estes, desde a antiguidade, valem muito mais, do que a quantia financeira que os sofistas auferem operando na administração pública do estado!
    Se por um lado, os sofistas sempre representaram um problema, para os defensores da boa filosofia, em Pindorama, esse lugar mágico, o culto aos sofismas, de todas as formas e graus foi legalizado e oficializado como profissão! Basta ver, como se comportam os eleitos, desta joça, que governam pensando apenas numa opinião pública, criada e cultivada pelos veículos contratados, pelo próprio estado, para fazer a cabeça do povo!
    Por que a mercantilização tomou conta da administração pública à revelia da inteligência coletiva? É porquê numa INVASÃO, o que vale é o desempenho individual, o desempenho coletivo positivo, fica relegado à uma categoria de estudos teóricos e subjetivos, que não podem atrapalhar, como os parâmetros de vendas de serviços sofistas da antiguidade, ainda imperam em Pindorama!
    Somos tacanhos demais para pensar em propriedade coletiva?
    Aqui não se trata de ser, como aqueles sindicalistas malditos, ou daqueles empresários corruptos patifes, que utilizam-se da nobreza da propriedade coletiva, como tema, para ocultamente capitalizar os bens do estado, para assim fortificar financeiramente sua agremiação subversiva!
    O problema é sistêmico, em qualquer lugar que você vá, pode observar o total despreparo do cidadão para entender a necessidade de preservação e do uso correto dos bens coletivos! Todas as instituições brasileiras de ensino, são filosoficamente UMA FARSA, quando assassinam um conjunto de valores, patrióticos, que faz com que o cidadão, defenda o estado, da especulação criminosa de profissionais de qualquer área que seja!
    Alegria, Paz e Justiça, dizem que no mundo de Deus só existe isso!
    Não temos nenhum dos três ideais acima como lema, temos um sofisma bem sofisticado : ORDEM E PROGRESSO ! Mas, a ordem foi pervertida pelo corporativismo e o progresso pervertido pelo fisiologismo partidário!
    Não nos organizamos como cidadãos mas, como colonos consumidores de uma cidadania podre e doente oferecida por um estado,que possui objetivos apenas TRIBUTÁRIOS e não objetivos de criação de CIDADÃOS, com direitos e deveres bem claros!
    Quando começarmos a criar cidadãos e não mercenários, teremos a mudança que queremos, por enquanto, o que vejo é um festival diversionista, que tenta ocultar da opinião pública os TRILHÕES de reais, que são movimentos no balcão de negócios de um estado que vive num transe, onde suas excelências, imitam a nobres ingleses, num luxo, que envergonha qualquer sociedade que abomina a escravidão!
    Até quando?
    Como diz a lei de Gerson :

    O NEGÓCIO É LEVAR VANTAGEM !

    GERSISTAS!

    Nada mais!

    Curtir

  • Pasmem todos. O STF deu ganho de causa ao TCE/MG, contra servidores que ganhavam acima do Teto. Os “arromba teto” foram condenados a devolver tudo aquilo que receberam a mais. No entanto,
    como são quantias elevadas, a devolução será feita em suaves prestações, pra não sacrificar os funcionários. Pergunto: os tais Tribunais de Contas Estaduais, de nada valem. Ninho de compadres e de políticos que perderam eleição. Recebem de uma vez e devolvem a
    conta gotas. Plano “Wesleis e curriola .

    Curtir

  • Marcio disse:

    Ajuste de fato somente quando imoralidades como essas acabarem, e isso não acaba sem eleitor consciente.
    A depender de nosso sistema educacional… deve tardar muito.

    Curtir

  • Honório Sergio disse:

    O que interessa ai não é o comentarista (petista roxo) mas as verdades que estão sendo ditas, o “brazil” está sendo governado por uma quadrilha perigosa, não existe mais partidos, ideologias, doutrina, existe facções de bandidos que não querem perder os privilégios de maneira alguma, imagine outros setores, receita federal, universidades federais, saúde,ministérios,detrans, etc.etc.

    Curtir

  • Carlos L. Magalhães disse:

    Eu tive o desgosto de assistir, ao vivo, TV Cultura, programa Roda Viva, a esta entrevista do Dr. Nalini. A naturalidade e leveza com que ele descreve os absurdos é de estarrecer.

    Curtir

  • LOURIVAL RAMOS disse:

    Concordo, “politicamente” este cara é um idiota. Mas o custo e as mordomias de nosso Judiciário são gritantes. São vergonhosos. Legalmente, deveriam haver freios. Outra coisa, a OAB é uma piada e nunca se posicionou contra o corporativismo do Judiciário. Infelizmente, a HIPOCRISIA É MARCA FORTE DE NOSSA ELITE DOMINANTE.

    Curtir

  • Beto Lacerda Filho disse:

    Esse comediante é um PeTralha de primeira. Agora está contra o judiciário pois o chefe está pertinho de ir para o xadrez.

    Curtido por 1 pessoa

  • Como jornalista é um razoável comediante mambembe. Assunto sério deve ser tratado, pelo menos, de forma séria a dar credibilidade.
    Não dá pra aguentar assistir no todo, por melhor que tenha sido a intenção do Fernão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Fazendo justiça no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: