E agora, suspende-se a ditadura preventiva?

10 de setembro de 2021 § 51 Comentários

Com que, então, fica oficialmente revogada, por escrito, solene e incondicionalmente, a “conspiração para o golpe militar” de Jair Bolsonaro. Constata-se, com os olhos de ver, que o cordeiro está “sujando a água” abaixo do ponto onde bebe o lobo. Já não ha motivo algum que justifique os poderes não previstos na constituição que o Supremo Tribunal Federal se auto-atribuiu. Nenhum “temor pelas nossas liberdades futuras” explica mais a suspensão das nossas liberdades presentes. Os direitos e garantias democráticos que a Constituição garante aos brasileiros de todas as preferências e de todas as linhas de pensamento devem ser prontamente restabelecidos.

Devolva-se já a liberdade aos que foram presos por crime de pensamento ou palavra!

Ha base muito mais sólida na constituição para isso do que a que têm usado os nossos guardiões da democracia para soltar, não apenas os condenados por atos criminosos de colarinho branco mas também os bilionários culpados por crimes de sangue em série, como é o caso do segundo chefão do PCC devolvido anteontem às ruas.

Nada, rigorosamente nada mais, “ameaça” a nossa democracia. É chato mas é verdade!

Suspenda-se imediatamente a censura! Desative-se o algoritmo chinês com que o ministro Alexandre de Moraes vasculha vigilante as redes sociais! Restitua-se a palavra a quem a teve cassada! A remuneração a quem o público escolheu pagar para ouvir!

Tortura, nunca mais!

A hora é de considerar a indenização das vitimas punidas e abusadas pela ditadura preventiva e o banimento da vida publica dos “torturadores” da CPI/DOI-CODI que humilhou, ofendeu e prendeu inocentes por “superfaturamentos” que nunca aconteceram em compras de vacinas que jamais se concretizaram.

O Supremo Tribunal Federal pode voltar à sua função, que se resume estrita e constitucionalmente, a avaliar que leis combinam ou não com os limites da Constituição. Pode, o nosso tribunal sempre alerta, devolver aos legisladores eleitos pelos brasileiros o poder exclusivo de legislar legitimamente em seu nome e aos executivos eleitos as prerrogativas que a Lei Maior lhes garante.

A imprensa-turba terá de conformar-se com sua decepção e voltar a cobrir o que acontece em vez do que gostaria que acontecesse. Em defesa da democracia deve passar a pedir a cabeça dos ditadores que há e não dos ditadores que gostaria que houvesse. Ou então, enfiar em algum orifício do próprio corpo toda aquela narrativa dos anos-de-chumbo onde era exatamente disso que ela se queixava.

§ 51 Respostas para E agora, suspende-se a ditadura preventiva?

  • dibertin disse:

    Boa, hahaha

    Curtir

  • Ari Bolonhezi disse:

    Excelente texto!
    Saudades de ler você

    Curtir

  • luciamesak disse:

    É reconfortante ler um artigo assim tão verdadeiro e bem escrito. Obrigada,

    Curtido por 1 pessoa

  • Francisco José Sidoti disse:

    Brilhante Fernão Lara Mesquita

    Curtido por 1 pessoa

  • juremampimenta disse:

    Fernão maravilhoso, como sempre. Obrigada !

    Curtir

  • ELEO disse:

    Cada vez entendo menos a razão de o Fernão, para criticar erros do STF (e da mídia), inocente os absurdos do presidente e sua turba. Ou talvez eu entenda, e lamento muito.

    Curtir

  • Fernando Lencioni disse:

    O que está acontecendo no Brasil e no mundo é surreal. Só quem é desonesto intelectualmente pode aceitar as manchetes dos outrora grandes jornais e televisões. Fico matutando se isso não seria o resultado do construtivismo aplicado à educação em detrimento do método tradicional no qual nos já idosos fomos instruídos. Acho que sim, pois as crianças não foram ensinadas a raciocinar com o contraditório que caracteriza não só a boa sociedade como também a boa ciência. E assim perderam o amor pelo debate saudável e civilizado no qual não existem inimigos, mas apenas opiniões divergentes. É uma pena.

    Curtido por 1 pessoa

  • rubirodrigues disse:

    Penso que vencida essa fase cabe atacar em nova frente. Andei lendo a proposta de constituição designada A Libertadora e pareceu-me que ela atende grande parte dos anseios que tem pautado as discussões neste vespeiro. Temos defendido voto distrital sabendo que ele resolve alguns problemas. A Libertadora constitui uma proposta concreta e bem definida que pode superar essa fase de uma direita que apenas não quer mais as políticas da esquerda. Acusada de apenas saber o que não quer. Fernão e demais, pensem nisso.

    Curtir

    • Que tal sair dessa luta de gangues e começar a discutir a viabilização dessas propostas?
      “Uma Nova Constituição para o Brasil” do Prof. Modesto Carvalhosa é um excelente trabalho de referência.
      Por que não recorrer à Lei de Iniciativa Popular?

      Curtir

    • Newton disse:

      Eu continuei pensando. E me veio um exemplo simples. Vamos deixar de generalizações tipo “ataques à democracia”. Um elemento publica videos dizendo que irá atacar sua casa, estuprar suas filhas, matar a todos e roubar seus bens. E o faz mostrando a cara, as armas, ou seja, sem nenhuma preocupação em se ocultar. Faz isto uma vez, duas, três. Entendo que como isto é “liberdade de expressão”, ou seja, ainda não houve crime, que você ignora e nem sequer comunica a policia. É por aí ? Ou “uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa”. É óbvio que quem faz isso precisa ser contido. O resto é hipocrisia pura.

      Curtir

      • A. disse:

        …”você ignora e nem sequer comunica a policia”.
        O sr. constrói exemplos e os manipula a seu bel prazer: o erro no seu raciocínio aí em cima está em não comunicar a polícia. Mas o sr. Alexandre de Moraes já se outorgou o direito de até mandar prender o Jefferson.
        (mas quem lê Reinaldo Azevedo é “craque” em raciocínios, se é que o sr. me entende…)

        Curtir

  • flavchav disse:

    Parabéns pelo excelente artigo…!!!

    Curtido por 1 pessoa

  • gilsaosilva disse:

    MUITO BOM. EXCELENTE. É ISSO MESMO.

    Curtir

  • Newton disse:

    E simplesmente inacreditável o Fernão considerar que o motivo do Jefferson estar preso ser “crime de opinião”. Não é possivel, Ele não viu os videos.

    Curtir

    • Fernão disse:

      É que eu me alinho com aquela Reforma iniciada pelo Lutero que definiu que a linha do crime é determinada pela ação e exclui os pensamentos e as palavras que até os católicos de hoje já excluíram do Ato de Contrição porque entenderam que “pecar por pensamentos e palavras” e perdoar as obras contra um par de Ave Marias foi o que justificou todas as torturas e os queimados vivos da Inquisição (Pensou ou não pensou? Como prova-lo?).
      Mas vai pensando, Newton, que um dia você chega lá…

      Curtir

      • Dênio disse:

        Fernão, concordo que o inquérito das fake news é totalmente inconstitucional e uma privação a Liberdade de expressão, sendo direcionada a blindar figuras políticas de seus atos ilegais.

        Mas se seu alinhamento for idêntico ao de Lutero como descreveu, desculpa, mas pode haver aí um erro, pois Liberdade de expressão é diferente de harmonia e respeito ao coletivo. Líderes fanáticos terão uma terra fértil sob sua perspectiva. Insurreições sem um devido consenso coletivo de limites há própria Liberdade coletiva, antecipa o caos. Liberdade e libertinagem são antagônicos, sabe disso. Para combater crimes intoleráveis às vezes é necessário se antecipar.

        Você insinuar abuso a Liberdade sobre “prender inocentes” por “superfaturamento” não efetivado, francamente, não esperava isso de alguém que preza tanto a Liberdade. Como se os fatos descobertos dessem a alcunha de “inocentes” aos que estavam fazendo negociatas nas aquisições de vacina. Você talvez tenha apedrejado o carteiro nessa situação.

        Não é porque sou liberal que tenho o direito de sair nú. Limites, desde que harmônicos e partindo do coletivo, são fundamentais para a Democracia e convivência sadia recíproca. O fanatismo estimulado pelas redes sociais, muito provavelmente cooptou pessoas influenciáveis a serem células nos atentados às torres gêmeas em 11/08. Ameaças à integridade física portando arma ao Sinistro Ministro Alexandre pelo mensaleiro corrupto, bandido e fisiológico personagem político da ‘direita a la Bolsonaro’ Bob Jerferson, em nada tem a ver com Liberdade de expressão.

        Liberdade requer respeito e sacrifícios, fato que a grande maioria dos brasileiros ainda não tem consciência.. A escravidão infelizmente ainda prevalece como um destino, aceito pela maioria da sociedade.

        Posso estar enganado, mas o pontapé do inquérito, inconstitucional, das fake news, teve início na reportagem da Crusoé, sobre as mesadas mensais de $100 mil da amada esposa de Toffoli a ele, que resultou em censura da revista. Se lá nesse evento, houvesse uma defesa enfática do Quarto Poder Democrático à Liberdade jornalística, talvez o Ditador Alexandre de Moraes não se sentisse tão há vontade com seus desejos que são similares aos de Bolsonaro e Lula.

        Independente dessa discordância pontual, considero você um dos maiores defensores de soluções que podem Libertar o Brasil. Voto distrital puro, recall, leis de iniciativa popular, referendos e votações de retenção. Muito do que sei, se deve a você e sou eternamente grato.

        Curtir

      • Fernão disse:

        Ainda que tivesse mesmo havido as conversas de que falam as “testemunhas” da CPI ( um escroque que roubava brasileiros a partir de Miami e se elegeu deputado prometendo “salvar-nos do comunismo” e o cabo PM descoberto pela Folha que nunca tece representação de farmacêutica nenhuma e falava em propina de 1 dólar por dose para 400 milhões de doses, número obviamente absurdo) ninguém pode ser preso por pensar em cometer um um crime que não foi cometido. Idem para Jefferson, ou todos que apoiaram e continuam apoiando a luta armada mas não mataram ninguém nem puseram bombas em cinemas e aeroportos. Se não for assim, não ha limite para nada e haverá sempre um A de Moraes para inventar o que for do seu gosto particular. Liberdade requer sacrifícios, sim, especialmente o de tolerar esses abusos sem sair atirando pelo beneficio de não ter algum cagador de regras com o poder de prende-lo e mata-lo pelo que ele “acha”.
        Finalmente, se pensar em mudar isso, lembre sempre que do sera legitimo se o fizer pelos representantes eleitos de um povo com o direito de ser chamado a aprovar especificamente cada regra que seu representante eleito mudar. Fora daí, é voce quem vira o A de Moraes…

        Curtir

      • A. disse:

        ” Para combater crimes intoleráveis às vezes é necessário se antecipar.”
        – O sr. pode ser preso: é um homicida em potencial. Só não teve oportunidade (ainda) de concretizar o ato.
        – Todos nós estamos impedidos de dirigir. Somos atropeladores em potencial.
        – E etc., etc, etc…

        Curtir

      • Newton disse:

        Os srs. entendem as diferentes situações mas ficam filosofando.
        Graças a Deus que nos USA (essa democraciazinha fajuta) eles não pensam assim e depois do 11/9 conseguiram desarmar dezenas de atentados que poderiam matar milhares de inocentes e jogar os escrotos que os planejaram onde merecem. Se fosse aqui no Brazil, seriam todos inocentes e defendidos pelo Vespeiro-Shrek e seu Asno, visto que o crime ainda não teria acontecido. São estas diferenças que fazem os USA e o Brazil serem o que são.

        Curtir

      • A. disse:

        Partiu pra ofensa por que, “seu” Newton? Acabaram os argumentos?

        Curtir

      • Newton disse:

        Eu não ofendi ninguém. Nem me auto-intitulo A(sno).
        Foi apenas “liberdade de expressão”, mas desculpe se alguém se sentiu ofendido.

        Curtir

      • A. disse:

        Se o sr. chamasse o Alexandre Moraes de asno ou Schrek o sr. seria preso, por ordem dele mesmo!
        E parei de assinar A.(sno) em respeito à concorrência… Há outros comentaristas mais habilitados que eu a usar o “título”! Disponha, se interessar…

        Curtir

      • Newton disse:

        Vamos voltar a focar no tema do blog (auto-regulação).

        Curtir

      • Dênio disse:

        Sr. A, prefiro não continuar a prosa contigo, sua sabedoria está além de minha ignorância. Ademais, no seu conceito sou um psicopata, melhor pararmos por aqui.

        Curtir

      • Dênio disse:

        Fernão, sobre o farsante tupiniquim vindo da terra do Tio Sam que enganou milhares como o Capitão o fez, compartilhamos da opinião. É um escárnio ter nos comandos da CPI figuras nefastas como Renan e Aziz, porém na Democracia precisamos da oposição, mesmo que ela seja do mesmo nível da situação.

        Sobre sua posição da prisão do encarregado do executivo de ir avante nas compras onde ele estranhamente negligenciou ofertas por valores inferiores do mesmo produto, acredito que usando da sua mesma lógica, também não concorda com as condenações de Lula no ‘tripex’, ora bolas, donde já se viu, não tinha a LavaJato o recibo da compra do apto, muito menos tivemos o recibo com registro em cartório da propina de US$1 por dose, é um absurdo não é mesmo?

        Sobre o limite no caso do Bob Jefferson, aquele do Mensalão, um político probo, ilibado, que com sua político nada tem de direita e sim fisiologismo puro, assim como a maioria de figuras elencadas por serem de esquerda e centro, acho que talvez você ignora que ele portava arma e talvez passasse a mensagem de insurreição principalmente para pessoas influenciáveis, como são os fanáticos que apoiam figuras caricatas como Collor, Lula, Dilma, Bolsonaro e por aí vai. Uma situação seria se Bob Jefferson insultasse o carequinha (que jamais terá meu respeito pois o considero um cretino, um crápula) com palavras próprias de baixo nível como utilizado pela ‘direita’ (kkkk) bolsonarista, o chamando por fdp, corno, advogado do PCC (será? é possível, por que não?). Porém o que fez o Bob, foi uma ameaça velada a integridade física, com arma em punho, verdadeira ou não, mas o vídeo não deixa dúvidas. Lógico que o inquérito é inconstitucional, mas pô, não se combate um ato ilegal cometendo outro, e creio eu, você várias vezes defendeu isso, como diz sempre o democrata (kkkk) Bolsonaro, tudo tem que ser dentro das 4 linhas.

        Leio hoje que o probo e mega empresário, que por mérito de seu esforço particular, sobretudo os contatos nos porões e jatinhos, o tornou um dos maiores empreiteiros brasileiros, o digníssimo Léo Pinheiro, que de próprio punho, escreveu carta anexada ao processo, que deve ir pras cucuias, num dos n processos, retirando as acusações contra Lula. A boca miúda, dizem que ele está gestando várias outras cartinhas de amor ao 9 dedos, sendo as mais importantes, lógico, isentando o ‘esquerdista’ (dá até calafrio ouvir esquerda, direita e centro nesse pais de escravos). Entretanto, com o desmanche da LavaJato, em grande parte com ajudas cirúrgicas do ‘nosso Kassio’, aquele da tubaína e do esquerdista Aras, ambos alçados a estes relevantes cargos de forma totalmente fora da liturgia, pelo líder democrata Bolsonaro, não recordo de uma veemente defesa da sua parte, dos abusos cometidos pelo STF, STJ, MPF, tudo junto e misturado. Das 2 talvez 1, ou você não se interessa por esses específicos fatos ou não crê na ditadura togada, judicial em relação ao que ocorre contra a investigação. Vai ver que partilha da posição de Bolsonaro de que a corrupção acabou e que é um crime menor que a Liberdade de expressão. Tivéssemos nós o crime de perjúrio, muito provavelmente esse carequinha perderia suas benesses obtidas no acordo de delação premiada, peró, cá estamos em terra tupiniquins e dentro das 4 linhas constitucionais, não é vero Fernão?, isso não é abuso por parte do STF, imagina.

        Independente de tudo, continuarei a te seguir com muito entusiasmo, sobretudo quando escreve sobre voto distrital puro e suas ferramentas que realmente nos ensinam a sermos Livres, não mais escravos. Você talvez seja o melhor atualmente a destrinchar tal assunto. Foca nele, mais produtivo, melhor que perder tempo com os políticos e agentes públicos velhos, velhacos e cretinos, dos quais precisamos nos livrar. Abraços

        Curtir

    • Jackson Blecker disse:

      Se falar merda dá cadeia eu não entendo o Zé Dirceu estar solto. Isso é só um exemplo, se for listar tudo o que falaram desde 2018 fica maior que a Folha Corrida do Beira Mar

      Curtir

      • Newton disse:

        Falar “m” é liberdade de expressão pura, pois o que é “M” para um pode não ser “M” para outros. Diferente de ameaçar publicamente. O pior é que a maioria dos que opinam aqui sabe disso, mas filosofa na direção que interessa.

        Curtir

      • A. disse:

        “Filosofa na direção que interessa.”
        – E o sr. faz o quê??? EXATAMENTE o mesmo. O nosso mal é filosofar demais e agir de menos!

        Curtir

      • A. disse:

        …”o que é “M” para um pode não ser “M” para outros.”
        – EXATAMENTE o mesmo raciocínio que o sr. usou nesta frase pode ser usado pra considerar se o Roberto Jefferson fez AMEAÇAS ou apenas BRAVATAS. Mas quem fez esse julgamento foi Alexandre de Moraes, monocraticamente, com seu “notável saber jurídico”, diretamente proporcional aos fios de cabelo da sua cabeça…

        Curtir

  • Newton disse:

    A grande mágoa do Fernão chama-se OESP. Entendi.

    Curtir

    • Flm disse:

      O “Estadão” não é minha mágoa, é minha vergonha. Meu avô que foi preso 17 vezes e exilado duas pelo Alexandre de Moraes de seu tempo, dizia sempre a seus filhos, que resistiram sozinhos a censura da ditadura militar, que um jornal em mãos erradas é muito mais daninho que um traficante de drogas porque faz mal para muito mais gente.
      Hoje a trincheira da luta deles está ocupada por gente que aplaude a censura imprensa e as prisões de quem pensa diferente dele que eles tanto lutaram para banir do Brasil. É exatamente o jornal que v merece, seo Newton. Mas eu sou de outra tribo. Não compactuo com isso

      Curtir

      • GATO disse:

        Triste ler que um traficante de drogas faz menos mal que um jornaleco em mãos erradas, o(s) traficante(s) fazem mal a milhões e um jornaleco faz mal a quantos? 500.000. Êta matemática chula.

        Curtir

  • Newton disse:

    Augusto Nunes, Zé Maria Trindade, J.R.Guzzo, Fernão ….
    Todos tem algo em comum.
    Não tenho dúvidas que os qualificados comentaristas do Vespeiro já sabem o que é.

    Curtir

    • Jackson Blecker disse:

      Acho que você está pensando em escutar as opiniões da Bergamo, da Oyama, da Miriam Velha, do Noblat ou do Chacra? Risquei essa turminha do meu tempo de leitura a muito tempo, não gosto de matéria paga. Sempre acreditei no texto vindo da consciência, pode ser de esquerda ou direita, não importa.

      Curtir

      • Newton disse:

        Jackson, eu também leio e ouço o que estes citados escrevem, mas nem babo e nem repudio sem ler. Eu não julgo o texto pela caneta que o escreveu mas pela significância e correção, e principalmente, identificação com meus principios e meus pontos de vista. Nenhum deles é meu “concorrente”. Tem mais um que eu costumo ouvir/ler que os senhores não citaram e chama-se Reinaldo Azevedo. Já aplaudi e detestei artigos dele, e de certa forma ainda acompanho. Jornalismo bem feito, como quase tudo nesta vida, dá um trabalhão danado. E eu respeito quem pesquisa, e fundamenta o que escreve, tipo M.A.Villa. Eu sou leitor do OESP (e extinto Jornal da Tarde) há quase 50 anos e assinante há pelo menos 30. É notório que a qualidade do texto caiu e grandes articulistas deixaram as suas páginas, substituidos por gente menos talentosa. Mas onde foi que isto não aconteceu ? Na empresa que eu trabalho idem. Já que estamos falando de mídia. Alguém aqui ainda ouve Radio Bandeirantes ? Existe ? E a Jovem Pan ? O que aconteceu com esta radio ? Eldorado ?,,,, comparem a atual 107.3 FM com a antiga AM700….. o que houve ? Desmoronam todas, como tudo relacionado à informação e cultura neste Brasil. Andamos para trás. Mas quem tem capacidade para melhorar o debate prefere ser “lider no aquário” do que expandir o alcance.

        Curtir

      • Jackson blecker disse:

        Newton, opinião é opinião e deve ser respeitada, não leio um monte de pseudos jornalistas e principalmente aqueles remunerados. A imprensa mundial foi contaminada pelo resultado financeiro e aí para o meretrício é um passo. É o mesmo caso do advogado que vai defender o Beira Mar, ele pensa no cheque e, talves, na consciência.

        Curtir

    • A. disse:

      Newton Manoel:
      Augusto Nunes, Zé Maria Trindade, J.R.Guzzo, Fernão …
      – Esses você já confessou que lê! Cite agora os que que você tem vergonha de confessar!

      Curtir

  • Gostaria de tirar por um instante o zoom do caso Alexandre de Moraes/Roberto Jefferson e partilhar minha opinião publicada no
    ambulaetscribe.blogspot.com
    Agradeço esse espaço ao Fernão!

    Curtir

  • Paulo M disse:

    Quanta merda!

    Curtir

  • Marina disse:

    Vai ser para quando prenderem o 03 pelas comprovadas duas décadas de rachadinha, daí o mito vai se arrepender de ter afinado e se humilhado. To preocupada!

    Curtir

  • Paulo Murano disse:

    Carmen Leibovici, GATO, LSB, Marcos Andrade Moraes, Newton etc — saúdo inteligências da secção de comentários iluminados deste blog; lançaram sementes que terra boa abraça, germina e agradece.

    Nossas coisas são coisas diferentes.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento E agora, suspende-se a ditadura preventiva? no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: