O Estado Islâmico passivo

3 de setembro de 2018 § 11 Comentários

Tuitando a tragédia de São Cristóvão

Ontem:

21:41

O Brasil é o Museu Nacional

Resposta de leitor:

E nós somos o acervo.

22:20

Butantã. Museu da Lingua Portuguesa. Museu Nacional. Museu do Ipiranga?

Tudo isso foi trocado por marajás.

O Brasil inteiro foi trocado por marajás. De 1,4 trilhões que nos tiram não sobra 100 depois do banquete dos marajás.

23:13

Na GloboNews ha horas o diretor do Museu Nacional descreve os efeitos do excesso de “políticas públicas” nesse desastre (todas resultando em benefícios para os autores e prejuízos para os pacientes delas) como “falta de políticas públicas”. E pede + “políticas públicas”. Babel…

23:18

O Rio de Janeiro, alias, é o mais gritante dos resultados do excesso desenfreado de “políticas públicas”.

Na Constituição de 88 ha 250 “políticas públicas” e mais 80 emendas criando outras tantas.

Que o bom deus nos livre de tantas “políticas públicas”!

23:52

Água chegou horas depois dos bombeiros. 1 escada magirus. Mangueiras com problema. Cupins, gambiarras, 2 séculos de súplicas para ouvidos moucos, “otoridades” conflitantes. A eternidade trocada pelos mesmos nadas, indemissíveis para sempre.

O incêndio do Museu é uma síntese do Brasil

Hoje:

00:01

O Estado Islâmico destrói patrimônio da humanidade por ação. O estado brasileiro destrói patrimônio da humanidade por omissão.

O estado brasileiro é o Estado Islâmico passivo.

9:45

Saco na lua do chororô da esquerda, da direita e do centro reclamando q “os políticos não fazem pelo povo”, mas não movem uma palha para dar ao povo o poder de mandar nos políticos.

O Brasil tem horror à democracia. Nem o povo confia no povo, que deve ser protegido de si mesmo

 

Marcado:,

§ 11 Respostas para O Estado Islâmico passivo

  • michel abib cutait disse:

    Brasil é monarquia; Rei Lulla, I e Único; Rainha Gleise ; Temer, Regente Interino; Politicos, Altos Funcionários, Grandes Campeões Nacionais e Poderosos Banqueiros , os nobres; O Baixo Clero, os baronetes ; nós ,os súditos contribuintes; falta a Bastilha e a Guilhotina; carrascos, seremos muitos; ou do ponto de vista darwinista : O Brasil é o Serengueti africano; os herbivoros pastando e migrando na planície e os felinos, predadores e carniceiros(politicos, altos funcionarios, grandes empresários e banqueiros), caçando e comendo(a nós) pelas bordas das “manadas”; quem e como vai transformar isso tudo em uma democracia verdadeira?

    Curtir

  • michel abib cutait disse:

    Quem,(quantos) e quando vai conseguir extinguir nossa Monarquia e estabelecer democracia verdadeira , com “recall” de mandatos, “referendos” populares, eliminação de subsídios e previlégios; igualdade geral, privatizacões, imputabilidades, Estado “mínimo, etc ?; sem “revolucão”ou “bancarrota”, quem será o Salvador ou Semeador?

    Curtir

    • José Luiz de Sanctis disse:

      Prezado Michel Abib Cutait, infelizmente não estamos numa Monarquia, pois foi a Monarquia que construiu tudo aquilo que a escória comunista destruiu. Uma Monarquia saberia muito bem preservar a história, as tradições, os valores e os costumes. Aquele Palácio e tantos outros começaram a ser destruídos com o golpe chamado proclamação da república.

      Curtir

  • José Silvério Vasconcelos Miranda disse:

    O Museu Nacional fazia parte do imaginário de minha infância. Do interior de Minas eu ficava imaginando a grandeza do Museu que tinha em seu acervo até múmias. Fora do Egito. Um espanto.
    O Reitor da UFRJ deveria ser linchado, juntamente com toda a ” caterva” comunista que abunda nas universidades. Quantos burocratas
    não viajaram e posaram de lentes da ciência às custas da Instituição.
    Para viagens, publicação de teses e artigos, adoram pertencer a Academia. Trabalhar que é bom, nada. Na hora do incêndio estavam no
    prédio somente quatro vigias. Gostaria de saber quantos burocratas estão na folha de pagamento. Fazem rodízio . Uma ex-secretária de Cultura de Minas está lotada no Museu MAR do Rio. Faz parte da cota de Ângelo Oswaldo de Araújo Santos, enfant gatee de José Aparecido de Oliveira. Na véspera do Sete de Setembro conseguiram queimar a
    memória da Casa Real Portuguesa e a do Brasil.

    Curtido por 1 pessoa

  • Sônia disse:

    Esse incêndio é a coroação de nosso subdesenvolvimento!

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

O que é isso?

Você está lendo no momento O Estado Islâmico passivo no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: