Decompondo as matérias de O Globo

18 de maio de 2017 § 19 Comentários

O que ha de menos consistente na “delação” dos 2ésleys vazada para O Globo é a frase atribuída a Michel Temer que foi parar na manchete das 4 páginas de cobertura e 7 de repercussões e matérias de arquivo preparadas pelo jornal. Muito mais significativos que os descritos são os fatos que se pode depreender interrogando os primeiros e da velocidade vertiginosa com que, sob esse pretexto, se vão precipitando outros, consumados.

Senão vejamos:

  • Foram Jo e W-ésley que procuraram Temer e não o contrário, “para pedir que intercedesse junto à Petrobras que estava cobrando um preço abusivo para revender o gás importado da Bolívia usado num de seus açougues de frango”;
  • Temer teria indicado o deputado Rocha Loures para fazer a embaixada mas ele não foi falar com a Petrobras mas sim “com o Cade”.
  • Como “propina” por ter conseguido o “favor” ele teria cobrado R$ 500 mil por semana durante 20 anos!! O que o Cade tem a ver com Petrobras e o gás da Bolívia não está explicado na matéria, nem se o favor obtido foi mesmo baixar a conta de gás que, para valer tudo isso, teria mesmo de ser gigantesca
  • Os ésleys concordaram em pagar tudo isso e, instruídos pelas autoridades que com eles se mancomunaram, filmaram a primeira entrega de R$ 500 mil a Loures.
  • No meio do pedido a Temer, Joesley, que se diz “escandalizado com a corrupção do Brasil“, com um gravador escondido sob o terno em pleno palácio do Jaburu, “comentou” que estava pagando “uma antiga divida de uma propina de R$ 20 milhões” a Eduardo Cunha pela compra de uma lei dando isenções de impostos ao setor de frango. R$ 5 milhões teriam sido pagos quando ele já estava na cadeia.
  • A operação de suborno entre os 2ésleys e Eduardo Cunha, a matéria esclarece, embora a TV Globo diga o contrário do que está escrito, não tem nada a ver com Temer que, portanto, não tinha nada a “comprar” de Cunha (como silêncio, por exemplo). Se isso está esclarecido na matéria é porque foi exaustivamente esmiuçado pela fonte do Globo e pelas autoridades da PGR, do MPF e da PF que arquitetaram os flagrantes, assim como pelo ministro Fachin que, segundo a matéria, já teria, ainda que não oficialmente, homologado a denuncia. Mas Temer teria pronunciado nesse momento a frase que subiu para a manchete: “Tem que manter isso, viu
  • Se os fatos são mesmo os descritos, só fazendo muita força a frase pode ser interpretada como “incentivo à obstrução de justiça” ocorrido “dentro do atual mandato”, os únicos crimes pelos quais um presidente pode ser responsabilizado. A inconsistência do ponto de partida, a tecnicalidade do “achado” e o destaque dado a um comentário no meio de uma delação que, segundo se informa, abarca “mais de 10 anos” de flagrantes contatos de mucosas entre os ésleys e os governos do PT e outros agentes públicos, não melhoram a requerida imagem de isenção de autoridades judiciárias do calibre das mencionadas como coautoras dessa estranha operação “undercover” de delatores transmutados em policiais que, ao fim e ao cabo não rendeu nada de melhor contra Temer.
  • A matéria dá como certo que “pelo que foi homologado por Fachin” os bilionários delatores não serão presos nem usarão tornozeleira, pagarão apenas, lá de Nova York onde vivem como nababos com autorização da polícia, uma multa, irrisória para os valores planetários com que foram contemplados na Era Lula, de R$ 225 milhões.
  • Emílio e Marcelo Odebrecht levaram quase um ano negociando, a OAS mais de um ano. Os 2ésleys levaram só alguns dias, lembra O Globo. Gravaram a “pegadinha” com Temer em março, fecharam as condições da delação descritas acima em abril.
  • Os maiores entre os maiores, reis de todos os reis, os ésleys são objeto de cinco inquéritos da Lava Jato envolvendo capítulos ainda inéditos e de potencial gigantesco como o do BNDES e o dos Fundos de Pensão das estatais, a força motora que empurrou todo o “fenômeno petista e bolivariano latino-americanos” das ultimas duas décadas e meia, conforme a orientação dada lá atrás a Lula e Jose Dirceu pelo falecido “companheiro Japonês”, aliás Luiz Gushiken.
  • Dada a inconsistência da principal “acusação”, o momento escolhido para precipitar o vazamento da “delação” parece ter sido determinado pelo calendário das reformas que arranham de leve os privilégios dos marajás. Usando os métodos tradicionais do “sistema”, Temer tinha cabalado os governadores e acabara de derrubar a resistência dos prefeitos renegociando suas dívidas, e as chances de aprovação do primeiro passo da previdenciária e do segundo da trabalhista no Congresso eram reais a ponto de animar um país ha muito prostrado a ter esperanças.
  • A “comemoração” havida no Congresso e nas ruas (estas magrelas como a “greve geral”) foi pelo que todos consideram como o tiro de misericórdia nas reformas. Com a repercussão que as TVs da Globo deram à matéria que “leram” e não é a que está escrita no jornal e, salvo informações adicionais, não tem consistência e requer mais investigações do que comemorações, agora ha pretexto para abortar tudo.
  • Aécio, absolutamente “flagrado”, parece ter vindo de bônus na operação. Um caso não tem nada a ver com o outro. Ele pediu dinheiro aos ésleys para pagar o advogado que o defende das outras delações, a conversa foi gravada e a entrega do dinheiro a um primo filmada. Apenas veio a calhar.
  • Segue O Globo com uma página inteira para Guido Mantega a quem os delatores atribuem, en passant, todos os contatos e movimentações dos bilhões do BNDES e dos Fundos de Pensão das estatais com que, entre 2007 e 2014, saíram de um faturamento de R$ 4 bilhões para os R$ 160 bilhões interplanetários de hoje (se é que são tão poucos). Incidentalmente, esse pormenor “isenta” Lula, Dilma e Luciano Coutinho, do BNDES, de responsabilidade direta por essas mega falcatruas…
  • A JBS foi a maior doadora da ultima campanha eleitoral quando distribuiu R$ 366 milhões de “caixa 1” confessados ao TSE. Mas tudo que vazou ontem é o que diz respeito a Temer e Aécio. Vale a libertação incólumes dos campeões dos campeões?

§ 19 Respostas para Decompondo as matérias de O Globo

  • FABIO ANDERAOS DE ARAUJO disse:

    Análise excelente de Fernão Lara Mesquita. Talvez isso explique a não-renúncia de Michel Temer no seu pronunciamento das 16h10 de hoje. Espero que a dupla ésley, sócios de Lula, não fiquem impunes da maracutaia que armaram e nem responder pela facilidade com que obtiveram elevados financiamentos de longo prazo do BNDES a juros subsidiados (leia-se dinheiro público que representa algo como 81% do funding da instituição).

    Curtir

  • tsayeg disse:

    Concordo, Fernão. Acho tudo estranhíssimo, e me fiz a pergunta: a quem isso beneficia? Só há uma resposta: os de sempre e o Nove Dedos.
    Abraços.

    Curtir

  • Renato Pires disse:

    Há agora motivos e argumentos para se investigar a fundo as trambicagens no BNDES, que marcaram a “gestão” lullopetista. A Lava Jato tem de abrir um braço específico para o banco. E essa “delação” da dupla de “carniceiros” tem cara, jeito e características típicos de armação. Como se consegue gravar um presidente da república em pleno palácio? Cadê a segurança? Investigação funda, e já, é o que espera a Nação estarrecida.

    Curtir

  • Sandra Vieira disse:

    Exatamente o que pensamos aqui em casa.

    Curtir

  • José Silverio Vasconcelos Miranda disse:

    Sem reparos. Tão claro como o sol do meio-dia em Macapá. Lembro algo qua foi dito “en passant” por um dos repórteres da Globo. Comentou ontem, no “fritar dis ovos” que o irmão mais novo da milionaria Dupla Caipira disse que eles tinham uma firma em um paraiso fiscal.Disse mais o repórter” ” essa firma tinha um sócio oculto, o qual só
    O Joesley sabia quem era. Já de muito tempo circulam boatos que os
    Lula da Silva seriam sócios ocultos dos açougueiros. Tal situação foi
    ventilada em um perfil do mais velho na revista Piaui e veementemente
    negada. Onde tem fumaça, tem porco sapecado.

    Curtir

  • Olavo disse:

    Penso, que cada vez que incomoda o status quo dos funcionários públicos ” brasilis marajás”. Um governo cairá… A Dilma, a exceção, caiou pela sua própria burrice , incompetência e venalidade.

    Curtir

  • Olavo disse:

    Mexeu no “establishment”, esta fora do poder maroto e podre de Brasilia. é repugnante.

    Curtir

  • Adriana disse:

    A reclamação de Joesley era o BNDES travado. A Globo, pelo jeito, também quer destravar o BNDES. Querem derrubar o Temer para avançar sobre o dinheiro público. Não passa de luta por privilégios. Janot é petista e lulista de carteirinha.
    Não vejo a imprensa, em especial a Globo, falar das novas gravações, que envolvem Lula, Dilma, Renan e Serra, já noticiadas no Estadão por Eliane Catanhede.

    Curtir

  • disse:

    Perguntar !
    Eis a arte que conduz à sabedoria!
    Honestamente, é necessário construir uma reflexão, sobre o que está escrito acima!
    Dada a tradição da classe parlamentar brasileira, de nunca colocar os interesses do povo acima de seus próprios interesses imobiliários, eu deveria me perguntar:
    O que realmente estão tentando proteger ou ocultar do povo ?
    Os 26 trilhões de reais que foram expropriados ?
    O fim dos 38 partidos ?
    O desmonte das capitanias hereditárias do Fisiologismo cleptocrático ?
    O fim das maravilhosas tetas do estado?
    Muitas coisas estão em jogo, governar para o mercado apenas? Não serve!
    Temer foi sócio do pt, durante 13 anos! Quando Sarney disse, para seus correligionarios, que não deveriam envolver advogados na questão, sabia exatamente o tamanho do abacaxi que seria descascado!
    Nenhum partido político presta, quando se comporta como uma autarquia chefiada por pajés pelegos e outras obscenidades plutocraticas, que habitam o congresso!
    O número cabalístico de hoje é 721032 ! A contravenção tomou conta do poder legislativo e não existe uma penitenciária, para nosso comodismo, o verdadeiro culpado por toda essa mercadoria, que virou a cidadania, cara demais, falsificada e pior de tudo, financiadora, do crime organizado !
    Até quando ?
    Affffff

    Curtir

  • Saulo Mundim Lenza disse:

    Governo frágil e venal, instituições e leis confusas,judiciário pusilânime, povo ignorante e, assim os políticos corruptos associados a “grandes empresários” e
    órgãos de comunicação poderosos vão estendendo seus tentáculos,
    sugando recursos públicos das diversas capitanias hereditárias desses
    tristes trópicos chamado Brasil.

    Curtir

  • De lascar. Estou quase pensando como o jurista gaúcho
    Raimundo Faoro que, no seu clássico “Os donos do poder”, mostra o caráter indefectivelmente permanente, ao longo dos séculos, do Estado Patrimonial. Não é que, após o festival de denúncias dos wesleys, o dito cujo parece sair mais forte do que antigamente? O tempora, o mores! O grande problema: um Estado mais forte do que a sociedade, e uma sociedade insolidária, burra, ignorante, que não faz ideia de como desmontar a besta. Justamente no momento em que as reformas avançam com o apoio negociado por Temer dos governadores e prefeitos ocorre o festival denuncista e a decretação da morte do governo… Cui prodest? – como perguntavam os senadores romanos. Certamente, a malta de Lulas et caterva está felicíssima!

    Curtir

  • Graças aos Céus que surgiu uma cabeça pensante na mídia, num País debilitado pela massificação da mídia “global” em que o poder de insinuação tudo pode porque tudo quer. Não compreendo como a mídia caiu matando a pau o Presidente Temer e ninguém (exceto agora por esta matéria), identificou a armadilha armada pelos mafiosos irmãos Batista para se livrarem das garras da justiça, envolvidos até o pescoço no lamaçal criado pelo PT e seus criadores Lula e Dilma.

    Curtir

  • Zsolt Pal Kolossvary disse:

    Perfeito Fernão,Parabéns!
    Desde jovem.perspicaz e observador; A mídia “Globalizada” sempre conduz a opinião da massa. A “Inter-legege” ler entre linhas é para poucos, que tem coragem de enfrentar a “ondaglobal”, que é a de quanto pior melhor, sem etica , sem moral, onde o “Deus dinheiro ” substitui o homem SER pelo homem TER.

    Curtir

  • VARLICE RAMOS disse:

    Perfeito.
    Essa delação começou cheirando mal. Há muito mais podre por debaixo dessa carniça do que sonharia nossa vã filosofia.
    Abs

    Curtir

  • Zsolt Pal Kolossvary disse:

    Precisamos mesmo !!! diga-me como e quando …

    Curtir

  • Zsolt Pal Kolossvary disse:

    Mandei e-mail via Face messenger.

    Curtir

  • Zsolt Pal Kolossvary disse:

    Nem tudo o que reluz é ouro… Nem toda a imprensa informa, a globalizadoras, que forma opiniões de massa com a velocidade da luz , quase nunca esclarece os nossos direitos, nunca é imparcial, ela desperta nossas paixões , nossos valores portáteis induzindo-nos à escravidão de nossos desejos.
    Qualquer contingente humano, só pode ser liderado com autoridade, quando a mente de seus comandados, o povo, se identifica à dos seus líderes, razão pela qual precisam ser trabalhadas para que se tornem complacentes e submissas.

    Esse é o homem que se deixa dominar quando se torna mentalmente dependente de mídias “diretivas”. Ele é o ente passivo, visto como contingente humano e alvo, podendo ser dominado pelo ente ativo que controla o dinheiro e o PODER os quais, diga-se de passagem, independem de ideologia.

    Porém, não é fácil livrar-se da escravidão do domínio mental induzido pelas mídias globalizadoras, da dependência do consumo ilimitado, seja de bens ou de “informações”, e desta dependência que nascem mais desejos e dos desejos a escassez.
    Este preâmbulo tem por finalidade levar a uma reflexão mais apurada do talvez pior e mais delicado momento da história deste País, não nos deixemos conduzir, por paixões, por aparências, valores portáteis da escravidão de nossos desejos, de querer derrubar o poder apenas porque ele existe. As Providências devem sim ser tomadas, por mais duras que sejam, mas dentro da lei e da Constituição vigente; Não sejamos entes passivos aprendamos a lutar por direitos e não interesses sejam os nossos ou dos obscuros de qualquer forma de PODER.
    É compreensível que diante dos acontecimentos, estejamos indignados, revoltados, e até com ódio, e que nossa reação primeira seja a de querer depor e prender TODOS os políticos que, aliás, nós escolhemos, mandar o REI ( que também é farinha do mesmo saco ) e toda a sua corte para a guilhotina e agirmos como turba, mas devemos ter imenso cuidado com a escravização de nossos desejos, para que no afã de nossa desesperança, na ebulição de nossa euforia não nos identifiquemos com ideais de líderes sub-reptícios, transformando as “ELEIÇÕES DIRETAS”, aliás anticonstitucionais no momento, e o FORA TEMER num criminoso VOLTA LULA.

    PS- Face = Arthur Macarthur

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Decompondo as matérias de O Globo no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: