Eleição em ritmo de novela

1 de outubro de 2014 § 13 Comentários

a2

A eleição de 2014 corre em ritmo de novela. A quatro dias do pleito ainda tem havido uma reviravolta por dia.

É uma espécie de sina.

A democracia – aquele regime que se estrutura institucionalmente em cima do reconhecimento de que os homens não são santos para defender a coletividade da constatação histórica de que eles se tornam especialmente diabólicos quando estão no poder – é, por excelência, o regime da racionalidade.

Se nós, latinos, nunca fomos muito bons nisso, parece haver uma conspiração também lá em cima contra a instalação de um ambiente propício a ela nos momentos cruciais da nossa trajetória política.

a4

As transições mais importantes foram sempre marcadas por eventos bombasticamente emocionais. Um suicídio; o surto de um alcóolatra maluco; a morte do líder da redemocratização às vésperas da posse; a implosão de uma família marcada pela tragédia; um candidato que desaparece espetacularmente a 50 dias de uma eleição crucial. E tudo isso desaguando, sempre, na reversão atabalhoada da trajetória resultante do processamento sereno da experiência pregressa, expressão que sintetiza com precisão o que seria o voto consciente.

O país que hesitava entre democracia e ditadura e reelegera o homem que por 26 anos o impedira de votar, vê os expedientes do ex-ditador suicida congelados em mito; o país que inaugurava uma nova fase de seu processo democrático em cima da proposta de varrer a corrupção para fora da política cai de volta nos braços dos sobreviventes da república sindicalista pelêga e mergulha num conflito que lhe custaria mais 21 anos de suspensão do aprendizado democrático; a morte de Tancredo deságua na reversão da trajetória final do coronelismo político para a lata de lixo da História e no re-empoderamento eletrônico dessa doença nacional; a tragédia shakespeareana dos Collor de Mello guinda para o primeiro plano da cena nacional os falsos paladinos da ética na política; um avião que se espatifa no chão a 50 dias do pleito confronta, parte contra parte, a maioria reformista, cria o ruído que enseja caminho livre ao discurso da mentira e pode desviar a trajetória do PT, já confinado aos grotões, em direção à porta de saída…

a4

Pensar em Marina, pensar em Aécio, antes de pensar no Brasil, resultou no empurrão que tirou votos de ambos, resgatou Dilma do buraco e pode levá-la a uma vitória no primeiro turno.

Hoje o erro parece percebido mas o dilema hamletiano persiste. Como garantir a vaga no segundo turno sem o segundo e o terceiro colocados se atacarem mutuamente?

Só salvará a pátria um assomo de grandeza de cada um desses dois que os alie contra a ameaça maior nos poucos metros que faltam para a chegada, e seja depois o que deus quiser porque o segundo turno é outra eleição. E, mesmo assim, se vier somado de conscientização semelhante por parte do eleitorado livre.

Pelos cálculos dos especialistas nas pesquisas é São Paulo quem decidirá a eleição. O Globo registra que ha um numero histórico de eleitores que entra na ultima semana de campanha ainda indeciso, sem saber em quem votar, e outro contingente, chamado de “infiel”, que prefere um candidato mas não tem muita certeza. Com base nas últimas pesquisas os “infiéis” e os “indecisos” somados montam a 28 milhões de eleitores.

a4

Trate de convencer os que estiverem ao seu alcance, portanto, porque do contrário pode não haver outra oportunidade de convencer eleitores do que quer que seja por muitos anos à frente.

O último debate, de qualquer maneira, poderá ser decisivo e levar a mais uma reversão de tendência se os candidatos de oposição mantiverem em mente que a pancadaria entre eles só beneficia o PT e que a mentira – sobre os números que medem a realidade nacional, sobre o compromisso do PT com o seu direito de seguir votando e escolhendo quem fará as leis deste país em seu nome e, finalmente, a mentira também sobre a corrupção, que a multiplica por dois e pendura no resultado o peso do cinismo é o último calcanhar de Aquiles que o PT mantém à mostra.

O PT é uma mentira, e uma mentira acintosa. E como tal tem de ser exposto.

a4

Marcado:

§ 13 Respostas para Eleição em ritmo de novela

  • Fernão. Diante da realidade e se o objetivo é derrotar o PT,:

    Na campanha à presidência, o Aécio continua praticando o mesmo erro se não vejamos. Bater insistentemente na Marina Silva leva votos para a Dilma, e dentre as razões deve-se ao fato dela, Marina, ex-PT ter resquícios da síndrome petista em sua vida política, levando a migração de votos em favor da atual presidente diante da queda da própria. Assim tem mostrado as pesquisas, enquanto muito pouco migra pro candidato mineiro, aliás perdendo em seu próprio estado. Se o objetivo for realmente o de derrotar o PT com sua nefasta administração federal, o razoável, pelo menos, seria o Aécio voltar-se contra a Dilma e assim teríamos alguma esperança embora tardia não deixa de existir. Se não já era.

    Curtir

  • honorio sergio disse:

    Vamos alijá-los(PT) do poder!

    Curtir

  • honorio sergio disse:

    Fernão! eu, havia anos não votava em ninguém, mas adiei até uma viagem, para comparecer às urnas (essa palavra me lembra cemitério) é uma chance histórica de calar a arrogância dessa turma (essa palavra me lembra judiciário) e vê-los pelas costas!

    Curtir

  • Eduardo disse:

    Com tudo isto dizem que Deus é brasileiro, se ele for mineiro juro que ele pode dar um “jeitinho”. Fernão, tem jeito não, como dizem os mineiros, “a vaca vai pro brejo”. É atoleiro na certa. É inacreditável como a massa ignara desconhece o obvio. Que se lasquem e vamos juntos, fazer o que? Debandada orquestrada geral a favor de um só opositor é a unica oportunidade para o decisivo segundo turno, mas ai o candidato há que ter mais do que altruísmo, uma visão estratégica, isto se chama composição. Quem abdicar fica com a distribuição dos “bolsa”. rsrsrs

    Curtir

    • Eduardo, tudo que vc disse é certo mas fica pra depois. Agora só nos resta derrotar o PT e nãos erá com o Aécio. Se por acaso ele for pro 2o turno vai ser um massacre. Gostemos ou não do “caramujo sustentável” é a alternativa que nos resta pelo futuro do Brasil.

      Curtir

    • Eduardo e quem se interessar. Tenho uma Compilação Sistemática das Pesquisas produzida pelo talentoso economista André Perfeito, economista-chefe da Gradual Investimento e que vale apenas verificar. Se quiser inform do e mail que eu envio.

      Curtir

  • CECILIA THOMPSON GUARNIERI disse:

    Infelizmente, Fernas, você tem razão. eu até estava “meio animada”, mas perdi a esperança. Trabalhei à beça pelos candidatos em quem ainda acredito, vou votar (Aécio no primeiro e UTIL no segundo)) – e sinto uma imensa tristeza por tão poucas vezes ter votado COM ALEGRIA, com plena convicção, em nomes de gente direita, em quem confiava (quase todos já morreram…). Vamos lá – mas me preparo para uma grande decepção – e muitas, muitas novas e certamente maiores maracutaias. ÚNICA COISA QUE ME CONSOLA UM POUCO: São Paulo eles não levam! Pelo menos isso…

    Curtir

    • flm disse:

      vamos esperar, cecil.
      quem sabe…

      Curtir

    • Senhora Cecília. Tenho o mesmo sentimento que o seu. Quem sabe por ser pragmático e repleto de desilusão com a classe política e ao futuro do nosso país, obrigo-me inclusive a contradizer-me, ao caso em relação aos Marina/Aécio obrigando, como a senhora bem indica ao patético “voto útil” ao que tudo indica será absolutamente necessário a expurgar o PT do governo. Eu jamais votaria na Marina não fora a situação como se apresenta. Todavia, não quero descartar, embora difícil, da Dilma vencer no 1o turno. Infelizmente, o Aécio não empolgou e repito, é para o segundo turno enfrentá-lo é o sonho do PT porque irão massacrá-lo. Se com a ex- petista Marina está difícil, imagine com o Aécio. Se a senhora tiver paciência abra a página que indiquei acima, e lá de forma didática está compilação entre pesquisas e dos resultados, claro que podem mudar mas hoje mostram de uma tendência prestes a se confirmar, tristemente. At Marito

      Curtir

  • Eduardo disse:

    UAI ! eleição e mineração só depois da apuração, né

    Curtir

  • É mas diante de tanta diferença verificada na lavra a possibilidade da apuração do Aécio caiu . De uma verificada na Compilação que mandei. Se ele for, o que não acredito, pro 2o turno vai ser o maior massacre. Quem viver verá.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Eleição em ritmo de novela no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: