13 de fevereiro de 2020 § 12 Comentários


“Não tem negócio d empregada doméstica indo pra Disney”. O PT agradece, dr. Paulo. “Exijo apuração da morte d miliciano amigo”. O PT agradece, dr. Flávio. “Jornalista ofereceu sexo por fake news”. O PT agradece, dr. Jair. Do jeito q vai repetem o milagre e ele ressurge dos mortos

Marcado:, , ,

§ 12 Respostas para

  • Caro Fernão, você precisa escrever com mais frequência!

    Jair Lorenzetti Filho
    Twitter: @jairlorenzetti

    Curtir

  • Marcos Andrade Moraes disse:

    Mas vc é um dos culpados.

    MAM

    Curtir

  • sgcfreitas disse:

    Fernão, vc não tão ingênuo.
    É uma campanha intimidatória. Não dependo do que se fala.
    É sistematicamente divulgar frases fora de contexto. Banal assim.
    Se ele não falar nada, vão dizer que foi omisso, que isso não é papel de Ministro.
    Ouvimos diariamente petistas e sucedâneos dizerem os maiores absurdos sem qualquer repercussão da mídia e aceitamos ingenuamente.
    Somos tolinhos…?

    Curtir

    • LSB disse:

      Prezado Freitas,

      Até acho que você tem razão, mas… quem é mesmo ingênuo nessa história?
      A “direita” brasileira (conservadores, liberais, etc.) não sabia que seria assim?
      Sequer desconfiava que o “jogo estava viciado”?
      Não seria ingenuidade não se preparar para esse “jogo tendencioso”?

      O Guedes, por exemplo, parece que não tinha a mínima noção…
      (O cidadão pode até ser uma “águia” nos negócios, mas na política estou me convencendo que a categoria dele é “fraldinha” mesmo…)

      Abs
      LSB

      Curtir

    • Olavo Leal disse:

      Concordo com sua posição, caro Freitas.
      Eu diria que quaisquer que sejam as pessoas ocupando os cargos de ministros da Educação, do Meio Ambiente e da Economia – e talvez mais um ou outro! – serão sempre defenestrados pela imprensa comum, ou seja, aquela que não se posiciona na extrema esquerda. Isso porque a formação do jornalista está infestada de esquerdismo.
      Veja que quase não há notícia sobre o Ministério da Infraestrutura, que vem apresentando inúmeros feitos quase não explorados por essa imprensa.
      O papo sobre a jornalista da Folha explodiu em toda a imprensa. Mas a agressão do José de Abreu contra a Regina Duarte foi pouquíssimo explorada, considerada quase normal.
      I la nave vá!!!!

      Curtir

    • LSB disse:

      Caro Olavo,

      Concordo com sua opinião também, mas “insisto” na pergunta:

      Não sabiam que seria assim?
      Não sabem que é assim?
      Não se prepararam?

      Isto era “caçapa cantada” e, portanto, o MÍNIMO que qualquer cidadão que queira “tocar um projeto” (qualquer projeto) é mapear/conhecer os obstáculos vindouros e se preparar, ter estratégia, ter “respostas” para enfrentá-los…

      Logo:
      Se não sabiam, são “fraldinhas” e “despreparados”…
      Se sabiam, mas não julgaram importante se preparar, são, no mínimo, inocentes…
      E se sabiam, mas não souberam se preparar, são incapazes…

      Abs
      LSB

      Curtir

      • Olavo Leal disse:

        Caro LSB:
        Claro que sabiam!!! Essa imprensa vermelhinha (no geral) está aí desde sempre. Por isso mesmo os alvos são os campos da Educação, da Cultura, do Meio Ambiente e da Economia – talvez mais um ou outro.
        Meu ponto de vista é que não adianta querer enfrentá-los – nesses campos – com o OBJETIVO de derrotá-los. Há de se CONVIVER com a situação e tocar o barco para frente (“I la nave vá!” ou “Os cães ladram e a caravana passa!”).
        Eu adoro cachorros e detesto compará-los com esse tipo de gente – asquerosa por natureza, por inocentes úteis ou por mal intencionados, não há outra possibilidade.

        Curtir

      • LSB disse:

        Caro Olavo,

        Entendo seu ponto, mas não concordo muito…

        Primeiramente, de certa forma, o objetivo é, sim, derrotar (não digo, obviamente, eliminar ou aniquilar, mas ganhar e, consequentemente, “conduzir”).

        Segundo, ainda que eu julgue necessária uma postura altiva, dura, firme, assertiva, confiante, combativa e “sem vacilações”, não acho que o estilo “trator”, “sincerão total”, “chutando o pau da barraca” ou “sem papas na língua” seja produtivo ou “ganhador”…

        Pelo contrário, pode ser muito contraprodutivo, como o próprio Fernão lembra neste post (“O PT agradece”) apontando inclusive o risco de você fazer “o jogo do adversário” e o beneficiar (“Do jeito q vai repetem o milagre e ele ressurge dos mortos)…

        Ou seja, ser desafiador, enérgico, aguerrido, severo e até provocativo pode ser positivo, mas ser ofensivo, colérico, hostil, injurioso, bruto e ameaçador não é…

        Enfim, penso que poderiam planejar melhor a “guerra” (e daria para fazer isso… na Educação, por exemplo, há diversas mazelas que poderiam ser MUITO mais inteligentemente expostas)

        Abs
        LSB

        Curtir

  • Nelson disse:

    Frase infeliz que nunca retratou a verdade. Certamente foi “força de expressão” elitista. Quisera as empregadas do Brasil tivessem a condição de ir para Disney ou qualquer outro lugar do mundo em suas férias. Significaria que estariamos vivendo num país equilibrado e justo.
    Hoje, se houvesse uma pesquisa de quem está viajando regularmente a Miami e para a Disney com os filhos, certamente não se surpreenderia que a maioria seja de funcionários públicos.
    O Brasil produtivo e sofredor, infelizmente, vive e trabalha somente para sustentar essa nobreza.
    O dia em que o serviço público estiver acima do funcionalismo público, isso começará a mudar.
    Funcionalismo público de todos os poderes.

    Curtido por 1 pessoa

  • Olavo Leal disse:

    Caro LBS
    (Resposta ao seu comentário de 14 Fev /11:16hs):
    O ponto que defendo é simples: QUALQUER INDIVÍDUO que passe a ocupar um desses cargos de ministro – Cultura, Meio Ambiente, Educação e Economia, se não alguns outros – será defenestrado pela IMPRENSA NORMAL, pelo simples fato de esta ter uma formação nitidamente esquerdista. Não adianta se esgueirar, ou tentar se esgueirar!!
    Daí, os cães ladram e a caravana passa. Ou seja: cabe a cada ministro em questão conduzir seu ministério da melhor forma possível, já que será defenestrado pela maldita imprensa vermelhinha (que eu chamo de normal).
    Se ele olhar para um lado, deveria ter olhado para o outro; e vice-versa! SEMPRE!!
    Se ele falar, falou errado, SEMPRE!!! Ou ficar calado!!
    Se ficar calado, deveria ter emitido sua opinião! SEMPRE!!
    I la nave vá!!!
    Abs.

    Curtir

    • LSB disse:

      Entendo “seu” Olavo, mas ainda acho que se deve agir com inteligência e taticamente…

      De fato, a “marcação” será sempre cerrada (e até injusta) com certeza, mas, exemplificando o meu ponto:

      Ao invés de criticar a “balbúrdia” nas universidades, critique a incapacidade dos “mestres”, professores e escolas em prover educação financeira…

      Criticar a balbúrdia é dar munição aos seus adversários!!!
      É muito fácil rebater a crítica sobre a tal “balbúrdia”, mas se você estiver criticando a falta de educação financeira, coloca seu adversário em uma posição mais difícil de criticá-lo (ainda que isso seja certo que ocorrerá)…

      Ilustro:
      Se você criticar a falta de educação financeira, os “progressistas” podem até atacá-lo dizendo que você quer uma “educação bancária”, uma “educação para atender interesses financeiros ou dos banqueiros”, MAS a falta de educação financeira é tão gritante, é tão perceptível para o brasileiro comum e tão bem fundamentada que você pode continuar insistindo nesse ponto!
      (ninguém vai poder lhe chamar de “medieval”, retrógrado, destruidor da educação, ignorante, inimigo do conhecimento, etc… até porque você está, nessa situação, criticando a “falta” de educação… está pedindo mais e não menos….)

      Agora, critique a balbúrdia e vem o contra ataque (inimigo do “livre pensar”, inimigo das universidades, etc.) e você tem que “pedir desculpas”, botar o “rabo entre a pernas”, nunca mais falar em balbúrdia e, de certa forma, reconhecer que você estava errado (que foi o que aconteceu nesse episódio…)

      Em suma, saiba “brigar”… (criticando a falta de educação financeira você pode acusar os “progressistas” de sonegar educação, de serem contra o conhecimento, etc…. criticando a balbúrdia, ao contrário, você se coloca em uma posição – dá “espaço” aos adversários – de ser tachado de tacanho e inimigo da educação…)

      Abs
      LSB

      Curtir

  • Alexandre disse:

    A fala desastrada do Guedes – mais uma! – deu espaço para os comentários dos políticos oportunistas, oportunistas políticos (inclusive usando perfis falsos), dos hipócritas (sempre em busca de alguma muleta moral) e dos ressentidos de ocasião.
    Por outro lado, as empregadas domésticas, ou qualquer outra categoria profissional, ou qualquer um que tenha sua renda oriunda do trabalho, enfim, qualquer um que não seja rentista está melhor com o Guedes (inflação baixa, juros baixos) do que, por exemplo, com Mantega (que fazia de tesoureiro do PT enquanto no exercício do cargo, como revelaram as investigações).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: