30 de outubro de 2019 § 8 Comentários

Para ser perfeita faltou à matéria da Globo ouvir o presidente antes de publica-la.

Marcado:

§ 8 Respostas para

  • Edison disse:

    Verdade, Como vc mesmo publicou a algum tempo atrás a imprensa atualmente esta com UM olho aberto, diferente dos governos anteriores com o bolsa-mídia q os mantinha com os DOIS fechados.

    Curtir

  • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

    fakAnews.
    O Povo quer ler notícias e não “fake news”. Aqui no Brasil, onde quase tudo vira piada, as fake news contra o presidente Bolsonaro e todo e qualquer cidadão, poderiam ser apelidadas de fakAnews, ´porque ferem profundamente a reputação sem, muitas vezes, haver a retratação e reparações cabíveis. O passar do tempo e investigações esclarecerão.

    Curtido por 1 pessoa

  • Paulo Murano disse:

    Rir da contradição é opção do leitor atento ao supor algum humor refinado em seus posts Twitter de hoje. Outra avaliação seria decepcionante por confirmar que a ferrugem moral, no Brasil, todo corroi – inclusive jovens senhores de famíias ilustres

    Curtir

    • Paulo Murano disse:

      Em outras palavras,eu entendo que a matéria da TV Globo foi perfeita sendo desnecessário ouvir o funcionário público citado. A injustiça está na falta de bom senso que a histeria coletiva provoca quando o agente da mediocridade faz vibrar em nós o que há de pior, injustiça para com o potencial exepcional do cérebro humano que a tacanhez de cultura subdesenvolvida de um povo impede o florescimento.

      Curtir

  • Olavo Leal disse:

    Se a Globolixo ouvisse previamente o Presidente, a matéria perderia todo o impacto que teve, na tentativa de destruí-lo. Então, melhor dar a notícia capenga e “explicar” depois, “justificando” que foi jornalismo correto (ou coisa assim)!

    Curtir

    • A. disse:

      Concordo que a imprensa deve publicar o que quiser, como quiser. Quem deve exercer a função “filtro” é o leitor-espectador-ouvinte. Sabe quando atingiremos, como sociedade, esse nível de selecionamento? Acertou quem arriscou a resposta: N-U-N-C-A!

      Curtir

      • Olavo Leal disse:

        Caro A.: sinto discordar, pois não acho que a Imprensa (com “I” maiúsculo) deve, ou pode, publicar o que quiser e como quiser. A “imprensa” sim, pode. A Globolixo está agindo como “imprensa”, divulgando meias verdades que, no todo, funcionam como uma grande mentira.
        Motivo: desestabilizar o governo Bolsonaro, mesmo que isso venha a representar a volta da esquerda espúria, com toda a quadrilha se aproveitando do “pudê”.
        Some-se a isso o Supremo fazendo m….s, uma atrás da outra, e seguiremos para o caminho lullodilmistabolivariano => venezuelização.

        Curtido por 1 pessoa

      • A. disse:

        Olavo: 1) não “sinta” em discordar: é um direito seu; 2) você não discordou. No momento em que você separa “imprensa” e “Imprensa” já está usando o “filtro” a que me referi. Apenas alguns são capazes, no momento, de realizar tal “proeza” (sem ironia). Como sociedade, não alcançaremos tal estado neste século…
        Abração!

        Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

O que é isso?

Você está lendo no momento no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: