A imprensa e os fatos: nada a ver

11 de janeiro de 2022 § 9 Comentários

Esta entrevista, publicada no “Estadão” de hoje, é um verdadeiro tratado sobre o custo para o favelão nacional do rompimento entre a imprensa nacional e seus “especialistas amestrados” e os fatos.

§ 9 Respostas para A imprensa e os fatos: nada a ver

  • Carlos disse:

    Infelizmente estas empresas ( Estadão , FSP) deixaram de ser honestas há tempos.Não passam de extensões partidárias e defensoras de setores da economia que nao querem evolução do país em benefício do cidadão.
    Estão fadadas ao desaparecimento, o cidadão nao é idiota …

    Curtir

  • Aurelio Sillas Leones disse:

    Ainda dá tempo desta” imprensa “ salvar o Brasil, ela está nos colocando nas mãos do comunismo, do establishment e mecanismo, e não terá volta! Tudo para só ser do contra com interesses particulares!

    Curtir

  • Fernando Lencioni disse:

    O mais triste de tudo isso é que economia é uma ciência social, por isso as informações disseminadas pela imprensa têm uma força enorme na formação dos preços, na expectativa inflacionária, no mercado de valores e etc. e, invariavelmente, acabam forçando o governo a tomar medidas custosas para conter a onda de expectativas negativas propagada pela imprensa irresponsável e desconectada com seu valores fundamentais.

    Curtir

  • Nada de novo com mercado assustadiço.
    Nada de novo com os sustos que estes governos dão.
    Não se vai longe enquanto for assim.
    Os mercados gostam de estabilidade.

    Curtir

  • whataboy disse:

    Fernão, mas quem publicou que a imprensa e seus especialistas dormiram de toca foi… a imprensa (além desse blog, claro). Criticar e vigiar a imprensa, sim! Viva a imprensa e a livre circulação de ideias, fatos e canetas das mais variadas cores e dimensões.

    Curtir

    • Fernão disse:

      Exato: corrigir o rumo sempre se mantem como possibilidade desde que não se instale a censura. Mas, infelizmente, toda a velha imprensa clama diariamente pela censura que não admite para si, o que explica porque a nova acha-se no direito de pratica-la passando por cima da constituição…

      Curtido por 1 pessoa

  • Mauro C. Andrade disse:

    Eu estou otimista. Mesmo numa época crítica como ano eleitoral em q nossos políticos esquecem do país e só pensam em si. Qdo saímos do insano lockdown eu temia q ver todos falidos, o comércio de portas fechadas, ruas vazias, melhora no trânsito… Não vejo nada disso! Vejo muita gente querendo “recuperar o atraso”, correndo p marcar viagens, consumir o que ficou restrito por tantos meses, filas em vários lugares, desde restaurantes, até sacolões.

    Curtir

  • Jackson disse:

    Mercado nervoso? O ponto principal é que o deficit crônico brasileiro é um prato cheio pra especulador ganhar dinheiro. Ressaltando que esse deficit não é cria do presidente atual e sim dos resultados da Constituição 88 que criou um monte de benefícios para a privilegiatura nacional e depois na mão dos “esquerdofenicos corruptos” entupiu o país com cargos comissionados, dinheiro pra ONGs, artistas globais e pra nossa amada imprensa lixo.
    O resultado de 21 mostra claramente que a competência da equipe econômica atual salvou o país do caos e o presidente, sendo boicotado por todos os governadores, STF e Congresso, tem razão sobre tudo o que fala ao povo, não é de se estranhar a popularidade

    Curtir

  • rubirodrigues disse:

    Não sei o autor mas a sentença é lapidar: Não se iluda. Quem defende a censura não está preocupado com mentiras, mas com verdades.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

O que é isso?

Você está lendo no momento A imprensa e os fatos: nada a ver no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: