Corrida presidencial

15 de fevereiro de 2021 § 14 Comentários


Em solitário se possível, em matilha se não houver outro jeito, não há ideia nenhuma na mesa. Só iscas para atrair a caça: João Dória, o faminto, com suas vacinas; Sérgio Moro, o que prende; Luciano Huck, o conhecido das massas, com a reforma da lata velha; Lula, com seus postes e “campeões” amestrados; Boulos o invasor; Ciro o cabra macho… 

E como quanto mais destruído chegar o país a 2022 maior a chance de cada um, Bolsonaro pode continuar sendo só “o que não sou nenhum deles”…

O Brasil é a China da vez. Nosso salário, quando há, já é menor que o deles. Se tirarmos a privilegiatura da jugular matamos a pau”!

Não. Nada nessa linha…

Nenhum Brasil com que qualquer deles tenha sonhado. 

Andar pra frente? Alcançar o mundo? Isso é sobre democracia. E democracia é sobre a relação de um povo com seu governo. É sobre os limites da ocupação de espaços pelo Estado ou pelo povo. É sobre transformar a caça em caçador e vice-versa. 

Corações e mentes disputa-se com ofertas de poder. O governo do povo, pelo povo e para o povo. Mas no Brasil de Brasília não há povo nem sonhos. Tudo é como é. Tudo será como sempre foi. 

No máximo não se afogar…

Miséria disputa-se pelo tamanho da esmola: “Dou-lhe tanto pra que seja eu”.

§ 14 Respostas para Corrida presidencial

  • Dênio disse:

    Discordo sobre o Moro, pois até o momento ele não manifestou posicionamento sobre assuntos que não sejam diferentes dos de justiça e segurança pública. Ele é uma incógnita em termos políticos e econômicos.

    A realidade é que o brasileiro acredita que não precisa de salvação para a escravidão que vivemos. Ainda não chegamos ao fundo do poço.

    Até o momento pelo seu passado e atitudes, Moro talvez seja a melhor opção, porém considero um erro estratégico caso ele saia como candidato a presidente, pois o establishment irá aniquilá-lo.

    Qualquer mudança profunda somente irá ocorrer partindo do Congresso, pois ela é o norte de qualquer nação, o guia dos poderes executivo e judiciário, e claro, da sociedade.

    Moro como candidato a senador talvez estrategicamente seja no momento um caminho mais curto e eficiente para, caso seja seu interesse e desempenho, sentar na cadeira presidencial.

    Os brasileiros estão cansados de falsos profetas e heróis. De nada adianta tentar ajudar a direcionar a sociedade enquanto ela acreditar estar no caminho certo.

    Moro como senador, caso seja eleito, terá oportunidade de mostrar a que veio.

    Curtir

    • Flm disse:

      Moro, Dalagnol e cia., mais todo mundo que acha que Lava-Jato é tudo que nos falta, acredita que o Brasil está bem de democracia, faltando só mais um pouco de polícia.
      Eu acho que isso é ilusão de noiva.
      Só acredito em sistemas onde o povo é a polícia, com voto distrital puro, recall, iniciativa e referendo (e mais adiante eleição e recall de juiz).
      Eu só acredito em democracia, Denio, porque isso é a única coisa que a História nos diz que funciona. O resto é ilusão e desilusão…

      Curtido por 1 pessoa

      • Dênio disse:

        Fernão, sou um admirador do sistema eleitoral americano e devo a você, através de suas postagens, perceber que poder concentrado em demasia, não é Democracia.

        Voto distrital puro, recall, eleições de retenção, leis de iniciativa popular e referendos, todas essas ferramentas do sistema eleitoral americano me faz crer que é superior ao nosso sistema e realmente dá poder ao povo para definir seu futuro.

        Assim como você, tenho convicção de que somos meros escravos do establishment.

        Sobre minha opinião em relação ao Moro, reforço que é uma incógnita. Não sei como acredito que também ninguém saiba, qual é sua visão de Democracia. Taxá-lo, como favorável ou não, talvez seja prematuro independente da opinião. O que tenho certeza, que é uma posição de estúpido quando é 100%, é que Bolsonaro, Lula, FHC, Cirão da Massa, e qualquer um que venha atrelado ao mdb, psdb, pt, dem, centrão, não são opção de mudanças que almejamos.

        Curtir

    • NATALIN disse:

      AMIGO O MORO E SUA EQUIPE SÃO FAKES. MORO FOI UMA PRODUÇÃO DOS TUCANOS PARA RETIRAR OLULA DO PAREO E ASSIM VENCEREM UMA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL POIS SEMPRE FORAM INCOMPETENTES. NA VEZ DO ALCKMIM APARECEU O BOLSONARO COM SEUS ELEITORES DESCONTENTES E FERROU O ESQUEMA. O MORO É UMA FRAUD. PRODUZIDO PELAS ELITES MUNDIAIS PARA DESTRUIR A DEMOCRACIA.

      Curtir

    • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

      Sr. Denio, que já estão tentando fritar o juiz Sérgio Moro como futuro candidato à presidente ou a senador da república isso já estamos a presenciar, com os recursos para acessar as gravações ilegais de seus telefonemas, com o procurador Deltan Dallagnol – outro a ser fritado – ,por hackers, se depender dos que detém o poder e fazem de tudo para se perpetuar nele.
      Na disputa pelo poder surgirão manobras que poderão gerar tiros pela culatra e mostrarão que o universo deses candidatos poderá encolher se surgir um fato que seja como o telescópio Hulble, que expandiu a nossa pequena visão do universo para algo em torno de milhões de galáxias.
      O voto distrital puro com recall é o telescópio Huble que a maioria dos eleitores ainda não experimentou, pra abrir-lhes o conhecimento para atuação numa democracia de fato.
      Com a Lava Jato os brasileiros sentiram o gosto de serem levados em consideração pelas autoridades, mesmo em meio a eventuais disputas e tramoias eleitoreiras.
      É preciso que haja a reforma político-partidária, para acabar com partidinhos de aluguel, caciques hereditários, fundos de campanha e foros privilegiados para políticos praticarem bandidagem e restarem incólumes perante os bons juízes.
      O povo precisa cobrar constantemente os eleitos, apontando as falhas e puxando-lhes sem dó o tapete ao negar-lhes o voto, mesmo que em seu lugar seja eleito um outro craca não tão experiente. E um dia o castelo de cartas cairá.
      Atuar sobre as cabeças que ora ocupam o Senado e a Câmara, e nas Câmaras municipais e,em breve, poderemos ver mudanças rápidas.
      Levar ao judiciário eleitoral os partidos que não cumpram os seus estatutos e encerrar aqueles que não os tem.
      É do Congresso que temos que deverá se iniciar a mudança. Trabalho para titãs, sendo o maior deles o povo com suas lideranças mais esclarecidas e traquejadas nas artes da política.

      Curtir

  • Gilson Almeida disse:

    Tudo é como é. Tudo será como sempre foi. Infelizmente. A esmola está sendo discutida no congresso. Só isto. Trabalhar as reformas. Nem falam. Moro será destruido pelo supremo. Magnifica as declarações de suas santidades. É o que temos.

    Curtir

  • LOCC disse:

    A meta, o objetivo final, já está fartamente demonstrada. O problema é a receita pra chegar lá. Esperar uma iniciativa popular é inócuo, basta ver a história recente. Mudança através de algum dos três poderes é sonho de inocente. Então, como???

    Curtir

  • Mário Rubial Monteiro disse:

    O problema do Brasil é que nossa matéria prima, o povo, é uma lástima desde que Cabral chegou ao Brasil. São 521 anos de roubalheira, conchavos e o privilégio da minoria. Leiam OS DONOS DO PODER de Raymundo Faoro. Depois vomitem lendo o livro WHY NOT da Raquel Landim, contando a história dos irmãos Batista (Friboi). Também A ORGANIZAÇÃO, sobre a Odebrecht, de Malu Gaspar.
    E concluirão que só uma Revolução à Francesa, com guilhotina e tudo, será capaz de dar alguma esperança para este Brasil.

    Curtir

    • Flm disse:

      Na França a revolução francesa não resolveu…
      Na minha opinião porque nunca foi autenticamente revolucionária. Foi apenas uma explosão de ódio, nas de um povo latinamente viciado em ser mandado.

      Curtir

      • Mário Rubial Monteiro disse:

        Verdade. De ódio aos privilégios da corte. É mais ou menos o que sempre aconteceu no Brasil. Na pirâmide da distribuição de renda, lá no topo, só os privilegiados. Só que aqui não há nenhuma chance de acontecer: Somos um “povo ovelha”, sempre tosquiados.

        Curtir

  • Marcelino Medeiros disse:

    Artigo brilhante, para variar. BRASIL PRECISA DE INSTITUIÇÕES, não de indivíduos “salvadores”. Na verdade, chega desses últimos. SEM Reforma Política de verdade, nada muda. Afinal, “[t]odo povo tem as instituições que merece.” (desculpem a “mudança” da frase original).

    Curtir

  • Flm disse:

    Exato, Marcelino, exato…

    Curtir

  • Marlene Correa disse:

    Como sempre o autor pega na jugular.pena q o povo nem tem tempo pra ler e qdo lê não entende e assim se perpetua o círculo viciado

    Curtir

  • Gilson Almeida disse:

    Que aconteceu Fernão? Deixou de escrever?

    Curtir

Deixe uma resposta para Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Corrida presidencial no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: