Corrida presidencial

15 de fevereiro de 2021 § 14 Comentários


Em solitário se possível, em matilha se não houver outro jeito, não há ideia nenhuma na mesa. Só iscas para atrair a caça: João Dória, o faminto, com suas vacinas; Sérgio Moro, o que prende; Luciano Huck, o conhecido das massas, com a reforma da lata velha; Lula, com seus postes e “campeões” amestrados; Boulos o invasor; Ciro o cabra macho… 

E como quanto mais destruído chegar o país a 2022 maior a chance de cada um, Bolsonaro pode continuar sendo só “o que não sou nenhum deles”…

O Brasil é a China da vez. Nosso salário, quando há, já é menor que o deles. Se tirarmos a privilegiatura da jugular matamos a pau”!

Não. Nada nessa linha…

Nenhum Brasil com que qualquer deles tenha sonhado. 

Andar pra frente? Alcançar o mundo? Isso é sobre democracia. E democracia é sobre a relação de um povo com seu governo. É sobre os limites da ocupação de espaços pelo Estado ou pelo povo. É sobre transformar a caça em caçador e vice-versa. 

Corações e mentes disputa-se com ofertas de poder. O governo do povo, pelo povo e para o povo. Mas no Brasil de Brasília não há povo nem sonhos. Tudo é como é. Tudo será como sempre foi. 

No máximo não se afogar…

Miséria disputa-se pelo tamanho da esmola: “Dou-lhe tanto pra que seja eu”.

§ 14 Respostas para Corrida presidencial

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

O que é isso?

Você está lendo no momento Corrida presidencial no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: