O desabafo de Bolsonaro

22 de maio de 2020 § 37 Comentários

O vídeo da reunião ministerial que o ministro Celso de Mello mandou exibir põe Sérgio Moro num buraco difícil de sair. O que restou dele foi seu passado. Apesar de tudo, nessa reunião, que confirma o que o mundo inteiro já sabia a respeito do “estilo Bolsonaro” e do eventual desconforto de vê-lo em ação em estado bruto, tudo que passa por baixo daquela chuva de palavrões é a evidente boa fé de um homem acuado e sua sintonia com o Brasil Real.

O que se ouviu ali sobre Brasília e seus habitantes é o que se ouve o tempo todo nas ruas do Brasil.

O desabafo subsequente na porta do palácio confirma e reforça essa impressão e serve de alerta para a atitude suicida da parcela da imprensa que embarcou no mesmo tipo de viagem sem volta que Alexandre de Moraes iniciou contra os fatos ou, pior, na recusa de Celso de Mello a desembarcar dela apesar de todas as evidências. A pressão injusta, covarde e desproporcional aos fatos que tem sido atirada sobre ele justifica o seu desabafo a põe em questão a própria instituição do jornalismo o que é uma auto-ameaça muito mais grave para a democracia num país institucionalmente imaturo como o Brasil que qualquer outra que possa vir de fora tentando atingir a imprensa.

Já esse pedido de apreensão do telefone do presidente da república, manifestamente absurdo, confirma que o jubilamento de Celso de Mello chegou mais tarde do que seria bom para a biografia dele e para o Brasil. A manifestação do general Augusto Heleno a esse respeito é, no entanto, precipitada, contraproducente e perigosa num quadro que, de parte a parte, é claramente orientado pela emoção e, portanto, altamente explosivo. O enfrentamento direto entre dois “celsos de mello” só poderá piorar as coisas.

O Brasil, que estava à beira de um armistício entre a presidência e os governadores do qual anda agudamente necessitado, está agora nas mãos de Augusto Aras de quem se espera a necessária serenidade para apagar esse incêndio antes que as labaredas se levantem.

Marcado:, , , , ,

§ 37 Respostas para O desabafo de Bolsonaro

  • dibertin disse:

    A imprensa e vc também quebraram a cara, Bem feito

    Curtir

  • GATO disse:

    Tá ótimo, vamos armar até os dentes toda essa população dos morros das favelas, dos bairros e tá tudo resolvido, como se já não estivessem armados, com milícias organizadas e com um plano de assalto a nação. essa é a solução. Fora que quando esse vídeo for exibido em salas internacionais, vamos ter fila de investidores desembarcando em nossos/ arrendados aeroportos. VIVA ZAPATA.- DESABAFO DE QUEM?????

    Curtir

    • Lourenço disse:

      Os investidores internacionais vão voltar correndo

      Curtir

    • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

      Sr.Gato, ha!, muitos investidores nefastos não perdem uma boa promoção e não estão nem aí com os povos quando os donos de suas “casas” entregam o que não é deles , mas do patrimônio público, tudo em nome do progresso deles- privilegiatura – e o povo que se contente com migalhas, pois vai sempre pagar as farras dos maus políticos. Os investidores estão na deles, nós é que precisamos despertar e trabalhar legalmente para mudar essa situação deplorável de rico país pobre de espírito nas lideranças.

      Curtir

      • GATO disse:

        Sr. HSAPH, acredito que suas observações estão corretas, entretanto além dos investidores saberem muito bem o que querem, $$$$$ e quem não quer, nossas lideranças além de pobres de espírito são patrimonialistas, interesses da nação sempre por último, faltam estadistas.

        Curtir

    • Jose Roberto disse:

      Os investidores fugiram da China?

      Curtir

  • Marize de Carvalho disse:

    Sergio Moro fez uma única acusação ao PR: querer controlar a PF
    O resto foi imaginação do planalto, dos políticos e da imprensa. A acusação do Moro foi comprovada! O resto foi blá-blá-blá!!!!

    Curtir

  • marcos a. moraes disse:

    Quantos Vespeiros existem? Vc não se envergonha? E a família, ainda lhe dá entrada no Estadão?

    MAM

    Curtir

    • Adriana disse:

      Você é um grosso egocêntrico. Vem toda vez ofender o trabalho do Fernão, que escreve excelentes textos opinativos.
      Você é vazio, escreve poucas linhas grossas e ofensivas o atacando. Para com isso!
      Ao invés de pisar no Fernão para tentar aparecer e encher seu ego, vá escrever algo com talento e encontrar seus leitores.
      Cai fora!

      Curtido por 2 pessoas

    • Lourenço disse:

      O Estadao precisa de vc Fernao

      Curtido por 1 pessoa

  • Adriana disse:

    Moro é um bom sujeito e de bom caráter. Mas ficou pequeno e apagado na reunião ministerial.
    Concurseiro e juiz, profissões cuja experiência de 2 anos contada costuma ser de mentira, com assinatura em 2-3 petições de amigos. Depois é dada uma caneta, e as palavras ‘eu determino’ são o dialeto predileto.
    Questões cruciais foram discutidas. Houve exposição a parceiro comercial que é grande potência, que por sua falta de liberdade e propagação da pandemia terá que responder perante o mundo na nova ordem mundial.
    Fiquei pensando se Moro não seria um espião chinês. Há um vídeo sobre a China, falado em português de Portugal, onde os desafetos são tratados como Moro fazia. E se ele pediu o vídeo para expor à China conteúdo tão importante?
    De todo modo, ele se apequenou. Bolsonaro continua o mesmo, mas até os eleitores que o abandonaram já percebem que sim, fizeram a melhor escolha.

    Curtido por 1 pessoa

  • Renato Jacob disse:

    Brilhante o seu artigo O Desabafo de Bolsonaro. Parabéns

    Curtido por 1 pessoa

  • Lourenço disse:

    Muito bom

    Curtido por 1 pessoa

  • Alexandre disse:

    Imagine o que seria revelado nas reuniões ministeriais da Era PT, caso depois viessem a público…

    Curtir

    • A. disse:

      Quando vamos deixar o PT no passado (ou na cadeia) e virar definitivamente essa página? Chega, Alexandre!

      Curtir

      • Alexandre disse:

        Mencionei o PT porque vi (acho que todos viram) coisas naquela reunião que são, corretamente, criticadas agora pela imprensa, a mesma imprensa que suavizava ou relativizava os crimes do petismo. Bolsonaro está aí hoje em grande, e por efeito rebote, graças ao lulopetismo.

        Curtir

      • A. disse:

        Alexandre: suas duas observações são corretíssimas. Mas são inócuas. Não adianta nada ficar olhando pelo retrovisor e atirando pedras em quem já é passado. Se a imprensa tivesse sido tão zelosa durante 16 anos como é agora talvez não tivéssemos sentido o fundo do poço nos fundilhos. O ser humano em geral reluta em fazer “mea culpa” mas há categorias que levam isso ao paroxismo: os artistas, os políticos e a imprensa. (talvez você consiga completar a lista).
        Abração! Bom final de semana!

        Curtir

      • Alexandre disse:

        As omissões do passado explicam o presente, e apontá-las ajuda a que não sejamos vítimas delas novamente.

        P.s,Não tenha tanta certeza de que eles “já são passado” (mesmo porque o petismo vai além da sigla partidária).

        Curtir

  • Edson Cadette disse:

    Quen não tem argumentos de ideias usa palavras chupar numa reunião onde deveria ser discutidas estratégias para conter e diminuir ao máximo as mortes relacionadas ao COVID-19. A cada dia que passa o Brasil aí ficando cada vez mais isolado mundialmente. Depois que passar essa pandemia países ao redor do planeta pensarão duas ventes antes de entrar num acordo comercial com o Brasil. O presidente Donald Trump que é admirado quase que “amorosamente” por Jair Bolsonaro só se preocupa com Uma coisa. Os EUA. “Donald Trump cares about Donald Trump.”

    Curtir

  • Nivaldo disse:

    Nossa que digno, acho que vou chorar, o homem real e sincero que entende o sentimento do povo? Você, tal qual a velha guarda da imprensa que sofreu massacrada pela esquerdalha, quer por que quer justificar um canalha sem o mínimo preparo sequer para criar os filhos, quanto muito cuidar de uma nação. Seja digno e não fique balançando como um pêndulo, ou não foi vc que escreveu que ou tirem ele de lá ou ele acaba com o Brasil? Seja firme em suas posições.

    Curtir

  • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

    Durante sua campanha eleitoral Bolsonaro em público falava tantos palavrões quando defendia a igreja evangélica, a moral e os bons costumes, ou quando defendia a família brasileira? Na época lembro que ele já maltratava a imprensa e seus profissionais com seu vocabulário chulo e muito indecente para o cargo que ocupa. Agrediu o mundo inteiro com seus rompantes, bem ao gosto dos caudilhos autoritários.
    Na questão da Amazônia – incêndios, desmatamentos, a questão indígena e a presença depredatória de mineradores de ouro e outros minerais – 20.000 ou mais indivíduos conforme o fotógrafo Sebastião Salgado ( da Academia Francesa de Artes), além de empresas – ofendeu cientistas e renomadas instituições pesquisa nacionais e internacionais alegando a defesa da pátria, ao mesmo tempo que ignora os resultados científicos cabais acerca do perigo representado pela cloroquina para uso em pacientes com a covid-19 em pacientes com comorbidades. Somam-se os apoios que ele já deu para as marchas e passeatas de seu séquito de apoiadores que pedem o fim do STF e do Congresso Nacional defronte a Quarteis e na Esplanada dos Ministérios, como se esse fosse o meio lícito para fazê-lo. Nomeia os ministros e deles exige fidelidade total às suas decisões, muitas das quais os supremos ministros tratam de modificar, ou anular. Na questão do controle de armas e munições acabou criando situação de ver seus decretos (?) serem anulados por contrariar as leis que dão ao Exército Brasileiro essa atribuição. E, uma após a outra atitude rompante contunde a todos que o contrariem na opinião, usando até ofender a esposa do presidente da República (de fato) Francesa. Hoje ele antagoniza com a Organização Mundial da Saúde – OMS numa hora em que o mundo tem que se unir para o combate à pandemia que esta matando seres humanos como moscas, dizendo descaradamente que se trata de uma gripezinha e que assim mesmo, as pessoas morrem… e completa dizendo aos repórteres: “E daí”?
    O ex-ministro Sérgio Moro, saiu na minha modesta opinião com muita honradez, mesmo que tardiamente, porque foi leal ao presidente sem violar as instituições da República, mesmo se pressionado. Certamente saberá se defender unto ao Supremo Tribunal Federal -STF.
    Quanto aos ex- ministros Mandetta e Teich da Saúde tudo está muito bem entendido pela maioria dos seus eleitores decepcionados: sendo que o interino atual apoiou o presidente na questão da cloroquina poder ser usada em pacientes com a covid-19.
    Há muitas coisas que percebe-se estão sendo negociadas entre partidos e governo, com a participação de empresários com os mais diversos interesses. E, agora, liberados os bilhões para os governadores e por exrensão aos prefeitos para enfrentarem a pandemia muito nhe-nhe-nhém vai rolar em nome da pátria. E o povo, ora o povo,
    Os partidos do centrão já encontraram uma nova maneira de receber apoios do governo federal.Daqui para frente veremos como se metamorfosearão so demais partidos visando as eleições de 2022 que exerce fascínio sobre os interesses presidenciais.
    Enquanto isso a morte, a pestilência e a fome ceifam vidas do “impávido colosso” da visão positivista e que as igrejas não tem nada a reclamar. As universidades e seus sábios não fazem as cobranças devidas ao governo – não me refiro a salários e gratificações – mostrando-lhe o caminho correto a seguir, talvez porque dominadas pelo esquerdismo gramisciniano-estalinista dos tempos dos nefasots ex-presidentes cassados Lula da Silva e DIlma Vana Roussef agraciados com mordomias absurdas.
    O artigo do general Hamilton Mourão (Estado14/5.A20) no qual tentou fazer apaziguamento de ânimos e defender Bolsonaro que tratou com perseguido pelos outros dois poderes, acabou sendo uma estratégia falha e que o expôs ao perigo de ouvir do presidente um sonoro “cala a boca”. seguido de um período de silêncio obsequioso…
    Para concluir vem o general Heleno declarar através de ofício que não se pode apreender o telefone celular de Bolsonaro, talvez para preservar as nossas instituições e não deixar o povo fervendo em revolta explícita!
    Pago para ver o que a imprensa vai escrever, falar e mostrar imagens sobre análises de seus melhores repórteres que agora tem uma boa oportunidade para mostrar se o são de fato.
    Minha nausea aumenta a cada dia, por isso faço questão de não me calar, pois creio que faço jornalismo propositivo e prol do bem comum.
    Dormirei sob esse pesadelo, diante de tanto desrespeito?
    Money, money, money…

    Curtir

    • GATO disse:

      Novamente, estou de pleno acordo com suas palavras, com exceção de”Dormirei sob esse pesadelo”. Vou dormir muito bem apesar desse clima de bang-bang, pois mereço o sono dos justos, trabalhando para obter mais respeito, pois tenho uma vida de realizar tudo direito.

      Curtir

  • António Posser de Andrade disse:

    É isso aí Fernão, em cheio, Bolsonaro igual a si próprio e cutucando os ministros (Moro) que tinham agenda própria. Acima de tudo um homem Brasileiro a defender o Brasil. Mas onde mais concordo contigo é no que se transformou a imprensa Brasileira, é assustador, já nem falo do Globo ou outros mais engajados mas o que é que aconteceu ao Estadão??? Tudo isso é pela grana? Assustador mas devo dizer que não é só no Brasil, aqui na terrinha, ainda agora, o Governo decidiu doar 15 milhões para os principais grupos de midia no claro intuito de os comprar. O jornalismo isento que era um dos pilares da democracia está desmoronando. Muito preocupante.

    Curtido por 2 pessoas

  • Sonia de Carvalho disse:

    Os eleitores de Bolsonaro o conhecem, sabem que ele não é papagaio de marqueteito pago a peso de ouro com dinheiro roubado dos cofres públicos! Bolsonaro não repete discursinho preparado para enganar o povo! Fernão está certíssimo!! Ele está em sintonia com o Brasil real, com o povão do interiorzão do Brasil!!

    Curtido por 2 pessoas

  • Carmen Leibovici disse:

    Foi você mesmo quem escreveu este artigo,Fernão?
    Não dá para entender,por várias razões e contradições.

    Curtir

  • Ricardo Luiz disse:

    Muito bom e claro, evolutivo e honesto.

    Curtir

  • Walter Emir Alba disse:

    Concordo. Bolsonaro parece acuado no video. Bolsonaro teve o apoio da impressa, e até de um grupo de políticos de outros partidos fora PSL no inicio do governo. Mas, no seu estilo neopopulista, bateu e atacou a impressa e a política, muitas vezes injustamente, alem das fake news nas redes sociais. Agora esta sendo atacado e é visto por alguns como um perigo para as instituições. É um troco merecido, mas excessivo.

    Curtir

  • Kederis Wilson disse:

    Estranho, como outros leitores, este artito. O 3o parágrafo eu não entendi. Mas da Reunião ficou claro que Moro saí de cabeça erguida, sofreu pressões monstruosas mas não se curvou.
    Quanto a Bolsonaro é muitas palavras chulas, é muitas idas e vindas, muito morde e assopra.
    Quanto á mídia mainsteam é o que vem sendo há tempos, dominada pelos “intelectuais’ e “Prof das UFs” com forte viés esquerdista. Mas Bolsonaro devia saber disto.
    Quanto à fala de Weintraub sobre Brasília, achei perfeita, até a frase abjeta que recomenda prender ministros do STF.
    Há muito mais, aqui apenas breves observações.

    Curtir

  • terezasayeg disse:

    Devo discordar frontalmente, Fernão. O que vi lá foi um homem preocupado em se defender e defender sua família, um homem que confunde Estado e governo e que acha que as instituições do Estado devem servir ao ocupante de turno do Planalto, para acobertar sabe-se lá o quê.
    Não vi preocupação real ou plano para combater a pandemia, exceto por parte do Teisch, que foi demitido rapidamente e vi muitos ministros numa atitude bajulatória constrangedora (pelo menos para mim).
    Vi um homem com problemas psicológicos graves: mania persecutória e delírios de grandeza (quem manda aqui sou eu!) e ai de quem discordar.
    Ele ainda não percebeu que grande parte dos 57 milhões de votos não foram dele e sim do PT.
    Que raio de líder é esse? O presidente tem antes de tudo que conciliar várias posições e tentar obter o melhor consenso possível. Não foi o que vi lá.
    Meu voto ele não tem nunca mais.

    Curtir

    • GATO disse:

      Sra. Tereza, perfeita análise, só quero acrescentar e ressalvar que armas na mão da população não pode ser prioridade de um governo, já basta o vírus e as balas perdidas, para mim as intenções são claras…..

      Curtir

  • Parabéns pelo texto, correção ocular para os miopes abduzidos pelo politicamente correto.

    Curtido por 1 pessoa

  • Vicente Lino disse:

    Concordo inteiramente. Parabéns Fernão. Falta coragem e imparcialidade à imprensa para a correta interpretação dos fatos. A maioria dos ataques é gratuita e oportunista. A má-fé campeia descaradamente na oposição e na imprensa.

    Curtido por 1 pessoa

  • Cirval disse:

    Há o preço da covardia também. Aceitar o que o Capitão Covid-19 vem fazendo com o Brasil é ser covarde demais. Desabafo? Estamos cansados de saber que o Capitão Covid-19, família e amigos estão umbilicalmente ligados a milicianos cariocas. Milicianos foram condecorados pelos filhos. Ou não? Passar a mão na cabeça do Capitão Covid-19 é como acariciar ouriço. Tire a mão dessa cumbuca! Alguém escreveu sobre uma reunião ministerial? Ou antro de bandoleiros? O pouco conhecimento que tenho sobre reuniões ministeriais me faz crer que ocorrem para discutir os problemas das pastas e como resolver a gravíssima situação que o país está passando e, sabemos, passará em um futuro próximo. Quem assistiu ao vídeo notou alguma palavra relativa à situação do país? Nenhuma, não é verdade? Desculpe-me, a única palavra coerente com uma reunião ministerial saiu da boca do Teich, o demissionário, que foi tratado como Nerso pelo Capitão Covid-19, Aliás, há pouco foi convidado para ser consultor no Ministério da Saúde, e não aceitou. Ele sabe com quem estaria lidando. Outra mentira deslavada é que o Ministro Celso de Mello requisitou o celular do Capitão Covid-19. Ele, na verdade, enviou o pedido ao Aras. Aí, o Heleninho, incompetente e criador de crises desnecessárias, muito ligado ao Carluxo Bolsonaro, aproveitou a ocasião para espalhar que o Ministro havia pedido o celular do Capitão Covid-19. Este e o Heleninho nasceram um para o outro. Muitos criticam os governadores e prefeitos, mas eu perguntaria se não fossem eles, como estaria a situação da pandemia no país? Alguém já pensou se fossem seguidos os passos do Capitão Covid-19, aquele da gripezinha? Gripezinha se cura com com alho e limão, como bem disse o Vereza, mas o Capitão Covid-19, em seus arroubos de curandeiro charlatão, astrólogo e cientista aloprado, receitou cloroquina, cujos estudos científicos de renomados pesquisadores internacionais demonstraram (vejam no JAMA, The Lancet, etc.) não ter efeito na Covid-19. Ao contrário, poderia causar grandes riscos à saúde, já bastante conhecidos. O Capitão Covid-19 disse que não haver problema porque se trata um placebo. Ora, se isso fosse, só restariam ao paciente os graves efeitos colaterais. Parlamentar do baixo clero do Centrão, chegado ao Maluf, o Capitão Covid-19 disfarçou-se de salvador da pátria e, até hoje, incautos o veneram. Pobre país que tem um sujeito tão baixo como presidente. Gostaria de ter oportunidade de ver o Capitão Covid-19 mudando a sua forma de agir como ditador, mas chacal perde o pelo mas não perde o vício. Parabéns para a imprensa brasileira que sabe com quem está tratando e enfrenta com destemor os desatinos presidenciais. Quem sabe em 2022 possamos nos livrar dessa erva daninha. Mas, e se o Heleninho continuar a ruminar o seu raciocínio de jerico?

    Curtir

  • barbajunior disse:

    O que realmente gostaria de ouvir desta reunião foram as partes que o Celso de Mello mandou cortar. O que e como o governo vê a China e a segurança alimentar chinesa!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento O desabafo de Bolsonaro no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: