Cloroquina ou não cloroquina?

18 de maio de 2020 § 40 Comentários

É bom não esquecer: cloroquina ou não cloroquina é uma questão que só pode tornar-se problemática numa medicina estatizada onde que remédio você toma ou deixa de tomar é decisão de políticos e não de médicos. Nos hospitais privados toma-se contra o Covid-19, que mata de 20 jeitos diferentes conforme cada corpo invadido, o que o exame de cada doente recomendar ao médico que receite. Mas nos hospitais públicos só vai ter na farmácia aquilo que o político de plantão achar que deve, seja pela razão que for. Daí estarem esses hospitais sempre no limiar do colapso. A oferta pro marajá que decide será sempre maior que as razões médicas para se construir ou comprar o que quer que seja para a saude do povo.

UTI’s à beira do colapso onde, cara-pálida? Nos hospitais públicos, é claro. Como sempre. Eu passei 60 anos assistindo na TV gente morrendo sem atendimento pelo chão de hospitais imundos sem precisar de pandemia nenhuma neste país que proporcionalmente mais gasta com saude e com educação publicas no mundo. Por bem ou por mal, o favelão nacional faz a sua parte. Arrancam dele o dinheiro dobrado, triplicado, quadruplicado, o tanto necessário para coloca-lo na miséria em que está. Mas nunca, jamais, tudo isso vira alguma coisa que não dê náuseas…

Os hospitais privados, graças também à desinformação para criar o medo-pânico do Covid, estão às moscas. Uma diária de internação nas UTI’s dos hospitais de luxo de São Paulo sai em torno de R$ 2 mil por dia. Mas os governadores bandalhos saem por aí comprando equipamentos e construindo hospitais superfaturados em tendas em vez de alugar o que está sobrando.

Só tem uma coisa decente para se fazer nessa pandemia, diga-se de passagem, que é dar a cada prefeitura, que sabe o que se passa no seu terreiro, a decisão do que fazer com a sua pandemia. No máximo os governadores e o presidente deviam estabelecer os parâmetros mínimos – e repito, mi-ni-mos – para nortear a ação dos prefeitos.

Fora daí é só esse pisotear de cadáveres que a cada dia que passa faz mais insuportável o nojo!

Marcado:, , , , ,

§ 40 Respostas para Cloroquina ou não cloroquina?

  • marcos a. moraes disse:

    texto idiota.

    MAM

    Curtir

  • luizleitao disse:

    Em 2018, no hospital IGESP, em SP, eu me informei sobre o custo da diaria de CTI/UTI: R$ 20 mil para particulares; R$ 14.000 para convenios.

    Curtir

    • A. disse:

      O aluguel de uma cova sai por quanto?

      Curtir

      • GATO disse:

        Tô vendendo um Jazigo para quatro caixões por 22 mil reais, quem tiver interesse, escreva. É lá em Mogi das Cruzes, tá vago.

        Curtir

    • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

      luizleitão, quanto pagam por um cadáver para se fazer pesquisa em seus órgãos internos, retirada de próteses para revenda ou mesmo para fazer trabalhos de magia, como a imprensa há muito tempo relata vez por outra? Acredite, nem depois de mortos nos deixam em paz. Não é só do boi que se aproveita quase tudo, do corpo humano também.

      Curtir

  • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

    A maioria dos centros de pesquisa de empresas particulares e instituições universitárias em todo o mundo alertam para os perigos do uso da cloroquina e deixando para os médicos a decisão de usá-la ou não em cada caso. No Brasil os políticos determinam o que deve ser ser usado, impondo aos profissionais da medicina e farmacêuticos o que devem usar e receitar.
    Aqui até o presidente da República(?) Federativa (quem se lembra?) do Brasil ( ou da privilegiatura?) se deu a rompante de impor o uso da cloroquina, sem maiores explicações do porque dessa atitude política, que CONTRARIA o que a ciência propõe e a maioria dos países praticam
    O auto suficiente incorrigível já tirou de seu caminho errado dois ministros da Saúde – Mandetta e Teich – e agora quer eventualmente impor um ministro que faça exatamente o que ele ordenar, e ainda joga na mídia informações sobre a cloroquina como remédio salvador para todos os brasileiros…democraticamente, mas não fala se vai pagar as despesas de funeral dos que forem vítimas de sua aventura ditatorial.
    É sim de dar náusea na própria náusea.
    A propaganda mentirosa distorce a tudo e persegue os bons e qualificados profissionais que deveriam ser ouvidos e acatados.
    Uma coisa é a imprensa ir atrás de boas novas sobre eventuais novos produtos que possam ser a solução para o tratamento da covid-19, pois este é seu papel: investigar para esclarecer e fomentar muitos debates produtivos para se alcançar o tratamento mais seguro e eficaz até que seja criada uma vacina contra esse vírus modificado, que até a pouco era desconhecido em seu comportamento pela ciência.
    Pergunto se o interesse do que está presidente pela cloroquina tem algum viés político, rendendo lucros para campanha política Brasil afora, ou até uma nova forma de se criar um “fundo eleitoral”.
    Já temos através da imprensa mundial a informação de que vacina ainda demorarão a ser ofertadas para uso público, salvo algum acontecimento alvissareiro surpreendente
    Abordei aqui no VESPEIRO>COM em {posts} anteriores o assunto das Santas Casas de Misericórdia por serem em número expressivo, num total próximo a 1200 delas, muitas com funcionamento suspenso por falta de condições financeiras para continuar seu trabalho de benemerência – este termo soa como palavrão, coisa de mal educados, nos ouvidos de
    políticos que fazem da saúde um comércio para angariar votos – mas continuo sem entender porque só ficamos a enxugar gêlo quando gastou-se nos PAC da ex-presidente Dilma Vana Roussef muito mais em obras que mal saíram do chão.Aqui em Rio Claro-SP quando ela e Temer lançaram sua campanha para a presidência, na gare da antiga estação ferroviária, seu discurso aos prefeitos e deputados presentes era de que: quem apresentar projeto terá financiamento… que agora já sabemos onde foram parar nas mãos de patotas invasoras da administração pública nacional.
    Quando generais no “gobierno” declaram o que declararam sobre o que não disseram (?) naquela reunião do presidente com seus ministros, secretários, empresários e outros, fico a imaginar se já não estamos num regime militar branco, disfarçado, por isso a arrogância do incorrigível. Ao menos é isso que me parece.
    O povo, ora o povo; que votem e fiquem quietinhos senão…
    O povo tem que pressionar e dizer em alto e bom panelaço, ou um peinicaço como já propus, mostrando sua náusea pelo que temos como resposta pelos impostos que pagamos e são por décadas desviados com sete dedos pela patota de politiqueiros e muitos partidos inúteis.

    Saúde para todos e fiquem em casa, porque lá fora estão os maus políticos e muitos maus empresários, corruptos e corruptores que lhe querem enfiar a cloroquina, mesmo que você não deseje.
    Penso que o “jornalismo propositivo” não pode maquiar a realidade e o que acima escreví é para mim muito proposito e alento para os que clamam por justiça! Alô Supremo Tribunal Federal – STF, acordem!

    Curtir

    • flm disse:

      Desculpe aí, Herbert, mas o STF está na categoria “eles” e quem deveria decidir tudo, inclusive a justiça ou injustiça das decisões deles, é a categoria “nós”. “Eles”, todos “eles”, só podem ser o que são hoje porque “nós” não podemos nada em relação ao julgamento das decisões deles.

      Distrital puro para sabermos quem representa quem, portanto, e para que cada um de “nós” possamos julgar E SENTENCIAR as decisões “deles” e, inclusive e principalmente, discutirmos e aceitarmos ou não uma constituição.

      Aí sim, poderemos começar a aceitar de caso pensado as decisões de num STF.

      Curtido por 2 pessoas

      • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

        Grato por reiterar o que você à exaustão pessoa sua tem explicado aqui neste fórum que criaste para a proposição do sistema de voto distrital puro com retomada de poder dos incompetentes, referenduns e iniciativas de se propor leis, etc… O básico e suficiente para meu posicionamento a favor já assimilei e outros detalhes mais profundos em suas discussões com outros leitores com muito conhecimento sobre o sistema que defendemos, cada qual no seu nível…
        Entretanto eu, que já fui coroinha, ops!, acólito, e não perdi aquela verve de querer resgatar os “impios” que de repente derrapam e demonstram com suas atitudes estranhas, ilegais mesmo, perante a Constituição Federal, que parece não crerem mais na democracia e na Justiça.

        Por isso sempre repito, como provocação, que as mudanças tem que partir de dentro do ninho “deles todos” para as reformas políticas e eleitorais de que tanto carecemos, como numa espécie de arrependimento – ha! – por estarem nos escorchando em impostos para manter as sinecuras deles. Seria melhor se esse meu sonho pudesse se realizar sem grotescas confrontações fratricidas,em suma num consenso, que lá no fundo me recuso a aceitar ser quase impossível em meio a um povo tão acomodado e politicamente ignorante de seus direitos e deveres, que não se esforça por participar da maneira correta, isto é, praticando cidadania explícita!
        O Congresso Nacional cobrado pelo Superior Tribunal Federal, com a participação dos partidos políticos no que compete a eles, a consultar o povo se quer o novo sistema eleitoral de voto distrital puro…
        Como destramelar esta situação que aí está se nossas elites, sequer as universitárias, não se unem para liderar o povo nessa retomada do poder que lhe foi usurpado há tempos.
        Por isso prefiro provocar os senhores ministros do Supremo Tribunal Federal – STF, esperando que um “milagre” aconteça. É deles que a coisa tem que iniciar: o resgate do poder para o povo! Enquanto que meu lado “capeta” cochicha que devemos iniciar uma… bem não posso escrever aqui para não ficar igualzinho ao incorrigível com seus camisas pardas no lado de trás!
        Democracia constitucional num Estado Democrático de Direito exige respeito de todos por todos visando o bem comum. O que sobrará se não for por bem? Grupos interessados em vender armas para dois lados que não se entendem não faltam, e aí concorre a visão de um apocalipse. A fome, a pestilência e a destruição já temos, só faltando o confronto no qual ainda me recuso a analisar e nomear.
        Uma coisa é certa: um dia o povo sentenciará e democraticamente!

        Curtir

    • GATO disse:

      Caro Augusto, tô contigo e para completar, acredito que algum esperto se antecipou e comprou toneladas do principio ativo da cloroquina se antecipando a alguma onde pelo uso e agora tá com o mico na mão e sendo amigo de milicianos tenta empurrar isso na população. Será que não, meu irmão?

      Curtir

      • GATO disse:

        ALGUMA ONDA PELO USO

        Curtir

      • Herbert Silvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

        Chiii… será que o Trump pulou fora e largou a cloroquina nas mãos de seguidores incautos? Money, money, money…? Tá faltando o trabalho do jornalista Maklouf para desvendar uma eventual safadagem..

        Curtir

  • Vitor Mario Scipioni Chiesa disse:

    Enquanto no Piaui consta haver sucesso no emprego, comprovadamente ate com vídeos e reportagem, eis que estes são vetados, cesurados na divulgação até aqui… Enquanto tivermos uma imprensa comprovada e majoritariamente esquerdopata contaminada por no mínimo três décadas de continuas de doutrinação, qualquer debate técnico isento na atual conjuntura é impossível e lamentável.

    Curtido por 1 pessoa

  • Cirval disse:

    Assuntos misturados e complexos trazem uma certa confusão. Com relação à cloroquina, quem “receitou” foi, nada mais, nada menos, que o presidente, cafetão da Covid-19. O sujeito não sabe nem governar e se coloca no lugar de cientista aloprado. Há estudo científico sério, portanto, controlado, que diz que a cloroquina não faz efeito na Covid-19. Basta ler esse estudo no Journal of American Medical Association (JAMA), indicado pelo O Antagonista, pois está disponível para qualquer um ler. O CFM deveria se manifestar sobre o uso indiscriminado pretendido pelo Capitão Covid-19, mas cala-se com medo dele. Quem não viu em vídeo pessoas comuns comprando cloroquina nas farmácias do Norte do país? Segundo especialistas a cloroquina pode causar arritmias e eventual parada cardíaca em pessoas infectadas pela coronavírus SARS Cov-2, requerendo mais leitos de UTI. Se isso for verdade, o uso indiscriminado da cloroquina é criminoso. Quando vi o valor da diária da UTI estranhei porque há alguns anos já era de R$ 10.000,00. E duvido que os hospitais privados tenham UTI’s à disposição. Perguntem ao Prevent Sênior. Além do mais, juntar pacientes com a Covid-19 com pacientes com outras doenças em hospitais privados levaria a uma disseminação maior da pandemia. Seria infecção generalizada. Esse é o motivo da construção das tendas, ou seja, para separar os pacientes graves dos pacientes em início da doença, embora muitos pacientes já cheguem às tendas com a doença em avançado estado de infecção. Se está sendo feito mal uso do dinheiro destinado às tendas, são outros quinhentos. Isso é assunto policial e não de saúde pública. Quanto à coordenação da saúde pública, realmente deveria ser feita pelo presidente e pelos governadores. Ocorre que o presidente sequer se dispôs a fazer isso, pois se tratava de uma gripezinha. Até hoje ele tem essa macabra ideia. Aí os governadores tiveram que fazer o trabalho sozinhos e, mal ou bem, estão fazendo um trabalho razoável, porque se deixassem para o mister gripezinha já teríamos mais que o dobro de mortes. Outra coisa, é evidente que os prefeitos é que deveriam estar na linha de frente, mas preferiram deixar nas costas dos governadores, porque ficariam isentos de críticas. O próprio STF liberou os prefeitos e governadores para cuidarem do problema independentemente das providências do presidente. Se quiserem, os prefeitos poderiam tomar as rédeas das ações, mas ninguém se habilita. E toma, governador! E quem acha bonito o Capitão Covid-19 saindo dia sim e outro também à rua para incentivar as pessoas a saírem de casa, destruindo o trabalho dos governadores quanto ao isolamento? Assim a quarentena fica burra, mesmo! Está certo o tio do jornalista Hélio Shwartsman que é cientista e saiu do Brasil na repressão da ditadura militar para fazer pesquisa nos EUA, que qualifica com precisão o presidente da seguinte forma: safado, ineficiente e burro. Se há erros de sintaxe neste texto, me desculpem. Tenho pressa.

    Curtir

    • GATO disse:

      Da minha parte tá desculpado, só complementando, fiquei em uma UTI por cinco dias em 07/2019 e o médico me informou que custaria R$ 25.000,00 por dia ao convênio, por isso faziam de tudo para que eu me recuperasse de uma pneumonia o mais rápido que fosse possível, pois o convênio fica em cima por resultados do tratamento.

      Curtir

    • flm disse:

      Quanto å coordenação da quarentena, Cirval, não entro na questão de qual erro devemos escolher para deixar sem correção o erro anterior, com o que este país ha 520 anos não chega a lugar nenhum. é por isso que este site não privilegia a discussão inútil do que é mas do que deveria ser.

      Curtir

    • Marcelo Alonso disse:

      Cirval, quanto à publicação da Jama, acho que devermos ter um pouco de cautela pois entrei no site deles e junto à este estudo tinha um editorial avisando dos efeitos tóxicos do tratamento, baseado em pesquisa conduzida aqui no Brasil pela Fundação de Estudos Tropicais, pesquisa esta que está sob investigação do MPF, pois administrou em 10 dias 12 mg. de cloroquina, sendo que a dose segura é de 1,5 mg. em 3 dias, intoxicando a pessoa que foi “tratada” e eventualmente levando 11 à morte. Como a Jama faz um editorial baseado em uma pesquisa deste tipo? Aonde está a revisão do material científico? Como você lê O Antagonista, procure por “MPF abre inquérito para apurar pesquisa com cloroquina suspensa após morte de 11 pacientes em Manaus”. Veja a lista de questionamentos do MPF. Aliás o protocolo atual para uma pessoa com suspeita de Covid-19 é para ir para a casa se isolar e tomar analgésicos. Aí quando ela retorna ao hospital já está bem pior e pronta para uma UTI. Inteligente não?

      Curtir

  • Carmen Leibovici disse:

    O mundo todo já está se organizando para tocar o barco ,já com um certo controle do que fazer ou deixar de fazer enquanto a doença não for completamente erradicada mas no Brasil os ratos políticos,ou políticos ratos,estão ainda correndo nos submundos da corrupção para ver o que ainda conseguem faturar com essa oportunidade de ouro que lhes caiu nas mãos.O povão?Ah!F****- se esses fedidos,devem pensar os ratos.
    Os políticos brasileiros são algo indescritível.O mundo deve ter uma tremenda dó de um pais de m*** desses.Digo isso com amargura…

    Curtido por 1 pessoa

  • GATO disse:

    É triste ter que ouvir essas palavras em função de tanta amargura provocada pelas ações de tantos ratos lá no planalto, mas a cura está vindo, Vacina em Janeiro/2021 afirma laboratório americano. Calma Carmen, o senhor do universo não desampara, seja ele Jesus, Moisés, Maomé, Buda, menos Messias.

    Curtir

    • Carmen Leibovici disse:

      Gato,é verdade,Ele não desampara,mas está nas mãos dos homens não permitir que Ele tenha tanto trabalho tentando amparar tanta gente submetida a tanta injustiça.Tem muitos homens que estão fazendo seu trabalho nesta terra muito mal feito.Nem tentam …Nem pensam nisso.É um horror o que acontece no Brasil.

      Curtir

  • natalin disse:

    NOS COMENTÁRIOS ABUNDAM AS MENTES DEFORMADAS PELA IDEOLOGIA DA ESQUERDA, QUE INSISTEM EM PREGAR O CAOS.FICARIAM FELIZES COM UM PRESIDENTE CORRUPTO E COM NOVEDEDOS E COM UMA ANTA QUE ESTOCA VENTOS. SEUS CANALHAS. mAS VÃO CONTINUAR INFELIZES. VAMOS LEVAR DE LAVADA 2022.

    Curtir

  • Pior que o coronavírus é o comunavírus do escritor marxista Slavoj ZizeK. Segundo ele, o vírus permite a infecção de um vírus ideológico do comunismo de forma inesperada. O objetivo não é debelar o vírus, mas utilizá-lo como escada até o inferno cujas portas parecem bloqueadas desde o colapso da União Soviética e que finalmente se reabrem. O inimigo do comunismo não é o capitalismo e sim o espirito humano na sua complexidade e beleza. Faz-se, então, uso do controle da linguagem para a destruição espiritual do homem como se fosse um parasita que o habita. Eis o tempo de VIGIAR E PUNIR, o “politicamente correto” incorpora o “sanitariamente correto”. Agarra, algema e ameaça! Liberdade é subversão! Prisioneiro do próprio medo: FICA EM CASA. É a ditadura psicológica pelo totalitarismo sanitário.

    Curtir

    • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

      Tente explicar isso que você defende, ou seja, “Prisioneiro do próprio medo: Fique em casa”. E você completa: “É a ditadura psicológica pelo totalitarismo sanitário”, para os milhares de profissionais médicos que estão contaminados e, ou, já faleceram por entrarem em contato intenso com ambientes em que o coronavírus está presente, tanto com os pacientes quanto no transporte de massa – trens de subúrbio, metrô e, ônibus – que eles tem que usar para chegar ao trabalho, ida e volta, num processo desgastante após longas jornadas de trabalho, e muitos deles vindos da periferia econômica com salários pífios. Convide o Bolsonaro para uma visita, paramentados devidamente, aos hospitais de campanha e aos demais. Visitem também os que estão sendo mantidos em casa, contaminados e sem acesso a um tratamento digno pelos impostos que pagamos.

      Curtir

      • Fica em casa, forçado! HCQ para pouco. É isso?

        Curtir

      • pedromarcelocezarguimares disse:

        Fica em casa, forçado! HCQ para poucos. É isso?

        Curtir

      • pedromarcelocezarguimares disse:

        Prisão domiciliar de pessoas saudáveis que precisam trabalhar e a proibição do protocolo médico do uso HCQ. É essa a narrativa esquerdista e “politicamente correta” que você defende?!.

        Curtir

      • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

        Sr.Pedro, se não leu, leia, ou está fingindo que não leu, meu comentário acima de 18 de maio de 2020 às 16:57. Deixei bem claro que expor a população abertamente à covid-19 é coisa de ignorante. irresponsável e incompetente, podendo ser tratado como crime contra a saúde pública não respeitar o período de resguardo, e mais criminoso ainda tentar impor recomendando o uso da hidrocloroquina no tratamento da covid-19 quando as pesquisa já demonstraram que é perigoso causando sequelas enormes para o paciente e à reputação dos médicos que por ventura a a adotem.
        Você favorece a internet controladora.

        Curtir

      • pedromarcelocezarguimares disse:

        Quem está no afã de censura e do egotismo é a você! Patrulha e contrapõe sua opinião sobre todos os comentaristas que não estão afinados com sua visão ideológica. Sugiro que atenha seus comentários ao texto principal do expositor do Blog e não persiga opiniões contrárias a sua. Sua opinião sobre os demais são totalmente dispensáveis.
        Passar bem!

        Curtir

      • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

        Sr.Pedro sua seara é outra, parece garoto das hostes adoradoras de Bolsonaro, o incorrigível Certamente não é um robô, mas parece, com suas leituras mal digeridas e depositadas nos sites dos outros.

        Curtir

      • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

        Censurar, patrulhar, contrapor opinião impondo a sua, perseguir é coisa sua desde que passou a frequentar esse Blog do Fernão. E tem o descaramento de afirmar que “Sua opinião sobre os demais são totalmente dispensáveis”… julgando e intimidando? Você parece um moleque mal- criado, irreverente como Bolsonaro, seu ídolo(?) de barro. Ofende-me para ter espaço livre para se impor aos outros da mesma forma? Aqui extrapolou, o vespeiro agitou. .

        Curtir

      • pedromarcelocezarguimares disse:

        Ja que vomitou novamente vah encher o saco em outro em lugar. E ve se me esquece.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Cloroquina ou não cloroquina? no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: