30 de outubro de 2019 § 8 Comentários

Para ser perfeita faltou à matéria da Globo ouvir o presidente antes de publica-la.

Marcado:

§ 8 Respostas para

  • Edison disse:

    Verdade, Como vc mesmo publicou a algum tempo atrás a imprensa atualmente esta com UM olho aberto, diferente dos governos anteriores com o bolsa-mídia q os mantinha com os DOIS fechados.

    Curtir

  • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

    fakAnews.
    O Povo quer ler notícias e não “fake news”. Aqui no Brasil, onde quase tudo vira piada, as fake news contra o presidente Bolsonaro e todo e qualquer cidadão, poderiam ser apelidadas de fakAnews, ´porque ferem profundamente a reputação sem, muitas vezes, haver a retratação e reparações cabíveis. O passar do tempo e investigações esclarecerão.

    Curtido por 1 pessoa

  • Paulo Murano disse:

    Rir da contradição é opção do leitor atento ao supor algum humor refinado em seus posts Twitter de hoje. Outra avaliação seria decepcionante por confirmar que a ferrugem moral, no Brasil, todo corroi – inclusive jovens senhores de famíias ilustres

    Curtir

    • Paulo Murano disse:

      Em outras palavras,eu entendo que a matéria da TV Globo foi perfeita sendo desnecessário ouvir o funcionário público citado. A injustiça está na falta de bom senso que a histeria coletiva provoca quando o agente da mediocridade faz vibrar em nós o que há de pior, injustiça para com o potencial exepcional do cérebro humano que a tacanhez de cultura subdesenvolvida de um povo impede o florescimento.

      Curtir

  • Olavo Leal disse:

    Se a Globolixo ouvisse previamente o Presidente, a matéria perderia todo o impacto que teve, na tentativa de destruí-lo. Então, melhor dar a notícia capenga e “explicar” depois, “justificando” que foi jornalismo correto (ou coisa assim)!

    Curtir

    • A. disse:

      Concordo que a imprensa deve publicar o que quiser, como quiser. Quem deve exercer a função “filtro” é o leitor-espectador-ouvinte. Sabe quando atingiremos, como sociedade, esse nível de selecionamento? Acertou quem arriscou a resposta: N-U-N-C-A!

      Curtir

      • Olavo Leal disse:

        Caro A.: sinto discordar, pois não acho que a Imprensa (com “I” maiúsculo) deve, ou pode, publicar o que quiser e como quiser. A “imprensa” sim, pode. A Globolixo está agindo como “imprensa”, divulgando meias verdades que, no todo, funcionam como uma grande mentira.
        Motivo: desestabilizar o governo Bolsonaro, mesmo que isso venha a representar a volta da esquerda espúria, com toda a quadrilha se aproveitando do “pudê”.
        Some-se a isso o Supremo fazendo m….s, uma atrás da outra, e seguiremos para o caminho lullodilmistabolivariano => venezuelização.

        Curtido por 1 pessoa

      • A. disse:

        Olavo: 1) não “sinta” em discordar: é um direito seu; 2) você não discordou. No momento em que você separa “imprensa” e “Imprensa” já está usando o “filtro” a que me referi. Apenas alguns são capazes, no momento, de realizar tal “proeza” (sem ironia). Como sociedade, não alcançaremos tal estado neste século…
        Abração!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: