16 de julho de 2019 § 8 Comentários

Dalagnol já fala na LavaJato no passado. Toffoli detona o país são, alia-se ao doente e perdoa o crime organizado p/ livrar Flávio “Rachid” mas Jair acha pouco. Vai enfiar o fritador d hambúrguer na goela do Senado em plena tourada com governadores e prefeitos. Êita país mal amado!!

§ 8 Respostas para

  • José Tadeu Gobbi disse:

    Fernão

    O mais impressionante é que tudo é feito às claras sem que se cuide pelo menos do recato. No senado já se movimentam para precificar o posto de embaixador brasileiro em Washington.

    Com este tipo de gente comandando nossas instituições nem a nossa incipiente democracia esta a salvo das hordas do atraso.

    Como já disse um elegante arauto da nova ordem nossas instituições não resistiriam a investida de um cabo e um soldado.

    Embora a violência esteja no pacote, a se contar com a integridade de quem deveria zelar pelas regras consitucionais, o cabo e o soldado nem precisam estar armados.

    Abs
    Tadeu

    Curtido por 1 pessoa

  • Fernão, dizem que a Idade Média é a Idade das Trevas.

    Vistas as últimas, concluo que isso é mera questão espaço-temporal. O Brasil tem Idade das Trevas pra dar e vender. Um verdadeiro circo.

    Cuidado para não ficar deprimido. Lidar com isso no nível que você lida e não mergulhar na depressão é exceção à regra.

    Abraço grande.

    Curtir

  • Herbert Sílvio Augusto Pinho Halbsgut disse:

    Sobre a proposta de JMB de nomear seu filho como embaixador em Washington-DC penso ser uma excelente oportunidade para aquilatarmos o que os senhores Senadores da República Federativa do Brasil decidirão e conhecê-los mais ainda. Carta Magna? Ora a Carta Magna! O que importa para muitos é a política como eles a veem. Quanto ao Itamaraty que se manifeste, mesmo que depois tenham que vir a servir o filho do Presidente na eventual aprovação de seu nome no Senado. Seria essa nomeação apenas um balão de ensaio para JMB avaliar quem é quem em torno dele. O mundo é dos espertos ou dos “experts” ? Viva a República Surrealista Sindicalista e Catimbeira do Brasilnecura. Que as elites não fujam a luta!

    Curtir

  • Países são como pessoas: alguns têm sucesso e muitos fracassam. Alguma dúvida sobre em qual categoria o Brasil se encaixa?

    Curtir

  • Cyro Laurenza disse:

    Desprezado há séculos

    Curtir

  • VARLICE RAMOS disse:

    Ao votar contra o PT nas últimas eleições – porque qualquer coisa menos esse partido ladrão -, não tive outra alternativa que a de votar em Bolsonaro.
    Conclusão: ao votar para a presidência, ganhei uma capitania hereditária.

    Curtido por 1 pessoa

  • Mora disse:

    Varlice, capitania hereditária também não deu certo para a metrópole. Dá para indentificar a metrópole hoje? O João Telles está certo : é o fracasso como nação, embora já tenha se passado 460 anos. Parece o sargento da delegacia do bairro há 60 anos. Era “otoridade”. O resto ” era escravo”.

    Curtir

  • VARLICE RAMOS disse:

    Eu não disse que dera certo.
    Só lamentei que ao achar que comprara alhos recebera bugalhos.
    Constatei, lamentei e continuo a lamentar: na rabeira do patriarca tenho de engolir seus rebentos malcriados e mimados.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento no VESPEIRO.

Meta

%d blogueiros gostam disto: